Curso ou método de ação escolhido geralmente por um governo entre várias alternativas para guiar ou determinar decisões presentes e futuras.
Decisões e ações tomadas por órgãos públicos para nortear e geralmente determinar decisões presentes e futuras sobre os serviços de planejamento familiar.
Decisões geralmente desenvolvidas por formuladores de políticas do governo, para definição de objetivos imediatos e futuros do sistema de saúde.
Instituições organizadas que provêm serviços para melhorar as condições de necessidade ou patologia social na comunidade (MeSH/NLM). Segundo a CONSTITUIÇÃO do Brasil (art.194), a SEGURIDADE SOCIAL compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa dos Poderes Públicos e da sociedade, destinadas a assegurar os direitos relativos à SAÚDE, à PREVIDÊNCIA SOCIAL e à ASSISTÊNCIA SOCIAL.
Princípios fundamentais e leis adotadas por uma organização para a regulação e administração de seus negócios. (Fonte: MeSH) Constituição: Lei fundamental de um ESTADO, em que estão estabelecidos os princípios embasadores de sua organização política, bem como os direitos e deveres de governantes e governados. Estatuto: Conjunto de princípios institucionais ou orgânicos de uma coletividade ou corporação, pública ou privada. Também utilizado para designar NORMAS JURÍDICAS que ordenam algum tema específico.
Processo interativo no qual os membros de uma comunidade estão preocupados com a igualdade e os direitos de todos.
Qualquer comportamento que é causado por um outro indivíduo, ou que afeta outro indivíduo, em geral da mesma espécie.
Variação nas taxas de ocorrências de doenças e deficiências entre grupos populacionais definidos por características socioeconômicas como idade, etnia, recursos econômicos ou gênero e populações identificadas geograficamente ou por medidas semelhantes.
Ocupação em serviço púbico ou privado, com remuneração.
Fatores sociais e econômicos que caracterizam o indivíduo ou o grupo dentro da estrutura social.
Processo de decisão pelo qual indivíduos, grupos ou instituições estabelecem legislações ou regulações que legitimem políticas relativas a planos, programas ou procedimentos.
Estrato da população com mesma posição e prestígio, inclui estratificação social. Classe social é definida por critérios tais como educação, ocupação, renda.
Ramo da medicina voltado para a prevenção e o controle de doenças e deficiências, e para a promoção da saúde física e mental da população tanto nos níveis internacional e nacional, como no estadual ou municipal.
Sistemas de suporte que proporcionam assistência e encorajamento para os indivíduos com inaptidão física ou emocional para que eles possam melhor superá-la. Apoio social informal que normalmente é providenciado por amigos, parentes ou semelhantes, enquanto ajuda formal é providenciada por igrejas, grupos, etc.
Inadequação dos meio econômicos do indivíduo ou família para sua realização na sociedade, frequentemente decorrente de mecanismos e práticas de exploração econômica, social e cultural.
Sequências de DNA que formam a região codificadora para as enzimas retrovirais, inclusive transcriptase, protease e endonuclease/integrase reversas. "pol" é a sigla de polimerase, a classe enzimática da transcriptase reversa.
Curso ou método de ação selecionado, geralmente por uma organização, instituição, universidade, sociedade, etc., entre alternativas para guiar e determinar decisões presentes e futuras e posições em assuntos de interesse público ou social. Não inclui política interna relativa à organização e à administração dentro da corporação para a qual a ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO está acessível.
Procedimento ou método de ação selecionado para orientar e determinar decisões presentes e futuras.
O agregado de instituições sociais e culturais, formas, padrões e processos que influenciam a vida de um indivíduo ou comunidade.
A separação de indivíduos ou grupos resultando em falta de ou diminuição de contato social e/ou comunicação. Esta separação pode ocorrer por separação física, barreiras sociais e por mecanismos psicológicos. Neste último caso, pode haver interação mas não uma comunicação verdadeira.
A percepção dos atributos, características e comportamentos dos próprios colegas ou grupo social.
Proteínas retrovirais codificadas pelo gene pol. Geralmente são sintetizadas como uma proteína precursora (POLIPROTEÍNAS) e mais tarde divididas em produtos finais que incluem a transcriptase reversa, endonuclease/integrase e protease viral. Algumas vezes elas são sintetizadas como uma proteína de fusão gag-pol (PROTEÍNAS DE FUSÃO, GAG-POL). pol é a abreviação de polimerase, a classe de enzimas de transcriptase reversa.
