Mudança Climática: 1) Qualquer alteração significativa nas medidas do clima (tais como temperatura, precipitação ou ventos) que dura por um período extenso (décadas ou mais). Pode resultar de fatores naturais como mudanças na intensidade do sol, processos naturais dentro do sistema de climas terrestres como mudanças na circulação oceânica, ou de atividades humanas (MeSH). 2) Mudança observada no clima, em uma escala global, regional ou sub-regional, causado por processos naturais e/ou atividade humana. (Material II - IDNDR, 1992)Clima: Manifestações a longo prazo do TEMPO (METEOROLOGIA). (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Efeito Estufa: Efeito do AQUECIMENTO GLOBAL e o aumento das temperaturas no mundo dele decorrentes. Os efeitos previstos na saúde de tal mudança climática de longa duração incluem aumento da incidência de doenças respiratórias e de doenças transmitidas pela água e por vetores (MeSH/NLM). Aquele no qual a radiação solar passa através do ar e sua energia é absorvida pela terra; por sua vez, a terra irradia essa energia em forma de calor (radiação infravermelha) e esta é absorvida pelo ar, especificamente pelo dióxido de carbono. Neste processo, o ar se comporta como o vidro de uma estufa, que permite a passagem da radiação solar e não permite a saída das radiações infravermelhas geradas na terra. Alguns cientistas julgam que o aumento do dióxido de carbono na atmosfera pode elevar a temperatura e produzir uma catástrofe em nosso planeta. O conteúdo do dióxido de carbono na atmosfera aumentou notavelmente em nossos dias, comparado com as quantidades medidas no princípio do século. (Material IV - Glosario de Protección Civil, OPAS, 1992)Aquecimento Global: Aumento na temperatura da atmosfera próxima à superfície da Terra e na troposfera, o que pode contribuir para alterações nos padrões climáticos globais.Ecossistema: 1) Sistema funcional que inclui os organismos de uma comunidade natural junto a seu ambiente. (MeSH/NLM)(Tradução livre do original: McGraw Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed) 2)Sistema aberto integrado pelos organismos vivos (inclusive o homem) e os elementos não vivos de um setor ambiental definido no tempo e no espaço, cujas propriedades globais de funcionamento e autorregulação derivam da interação entre seus componentes, tanto pertencentes aos sistemas naturais como aqueles modificados ou organizados pelo próprio homem. 3) Complexo constituído pelo biótopo e pela biocenose (Material III - Ministério da Ação Social, Brasília, 1992)Chuvas: Partículas de água que caem da ATMOSFERA.Conservação de Recursos Naturais: Proteção, preservação, restauração e uso racional de todos os recursos ambientais.Clima Tropical: O clima que prevalece nas zonas subtropicais e tropicais, caracterizado por uma estação seca bem marcada (nos meses em que é inverno no hemisfério norte) e uma estação chuvosa igualmente distinta (durante o inverno no hemisfério norte)Dinâmica Populacional: Qualquer processo ou inter-relação de fenômenos que provocam mudanças em uma população.Árvores: Plantas superiores, perenes, lenhosas e geralmente altas (Angiospermas, Gimnospermas e alguns Pterófitos), que possuem geralmente um tronco principal e numerosos ramos.Geografia: Ciência que estuda a terra e sua vida, especialmente a descrição da terra, mar e ar e a distribuição da vida vegetal e animal, incluindo a humanidade e suas indústrias referentes às relações mútuas destes elementos. (Tradução livre do original: Webster, 3d ed)Estações do Ano: Estações do ano: Divisões do ano de acordo com algum fenômeno regularmente recorrente, geralmente astronômico ou climático. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed) Variações sazonais: Diferenças sazonais na ocorrência de eventos vitais.Oceanos e Mares: Grandes extensões de água salgada que, juntas, cobrem mais de 70 por cento da superfície da Terra. Mares podem ser totalmente ou parcialmente rodeados por terra e são menores do que os cinco oceanos (Atlântico, Pacífico, Índico, Ártico e Antártico).Clima Frio: Clima caracterizado por TEMPERATURA FRIA na maior parte do ano.Temperatura Ambiente: Propriedade de objetos que determina a direção do fluxo de calor quando eles são posicionados em contato térmico direto. A temperatura é a energia dos movimentos microscópicos (translacionais e de vibração) das partículas dos átomos.Atmosfera: Camada gasosa que envolve os astros em geral e a Terra em particular, onde ocorrem os fenômenos meteorológicos relacionados com o clima (Material III - Ministério da Ação Social, Brasília, 1992)Regiões Árticas: Região que abrange o Oceano Ártico, as terras nele e adjacentes a ele. Inclui a Ponta Barrow (no Alasca), a maioria do Distrito de Franklin no Canadá, dois terços da Groenlândia, o arquipélago de Esvalbarda, o arquipélago de Franz Josef Land, a Lapônia, o arquipélago de Novaya Zemlya e a Sibéria Setentrional. (Tradução livre do original: Webster's New Geographical Dictionary, 1988, p66)Extinção Biológica: Descontinuação da existência de uma espécie ou grupos de organismos taxonômicos.Biodiversidade: A variedade de todos os órgãos vivos autóctones e suas diversas formas e inter-relações. (MeSH, 2010) Conteúdo vivo da Terra em seu conjunto, tudo quanto