Profissão preocupada com os dentes, cavidade oral e estruturas associadas, e o diagnóstico e tratamento de suas doenças, incluindo prevenção e restauração de tecido defeituoso e perdido.
Prática da odontologia voltada para os problemas dentais das crianças, com manutenção e tratamento adequados [a elas]. O cuidado odontológico pode incluir os serviços de especialistas odontológicos.
Fase da dentística clínica interessada na restauração de partes dos dentes existentes que são defeituosos por doença, trauma ou desenvolvimento anormal, para o estado de função normal, saúde e estética, incluindo técnicas preventivas, diagnósticas, biológicas, mecânicas e terapêuticas, bem como técnica e aplicação de material e instrumento.
Ramo de odontologia voltado para os problemas odontológicos das pessoas mais idosas.
Abordagem ou processo de prática de saúde bucal que requer a integração crítica de avaliações sistemáticas de evidências científicas relevantes, relacionando a condição oral e médica do paciente e sua história, com a competência clínica do dentista e as necessidades e preferências do tratamento do paciente. (Tradução livre do original: J Am Dent Assoc 134: 689, 2003)
Usada para artigos relativos a educação dental em geral.
Especialidade da odontologia que estuda a prevenção das doenças e a manutenção da saúde oral através da promoção de programas de saúde oral abrangendo comunidades.
Prática da odontologia voltada para programas preventivos, bem como de diagnóstico e de tratamento em uma população circunscrita.
Instituições educacionais para indivíduos em especialização no campo da odontologia.
Indivíduos matriculados em uma escola de odontologia ou em um programa de educação formal que leva a uma graduação em odontologia.
Princípios de conduta profissional própria relativos aos direitos e deveres do dentista, relações com os pacientes e profissionais da mesma categoria, assim como ações do dentista no cuidado ao paciente e relações interpessoais com a família do paciente. (Tradução livre do original: Stedman, 25th ed)
Programas educacionais para graduados em odontologia que ingressam em uma especialidade. Eles incluem treinamento convencional da especialidade bem como trabalho acadêmico nas ciências odontológicas básicas e clínicas e podem conduzir a uma certificação ou grau odontológico avançado.
Estudo de leis, teorias e hipóteses através de um exame sistemático dos fatos pertinentes, e sua interpretação no campo da odontologia.
Prática da odontologia adaptada (applied) a circunstâncias especiais associadas às operações militares.
Controle, direção e financiamento da totalidade da assistência odontológica a uma população pelo governo nacional.
Indivíduos autorizados a praticar ODONTOLOGIA.
O pessoal de ensino e o pessoal administrativo que possui graduação acadêmica em uma escola de odontologia.
Prática odontológica não especializada que permite oferecer cuidado odontológico primário e contínuo.
Ramo da odontologia que estuda a prevenção de doenças e a manutenção da saúde oral.
Campo da odontologia envolvido em procedimentos para projetar e construir aparelhos dentários. Inclui também a aplicação de qualquer tecnologia no campo da odontologia.
As relações psicológicas entre o dentista e o paciente.
Totalidade de serviços odontológicos diagnósticos, preventivos e restauradores fornecidos de modo a satisfazer as necessidades de um paciente. (Tradução livre do original: Illustrated Dictionary of Dentistry, 1982).
Especialidade dentária que se ocupa da restauração e manutenção da função oral pela substituição de DENTE perdido e estruturas relacionadas por aparelhos artificiais ou PRÓTESE DENTÁRIA.
Instalações onde é providenciado cuidado odontológico aos pacientes.
Organização e operação dos aspectos empresariais da prática da odontologia.
Serviço hospitalar que presta assistência odontológica.
Restauração feita para permanecer em funcionamento por não menos que 20 a 30 anos, usualmente feita de molde de ouro, ouro coesivo ou amálgama.
Vários ramos da prática odontológica limitados a setores (áreas) especializados.
Especialidade dentária preocupada com o diagnóstico e tratamento cirúrgico de doenças, lesões e defeitos da região oral e maxilofacial humana.
Provisão de todos os tipos de serviços odontológicos para diagnóstico, tratamento, acompanhamento e reabilitação de pacientes.
Padrões de conduta em odontologia relacionadas ao diagnóstico e tratamento.
Dar atenção às necessidades dentárias especiais dos idosos para manutenção ou tratamento apropriado. A assistência odontológica pode incluir os serviços fornecidos por especialistas odontológicos.