Adaptação de uma pessoa ao ambiente social. O ajuste pode ocorrer por adaptação do indivíduo (self) ao ambiente ou por transformação do ambiente (Tradução livre do original: Campbell, Psychiatric Dictionary, 1996).
Estrutura social de um grupo relacionada com a posição social relativa do estado de dominância de seus membros (Tradução livre do original: APA, Thesaurus of Psychological Index Terms, 8th ed.).
Uso dos recursos da comunidade, trabalhos com indivíduos ou grupos, para a promoção da capacidade de pessoas em relação a seu ambiente econômico e social. Inclui órgãos de serviço social.
Plataformas que fornecem a habilidade e as ferramentas para criar e publicar informação acessada via INTERNET. Geralmente, estas plataformas possuem três características com conteúdo gerado pelo usuário, alto grau de interação entre o criador e o usuário e facilmente integrado com outros sites.
Disciplinas voltadas para as inter-relações dos indivíduos em um ambiente social, incluindo as organizações sociais e as instituições.
Procedimento de ação ou princípio adotado ou proposto por um governo, partido, negócio ou indivíduo que se refere às interações humanas com a natureza e com os recursos naturais.
Ordenamento de posição social estabelecido por certos padrões de comportamento.
Resultado da interação de vários fatores socioeconômicos, como modernização ou urbanização, incorporando ideias e práticas. (tradução livre: Keyword Dictionary)
O grau de proximidade ou aceitação que um indivíduo sente em relação a outro indivíduo ou a um grupo.
Condição social é a situação, estado ou circunstância de um indivíduo, grupo, população ou localidade, em relação à habitação, escolaridade, infraestrutura sanitária, emprego, pobreza e outros parâmetros socioeconômicos.
Situações que afetam um número significante de pessoas que se acredita serem fontes de dificuldades ou ameaças a estabilidade da comunidade e que requerem programas de melhoria.
Atividades relacionadas com políticas governamentais, funções governamentais, etc.
Programas de seguro social patrocinados pelo GOVERNO.
Padrões abstratos ou variáveis empíricas da vida social, que são considerados importantes e/ou desejáveis.
Comportamentos que estão em discrepância com a norma social esperada e que afetam outros indivíduos.
O ramo da psicologia que trata dos efeitos do grupo no comportamento, nas atitudes e nas crenças de um indivíduo a ele pertencente.
Aplicação dos princípios de marketing, também usados para vender produtos aos consumidores, para promover ideias, atitudes e comportamentos. O design e uso de programas buscam aumentar a aceitação de uma ideia ou prática social pelos grupos alvo, não com o objetivo de beneficiar o comerciante, mas para beneficiar o público alvo e a sociedade em geral.
Decisões para determinar e guiar os objetivos presentes e futuros entre alternativas.
Processo pelo qual um aspecto de autoimagem é desenvolvido baseado na preferência de um grupo ou etnocentrismo e uma percepção de pertencer a um grupo social ou cultural. (Tradução livre do original: APA, Thesaurus of Psychological Index Terms, 8th ed.)
Traço de personalidade que torna o indivíduo aceitável nos meios social ou interpessoal. Está relacionado com aceitação social, aprovação social, popularidade, status social, qualidades de liderança, ou qualquer qualidade que torne o indivíduo uma companhia social desejável.
Envolvimento em atividades ou programas comunitários.
Diretrizes e objetivos que pertencem ao suprimento de alimentos e nutrição, incluindo recomendações para dieta saudável.
Atitude ou comportamento de aceitação dos padrões ou normas socialmente reconhecidos.
Conjunto de perguntas previamente preparadas utilizado para a compilação de dados.
Proibição do fumo em áreas específicas a fim de controlar a POLUIÇÃO POR FUMAÇA DE TABACO.
Toda intensificação de um comportamento motivado no qual indivíduos fazem a mesma coisa com algum grau de estimulação mútua e consequente coordenação.
Ramo da medicina voltado para o papel de fatores socioambientais na ocorrência, prevenção e tratamento de doenças.
O estado de alienação que os indivíduos sentem em ambientes culturais que eles veem como estrangeiro, imprevisível ou inaceitável.
DNA polimerases dependentes de DNA, encontradas em células bacterianas, animais e vegetais. Durante o processo de replicação, estas enzimas catalisam a adição de resíduos de desoxirribonucleotídeos até a extremidade de uma fita de DNA na presença de DNA como molde-iniciador. Também possuem atividade de exonuclease e por isso funcionam no reparo de DNA.