vive nos oceanos, nas montanhas e nos bosques. Encontramo-la em todos os níveis, desde a molécula de DNA até os ecossistemas e a biosfera. Todos os sistemas e entidades biológicas estão interconectadas e são interdependentes. A importância da biodiversidade fundamenta-se no fato de nos facilitar serviços essenciais: protege e mantém os solos, regula o clima e torna possível a biossíntese, proporcionando-nos assim o oxigênio que respiramos e a matéria básica para nossos alimentos, vestuário, medicamentos e habitações. (Tradução livre do original: Material IV - Glosario de Protección Civil, OPS, 1992)Tempo (Meteorologia): Estado da ATMOSFERA no período de minutos até meses.Neve: Cristais de água congelada que caem da ATMOSFERA.Camada de Gelo: Massa grossa de GELO formada sobre regiões extensas de terra, RIOS, LAGOS, LAGOAS ou ÁGUA DO MAR.Modelos Teóricos: Representações teóricas que simulam o comportamento ou atividade dos sistemas, processos ou fenômenos. Eles incluem o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.Agricultura: A ciência, arte ou prática do cultivo da terra, produção agrícola e criação de gado.Migração Animal: Movimentos periódicos de animais em resposta as mudanças sazonais ou instintos reprodutivos. As alterações hormonais são os principais motivos desencadeadores, pelo menos em alguns animais. A maioria das migrações é realizada por mudanças climáticas, alimentação ou procriação.Inundações: 1) Fenômenos aquosos de estabelecimento repentino com diferentes velocidades de ocorrência. Incluem inundações instantâneas, enchentes sazonais de rios, e enchentes costeiras associadas a TEMPESTADES CICLÔNICAS, ONDAS DE MARÉ e ondas de tempestade. 2) Transbordamento de água do leito normal de um rio ou acúmulo de água, por drenagem, em áreas não habitualmente submersas (Material III - Ministério da Ação Social, Brasília, 1992). Podem ser repentinas (CHEIA REPENTINA) ou de subida lenta.Previsões: 1) Predição ou projeção da natureza de problemas futuros ou condições existentes baseadas na extrapolação ou interpretação de dados científicos existentes ou por aplicação de metodologia científica. (MeSH) 2) Declaração da hora, lugar e magnitude esperada, de um evento futuro (para terremotos, erupções vulcânicas, etc.) (Material II - IDNDR, 1992).Conservação de Recursos Energéticos: Controle programado do uso e preservação de recursos energéticos.Safras: Plantas cultivadas ou produtos agrícolas como grãos, legumes, verduras ou frutas.Saúde Ambiental: 1) Ciência que controla ou modifica as condições, influências ou forças que rodeiam o ser humano que se relacionam a promover, estabelecer e manter a saúde. (MeSH). 2) Refere-se ao controle de todos os processos, influências e fatores físicos, químicos e biológicos que exercem ou podem exercer, direta ou indiretamente, efeito significativo sobre a saúde e bem-estar físico e mental do homem e sua sociedade.Ciclo Hidrológico: Circulação de água entre vários sistemas ecológicos, em vários estados, acima, abaixo ou na superfície da terra.Aclimatação: Adaptação a um novo ambiente ou a uma transformação [ocorrida] na velha.Meio Ambiente: Elementos e condições externos que envolvem, influenciam e afetam a vida e o desenvolvimento de um organismo ou população.Clima Desértico: Clima caracterizado por umidade insuficiente para manter uma vida vegetal apreciável. Clima de aridez extrema, geralmente de calor extremo, e de chuva desprezível.Crescimento Demográfico: Percentual de incremento médio anual da população residente em determinado espaço geográfico, no período considerado. O valor da taxa refere-se à média anual obtida para um período de anos compreendido entre dois momentos, em geral correspondentes aos censos demográficos. (DataSUS)Hidrologia: Parte das ciências naturais que lida com água.Abastecimento de Alimentos: Produção de alimentos e seu percurso desde o ponto de origem até o seu uso ou consumo.Desenvolvimento Vegetal: Processos orquestrados ou dirigidos por uma grande quantidade de genes, hormônios vegetais e mecanismos inerentes de cronometragem biológica facilitados por moléculas secundárias, que resultam na transformação sistemática de plantas e partes de plantas, de um estágio de maturação para outro.Política Ambiental: Procedimento de ação ou princípio adotado ou proposto por um governo, partido, negócio ou indivíduo que se refere às interações humanas com a natureza e com os recursos naturais.História Antiga: Período da história antes [do ano] 500 da era comum.Atividades Humanas: Atividades realizadas por seres humanos.Processos Climáticos: Eventos característicos que ocorrem na ATMOSFERA durante interações e transformações de várias condições e componentes atmosféricos.IncêndiosMovimentos da Água: Fluxo de água nos corpos hídricos ambientais, como rios, oceanos, fontes, aquários, etc. O termo inclui correntes, marés e ondas.Antozoários: Classe (filo CNIDARIA)composta principalmente por corais e anêmonas. Todos os membros são pólipos, o estágio de medusa é completamente ausente.Rena: Gênero de renas, Rangifer, que habitam partes ao norte da Europa, Ásia e América. Caribu é o nome norte-americano; rena, o europeu. São frequentemente domesticados e utilizados, especialmente na Lapônia, para puxar trenós e