Sociedades cuja associação é limitada aos dentistas.
Aplicação do conhecimento odontológico às perguntas da lei.
Mulheres que praticam a odontologia.
Variedade de métodos usados para reduzir a dor e a ansiedade durante procedimentos odontológicos.
Dar atenção à necessidade odontológica especial das crianças, incluindo a prevenção das doenças dos dentes e instrução em higiene e saúde dentária. A assistência odontológica pode incluir os serviços prestados por especialistas odontológicos.
Assistência odontológica a pacientes com doenças crônicas. Essas doenças incluem doenças cardiovasculares crônicas, doenças endocrinológicas, hematológicas, imunológicas, neoplásicas e renais. O conceito não abrange assistência odontológica para os mentalmente ou fisicamente deficientes que é a ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA PARA DEFICIENTES.
Aplicação de computador e ciências da informação para aperfeiçoar prática, pesquisa, educação e gerenciamento odontológicos.
Enxerto ou inserção de um dispositivo protético de material aloplástico dentro do tecido oral, abaixo da camada mucosa ou periósteo, ou dentro do osso. Sua finalidade é dar suporte e retenção parcial ou completa à dentadura.
Assistência odontológica para pacientes emocionalmente, mentalmente ou fisicamente deficientes. Não inclui assistência odontológica para cronicamente enfermos (= ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA PARA CRONICAMENTE ENFERMOS).
Ramo da odontologia que lida com doenças das estruturas orais e para-orais e o controle de doenças sistêmicas. (Tradução livre do original: Hall, What is Oral Medicine, Anyway? Clinical Update: National Naval Dental Center, March 1991, p7-8)
Sociedade profissional que representa o campo da odontologia.
Coleta de dados feita durante um exame odontológico para o estudo, diagnóstico ou planejamento do tratamento.
Especialidade dentária que se ocupa da histologia, fisiologia e patologia dos tecidos que suportam, prendem e envolvem os dentes, e de tratamento e prevenção de doenças que afetam estes tecidos.
A concessão de uma licença para praticar odontologia.
Especialidade dentária preocupada com a manutenção da polpa dentária em um estado de saúde e o tratamento da cavidade da polpa (câmara da polpa e canal da polpa).
Programas educacionais destinados a informar os dentista sobre recentes avanços em seus campos.
Apoio financeiro para o desenvolvimento de recursos humanos incluindo estipêndios e empréstimos para estudantes e recursos para instituições.
Especialidade dentária que se ocupa da prevenção e correção de anormalidades dentárias e orais (maloclusão).
Conjunto de estudos e práticas destinadas a que o aluno desenvolva plenamente suas possibilidades (Diccionario de la Real Academia de la Lengua Española). As matérias constantes de um curso (Dicionário Aurélio)
Exame da boca e dentes para identificação e diagnóstico de doença intraoral ou manifestação de afecções não orais.
Operação na qual o material cariado é removido dos dentes e formas bioquimicamente corretas são estabelecidas nos dentes para receber e reter restaurações. Uma exigência constante é o fornecimento para prevenção de falha da restauração por recorrência de cárie ou resistência inadequada à tensão aplicada.
Pessoal cujo trabalho é designado e supervisionado por um dentista.
Medo ou pavor anormal de procurar o dentista para cuidados preventivos e ansiedade injustificada em relação aos procedimentos dentários.
Destruição localizada na superfície dentária, iniciada por descalcificação do esmalte, seguido por lise enzimática das estruturas orgânicas levando à formação de cavidades. Se não for avaliada, a cavidade pode penetrar no esmalte e na dentina alcançando a polpa.
Materiais usados na produção de bases dentais, restaurações, impressões, próteses, etc.
Componente do PUBLIC HEALTH SERVICE que dirige a prestação de serviços de saúde e os requisitos dos recursos de saúde e sua distribuição, incluindo o treinamento do trabalhador.
Modelos teóricos que propõem métodos para o aprendizado ou para o ensino, como base ou como suplemento para mudanças de atitude ou de comportamento. Estas intervenções educacionais são usualmente aplicadas nas áreas de educação sanitária e do paciente, mas não se restringem aos cuidados com o paciente.
Pessoas que receberam treinamento ou especialização acadêmica em um país diferente daquele no qual exercem sua profissão.
