Substância, extrato ou preparação [usados] para difundir ou propiciar um odor agradável ou atrativo; particularmente um líquido contendo óleos naturais com fragrâncias extraídas de flores, madeiras, etc., ou os óleos sintéticos correspondentes.
Gênero de plantas da família ACORACEAE, ordem Arales, subclasse Arecidae, mais conhecido pela raiz do Acorus calamus L. que contém asarona e tem sido utilizado na MEDICINA TRADICIONAL.
Família de plantas (ordem Orchidales, subclasse Liliidae, classe Liliopsida) monocotiledôneas. Todas as orquídeas têm a mesma estrutura floral bilateral simétrica, com três sépalas, porém as flores são muito variadas em relação à cor e forma.
Agentes que removem, corrigem, reprimem ou mascaram os ODORES indesejáveis. Os desodorantes para higiene pessoal frequentemente contém preparados adstringentes que reduzem a SUDORESE (ANTIPERSPIRANTES). (Tradução livre do original: Grant & Hackh's Chemical Dictionary, 5th ed)
Substâncias [produzidas] com a intenção de serem aplicadas no corpo humano para limpeza e embelezando, promovendo atratividade ou alterando a aparência, sem afetar a estrutura ou as funções do corpo. Estão incluídas nesta definição os cremes para pele, loções, perfumes, batons, esmaltes para unha, preparações para maquiagem facial e dos olhos, ondas permanentes, cores de cabelo, cremes dentais, desodorizantes, bem como qualquer material dirigido para uso como componente de um produto cosmético.
Óleos que evaporam com rapidez. Os óleos voláteis ocorrem em plantas aromáticas, às quais eles conferem odor e outras características. A maioria dos óleos voláteis consiste em uma mistura de dois ou mais TERPENOS ou em uma mistura de eleopteno (o componente mais volátil de um óleo volátil) com um estearópteno (o componente mais sólido). O sinônimo óleos essencias se refere à essência da planta, ou seja, seu perfume ou odor, e não à sua indispensabilidade.
Parte volátil das substâncias perceptível pelo sentido do olfato.
A habilidade de detectar aromas ou odores, como a função dos NEURÔNIOS RECEPTORES OLFATÓRIOS.
Substâncias aromáticas somadas a comida antes ou depois de cozinhar para aumentar seu sabor. Estes normalmente são de origem vegetal.
As sementes secas, cascas, raizes, talos, brotos, folhas ou frutos de plantas aromáticas usadas para temperar comida.
Trabalhos que contêm artigos de informação em assuntos em todo campo de conhecimento, normalmente organizado em ordem alfabética, ou um trabalho semelhante limitado a um campo especial ou assunto.
Gênero de plantas (família ZINGIBERACEAE) cujos membros contêm galangina, yakuchinone-A e diarilheptanoides.
Gênero de plantas (família Apiaceae) umbelíferas utilizadas em ESPECIARIAS (fonte de anetol).
Planta decídua rica em ÓLEOS VOLÁTEIS. É utilizada como condimento e possui vários outros usos tanto internos quanto tópicos.
Espécie de macaco que habita principalmente a floresta do sul da Índia. São também chamados de macacos de Bonnet.
Ciência que lida com a implantação e manutenção de saúde ao indivíduo e ao grupo. Inclui procedimentos, condições e práticas que conduzem à saúde. (Tradução livre do original: Webster, 3rd ed)
Categorias particulares da estrutura corporal, determinada em bases de certas características físicas. Os três tipos corporais básicos são ectomorfo (físico magro), endomorfo (físico arredondado) e mesomorfo (físico atlético).