como fonte alimentar. Rangifer é o único gênero da família dos cervos em que ambos os sexos possuem cornos. A maioria dos caribus habita tundra ártica e florestas coníferas arbóreas vizinhas, e a maioria possui turnos sazonais de migração. São extensamente caçadas por sua carne, pele, cornos e outras partes.Aves: Vertebrados de sangue quente que possuem PLUMAS e pertencem à classe das Aves.Espécies em Perigo de Extinção: Espécie animal ou vegetal em perigo de extinção. As causas podem incluir a atividade humana, alterações climáticas ou alterações nas proporções entre predadores e presas.Região do Mediterrâneo: O MAR MEDITERRÂNEO, as ILHAS DO MEDITERRÂNEO e os países que limitam coletivamente o mar.Biomassa: Massa total de todos os organismos de determinado tipo e/ou de uma área específica. Inclui o rendimento de massa vegetativa produzida em uma colheita específica.Espécies Introduzidas: Organismos não nativos inseridos em virtude da atividade humana para uma região, habitat ou ECOSSISTEMA.Países Bálticos: Nome coletivo para as repúblicas da ESTÔNIA, LETÔNIA e LITUÂNIA na orla oriental do Mar Báltico. (Tradução livre do original: Webster's New Geographical Dictionary, 1988, p111)Regiões Antárticas: O continente situado ao redor do Polo Sul e das águas meridionais dos Oceanos Atlântico, Pacífico e Índico. Inclui as Dependências das Ilhas Falkands.Terra (Planeta): Planeta que é o terceiro a partir do sol. É um dos quatro planetas internos ou terrestres do SISTEMA SOLAR.América do NorteSolo: Mineral inconsolidado ou matéria orgânica na superfície da terra que serve como meio natural para o crescimento de plantas terrestres.Oceano AtlânticoDensidade Demográfica: Número de indivíduos por unidade de espaço.Biologia Marinha: Estudo da origem, estrutura, desenvolvimento, crescimento, função, genética e reprodução de organismos que habitam os OCEANOS E MARES.Secas: 1) Períodos secos prolongados no ciclo climático natural. São fenômenos de estabelecimento demorado causado por deficiência de chuva, combinada com outros fatores de predisposição. (MeSH) 2) Níveis insuficientes de chuva que resultam em escassez da água afetando o bem estar econômico e físico de uma comunidade (REPIDISCA). 3) Ausência prolongada, deficiência acentuada ou fraca distribuição de precipitação. 4) Período de tempo seco, suficientemente prolongado, para que a falta de precipitação provoque grave desequilíbrio hidrológico (Ministério da Ação Social, Brasília, 1992). 5) Período de deficiência de umidade no solo, de tal forma que não existe a água necessária para plantas, animais e seres humanos.Rios: Grandes correntes naturais de ÁGUA DOCE formadas pela convergência de afluentes e que desembocam em um grande volume de água (lago ou oceano).Poluição Ambiental: Contaminação do ar, corpos d'água ou territórios com substâncias que são danosas à saúde humana e ao ambiente.Distribuição Animal: Processo pelo qual animais em várias formas e estágios de desenvolvimento estão distribuídos fisicamente ao longo do tempo e espaço.Cadeia Alimentar: Sequência de transferências de matéria e energia de um organismo para outro em forma de ALIMENTO. As cadeias alimentares se entrelaçam localmente em uma rede alimentar, pois a maioria dos organismos consome mais de um tipo de animal ou vegetal. As PLANTAS [que convertem ENERGIA SOLAR em alimento através da FOTOSSÍNTESE] são as fontes primárias de alimento. Em uma cadeia de predadores, um animal herbívoro é devorado por um animal maior. Em uma cadeia de parasitas, o menor organismo consome parte de grandes hospedeiros e podem eles mesmos serem parasitados por organismos ainda menores. Em uma cadeia saprofitica, os micro-organismos vivem da matéria orgânica de um organismo morto.Dióxido de Carbono: Gás incolor, inodoro, não venenoso, componente do ar ambiental, também chamado de dióxido de carbono. É um produto normal da combustão de materiais orgânicos e da respiração. Tem um importante papel na vida dos animais e das plantas.Saúde Pública: Ramo da medicina voltado para a prevenção e o controle de doenças e deficiências, e para a promoção da saúde física e mental da população tanto nos níveis internacional e nacional, como no estadual ou municipal.Agricultura Florestal: Ciência do desenvolvimento, cuidados ou cultivo de florestas.Irrigação Agrícola: Direcionamento da água para áreas abertas ou fechadas onde é usada com propósitos agrícolas. (Tradução livre do original: MeSH 2011) Atividade de fornecer, de forma artificial, continuada ou intermitente, água para o cultivo de plantas de lavoura, incluindo todo o processo de captação, armazenamento, transporte e disposição final. (Fonte: Equipe de Ambientes da ANVISA, Brasil)Altitude: Distância vertical medida entre um objeto e um nível conhecido na superfície de um planeta ou outro corpo celeste.Ciclo do Nitrogênio: Circulação do nitrogênio na natureza, que consiste de um ciclo de reações bioquímicas em que o nitrogênio atmosférico é composto, dissolvido na chuva e depositado no solo, onde é assimilado e metabolizado por bactérias e plantas, retornando eventualmente para a atmosfera por decomposição da matéria orgânica feita por bactérias.Vetores de Doenças: Invertebrados ou vertebrados não humanos que transmitem organismos infecciosos de um hospedeiro a outro.Geologia: 1) Ciência da Terra e outros corpos celestes e sua história de acordo com os registros nas rochas. Inclui o estudo dos processos geológicos de uma área tais como a formação de rochas, intemperismo e erosão, e sedimentação. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed) 2) Ciência que estuda o planeta Terra, a disposição dos materiais que o compõem e todos os fenômenos que nele operaram até chegar ao seu estado atual (Material III - Ministério da Ação Social, Brasília, 1992)Modelos Biológicos: Representações teóricas que simulam o comportamento ou a actividade de processos biológicos ou doenças. Para modelos de doença em animais vivos, MODELOS ANIMAIS DE DOENÇAS está disponível. Modelos biológicos incluem o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.Meteorologia: 1) Ciência que estuda as características da atmosfera, tais como sua temperatura, densidade, ventos, nuvens, precipitações, e outros fenômenos atmosféricos, que objetiva considerar o tempo climático em termos de influências externas e de acordo com as leis básicas da física (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed). 2) Ciência que estuda os fenômenos que se produzem na atmosfera, suas causas e seus mecanismos.Monitoramento Ambiental: Monitoração do nível de toxinas, poluentes químicos, contaminantes microbianos ou outras substâncias danosas no ambiente (solo, ar e água), no trabalho ou nos corpos das pessoas e animais presentes naquele ambiente.Água do Mar: Água salinizada dos OCEANOS E MARES que supre habitat para organismos marinhos.Conceitos Meteorológicos: Propriedades, características e outros fenômenos atmosféricos especialmente relativos ao TEMPO (METEOROLOGIA) e ao CLIMA.Fenômenos Geológicos: Matéria inanimada da Terra, as estruturas e propriedades desta matéria e os processos que a afetam.Ecologia: Ramo da ciência voltado para as inter-relações de organismos e seu AMBIENTE, especialmente as manifestadas por ciclos e ritmos naturais, desenvolvimento e estrutura da comunidade, interações entre espécies de organismos diferentes, distribuições geográficas e alterações populacionais. (Tradução livre do original: Webster's, 3d ed)Plantas: Formas de vida eucarióticas e multicelulares do reino Plantae (lato sensu), compreendendo VIRIDIPLANTAE, RODÓFITAS e GLAUCÓFITAS, todas as quais obtiveram cloroplastos por endossimbiose direta com CIANOBACTÉRIAS. São caracterizadas por modo de nutrição predominantemente fotossintético; crescimento essencialmente ilimitado em certas regiões de divisão celular localizadas (MERISTEMA); celulose no interior das células que confere rigidez, ausência de órgãos de locomoção, ausência de sistemas nervoso e sensorial e alternância entre gerações haploides e diploides.Fósseis: Restos, impressões ou traços de animais ou plantas de eras geológicas passadas que se mantêm preservados na crosta terrestre.Adaptação Fisiológica: Mudanças biológicas não genéticas de um organismo em resposta a exigências do MEIO AMBIENTE.Umidade: Medida da quantidade de VAPOR DE ÁGUA no ar.Spheniscidae: Única família de pinguins (ordem Sphenisciforme, com 6 gêneros e 17 espécies). São aves aquáticas não voadoras do hemisfério Sul, altamente adaptadas para a vida marinha.Evolução Biológica: Processo de alterações acumuladas ao longo de gerações sucessivas através das quais os organismos adquirem características morfológicas e fisiológicas distintas.Malta: Estado independente que consiste em três ilhas no Mar Mediterrâneo, ao sul da Sicília. Sua capital é Valetta. A ilha principal é Malta, as duas ilhas menores são Comino e Gozo. Era uma colônia fenícia e cartaginesa, capturada pelos romanos em 218 a.C. Foi invadida por sarracenos em 870, tomada pelo normandos em 1090 e subsequentemente tomada pelos franceses e depois pelos britânicos, que as atribuiu um governo de domínio em 1921. Tornou-se uma colônia da coroa em 1933 e alcançou independência em 1964. O nome vem possivelmente da raiz pré-indo-europeia mel, alto, referindo-se as suas pedras, mas uma origem mais pitoresca deriva o nome do grego melitta ou melissa, mel, com referência a sua fama antiga na produção de mel.África Oriental: Área geográfica da África que abrange BURUNDI, DJIBUTI, ETIÓPIA, QUÊNIA, RUANDA, SOMÁLIA, SUDÃO, TANZÂNIA e UGANDA.El Niño Oscilação Sul: El Niño-Oscilação Sul, ou ENSO é um ciclo de eventos de extrema alternância entre quente (El Niño) e frio (La Niña), que é o padrão dominante de clima de ano para ano na Terra. Os dois termos referem-se a grandes mudanças na temperatura da superfície do mar no Pacífico tropical oriental. A ENOS está associada com um risco aumentado para certas doenças transmitidas por vetores (MeSH). O fenômeno El Niño Oscilação Sul representa de forma mais genérica um fenômeno de interação atmosfera-oceano, associado a alterações dos padrões normais da Temperatura da Superfície do Mar (TSM) e dos ventos alísios na região do Pacífico Equatorial, entre a Costa Peruana e no Pacifico oeste próximo à Austrália. Além de índices baseados nos valores da temperatura da superfície do mar no Oceano Pacifico equatorial, o fenômeno ENOS pode ser também quantificado pelo Índice de Oscilação Sul (IOS). Este índice representa a diferença entre