Serviços preventivos de odontologia prestados a escolares em colégios de primeiro e segundo graus.
Ramo da odontologia que cuida da manutenção da saúde oral dos trabalhadores no ambiente de trabalho.
Componente do NATIONAL INSTITUTES OF HEALTH (U.S.). Busca alcançar saúde oral, odontológica e crâniofacial através de pesquisas, treinamento de pesquisadores e disseminação da informação da saúde conduzindo e sustentando a pesquisa básica e clínica. Foi fundado em 1948 como National Institute of Dental Research e renomeado em 1998 como National Institute of Dental and Craniofacial Research.
Exercício de uma profissão de saúde, por uma pessoa, oferecendo serviços individuais a outra pessoa, ao contrário da prática de grupo.
Programas educacionais projetados para assegurar que os estudantes possam atingir níveis de competência pré-especificados em um determinado campo ou atividade de treinamento. A ênfase está na realização ou objetivos especificados.
Agentes usados para ocluir fossas e fissuras no esmalte dentário na prevenção de cáries dentárias.
Revisão e avaliação detalhada de registros clínicos selecionados por profissionais qualificados para avaliação da qualidade dos cuidados dentários.
Seguro que cobre tratamentos odontológicos.
O processo educacional de instrução.
Ações para prevenção de doenças periodontais ou outras doenças dentárias através da limpeza dos dentes no consultório dentário utilizando procedimentos de RASPAGEM DENTÁRIA e POLIMENTO DENTÁRIO. Podem incluir detecção de placa, remoção de placas e cálculos supra- e subgengival, aplicação de agentes de prevenção de cáries, verificação de restaurações e próteses e correção de margens salientes e contornos proximais de restaurações, e verificação para sinais de impactação de alimento.
Serviços destinados a promoção, reabilitação, manutenção e restauração da saúde oral.
Habilidades, técnicas, padrões e princípios utilizados para melhorar a arte e simetria dos dentes e face, para melhorar a aparência assim como a função dos dentes, boca e face.
Leis e regulamentos, relativos ao campo da odontologia, propostos para aprovação ou aprovados por um corpo legislativo.
Predisposição à CÁRIE DENTÁRIA.
Processo através do qual o empregador orienta o desempenho e a eficiência dos recursos humanos segundo as metas e os objetivos da organização. Capacitação e formação profissional de recursos humanos, tanto técnicos como científicos.
Pessoas treinadas em escola reconhecida e autorizada pelo estado em que residem para prover profilaxia dentária sob a direção de um dentista licenciado.
Escolha do tipo de ocupação ou profissão.
Liga usada na odontologia restauradora que contém mercúrio, prata, estanho, cobre, e possivelmente zinco.
Processo de escolha de empregados.
1) Estado ótimo da boca e funcionamento normal dos órgãos da boca sem evidência de doença (MeSH). 2) Conjunto de condições biológicas e psicológicas que possibilita ao ser humano exercer funções como mastigação, deglutição e fonação e, também, tendo em vista a dimensão estética inerente à região anatômica, exercitar a autoestima e relacionar-se socialmente sem inibição ou constrangimento.
Modalidade de tratamento em endodontia preocupada com a terapia de doenças da polpa dentária. Para procedimentos preparatórios a PREPARO DE CANAL RADICULAR está disponível.
Requisitos para a seleção de estudantes para a admissão em uma instituição acadêmica.
Valor cobrado ao paciente por serviços odontológicos.
A avaliação das realizações acadêmica ou educacional. Inclui todos os aspectos de teste e construção de teste.
Educação preparatória reunindo os requisitos para admissão na escola de odontologia.
Qualquer grupo de três ou mais dentistas trabalhando em tempo integral organizados em uma entidade legalmente reconhecida para provisão de serviços de saúde, dividindo espaço físico, equipamento, pessoal e registros tanto para o atendimento de pacientes como para administração e que têm um acordo pré-definido para distribuição dos rendimentos.
Materiais biocompatíveis colocados dentro (endosteal) da ou sobre (subperiósteo) a arcada osseodentária para sustentar uma coroa, uma ponte ou um dente artificial ou, ainda, para estabilizar um dente doente.
Projeto e delineamento de próteses dentárias em geral ou uma prótese dentária específica. Não abrange PLANEJAMENTO DE DENTADURA. A estrutura geralmente consiste de metal.