Obrigações e responsabilidades assumidas quando se executam ações ou ideias a favor de outros.
Transtornos da ansiedade nas quais o aspecto central é um medo persistente e irracional de um objeto, atividade ou situação específicos, que o indivíduo se sente compelido a evitar. O indivíduo reconhece que o medo é excessivo e despropositado.
RNA polimerase dependente de DNA, presente em células bacterianas, vegetais e animais. Funciona na estrutura nucleoplásmica e transcreve DNA em RNA. Tem requerimentos diferentes para cátions e sal da RNA polimerase I e é fortemente inibida pela alfa-amanitina. EC 2.7.7.6.
Enzima de reparo de DNA que catalisa a síntese de DNA durante o reparo da excisão de bases do DNA. EC 2.7.7.7.
Promoção da saúde é o processo de capacitação do indivíduo em melhorar e controlar sua saúde. Para alcançar o estado de completo bem-estar físico, mental e social, um indivíduo ou grupo deve ser capaz de identificar aspirações, satisfazer necessidades e mudar ou lidar com seu ambiente. Saúde é vista, portanto, como um meio de vida e não um objetivo. Política de promoção de saúde envolve abordagens diversas, mas complementares, levando em conta as diferenças sociais, culturais e econômicas de cada país. (Ottawa Charter 1986)
DNA polimerase dependente de DNA, caracterizada em E.coli e outros organismos inferiores (mas pode estar presente em organismos superiores). Utilizada também para uma forma mais complexa de DNA polimerase III (designada DNA polimerase III* ou pol III*), com atividade biológica 15 vezes maior (na síntese de DNA) que a da DNA polimerase I. Esta polimerase tem atividade de exonuclease (3'-5' e 5'-3'), é inibida por reagentes sulfidrílicos e tem a mesma dependência do molde-iniciador como a pol II (EC 2.7.7.7).
Quadro mórbido característico, de natureza basicamente psíquica, onde inexistem causas orgânicas capazes de serem evidenciadas pelos meios usuais de exame médico, que aparece em condições especiais, de trabalho ou de guerra. Apresenta quadro predominante psíquico acompanhado de repercussões orgânicas. A sintomatologia é múltipla e polimorfa com cefaleias, tonturas, anorexia, tremores de extremidades, adinamia, dificuldades de concentração, crises de choro.
Estudos epidemiológicos que avaliam a relação entre doenças, agravos ou características relacionadas à saúde, e outras variáveis de interesse, a partir de dados coletados simultaneamente em uma população. (Tradução livre do original: Last, 2001)
Processo interativo que combina investigação, discussão e acordo por várias pessoas na preparação e desempenho de um programa para melhorar as condições de necessidade ou patologia social na comunidade. Normalmente envolve a ação de um corpo político formal, legal ou de voluntários reconhecidos.
Circunstâncias em que pessoas nascem, crescem, vivem, trabalham e envelhecem, bem como os sistemas disponíveis para lidar com doença. Tais circunstâncias são, por sua vez, moldadas por um conjunto mais amplo de forças: econômicas, políticas sociais e políticas (Tradução livre do original: http://www.cdc.gov/socialdeterminants/).
DNA polimerase dependente de DNA, caracterizada em E.coli e outros organismos inferiores. Pode estar presente em organismos superiores e tem uma atividade molecular intrínseca de apenas 5 por cento daquela da DNA Polimerase I. Esta polimerase tem atividade de exonuclease 3'-5', age apenas em DNA de fita dupla com brechas, ou nos terminais de fita única menores do que 100 nucleotídeos como molde, e é inibida por reagentes sulfidrílicos. EC 2.7.7.7.
Conversações com indivíduos ou com grupo de pessoas a fim de obter informações acerca da formação pessoal e outros dados biográficos, suas atitudes e opiniões, etc. Inclui entrevistas de admissão em escolas ou em empregos.
Proteínas codificadas pelo GENE POL do VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA HUMANA.
Possibilidade dos indivíduos adentrarem e utilizarem os serviços de atenção à saúde, com vistas à resolução de problemas que afetem a saúde. Dentre os fatores que influem nesta possibilidade incluem considerações geográficas, arquitetônicas, de transporte, financeiras entre outras.
Arranjo físico e localização de populações ou fatores ligados a elas.