a pressão ao nível do mar entre o Pacifico Central (Taiti) e o Pacifico do Oeste (Darwin/Austrália). Esse índice está relacionado com as mudanças na circulação atmosférica nos níveis baixos da atmosfera, consequência do aquecimento/resfriamento das águas superficiais na região. Valores negativos e positivos da IOS são indicadores da ocorrência do El Niño e La Niña respectivamente. (http://www.cptec.inpe.br/enos/Oque_el-nino.shtml)Europa (Continente)GroenlândiaOceanografia: Ciência que estuda os mares e oceanos, seus elementos (águas, fundos, organismos vivos) e a dinâmica do sistema. Seu auge tem se mantido desde o século XIX até hoje. Existem duas motivações principais do estudo: a ecológica, ou protecionista, e a exploração dos recursos marinhos, com amplo predomínio da segunda. O principal organismo internacional é a Comissão Oceanográfica Intergovernamental pertencente a UNESCO. (Tradução livre do original: Material IV - Glosario de Protección Civil, OPS, 1992).Incerteza: Situação em que o conhecimento racional sobre riscos, benefícios ou o futuro não está disponível.Fitoplâncton: Organismos minusculos que flutuam livremente e são fotossintetizantes. O termo não é taxonômico, referindo-se mais ao estilo de vida (utilização da energia e motilidade) do que ao tipo específico de organismo. Muitos (não todos) são algas unicelulares. Grupos importantes incluem DIATOMÁCEAS, DINOFLAGELADOS, CIANOBACTÉRIAS, CLORÓFITAS, HAPTÓFITOS, CRIPTOMONADES e silicoflagelados.Fenômenos Fisiológicos Vegetais: Processos, propriedades e estados fisiológicos característicos das plantas.Recifes de Corais: Vértices marinhos compostos de CORAIS vivos, esqueletos de corais, algas calcáreas e outros organismos, misturados com minerais e matéria orgânica. São encontrados mais comumente em águas tropicais e sustentam outros tipos de vida animal e vegetal. (MeSH/NLM) Recife: Estrutura rochosa, frequentemente coralina, que emerge da superfície do mar ou que se encontra a muito pouca profundidade e que pode representar um perigo para a navegação (Material IV - Glossário de Proteção Civil, OPAS, 1992).Urbanização: Processo de aumento da população urbana em relação à rural, associado à concentração de muitas pessoas em espaço restrito (a cidade) e à substituição das atividades primárias (agropecuárias) por atividades secundárias (industriais) e terciárias (serviços).Mar do NorteCarbono: Elemento não metálico com símbolo atômico C, número atômico 6 e massa atômica [12,0096; 12,0116]. Pode ocorrer como vários alótropos diferentes, entre eles, DIAMANTE, CARVÃO VEGETAL, GRAFITE e como FULIGEM a partir de queima incompleta de combustível.Especificidade da Espécie: Restrição de um comportamento característico, estrutura anatômica ou sistema físico, como resposta imunológica, resposta metabólica ou gene ou variante gênico dos membros de uma espécie. Refere-se às propriedades que diferenciam uma espécie de outra, mas também se usa para níveis filogenéticos superiores ou inferiores ao nível de espécie.Lagos: 1)Corpos continentais de ÁGUA DOCE ou salgada parada ou em movimento calmo, maiores do que lagoas, e abastecidas por águas de RIOS e córregos. 2)Massa continental de águas superficiais de extensão considerável.Adaptação Biológica: Mudanças em características biológicas que ajudam um organismo competir em igualdade de condições em seu MEIO AMBIENTE. Incluem mudanças fisiológicas (ADAPTAÇÃO FISIOLÓGICA), fenotípicas e genéticas.Processos Geológicos: Eventos e atividades da Terra e suas estruturas.Zonas Úmidas: Ambientes ou habitats na interface entre ecossistemas verdadeiramente terrestres e sistemas verdadeiramente aquáticos tornando-os diferentes de cada um deles mas altamente dependentes de ambos. Adaptações a baixo [nível de] oxigênio do solo caracterizam muitas das espécies de zonas úmidas.Política Social: Curso ou método de ação escolhido geralmente por um governo entre várias alternativas para guiar ou determinar decisões presentes e futuras.Desastres: 1) Calamidades que produzem grandes danos, perda de vidas e desgraça. Incluem aquelas que são resultados de fenômenos naturais e de fenômenos originados pelo homem. As condições normais de existência são interrompidas e o nível de impacto supera a capacidade da comunidade afetada. 2) Resultado de eventos adversos, naturais ou provocados pelo homem, sobre um ecossistema vulnerável, causando danos humanos, materiais e ambientais e consequentes prejuízos econômicos e sociais. Os desastres classificam-se quanto à Evolução, Intensidade e Tipologia. Quanto à Evolução, podem ser: Súbitos ou de Evolução Aguda, de Evolução Crônica e Gradual e Por Somação de Efeitos Graduais. A intensidade do desastre é definida, em termos absolutos, a partir da proporção entre necessidade/possibilidade de meios disponíveis na área, para responder ao problema. Dessa forma, caracterizam-se: Acidentes, quando os danos e os prejuízos são de pouca importância; Desastres de Médio Porte, quando solucionados com recursos locais; Desastres de Grande Porte, quando exigem reforço de recursos regionais e algum apoio central; Desastres de Muito Grande Porte, quando exigem a intervenção coordenada dos três níveis do Sistema Nacional de Defesa Civil. Quanto à Tipologia, classificam-se: a) Natural, provocado por fenômenos e desequilíbrios da natureza e gerados por fatores de origem externa que atuam independentemente das ações humanas; b) Humano, provocado pelas ações ou omissões do homem, de origem interna, enquanto resultante da atividade humana, provocadora de desajustes políticos ou sociais, de desequilíbrios ambientais ou da redução de padrões de segurança coletiva; c) Misto, quando as ações ou omissões humanas contribuem para intensificar ou complicar os efeitos dos desastres naturais (Material III - Ministério da Ação Social, Brasília, 1992)Ozônio: Forma instável triatômica do oxigênio, O3. É um forte oxidante produzido para vários usos químicos e industriais. Sua produção também é catalisada na ATMOSFERA pela radiação de RAIOS ULTRAVIOLETAS do oxigênio ou outros precursores de ozônio como COMPOSTOS ORGÂNICOS VOLÁTEIS e ÓXIDOS DE NITROGÊNIO. Cerca de 90 por cento do ozônio na atmosfera existe na estratosfera (OZÔNIO ESTRATOSFÉRICO).Foraminíferos: Ordem de EUCARIOTOS ameboides caracterizados por pseudópodos reticulados e ciclo de vida complexo com alternância de gerações. A maioria possui menos de 1 mm de tamanho e é encontrada água marinha ou salobra.Calor Extremo: Temperaturas climáticas acima da média e de várias semanas de duração. O calor extremo é uma situação perigosa que pode provocar emergências de saúde em pessoas suscetíveis.Lebres: Gênero Lepus (família Leporidae, ordem LAGOMORPHA) cujas lebres nascem abaixo do solo, completamente coberta de pelos e com olhos e orelhas abertos. Contrariamente aos COELHOS, as lebres têm 24 pares de cromossomos.Oceano PacíficoIsótopos de Oxigênio: Átomos de oxigênio estáveis que possuem o mesmo número atômico que o elemento oxigênio, porém diferem em relação ao peso atômico. O-17 e 18 são isótopos de oxigênio estáveis.América do SulDemografia: Ciência e prática que lida com análises estatísticas e matemáticas de dados sobre populações - tamanho, composição e distribuição espacial, bem como causas e consequências de mudanças na fertilidade, mortalidade, casamentos e migrações. (Tradução livre do original: Popline, 2002)Abastecimento de Água: Meio ou processo de abastecimento de água (como para uma comunidade) que geralmente inclui reservatórios, túneis e tubulações e frequentemente a represa da qual a água provém. (Webster, 3d ed)Peixes: Grupo de vertebrados aquáticos de sangue frio que possuem brânquias, nadadeiras, endoesqueleto ósseo ou cartilaginoso e corpos alongados cobertos com escamas.Filogeografia: Campo de estudo que lida com os princípios e processos que controlam as distribuições geográficas de linhagens genealógicas, especialmente aquelas dentro e entre espécies intimamente relacionadas. (Tradução livre do original: Avise, J.C., Phylogeography: The History and Formation of Species. Harvard University Press, 2000)Euphausiacea: Ordem de CRUSTÁCEOS pelágicos. Muitos consomem ZOOPLÂNCTON e poucos são predadores. Muitas espécies antárticas, como a Euphuasia superba, constituem o principal alimento de outros animais.Reprodução: O processo total pelo qual organismos geram a prole. (Stedman, 25a ed)Herbivoria: Hábito alimentar dos animais que consiste em comer plantas.Doenças dos AnimaisAbies: Gênero de planta da família PINACEAE, ordem Pinales, classe Pinopsida, divisão Coniferophyta. O nome vulgar 'Bálsamo de Gilead' se refere mais frequentemente a POPULUS e alguma vezes a COMMIPHORA.Ciclo do Carbono: Ciclo pelo qual o elemento carbono é trocado entre a matéria orgânica e o ambiente físico da Terra.Transtornos de Estresse por Calor: Grupo de afecções que se desenvolvem devido à exposição excessiva à temperatura ambiental exageradamente alta ou ao excesso de esforço nesta situação.Doenças Transmissíveis: Doença causada por um agente infeccioso ou suas toxinas através da transmissão deste agente ou seus produtos, do reservatório ou de uma pessoa infectada ao hospedeiro suscetível, quer diretamente através de uma pessoa ou animal infectado quer indiretamente através de um hospedeiro intermediário vegetal ou animal, por meio de um vetor, ou através do meio ambiente inanimado.Comportamento Predatório: Padrão instintivo de comportamento em que o alimento é obtido pelo abatimento e consumo de outras espécies.Baías: Extensão de água circundada em sua grande maioria por terra, geralmente menor que um golfo e que possui acesso ao mar.Anfíbios: VERTEBRADOS pertencentes à classe Amphibia tais como rãs, sapos, tritões e salamandras que vivem em um ambiente semiaquático.História do Século XVII: Período de tempo a partir de 1601 até 1700 da era comum.Poluição do Ar: Presença de contaminantes ou substâncias poluidoras no ar (POLUENTES DO AR) que interferem com a saúde e o bem-estar humano, ou causam efeitos danosos no meio ambiente. Entre estas substâncias podem estar GASES, MATERIAL PARTICULADO ou COMPOSTOS ORGÂNICOS voláteis.Análise Espaço-Temporal: Técnicas que estudam as entidades por meio do uso de suas propriedades topológicas, geométricas ou geográficas e incluem a dimensão tempo na análise.Oceano Índico: Corpo de água que cobre aproximadamente um quinto da área oceânica total da terra, estendendo-se entre a África no oeste, Austrália no leste, Ásia no norte e Antártica no sul. Inclui o Mar Vermelho e o