A remoção cirúrgica de um dente. (Dorland, 28a ed)
As doenças genéricas ou inespecíficas do sistema estomatognático que compreende a boca, dentes, mandíbulas e faringe.
Instalações para desempenho de serviços relativos ao tratamento dentário, mas não feitos diretamente na boca do paciente.
Procedimento para restaurar dentes danificados ou cariados que usa vários materiais não cosméticos de forma que a saúde oral é incrementada.
Relato escrito da vida de uma pessoa e ramo da literatura que lida com a história de vida das pessoas.
A capacidade de realizar aceitavelmente aqueles deveres diretamente relacionados ao cuidado de paciente.
Técnica de autoaprendizado, geralmente online, que envolve a interação do estudante com materiais instrutivos programados.
Processo de delegação de deveres a um subordinado com qualificações menores.
Esforços para prevenção e controle da extensão de infecções em instalações de saúde dentária ou naquelas envolvendo provisão de cuidado dentário.
Dispositivos, usualmente aloplásticos, inseridos cirurgicamente dentro ou acima do osso da mandíbula, que suportam uma prótese de um único dente e servem como ponto de apoio ou como reposição cosmética para dentes perdidos.
Profissionais mais antigos que fornecem orientação, direção e apoio àquelas pessoas desejosas de melhoras nas posições acadêmicas, administrativas ou outras situações de desenvolvimento na carreira.
Identificação sistemática, desenvolvimento, organização ou utilização de recursos educacionais e o manuseio destes processos. Também é ocasionalmente usado em um senso mais limitado para descrever o uso das técnicas orientadas por equipamentos ou auxílio audiovisual no cenário educacional.
Aspectos econômicos da profissão e da assistência odontológica.
A escritura da história; os princípios, teoria e história da escritura histórica; o produto da escritura histórica.
Geralmente um programa definido de cuidados médicos e de enfermagem destinado a um paciente em particular.
Função esperada de um membro de uma profissão em particular.
Prática de higiene pessoal da boca. Compreende a manutenção da limpeza oral, tônus tecidual e preservação geral da saúde bucal.
Restauração protética que reproduz toda a superfície anatômica da coroa natural visível de um dente. Pode ser parcial (cobrindo três ou mais superfícies de um dente) ou completa (cobrindo toda a superfície). É feita de ouro ou outro metal, porcelana ou resina.
Organizações que habilitam médicos e dentistas como especialistas em diferentes áreas da medicina e odontologia.
Uso educacional de exemplos e casos para ensinar técnicas de solução de problemas e raciocínio crítico.
Pessoas responsáveis pelo desenvolvimento de políticas e supervisão da execução de planos e operações funcionais.
Substâncias que inibem ou detêm a formação de CÁRIE DENTÁRIA. (Tradução livre do original: Boucher's Clinical Dental Terminology, 4th ed)
Dentadura parcial fixa a dentes naturais preparados, raizes ou implantes por cimentação.
Os vinte dentes da primeira dentição, os quais caem e são substituídos pelos dentes permanentes, usualmente em torno dos seis anos de idade. Espera-se que a erupção de todos os dentes decíduos normalmente ocorra em torno de dois anos e meio de idade.
Inserção de um implante dentro do osso da mandíbula ou maxilar. O implante tem uma cabeça exposta que se projeta através da mucosa e é um pivô prostodôntico.
Inabilidade ou inadequação de uma restauração dentária ou prótese ser realizada como o esperado.
Ferramentas ou instrumentos mantidos à mão usados especialmente por profissionais odontológicos para o desempenho das tarefas clínicas.
Resinas sintéticas que contêm um expansor inerte, muito utilizadas em odontologia.
Dor nas áreas adjacentes ao dente.
Técnica terapêutica para substituição de minerais em dentes parcialmente calcificados.
Técnicas radiográficas utilizadas em odontologia.
Procedimentos cirúrgicos utilizados para tratar doenças, lesões e defeitos da região oral e maxilofacial.
Itens não consumíveis utilizados pelo dentista ou equipe dentária no desempenho das obrigações profissionais.
Experiência prática em medicina e serviços relacionados à saúde que ocorre como parte de um programa educacional no qual o estudante em treinamento profissional trabalha fora do ambiente acadêmico sob a supervisão de um profissional estabelecido no campo específico.
