Preparações semissólidas usadas topicamente para obtenção de efeitos emolientes protetores ou como veículo para administração local de medicamentos. As bases das pomadas são várias misturas de gorduras, ceras, óleos animais e vegetais, e hidrocarbonetos sólidos e líquidos.
Várias misturas de gorduras, ceras, óleos animais e vegetais, e hidrocarbonetos sólidos e líquidos; veículos para substâncias medicinais dirigidos para aplicação externa; há quatro classes: com base de hidrocarboneto, de absorção, de água removível e solúvel em água; muitas são também emolientes.
Sistema coloidal de hidrocarbonetos semissólidos obtidos a partir do PETRÓLEO. É utilizado como base para unguentos, como protetor tópico e lubrificante.
Aplicação de preparações de droga às superfícies do corpo, especialmente na pele (ADMINISTRAÇÃO CUTÂNEA) ou nas mucosas. Este método de tratamento é usado para evitar efeitos colaterais sistêmicos quando doses altas são necessárias a uma área localizada ou como uma via alternativa de administração sistêmica, por exemplo, para evitar o processo hepático.
Antibiótico usado topicamente obtido da Pseudomonas fluorescens. Apresenta excelente atividade contra estafilococos e estreptococos Gram-positivos. O antibiótico é utilizado principalmente no tratamento de distúrbios da pele primários e secundários, infecções nasais e em curativos de ferimentos.
Aplicação de doses adequadas de medicamentos na pele para efeitos locais ou sistêmicos.
Linhagens mutantes de ratos que produzem pouco ou nenhum pelo. Várias mutações homozigóticas recessivas diferentes podem causar calvície em ratos, inclusive mu/mu (Nu Rowett), fz/fz (penugem), shn/shn (curto) e nznu/nznu (Nu Nova Zelândia). Nota: embora RATOS NUS sejam frequentemente sem pelos, sua principal característica é serem atímicos.
Captação de substâncias através da PELE.
Fármacos usados para o tratamento ou prevenção de afecções cutâneas ou para o cuidado habitual com a pele.
Macrolídeo isolado a partir do caldo da cultura de cepas de Streptomyces tsukubaensis que tem uma forte atividade imunossupressora 'in vivo', prevenindo a ativação de linfócitos T em resposta a estímulos antigênicos e mitogênicos 'in vitro'.
Substâncias resinosas que geralmente se originam mais de árvores. Além das resinas, eles contêm óleos, ácido cinâmico e ÁCIDO BENZOICO.
Derivado da PREDNISOLONA com alta atividade glucocorticoide e baixa atividade mineralocorticoide. A absorção através da pele é mais rápida que a da FLUOCINONIDA. É usado topicamente no tratamento da PSORÍASE, mas pode causar supressão adrenocortical marcante.
Substâncias oleaginosas usadas topicamente para aliviar, amaciar ou proteger a pele ou as mucosas. Também usados como veículos para outros agentes dermatológicos.
Doença inflamatória crônica da pele, determinada geneticamente, marcada pela habilidade elevada em formar reagina (IgE), com suscetibilidade aumentada à rinite alérgica e asma, e disposição hereditária para um limiar diminuído para prurido. Manifesta-se por liquenificação, escoriação e crostas, principalmente nas superfícies das curvaturas do cotovelo e joelho. Em recém-nascidos, é conhecida como eczema infantil.
Derivado salicilato e analgésico anti-inflamatório com ações e efeitos colaterais similares às da aspirina.
Substância oleosa secretada pelas GLÂNDULAS SEBÁCEAS. É composta de QUERATINAS, gordura e fragmentos celulares.
Complexo de peptídeos cíclicos antibióticos produzidos pelas cepas Tracy-I do Bacillus subtilis. A preparação comercial é uma mistura de pelo menos nove bacitracinas com a bacitracina A como seu principal constituinte. É utilizada topicamente para tratar infecções abertas, tais como eczemas e úlceras dérmicas infectadas.
