Ordem de insetos que compreende três subordens: Anisoptera, Zygoptera e Anisozygoptera. Consistem das libélulas e donzelinhas.
Classe Insecta, no filo dos ARTRÓPODOS, cujos membros são caracterizados pela divisão em três partes: cabeça, tórax e abdome. Consistem no grupo dominante de animais na Terra; várias centenas de milhares de tipos foram descritos. Três ordens, HEMIPTERA, DIPTERA e SIPHONAPTERA são de interesse para a medicina porque causam doenças em humanos e animais. (Tradução livre do original: Borror et al., An Introduction to the Study of Insects, 4th ed, p1)
Família de vírus (muito pequenos) contendo DNA circular, de fita única e sem envelope. Os modos de transmissão não são conhecidos.
Trabalhos que contêm artigos de informação em assuntos em todo campo de conhecimento, normalmente organizado em ordem alfabética, ou um trabalho semelhante limitado a um campo especial ou assunto.
Uso de asas ou apêndices semelhantes a asas para permanecer no ar ou se mover através do ar.
Trabalhos literários escritos ou de outra natureza cujo assunto é medico ou sobre a profissão da medicina e áreas relacionadas.
Disciplina ou ocupação interessada no estudo dos INSETOS, incluindo a biologia e o controle dos insetos.
Estudo dos animais - sua morfologia, crescimento, distribuição, classificação e comportamento.
Gênero de plantas (família Passifloraceae, ordem Violales, subclasse Dilleniidae, classe Magnoliopsida) trepadeiras com flores ornamentais e frutos comestíveis.
Recursos financeiros oferecidos por fundações ou instituições para pessoas estudarem; inclui ajuda de custo e estipêndio.
Proteção, preservação, restauração e uso racional de todos os recursos ambientais.
A variedade de todos os órgãos vivos autóctones e suas diversas formas e inter-relações. (MeSH, 2010) Conteúdo vivo da Terra em seu conjunto, tudo quanto vive nos oceanos, nas montanhas e nos bosques. Encontramo-la em todos os níveis, desde a molécula de DNA até os ecossistemas e a biosfera. Todos os sistemas e entidades biológicas estão interconectadas e são interdependentes. A importância da biodiversidade fundamenta-se no fato de nos facilitar serviços essenciais: protege e mantém os solos, regula o clima e torna possível a biossíntese, proporcionando-nos assim o oxigênio que respiramos e a matéria básica para nossos alimentos, vestuário, medicamentos e habitações. (Tradução livre do original: Material IV - Glosario de Protección Civil, OPS, 1992)
Sistemas automatizados usados nas várias funções do serviço de radiologia incluindo ordenamento dos pacientes, controle dos filmes, relatório diagnóstico e faturamento.
1) Sistema funcional que inclui os organismos de uma comunidade natural junto a seu ambiente. (MeSH/NLM)(Tradução livre do original: McGraw Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed) 2)Sistema aberto integrado pelos organismos vivos (inclusive o homem) e os elementos não vivos de um setor ambiental definido no tempo e no espaço, cujas propriedades globais de funcionamento e autorregulação derivam da interação entre seus componentes, tanto pertencentes aos sistemas naturais como aqueles modificados ou organizados pelo próprio homem. 3) Complexo constituído pelo biótopo e pela biocenose (Material III - Ministério da Ação Social, Brasília, 1992)
PRESSÃO do SANGUE nas ARTÉRIAS e de outros VASOS SANGUÍNEOS.
Serviço hospitalar responsável pela administração e provisão de diagnósticos radiológicos e serviços terapêuticos.
Ambiente não modificado pela atividade humana. Áreas em que processos naturais operam sem a interferência humana.
Insetos diurnos de corpo delgado que possuem largas asas frequentemente coloridas e padronizadas de forma marcante.
Habilidades e conhecimentos necessários para avaliação e tratamento de emergências traumáticas, ambientais, e médicas em ambientes selvagens ou remotos geograficamente.
Fibra de proteína contínua composta principalmente por FIBROÍNAS. É sintetizada por uma variedade de INSETOS e aracnídeos.
República na África ocidental, ao sul da GUINÉ e a oeste da LIBÉRIA. Sua capital é Freetown.
Processo mecânico de resfriamento.
Família carnívora FELIDAE (Felis catus, gato doméstico), composta por mais de 30 raças diferentes. O gato doméstico descende primariamente do gato selvagem da África e do extremo sudoeste da Ásia. Embora provavelmente estivessem presentes em cidades da Palestina há 7.000 anos, a domesticação em si ocorreu no Egito aproximadamente há 4.000 anos . (Tradução livre do original: Walker's Mammals of the World, 6th ed, p801)
Gênero (família FELIDAE) composto por pequenos felinos, como o gato doméstico, (Felis catus - GATOS) e seu ancestral gato selvagem (Felis silvestris).
Espécie de bactéria Gram-negativa, transmitida pela pulga Ctenocephalides felis e conhecida por infectar GATOS, gambás e humanos.