Predisposição adquirida e duradoura que age sempre do mesmo modo diante de uma determinada classe de objetos, ou um persistente estado mental e/ou neural de prontidão para reagir diante de uma determinada classe de objetos, não como eles são, mas sim como são concebidos.
Pessoal que presta serviços odontológicos a pacientes em uma clínica organizada, instituição ou agência.
Modalidade de tratamento para CÁRIE DENTÁRIA que usa método de escavação manual e CEMENTOS DE IONÔMEROS DE VIDRO. Devido à sua propriedade não invasiva e a desnecessidade de equipamentos caros e anestesia, é divulgada como uma abordagem em locais onde a assistência odontológica não está facilmente disponível.
Reconhecimento da competência técnica ou profissional através de registros, certificados, licenciamento, admissão em sociedades ou associações, diplomas etc.
Testes primariamente não verbais, projetados para predizer a capacidade futura de aprendizagem e desempenho de um indivíduo.
Tipo de porcelana usada em restaurações dentais, coroas de jaquetas ou restaurações intracoronárias, dentes artificiais, ou coroas metal-cerâmicas. É essencialmente uma mistura de partículas de feldspato e quartzo, o feldspato fundindo antes e provendo uma matriz vítrea para o quartzo. A porcelana dental é produzida misturando-se pó de cerâmica (uma mistura de quartzo, caulim, pigmentos, opacificadores, um fundente (flux) adequado, e outras substâncias) com água destilada. (Tradução livre do original: Jablonski's Dictionary of Dentistry, 1992)
Atitudes do pessoal de saúde em relação a seus pacientes, a outros profissionais, em relação ao sistema de atendimento médico, etc.
Sistema de imagem digital rápido, de baixa dose, que utiliza um pequeno sensor intraoral ao invés de filme radiográfico, uma tela para ampliação e um dispositivo de carga acoplado. Tem a possibilidade de reduzir a exposição do paciente e uma distorção mínima, embora a resolução e a latitude sejam inferiores a uma radiografia dentária padrão. Um receptor é colocado na boca, enviando sinais para um computador e a imagem do sinal vai para uma tela ou é impressa. Inclui um digitalizador de filme de raio x ou algum outro detector.
Prótese ou restauração colocada por um período limitado de dias a vários meses, que é feita para selar o dente e manter sua posição até que uma RESTAURAÇÃO DENTÁRIA PERMANENTE a substituirá. (Tradução livre do original: Jablonski, Dictionary of Dentistry, 1992)
Depressão da consciência induzida por droga durante a qual pacientes respondem propositadamente a comandos verbais, ou só ou acompanhados por estimulação de luz tátil. Nenhuma intervenção é exigida para manter uma via aérea patente (Tradução livre do original: American Society of Anesthesiologists Practice Guidelines).
Programas educacionais estruturados de tal modo que os profissionais participantes, médicos ou estudantes, desenvolvem uma consciência aumentada de seu desempenho geralmente baseados em questionários de autoavaliação.
Atividade mental, que não é predominantemente perceptiva, através da qual se apreende algum aspecto de um objeto ou situação com base no aprendizado e experiência anteriores.
Processo cuja finalidade é a determinação sistemática e objetiva da relevância, efetividade e impacto de políticas públicas, programas e projetos de saúde. O objetivo da avaliação é o de aperfeiçoar os programas e projetos, no sentido de orientar a distribuição de recursos humanos e financeiros. (tradução livre do original: OPAS/OMS-Evaluación de los programas de Salud; normas fundamentales. 1981, para Avaliação de Programas e Projetos de Saúde) Estudos projetados para avaliar a eficácia de programas. Incluem a avaliação de custo-eficácia e do alcance ou impacto dos objetivos cumpridos. (tradução livre do original: MeSH, para Program Evaluation)
Materiais de instrução usados no ensino.
Tecido conjuntivo inervado e ricamente vascularizado de origem mesodérmica, encerrado na cavidade central de um dente e delimitado pela dentina. Apresenta funções de proteção, sensibilidade, nutrição e formação. (Tradução livre do original: Jablonski, Dictionary of Dentistry, 1992)
Pessoas que assistem o dentista ou higienista dentário.
Obrigações morais que regulam a conduta de empresas comerciais ou industriais.
Maior país na América do Norte, abrange 10 províncias e três territórios. Sua capital é Ottawa.
Manipulação do comportamento de pessoas ou animais por meio biomédico, físico, psicológico ou social, inclusive por razões não terapêuticas.