Grau em que se encontra um indivíduo ou população quanto às funções físicas e mentais, independentemente do sistema de saúde local. (Tradução livre do original: Last, 2001)
RNA polimerase dependente de DNA, presente em células bacterianas, vegetais e animais. Funciona na estrutura nucleoplásmica, onde transcreve DNA em RNA. Tem requerimentos específicos para cátions e sal, e mostrou sensibilidade intermediária à alfa-amanitina em comparação com a RNA polimerase I e II. EC 2.7.7.6.
A interação de duas ou mais pessoas ou organizações, que é direcionada para um objetivo comum, mutuamente benéfico. Uma situação de trabalho ou de atuação em conjunto com um propósito ou benefício comum, i. é, uma ação conjunta.
A resposta observável de um animal diante de qualquer situação.
Controle exercido pelas organizações mais estáveis da sociedade como por exemplo instituições estabelecidas e a lei. De maneira geral estão incorporados em códigos definidos, frequentemente na forma escrita.
Reunião sistemática de dados, com um objetivo específico, de várias fontes, incluindo questionários, entrevistas, observação, registros existentes e equipamentos eletrônicos.
Instituições educacionais.
Exercício de autoridade governamental para controlar o comportamento.
Atributo perceptível que é profundamente desaprovado e considerado uma violação das normas sociais.
Relação entre indivíduos em que um indivíduo ameaça o outro, ou se torna agressivo, e o outro permanece passivo ou procura fugir.
Refere-se a todos os aspectos da provisão e distribuição de serviços de saúde a uma população.
Grupo composto de associados da mesma espécie, aproximadamente da mesma idade e, geralmente, de mesma posição ou nível social.
Ciência social que estuda as relações de grupo, os padrões coletivos de comportamento e a organização social.
O intercâmbio de bens ou artigos, especialmente em uma larga escala, entre países diferentes ou entre populações dentro do mesmo país. Inclui comércio (a compra, venda ou troca de artigos no atacado ou varejo) e negócios (a compra e venda de bens para obter lucro).
Qualquer tipo de pesquisa que empregue informação não numérica para explorar características individuais ou de grupo, que produz achados não acessíveis por procedimentos estatísticos ou outro meio quantitativo. (Tradução livre do original: Qualitative Inquiry: A Dictionary of Terms Thousand Oaks, CA: Sage Publications, 1997)
Países no processo de mudança com o crescimento econômico, ou seja, um aumento na produção, consumo e renda per capita. O processo de crescimento econômico envolve a melhor utilização de recursos naturais e humanos que resultam em uma mudança nas estruturas sociais, políticas e econômicas.
Inalação e exalação da fumaça do TABACO queimado.
Estado de harmonia entre as necessidades internas e as exigências externas, e os processos usados na conquista desta condição. (Tradução livre do original: APA Thesaurus of Psychological Index Terms, 8th ed).
Inovação e aprimoramento do sistema de saúde pela reavaliação e reforma dos serviços, e eliminação de erros e abusos na provisão e distribuição dos serviços de saúde aos pacientes. Inclui um realinhamento dos serviços e do seguro-saúde para um maior número de pessoas (o desempregado, o indigente, o não assegurado e o idoso nos centros urbanos e nas áreas rurais) com referência a cobertura, hospitalização, restrição de preços e custos, os custos de seguradoras e de empregados, afecções pré-existentes, medicamentos prescritos, equipamentos e serviços (tradução livre do original: MeSH, para Health Care Reform).
Aspecto do comportamento individual ou do estilo de vida, exposição ambiental ou características hereditárias ou congênitas que, segundo evidência epidemiológica, está sabidamente associado a uma condição relacionada com a saúde considerada importante de ser prevenida.
Atitude de uma porção significante de uma população a respeito de uma determinada proposição, baseada em uma quantia mensurável de efetiva evidência, e envolvendo algum grau de reflexão, análise e raciocínio.
Mecanismo ou processo através do qual a população, por meio de seus representantes, participa do processo de formulação das políticas de saúde e do controle de sua execução nos distintos níveis de governo: federal, estadual e municipal.
Contribuição monetária exigida pelos poderes públicos sobre propriedades, heranças, doações, bens, etc.
O nível de organização e atividade governamental inferior ao GOVERNO FEDERAL.
Usado quando sexo é discutido como um fator em relação a algum assunto ou problema específico.
Representações teóricas que simulam o comportamento ou atividade dos sistemas, processos ou fenômenos. Eles incluem o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.