Doenças do gato doméstico (Felis catus ou F. domesticus). Este termo não inclui doenças dos chamados gatos grandes, como Chitas (Xitas), LEÕES, tigres, pumas, panteras, leopardos e outros Felidae, para os quais é utilizado o termo CARNÍVOROS.
Clima caracterizado por umidade insuficiente para manter uma vida vegetal apreciável. Clima de aridez extrema, geralmente de calor extremo, e de chuva desprezível.
Ordem de insetos compreendendo duas subordens: Caelíferos e Ensíferos. Consistem de GAFANHOTOS, locustas e grilos (GRYLLIDAE).
Insetos da subordem Heteróceros da ordem dos LEPIDÓPTEROS.
Plataformas que fornecem a habilidade e as ferramentas para criar e publicar informação acessada via INTERNET. Geralmente, estas plataformas possuem três características com conteúdo gerado pelo usuário, alto grau de interação entre o criador e o usuário e facilmente integrado com outros sites.
A família Gryllidae consiste do mais comum grilo doméstico, Acheta domesticus, que é utilizado em estudos neurológicos e fisiológicos. Outros gêneros incluem Gryllotalpa (grilo toupeira); Gryllus (grilo de carpina); e Oecanthus (grilo de árvore).
A designação coletiva de três organizações com associação comum: a Comunidade Econômica Europeia (Mercado Comum), a Comunidade Europeia do Carvão e do Aço e a Comunidade de Energia Atômica Europeia (Euratom). Era conhecida como a Comunidade Europeia até 1994. É principalmente uma união econômica com os objetivos principais de movimentar livremente bens, capital e trabalho. Serviços profissionais, sociais, médicos e paramédicos estão incluídos dentro do trabalho. Os países constituintes são a Áustria, Bélgica, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Países Baixos, Portugal, Espanha, Suécia e Reino Unido.
Faixa (ou distribuição de frequências) dos [valores] medidos em uma população (de organismos, órgãos ou coisas) que não foi selecionada para [indicar] a presença de doença ou de anormalidade.
Membros do filo Arthropoda, composto por organismos que possuem um exoesqueleto duro articulado e pernas pareadas articuladas. Inclui a classe dos INSETOS e a subclasse dos ARACNÍDEOS, das quais muitas espécies são importantes na medicina como parasitas ou vetores de organismos capazes de causar doença no ser humano.
Procedimentos (TÉCNICAS DE CULTURA DE TECIDOS, modelos matemáticos, etc.) usados (ou recomendados para o serem) em vez de se usar animais nos laboratórios de pesquisa ou de diagnóstico.
Proteínas encontradas em quaisquer espécies de inseto.
Episódio de ISQUEMIA MIOCÁRDICA que geralmente dura mais que um episódio de angina transitório que, em última instância, pode resultar em INFARTO DO MIOCÁRDIO.
Gênero de plantas (família SIMAROUBACEAE) cujos membros contêm aliantanóis e outros quassinoides.
Dor pré-cordial durante o repouso que pode preceder a um INFARTO DO MIOCÁRDIO.
NECROSE do MIOCÁRDIO causada por uma obstrução no fornecimento de sangue ao coração (CIRCULAÇÃO CORONÁRIA).
Evacuação do alimento [contido] no estômago para o duodeno.
Nome vulgar para aves grandes (ordem PASSERIFORME, família Corvidae). Estes pássaros negros, onívoros composto por espécies do gênero Corvus, junto com os corvos e gralhas (frequentemente chamadas de corvos).
Família Cervidae, de 17 gêneros e 45 espécies, que ocorre praticamente em toda América do Norte, América do Sul e Eurásia, na maioria das ilhas continentais associadas e no norte da África. Populações selvagens de cervos foram estabelecidas, depois de introduzidas por pessoas, em Cuba, Nova Guiné, Austrália, Nova Zelândia e outros locais em que a família não ocorre naturalmente. São finos, com longas pernas e melhor caracterizados pela presença de cornos. Seu habitat são florestas, pântanos, cerrados, desertos e tundra ártica. São geralmente bons nadadores; alguns migram sazonalmente.
Padrão instintivo de comportamento em que o alimento é obtido pelo abatimento e consumo de outras espécies.
Líquido excretado pelas GLÂNDULAS SUDORÍPARAS. Composto por água que contém cloreto de sódio, fosfato, ureia, amônia e outros resíduos.
A habilidade de detectar aromas ou odores, como a função dos NEURÔNIOS RECEPTORES OLFATÓRIOS.
As porções comestíveis de qualquer animal usados como comida e que incluem mamíferos domésticos (sendo os principais gado, suínos e ovelha) junto com aves, peixes, moluscos e caça.
Encefalopatia espongiforme transmissível (doença do príon) de CERVOS e alces, caracterizada por perda crônica de peso que leva à morte. Pensava-se disseminar pelo contato direto entre animais ou através de contaminação ambiental com a proteína príon (PRÍON).