Técnicas fotográficas usadas em ORTODONTIA, ESTÉTICA DENTÁRIA e educação do paciente.
Anestésico local que contém tiofeno, farmacologicamente similar à MEPIVACAÍNA.
Processos patológicos envolvendo o PERIODONTO, incluindo a GENGIVA, o osso alveolar (PROCESSO ALVEOLAR), o CEMENTO DENTÁRIO e o LIGAMENTO PERIODONTAL.
Programas de treinamento em medicina e especialidades médicas oferecidos por hospitais para graduados em medicina para ir de encontro às exigências estabelecidas por autoridades competentes.
Questionário tipo falso-verdadeiro composto de itens considerados indicativos de ansiedade, no qual o indivíduo indica quais sentenças melhor o descrevem.
Uma de um conjunto de estruturas semelhantes a ossos na boca usadas para morder e mastigar.
Prótese que obtém seu suporte, estabilidade e retenção de uma estrutura que é implantada abaixo dos tecidos moles do alicerce basal do dispositivo e está em contato com o osso.
Declarações sistemáticas dos princípios ou regras de condutas profissionais apropriadas, geralmente estabelecidas por associações de profissionais.
Indivíduos que preparam e reparam DENTADURAS sem a supervisão dos DENTISTAS. (Tradução livre de Stedman's Medical Dictionary, 27th ed) Podem ou não possuir educação formal em ciências da saúde, mas são peritos na arte de construir dentaduras.
Técnica envolvendo a passagem de raios X através de estruturas orais para criar um registro em filme, enquanto uma tira central de filme de raio X dentário é mantida entre os dentes superiores e inferiores.
Métodos odontológicod que envolvem o uso de EQUIPAMENTOS ODONTOLÓGICOS DE ALTA ROTAÇÃO.
Educação que [permite] aumentar a consciência, influenciando favoravelmente as atitudes e o conhecimento relativos à melhora da saúde dental (em termos individuais e comunitários).
Obrigações e responsabilidades assumidas quando se executam ações ou ideias a favor de outros.
Trituração seletiva das superfícies oclusais dos dentes, em um esforço para eliminar contatos prematuros e interferências oclusais; estabelecer efetividade mastigatória ótima, relações oclusais estáveis, direção das principais forças oclusais e eficientes padrões multidirecionais, para melhorar as relações funcionais e induzir estimulação fisiológica do sistema mastigatório; eliminar o trauma oclusal; eliminar a tensão muscular anormal; auxiliar na estabilização de resultados ortodônticos; tratar os problemas periodontais e articulação temporomandibular e em processos restaurativos. (Tradução livre do original: Jablonski, Dictionary of Dentistry, 1992)
Ferramentas usadas em odontologia que operam em velocidades de rotação altas.
Conjunto de perguntas previamente preparadas utilizado para a compilação de dados.
A quebra ou ruptura de um dente ou raiz dentária.
A função de dirigir ou de controlar as ações e atitudes de um indivíduo ou grupo, com a aquiescência praticamente voluntária dos seguidores.
Depressão de consciência induzida por medicamento durante a qual os pacientes não podem ser facilmente despertados, mas respondem propositadamente a repetidas estimulações dolorosas. A capacidade para manter a função respiratória independente pode ser prejudicada. (Tradução livre do original: From: American Society of Anesthesiologists Practice Guidelines).
Dente desenvolvido normalmente, mas que ainda não perfurou a mucosa oral, ou um dente que falhou ao erupcionar, de acordo com a sequência ou intervalo de tempo normal esperada para um determinado tipo de dente num dado gênero, idade ou grupo populacional.
Conteúdo, administração, edição, políticas e impressão de periódicos odontológicos como diários, circulares, tabloides e boletins.
Uso de uma camada de material polido de dente, usualmente porcelana ou resina acrílica, aplicada na superfície de dentes naturais, coroas ou pontes por fusão, cimentação ou retenção mecânica.
Radiografia de seção corporal extraoral que retrata todo o maxilar, ou maxilar e mandíbula, em um único filme.
Drogas voltadas para a ODONTOLOGIA.
Estudo da estrutura de vários TECIDOS dos organismos em um nível microscópico.
Grupos organizados de consumidores de bens e serviços.