Glicocorticoide dado oralmente, parenteralmente, por injeção local, por inalação, ou aplicado topicamente no tratamento de vários transtornos nos quais os corticoesteroides são indicados. A ausência de propriedades mineralocorticoides torna a betametasona particularmente adequada para se tratar o edema cerebral e a hiperplasia adrenal congênita.
Derivados da heparina. O termo tem sido utilizado imprecisamente, incluindo os polissacarídeos altamente sulfatados naturais e sintéticos de estrutura similar. As preparações heparinoides têm sido utilizadas em um amplo espectro de aplicações, incluindo-se como anticoagulantes e anti-inflamatórios, sendo-lhes atribuídas propriedades hipolipidêmicas.
Óleo viscoso e nauseante obtido do arbusto Croton tiglium (Euphorbaceae). É vesicante e irritante de pele utilizado como padrão farmacológico para inflamações de pele e alergia e causa câncer de pele. Foi inicialmente utilizado como emético e catártico, com mortalidade frequente.
Mistura líquida de hidrocarbonetos obtida a partir do petróleo. É utilizado como laxante, lubrificante, base de unguentos e emoliente.
Substâncias geralmente inertes adicionadas a uma prescrição para garantir uma consistência satisfatória para a formulação. Estas incluem aglutinantes, matrizes, bases ou diluentes usados em pílulas, comprimidos, cremes, pomadas, etc.
Trabalhos que contêm artigos de informação em assuntos em todo campo de conhecimento, normalmente organizado em ordem alfabética, ou um trabalho semelhante limitado a um campo especial ou assunto.
Conjunto de manipulações sistemáticas e científicas dos tecidos corporais de melhor eficiência, com as mãos, com o propósito de influenciar os sistemas nervoso e muscular e a circulação geral.
Instrumentos usados para injetar ou retirar líquidos. (Stedman, 25a ed)
Gênero de plantas da família CUPRESSACEAE.
Neoplasia estromal gonadal composta somente de CÉLULAS TECAIS que ocorrem, em sua maioria, nos OVÁRIOS pós-menopausados. É preenchido com células em formato de fuso contendo lipídeos e produzindo ESTRÓGENOS que podem levar à HIPERPLASIA ENDOMETRIAL, HEMORRAGIA UTERINA ou outras malignidades em mulheres pós-menopausa e precocidade sexual em garotas. Quando os tumores que contêm células tecais também contiverem FIBROBLASTOS, são identificados como tumores tecoma-fibroma com menor produção de hormônios ativos.
Gênero de plantas (família ASTERACEAE), cujos membros contêm CAROTENOIDES, óleos essenciais (ÓLEOS VOLÁTEIS), flavonoides, mucilagem, SAPONINAS e ESTERÓIS. As plantas são utilizadas tanto topicamente como internamente. O nome popular 'Calêndula' é usado também para TAGETES.
Gênero de planta (família POLYGONACEAE) ingrediente do "Shou-Wu-Pian", uma mistura MEDICAMENTOS DE ERVAS CHINESAS. O nome vulgar briônia-negra também se refere ao TAMUS ou Fallopia (usar POLYGONACEAE).
Instituições que abrigam coleções de fontes de informação adquiridas e organizadas sistematicamente e que geralmente prestam assistência a usuários. (Tradução livre do original: ERIC Thesaurus, http://www.eric.ed.gov, acessado em 26/1/2011)
Veias intumescidas na parte mais baixa do RETO e ÂNUS. As hemorroidas podem ser dentro do ânus (interna), sob a pele em torno do ânus (externa), ou protraindo de dentro para fora do ânus. As pessoas com hemorroidas podem ou não exibir sintomas que incluem sangramento, coceira e dor.
Anormalidade congênita caracterizada pela persistência da membrana anal, resultando no revestimento do CANAL ANAL normal por uma delgada membrana. A imperfuração nem sempre é completa e é tratada cirurgicamente na infância. O defeito é, com frequência, associado a DEFEITOS DO TUBO NEURAL, DEFICIÊNCIA INTELECTUAL e SÍNDROME DE DOWN.
Remoção cirúrgica de HEMORROIDAS.
Exame endoscópico, terapia ou cirurgia do interior do reto.
Tumores ou câncer do CANAL ANAL.