Pessoas que se conhece, das quais se gosta e nas quais se confia.
Fatores que formam um complexo de pré-iniciação para promotores que são especificamente transcritos pela RNA POLIMERASE I.
Refere-se aos direitos das pessoas a oportunidades culturais, sociais, econômicas e educacionais oferecidas pela sociedade ex. direito ao trabalho, direito a educação e direito a previdência social.
Atitudes do público em relação à saúde, doença e sistema de atendimento médico.
O estudo dos determinantes e efeitos sociais da saúde e da doença e da estrutura social das instituições ou profissões médicas.
Uso de todos os processos do serviço social para o tratamento de doentes mentais.
Estudo no qual as variáveis relacionadas a um indivíduo ou grupo de indivíduos são acompanhadas por anos e com contato a intervalos regulares.
Aqueles estados afetivos que podem ser experimentados e que têm a propriedade de excitar e motivar o indivíduo.
Julgamento preconcebido feito sem evidência factual.
O complexo de instituições políticas, leis e costumes através dos quais a função de governar é desempenhada em uma unidade política específica.
Expressão coletiva para todos os modelos de comportamento adquiridos e transmitidos socialmente através de símbolos. Cultura inclui costumes, tradições e linguagem.
Conhecimento, atitudes e comportamentos associados, que fazem parte dos tópicos relacionados com a saúde, como doenças e PROCESSOS PATOLÓGICOS, sua prevenção e tratamento. Este termo refere-se a trabalhadores da área da saúde (PESSOAL DE SAÚDE) ou não.
Conceito relativo ao estado de saúde dos habitantes do mundo. Por ordem de gravidade os principais riscos para a saúde mundial foram assim classificados: subalimentação, prática de sexo sem proteção, hipertensão, tabagismo, álcool, má qualidade da água, colesterol, fumaça de combustíveis sólidos como carvão e lenha, carência de ferro e a obesidade.
Investigação crítica e exaustiva ou experimentação, tendo por objetivo a descoberta de fatos novos e sua interpretação correta, a revisão de conclusões, teorias ou leis aceitas, à luz de fatos recentemente descobertos, ou a aplicação prática dessas conclusões, teorias ou leis novas ou revisadas.
Idade como um elemento ou influência que contribui à produção de um resultado. Pode ser aplicável à causa ou efeito de uma circunstância. É usado com os conceitos humano e animal, mas devem ser diferenciados de ENVELHECIMENTO, um processo fisiológico, e FATORES DE TEMPO que se refere somente ao transcurso do tempo.
A visão que a pessoa tem de si mesma.
O fortalecimento de uma resposta com uma recompensa social, tal como um gesto de aprovação, o amor ou atenção de um dos pais.
O processo de realizar um julgamento intelectual seletivo quando se é apresentado a várias alternativas complexas consistindo de diversas variáveis, e que geralmente leva à definição de um modo de agir ou de uma ideia.
Métodos governamentais federais, estaduais ou municipais de assistência financeira.
Conjunto de normas, regulamentos e recomendações técnicas no âmbito nacional visando a implementação de estratégias sanitárias específicas, cuja organização pode basear-se em enfermidades (doenças infecciosas, cânceres etc.) ou ciclos de vida (infância, adolescência, adultos etc).
Promoção e apoio aos direitos e interesses do consumidor.
Biossíntese de RNA realizada a partir de um molde de DNA. A biossíntese de DNA a partir de um molde de RNA é chamada de TRANSCRIÇÃO REVERSA.
Período de frequência à escola ou nível de aprendizado adquirido.
Processo cuja finalidade é a determinação sistemática e objetiva da relevância, efetividade e impacto de políticas públicas, programas e projetos de saúde. O objetivo da avaliação é o de aperfeiçoar os programas e projetos, no sentido de orientar a distribuição de recursos humanos e financeiros. (tradução livre do original: OPAS/OMS-Evaluación de los programas de Salud; normas fundamentales. 1981, para Avaliação de Programas e Projetos de Saúde) Estudos projetados para avaliar a eficácia de programas. Incluem a avaliação de custo-eficácia e do alcance ou impacto dos objetivos cumpridos. (tradução livre do original: MeSH, para Program Evaluation)
Coleta sistemática de dados relativos ao estado de saúde de determinada população. Pode ser descritiva, exploratória ou explicativa. (Tradução livre do original: Last, 2001)
Conceito genérico que reflete um interesse com a modificação e a aprimoramento dos componentes da vida, ex. ambiente físico, político, moral e social; a condição geral de uma vida humana.