Procedimento de produção de uma impressão ou imagem negativa dos dentes e/ou áreas sem dentes. As impressões são feitas em material plástico que ficam endurecidos ou fixos quando em contato com o tecido. Posteriormente são preenchidas com emplastro de Paris ou pedra artificial para produzir uma radiofoto das estruturas orais presentes. As impressões podem ser feitas de um complemento integral de dentes, de áreas onde alguns dentes foram removidos ou em uma boca da qual todos os dentes foram extraídos.
Coexistência de numerosos grupos étnicos, raciais, religiosos ou culturais distintos dentro de uma unidade social, organização ou população.
A área geográfica da região noroeste dos Estados Unidos. Os estados normalmente incluídos nesta região são Idaho, Montana, Oregon, Washington e Wyoming.
Planejamento e controle do tempo para melhorar a eficiência e eficácia.
Falta total de dentes por causa de doença ou extração.
Sala ou salas nas quais o dentista e sua equipe prestam cuidados. Os consultórios incluem todas salas do endereço do consultório.
Dispositivos utilizados em casa pelas pessoas para manter a saúde dental e periodontal. Os dispositivos incluem escovas de dente, fios dentais, irrigadores de água, estimuladores gengivais, etc.
A ausência de dentes de uma porção da mandíbula e/ou da maxila.
Período de tempo a partir de 1901 até 2000 da era comum.
A incapacidade de reter dentes como resultado de doença ou traumatismo.
Período de tempo a partir de 1801 até 1900 da era comum.
Sistema de medicina tradicional hindu que é baseada em costumes, crenças e práticas da cultura hindu. Ayurveda significa "ciência da vida": veda - ciência, ayur - vida.
Princípio baseado no fato de que a aprendizagem é facilitada quando o aprendiz recebe uma avaliação imediata do seu desempenho. O conceito também propõe hipoteticamente que a aprendizagem é facilitada quando o aprendiz é prontamente informado se uma resposta está certa e, caso incorreta, informado sobre a direção do erro.
Processo de reparo de partes quebradas ou gastas de uma RESTAURAÇÃO DENTAL PERMANENTE.
Dor na região facial, incluindo dor orofacial e craniofacial. Afecções associadas incluem transtornos neoplásicos e inflamatórios locais além de síndromes neurálgicas envolvendo os nervos trigêmeo, facial e glossofaríngeo. As afecções que se caracterizam por dor facial persistente ou recidivante como manifestação primária da doença são chamadas SÍNDROMES DA DOR FACIAL.
Variedade de afecções que acometem as características funcionais e anatômicas da articulação temporomandibular. Os fatores que contribuem para a complexidade das doenças temporomandibulares são sua relação com dentição e mastigação e os efeitos sintomáticos em outras áreas responsáveis pela dor referida na articulação e as dificuldades de se usar os procedimentos diagnósticos tradicionais para detectar a doença temporomandibular em que o tecido é raramente obtido e os exames por raio-X são frequentemente inadequados ou inespecífico. Doenças comuns são anormalidades do desenvolvimento, traumas, subluxações, luxações, artrite e neoplasias. (Tradução livre do original: Thoma's Oral Pathology, 6th ed, pp577-600)
Projeto, delineamento e localização de elementos estruturais presentes em dentaduras. O planejamento pode se relacionar a retentores, amortecedores de tensão (placas interoclusais, quebra-forças ou rompe-forças), apoios oclusais, arestas, estrutura, barreira lingual ou palatal, braços recíprocos, etc.
Uso de pessoas treinadas para aparentar sintomas ou estados de doenças reais de modo semelhante aos que ocorrem na vida real, a fim de ensinar ou avaliar a equipe médica.
As interações entre membros de uma comunidade e representantes das instituições dentro daquela comunidade.
Exploração através da adulteração de fatos ou dissimulação dos propósitos do explorador.
Materiais instrutivos auditivos ou visuais.
Propósitos, missões e objetivos de uma organização individual ou de suas unidades formadoras estabelecidos através de processos administrativos. Incluem planos de longo prazo da organização e filosofia administrativa.
A utilização do conhecimento de uma pessoa em uma profissão particular; a prática da medicina sendo o exercício do próprio conhecimento na identificação prática e tratamento das doenças (Dorland 28a. ed). Inclui, no caso do campo da biomedicina, as atividades profissionais relacionadas aos cuidados de saúde e ao desempenho propriamente dito dos deveres relacionados à provisão dos cuidados de saúde.