Golfo Pérsico, constitui o terceiro maior oceano depois do OCEANO ATLÂNTICO e do OCEANO PACÍFICO.Organismos Aquáticos: Organismos que vivem na água.Poaceae: Grande família de gramíneas herbáceas de folhas estreitas da ordem Cyperales, subclasse Commelinidae, classe Liliopsida (monocotiledôneas). GRÃO COMESTÍVEL vem de membros desta família. RINITE ALÉRGICA SAZONAL pode ser induzida por PÓLEN de muitas gramíneas.Biota: Abrangência de organismos vivos diferentes que habitam uma determinada região, habitat ou biótopo.Pinus: Gênero de plantas da família PINACEAE, ordem Pinales, classe Pinopsida, divisão Coniferophyta. São árvores perenes presentes principalmente em climas temperados.Tibet: Região autônoma localizada na Ásia central, dentro da China.História Natural: Antigo ramo do conhecimento que envolvia o estudo, a descrição e classificação de objetos naturais (como animais, plantas e minerais) incluindo assim as ciências modernas da zoologia, botânica e mineralogia na medida em que existiam naquele tempo. Nos séculos XVII, XVIII e XIX o termo era muito usado em virtude do interesse generalizado de certas áreas da ciência. (Tradução livre do original: Webster, 3d ed; from Dr. James H. Cassedy, NLM History of Medicine Division)Quercus: Gênero de plantas (família FAGACEAE), fonte de TANINOS. Não confundir com Azevinho (ILEX).Temperatura Alta: Presença de calor ou de uma temperatura notadamente maior do que a normal.Ericaceae: Família das plantas de brejo (ordem Ericales, subclasse Dilleniidae, classe Magnoliopsida) que geralmente são arbustos ou pequenas árvores. As folhas são alternadas, simples e rijas. As flores são simétricas, com corola dividida em 4 ou 5 partes e pétalas parcialmente fundidas.Paleontologia: O estudo das formas de vida primitivas através de restos fósseis.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Pesqueiros: Lugares para cultivo e colheita de peixe, particularmente em águas marítimas.História do Século XV: Período de tempo a partir de 1401 até 1500 da era comum.Tamanho Corporal: Medidas físicas de um corpo.História do Século XVI: Período de tempo a partir de 1501 até 1600 da era comum.ÁfricaGelo: Substância sólida formada pelo CONGELAMENTO da água.Erupções Vulcânicas: Cinza, poeira, gases e lava liberados por explosão vulcânica. Os gases são matéria volátil composta principalmente por cerca de 90 por cento de vapor de água, e também por gás carbônico, dióxido de enxofre, hidrogênio, monóxido de carbono e nitrogênio. A cinza ou poeira são ejetos piroclásticos, e a lava expelida é um material fundido constituído principalmente de silicato de magnésio. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed)Insetos Vetores: Insetos que transmitem organismos infecciosos de um hospedeiro para outro, ou de um reservatório inanimado para um hospedeiro animado.Vento: Movimentação do ar relativa à superfície da terra.Mytilus: Gênero de mexilhões marinhos (família MYTILIDAE, classe BIVALVIA). A espécie MYTILUS EDULIS é o mexilhão comum muito apreciado como alimento.Zooplâncton: Minusculos organismos livre-flutuantes que vivem em praticamente todas as águas naturais.História do Século XVIII: Período de tempo a partir de 1701 até 1800 da era comum.Água Doce: Água contendo quantidades insignificantes de sais, como as águas dos RIOS e LAGOS.Microclima: Clima local num espaço muito reduzido ou micro-habitat. Pode-se considerar como um microclima, por exemplo, as condições existentes no interior de uma caverna.Ondas de Maré: Ondas de água causadas por interações gravitacionais entre a TERRA, a LUA e o SOL.Geografia Médica: Área da medicina que lida com os efeitos de fatores geográficos como CLIMA, condições ambientais e localização geográfica na saúde e doença.Betula: Gênero de plantas (família BETULIACEAE) cujas árvores são lisas, resinosas, com casca multicolorida ou branca, marcada por poros horizontais (lenticelas), que frequentemente se descascam horizontalmente em lâminas finas.Mapas como Assunto: Representações, geralmente em escala e em meio plano, de uma seleção de aspectos materiais ou abstratos da superfície da terra, dos céus ou de corpos celestes.Austrália: Menor continente e um país independente que abrange seis estados e dois territórios. Sua capital é Canberra.Poluentes do Ar: Qualquer substância no ar que poderia (se presente, em concentração suficiente elevada) prejudicar humanos, animais, vegetação ou material. Entre as substâncias estão GASES, MATERIAL PARTICULADO e COMPOSTOS ORGÂNICOS voláteis.Atividade Solar: Quaisquer variações no aparecimento da energia liberada (output) pelo sol.Pólen: Elemento fertilizador de plantas que contém os GAMETÓFITOS masculinos.Sedimentos Geológicos: Massa de material sólido fragmentado, orgânico ou inorgânico, ou o próprio fragmento sólido, que vem do desgaste das rochas, sendo transportado, suspenso ou aprisionado pelo ar, água ou gelo. Refere-se também a uma massa acumulada por qualquer outro agente natural e que se deposita em camadas na superfície terrestre, como areia, pedregulhos, lodo, lama, terra ou argila.Internacionalidade: Qualidade ou estado de relacionar ou afetar duas ou mais nações. (Tradução livre do original: Merriam-Webster Collegiate Dictionary, 10th ed)Salinidade: Grau de conteúdo