Interação de pessoas ou grupos de pessoas que representam várias nações na busca de uma meta ou interesse comum.
Comportamentos através dos quais os indivíduos protegem, mantém e promovem o próprio estado de saúde. Por exemplo, dieta e exercícios apropriados são vistos como atividades que influenciam o estado de saúde. O estilo de vida está intimamente relacionado com a comportamento saudável e é, por sua vez, influenciado por fatores socioeconômicos, educacionais e culturais.
Descrições de sequências específicas de aminoácidos, carboidratos ou nucleotídeos que apareceram na literatura publicada e/ou são depositadas e mantidas por bancos de dados como o GENBANK, European Molecular Biology Laboratory (EMBL), National Biomedical Research Foundation (NBRF) ou outros repositórios de sequências.
RNA polimerase dependente de DNA presente em células bacterianas, vegetais e animais. A enzima funciona na estrutura nucleolar e transcreve DNA a RNA. Tem requerimentos diferentes para cátions e sais da RNA polimerase II e III, e não é inibida pela alfa-amanitina. EC 2.7.7.6.
Nível de organização e função governamental com alcance nacional.
Maior país na América do Norte, abrange 10 províncias e três territórios. Sua capital é Ottawa.
Período de tempo a partir de 1901 até 2000 da era comum.
DNA polimerase dependente de DNA, caracterizada em procariotos, e que pode estar presente em organismos superiores. Tem tanto atividade de exonuclease 3'-5'quanto 5'-3', mas não pode usar o DNA de fita dupla nativo como molde-iniciador. Não é inibida por reagentes sulfidrílicos e é ativa tanto na síntese quanto no reparo do DNA. Ec 2.7.7.7.
Serviços de saúde requeridos por uma população ou comunidade; inclui a avaliação e a identificação das necessidades percebidas pelo grupo, calculadas através de critérios e métodos científicos.
Proventos obtidos de investimentos, trabalho ou negócios.
Incluem o espectro das infecções pelo vírus da imunodeficiência humana que vão desde o estado soropositivo assintomático, passando pelo complexo relação-AIDS até a síndrome de imunodeficiência adquirida (AIDS).
Número total de casos de uma dada doença em uma população especificada num tempo designado. É diferenciada de INCIDÊNCIA, que se refere ao número de casos novos em uma população em um dado tempo.
Programas, procedimentos, atividades ou serviços que têm preferência numa escala hierárquica, considerando um universo definido de possibilidades que compõem o campo da saúde em uma unidade de saúde, região, município, estado, país ou continente.
Grupos de pessoas, cuja faixa de opções é extremamente limitada, que frequentemente são submetidas à COERÇÃO em sua TOMADA DE DECISÕES, ou que podem estar comprometidos em sua capacidade para dar CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO.
Sensação ou emoção de pavor, apreensão e desastre iminente, porém não incapacitante como nos TRANSTORNOS DE ANSIEDADE.
Uso de diário pessoal mantido na INTERNET que pode consistir de reflexões, comentários e, com frequência, 'hyperlinks'.
Local ou localização física do trabalho ou emprego.
Habitantes de uma cidade ou município, inclusive áreas metropolitanas ou suburbanas.
Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.
Predisposição adquirida e duradoura que age sempre do mesmo modo diante de uma determinada classe de objetos, ou um persistente estado mental e/ou neural de prontidão para reagir diante de uma determinada classe de objetos, não como eles são, mas sim como são concebidos.
Os empreendimentos empresariais agregados da agricultura, manufatura e distribuição relacionados a tabaco e produtos derivados do tabaco.
Menor subdivisão política interna de um país na qual as funções governamentais em geral são desempenhadas.
A educação em saúde objetiva desenvolver nas pessoas um sentido de responsabilidade, como indivíduo, membro de uma família e de uma comunidade, para com a saúde, tanto individual como coletivamente.
Representações teóricas que simulam processos psicológicos e/ou sociais. Envolvem o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.
Organização das unidades sanitárias que compõem a rede de serviços e atenção em saúde pública, identificando e descrevendo os tipos e modelos de organização, as prioridades e programações específicas, os órgãos centrais e regionais de saúde e a integração de serviços de saúde pública. (Botelho LJ ; Philippi JMS 1999 Universidade Federal de Sta. Catarina)
O estado de tristeza e desânimo resultante da falta de companhia ou do fato de se estar separado dos outros.