Úlcera linear dolorosa na margem do ânus. Aparece como uma fissura ou fenda na mucosa do ânus muito dolorosa e difícil de cicatrizar. (Dorland, 28a ed; Stedman, 25a ed)
Representações teóricas que simulam o comportamento ou a actividade de processos biológicos ou doenças. Para modelos de doença em animais vivos, MODELOS ANIMAIS DE DOENÇAS está disponível. Modelos biológicos incluem o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.
O intercâmbio de bens ou artigos, especialmente em uma larga escala, entre países diferentes ou entre populações dentro do mesmo país. Inclui comércio (a compra, venda ou troca de artigos no atacado ou varejo) e negócios (a compra e venda de bens para obter lucro).
Nucleotídeo de adenina contendo um grupo fosfato esterificado para ambas posições 3' e 5' da metade do açúcar. É um mensageiro secundário e um regulador intracelular chave que funciona como mediador da atividade de vários hormônios, incluindo epinefrina, glucagon e ACTH.
Doenças animais ocorrendo de maneira natural ou são induzidas experimentalmente com processos patológicos suficientemente semelhantes àqueles de doenças humanas. São utilizados como modelos para o estudo de doenças humanas.
Matéria sólida finamente dividida, constituída de partículas menores que um micrometeoro (portanto com diâmetro muito menor que um milímetro) movendo-se no espaço interplanetário.
Preparação medicinal solúvel em água aplicada à pele.
Qualquer fenômeno que ocorre na atmosfera. Os meteoros podem classificar-se em líquidos, sólidos, ígneos, elétricos, magnéticos e luminosos (Material IV - Glosario de Protección Civil, OPAS, 1992)
Ampla classe de substâncias que contêm carbono e seus derivados. Muitas dessas substâncias químicas irão conter frequentemente hidrogênio com ou sem oxigênio, nitrogênio, enxofre, fósforo e outros elementos. Eles existem tanto na forma de cadeias como na forma de anéis carbônicos.
Comida congelada de base laticínia feita de nata ou gordura, leite, açúcar e condimentos. Pudim congelado e sorvetes do tipo francês também contêm ovos.
Infecção dos genitais (GENITÁLIA) com o VÍRUS DO HERPES SIMPLEX, tanto nos machos como nas fêmeas.
Ingestão de quantidade excessiva de alimento em um curto intervalo de tempo, como se observa no transtorno da BULIMIA NERVOSA. É causado por um desejo anormal por alimento ou fome insaciável, também conhecida como "fome de touro" (ox hunger).
Espécie de SIMPLEXVIRUS associado com infecções genitais (HERPES GENITAL). É transmitido por intercurso sexual e por contato pessoal próximo.
Um grupo de infecções agudas causadas por vírus de herpes simples tipo 1 ou tipo 2, caracterizadas pelo desenvolvimento de uma ou mais vesículas pequenas cheias de líquido com uma base eritematosa elevada na pele ou mucosa, e ocorrendo como infecção primária ou recorrente em virtude da reativação de uma infecção latente. As infecções tipo 1 geralmente afetam regiões não genitais do corpo, enquanto nas infecções tipo 2 são principalmente vistas nas áreas genitais e circundantes, embora haja superposição entre os dois tipos. Os fatores precipitadores incluem febre, exposição à temperatura fria ou a raios ultravioleta, queimadura solar, escoriações cutâneas ou mucosas, estresse emocional e traumatismo nervoso. (Dorland, 28a ed)
Gênero de vírus (família HERPESVIRIDAE, subfamília ALPHAHERPESVIRINAE) semelhantes ao herpes simples. Seu representante é o HERPEVIRUS HUMANO 1.
Espécie típica de SIMPLEXVIRUS que causa a maioria das formas de herpes simplex não genital em humanos. A infecção primária ocorre principalmente em crianças, e então o vírus fica latente no gânglio da raiz dorsal. É então reativado periodicamente ao longo da vida, causando principalmente afecções benignas.
Análogo de GUANOSINA que age como antimetabólito. Vírus são especialmente susceptíveis. É usado especialmente contra herpes.