Pessoas responsáveis pelo desenvolvimento de políticas e supervisão da execução de planos e operações funcionais.
Grupo social que consiste de pais ou pais substitutos e crianças.
É o estado de bem-estar no qual o indivíduo percebe as próprias habilidades, pode lidar com os estresses normais da vida, é capaz de trabalhar produtivamente e está apto a contribuir com sua comunidade. É mais do que ausência de doença mental. (WHO 2001)
Indivíduos matriculados em uma escola ou programa educacional formal.
Sequência de PURINAS e PIRIMIDINAS em ácidos nucleicos e polinucleotídeos. É chamada também de sequência nucleotídica.
Não aceitação, atitudes negativas, hostilidade ou críticas excessivas em relação a um indivíduo, que podem levar a sentimentos de rejeição.
Método de coleta de dados e uma ferramenta da PESQUISA QUALITATIVA na qual um pequeno grupo de indivíduos é conduzido junto e permitido interagir em uma discussão de suas opiniões sobre tópicos, conclusões ou questões.
Processo que consiste em desenhar, executar, acompanhar e avaliar um conjunto de propostas de ação com vistas à intervenção sobre um determinado recorte de realidade. Trata-se também de um instrumento de racionalização das ações no setor de saúde, realizada por atores sociais, orientada por um propósito de manter ou modificar uma determinada situação de saúde. (Tancredi, 2002)
Qualidade ou estado de relacionar ou afetar duas ou mais nações. (Tradução livre do original: Merriam-Webster Collegiate Dictionary, 10th ed)
Descrições e avaliações de organizações específicas de cuidados de saúde.
Transtorno que tem o seu início na infância. É caracterizado pela presença de um desenvolvimento acentuadamente anormal ou prejudicado nas interações sociais e na comunicação social, e de um repertório de atividades e interesses restritos. As manifestações do distúrbio variam enormemente dependendo do nível de desenvolvimento e idade cronológica do indivíduo. (Tradução livre do original: DSM-V)
Local onde as pessoas residem.
Habitantes da área rural ou de pequenos municípios classificados como rurais.
Comunicação entre animais que envolve a emissão, por parte de um animal, de um sinal químico ou físico que influencia o comportamento daquele que o recebe.
Comportamentos associados à ingestão de bebidas alcoólicas, incluindo o ato de beber em situações sociais.
Esforços organizados ou organizações para melhoria da saúde e bem-estar da criança.
Aquela porção distinta da estrutura institucional, industrial ou econômica de um país que é controlada ou pertencente a interesses privados não governamentais.
Processo pelo qual se duplica a molécula de DNA.
Doenças psiquiátricas que se manifestam por rupturas no processo de adaptação expressas primariamente por anormalidades de pensamento, sentimento e comportamento, produzindo sofrimento e prejuízo do funcionamento.
Aqueles fatores que levam um organismo a se comportar ou a agir de modo a atingir um objetivo ou alguma satisfação. Podem ser influenciados por impulsos psicológicos ou por estímulos externos.
Estado durante o qual os mamíferos fêmeas carregam seus filhotes em desenvolvimento (EMBRIÃO ou FETO) no útero (antes de nascer) começando da FERTILIZAÇÃO ao NASCIMENTO.
Modelos estatísticos de risco de um indivíduo (probabilidade de contrair uma doença) em função de um dado de fator de risco. O modelo logístico é um modelo linear para a logística (logaritmo natural dos fatores de risco) da doença como função de um fator quantitativo e é matematicamente equivalente ao modelo logístico.
Procedimentos para encontrar a função matemática que melhor descreve a relação entre uma variável dependente e uma ou mais variáveis independentes. Na regressão linear (v. MODELOS LINEARES) a relação é construída para ser uma linha reta e usa-se a ANÁLISE DOS MÍNIMOS QUADRADOS para determinar o melhor ajuste. Na regressão logística (v. MODELOS LOGÍSTICOS) a variável dependente é qualitativa em vez de uma variável contínua e são usadas FUNÇÕES VEROSSIMILHANÇA para encontrar a melhor relação. Na regressão múltipla, considera-se que a variável dependente pende mais que uma única variável independente.
Situação na qual um indivíduo pode se beneficiar pessoalmente de ações de funcionário ou profissional. Inclui um conflito entre os interesses privados de uma pessoa e responsabilidades de funcionário em posição de confiança. O termo não se restringe aos funcionários governamentais. O conceito se refere tanto ao conflito atual de interesse quanto ao aparecimento ou percepção de conflito.
Abordagem da prática médica que tem o objetivo de melhorar e avaliar o cuidado com o paciente. Necessita de integração crítica das melhores evidências em pesquisa com os valores dos pacientes para tomar decisão sobre cuidado médico. Este método é usado para auxiliar os médicos a fazer diagnósticos apropriados, construir a melhor bateria de testes, escolher o melhor tratamento e metodologia para a prevenção de doença, bem como desenvolver orientações para grupos grandes de pacientes com a mesma doença. (Tradução livre do original: JAMA 296 (9), 2006)
Estados depressivos, geralmente de intensidade moderada quando comparados à depressão maior, presentes nos transtornos neuróticos e psicóticos.
Atividades recreacionais espontâneas ou voluntárias procuradas para divertimento e acessórios ou equipamentos usados nas atividades; inclui jogos, brinquedos, etc.
Atividades sexuais dos animais.
Refere-se àquelas ações destinadas para a execução das recomendações contidas em planos e programas de saúde.
Circulação ou ampla dispersão de informação.
Espécie do gênero SACCHAROMYCES (família Saccharomycetaceae, ordem Saccharomycetales) conhecida como levedura "do pão" ou "de cerveja". A forma seca é usada como suplemento dietético.
A República Federativa do Brasil é formada por 5 regiões (norte, nordeste, centro-oeste, sudeste e sul), 26 Estados e o Distrito Federal (Brasília). A atual divisão político-administrativa é de 1988, quando foi criado o estado do Tocantins, a partir do desmembramento de parte de Goiás, e os territórios de Amapá e Roraima foram transformados em estados. Quinto país do mundo em área total, superado por Federação Russa, Canadá, China e EUA, e maior da América do Sul, o Brasil ocupa a parte centro-oriental do continente. São 23.089 km de fronteiras, sendo 7.367 km marítimas e 15.719 km terrestres. A orla litorânea estende-se do cabo Orange, na foz do rio Oiapoque, ao norte, até o arroio Chuí, no sul. Todos os países sul-americanos, com exceção de Equador e Chile, fazem fronteira com Brasil. Pouco mais de 70 km tornam a extensão norte-sul do país superior ao sentido leste-oeste. São 4.394,7 km entre os extremos leste e oeste. Ao norte, o ponto extremo do Brasil é a nascente do rio Ailã, no monte Caburaí, em Roraima, fronteira com a Guiana. Ao sul, o arroio Chuí, na divisa do Rio Grande do Sul com o Uruguai. A leste, a ponta do Seixas, na Paraíba. E a oeste, as nascentes do rio Moa, na serra da Contamana, no Acre, fronteira com o Peru. O centro geográfico fica na margem esquerda do rio Jarina, em Barra do Garça em Mato Grosso. (Almanaque Abril. Brasil, SP: Editora Abril S.A., 2002). Existe grande contraste entre os estados em relação aos aspectos físicos e demográficos e aos indicadores sociais e econômicos. A área do Amazonas, por exemplo, é maior do que a área somada dos nove estados da região nordeste. Enquanto Roraima e Amazonas têm cerca de um a dois habitantes por km2, no Rio de Janeiro e no Distrito Federal esse índice é superior a 300 (a média para o país é de 20,19 IBGE 2004). A população brasileira estimada para 2006 é de 186 milhões de habitantes distribuída em uma área de 8.514.215,3 km2 (média de 46 hab/km2). A mortalidade infantil média para o país é de 26,6 óbitos de crianças menores de um ano por 1000 nascidos vivos, variando de 47,1 para o estado de Alagoas (IBGE 2004) e 13,5 para o estado de São Paulo (SEADE 2005). A esperança (ou expectativa) de vida do brasileiro ao nascer é de 71,7 anos (IBGE 2004). A taxa de fecundidade é de 2,3 filhos por mulher menor de 20 anos (IBGE 2004). Em relação à economia, apenas três estados do Sudeste - São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais - respondem por cerca de 60 por cento do PIB brasileiro.
Proteção, preservação, restauração e uso racional de todos os recursos ambientais.
Confiança em/ou esperança numa pessoa ou coisa.
Elementos e condições externos que envolvem, influenciam e afetam a vida e o desenvolvimento de um organismo ou população.
Planejamento para dotação equitativa, rateio ou distribuição de recursos de saúde disponíveis.