salino, que é basicamente a CONCENTRAÇÃO OSMOLAR de CLORETO DE SÓDIO mais quaisquer outros SAIS presentes. É um fator ecológico de considerável importância, que influencia os tipos de organismos que vivem em um MEIO AMBIENTE.Odonatos: Ordem de insetos que compreende três subordens: Anisoptera, Zygoptera e Anisozygoptera. Consistem das libélulas e donzelinhas.Passeriformes: Ordem de AVES (de poleiro) largamente distribuídas, incluindo mais da metade de todas as espécies de aves.Simulação por Computador: Representação feita por computador de sistemas físicos e fenômenos como os processos químicos.Datação Radiométrica: Técnicas usadas para determinar a idade dos materiais, baseadas no conteúdo e meias-vidas dos ISÓTOPOS RADIOATIVOS que eles contêm.Mapeamento Geográfico: Mapeamento geográfico: Criação de uma representação das áreas da terra ou outros corpos celestes com o propósito de visualização da distribuição espacial de várias informações. (MeSH) Cartografia: Conjunto de técnicas que visam à elaboração, à redação e à edição de cartas geográficas ou mapas (Larousse Cultural, 1998); Representação do espaço tridimensional em uma prancha ou mapa com símbolos representativos dos diversos elementos físicos em uma área determinada.Remediação Ambiental: Retirada dos POLUENTES AMBIENTAIS ou de contaminantes para proteger o meio ambiente. É realizado por meio de vários métodos químicos, biológicos e movimento de massa, em conjunto com a MONITORAMENTO AMBIENTAL.Flores: Órgão reprodutivo das plantas.Combustíveis Fósseis: 1) Qualquer depósito de hidrocarbonetos que possa ser usado como combustível, por ex. petróleo, carvão e gás natural (MeSH/NLM). 2) Produtos derivados de restos de plantas e animais que viveram na Terra em épocas muito anteriores ao surgimento do homem, como o carvão mineral, o petróleo e o gás mineral, o petróleo e o gás. (Material IV - Glosario de Protección Civil, OPAS, 1992)Plantas Daninhas: Planta que cresce em local não desejável, frequentemente competindo com plantas cultivadas.Sistemas de Informação Geográfica: Sistemas de computação capazes de reunir, armazenar, manipular e exibir informação geograficamente referenciada, i. é, dados identificados de acordo com suas localizações.Bornéu: Ilha no Arquipélago Malaio, a leste de Sumatra, a norte de Java e a oeste de Celebes. É a terceira maior ilha do mundo. Seu nome é uma alteração para o português de BRUNEI, região de uma das subdivisões da ilha.Opinião Pública: Atitude de uma porção significante de uma população a respeito de uma determinada proposição, baseada em uma quantia mensurável de efetiva evidência, e envolvendo algum grau de reflexão, análise e raciocínio.Borboletas: Insetos diurnos de corpo delgado que possuem largas asas frequentemente coloridas e padronizadas de forma marcante.Extremo Oriente: Área geográfica do leste e sudeste da Ásia que abrange CHINA, HONG KONG, JAPÃO, COREIA, MACAU, MONGÓLIA e TAIWAN.Prova Pericial: Apresentação de dados pertinentes por um perito com habilidade ou conhecimento que representa juízo qualificado de um assunto em particular.Filogenia: Relacionamentos entre grupos de organismos em função de sua composição genética.Cultura Organizacional: Crenças e valores partilhados por todos os membros de uma organização. Esses valores partilhados, que estão sujeitos à mudança, se refletem nas operações do dia a dia da organização.África do Norte: Área geográfica da África que inclui ARGÉLIA, EGITO, LÍBIA, MARROCOS e TUNÍSIA. Inclui também os vastos desertos e oásis do Saara. É frequentemente denominada África do Norte, África de Língua Francesa ou Magreb. (Tradução livre do original: Webster's New Geographical Dictionary, 1988, p 856)Larix: Gênero de planta da família PINACEAE, ordem Pinales, classe Pinopsida, divisão Coniferophyta.Sequestro de Carbono: Qualquer um dos vários processos de captura ou remoção, permanente ou de longo prazo, artificial ou natural, e armazenamento de dióxido de carbono ou outras formas de carbono, por meio de processos biológicos, químicos ou físicos, em uma forma que o impeça de ser liberado na atmosfera.Eutrofização: Enriquecimento de um ECOSSISTEMA aquático ou terrestre pela adição de nutrientes, especialmente nitrogênio e fósforo, que resulta em um crescimento excessivo de plantas, ALGAS ou outros produtores primários. Pode ser um processo natural ou o resultado da atividade humana, tal como resíduos de agricultura ou poluição pelo escoamento de esgoto. Em ecossistemas aquáticos, um aumento na população de algas é denominado de floração de algas.Picea: Gênero de plantas da família PINACEAE, ordem Pinales, classe Pinopsida, divisão Coniferophyta. São árvores piramidais perenes, com galhos em espiral e casca delgada e escamosa. Cada uma das folhas lineares dispostas em espiral se articula próximo ao caule em uma base lenhosa separada.Mar MediterrâneoCivilização: Os atributos humanos distintos e realizações de uma sociedade em particular.AlaskaCoffea: Gênero de plantas (família RUBIACEAE) mais conhecidas pela bebida CAFÉ preparada de seus grãos (SEMENTES).Estados do Pacífico: A designação geográfica para os estados que limitam com ou localizam-se no Oceano Pacífico. Os estados assim designados são Alaska, California, Hawaii, Oregon e Washington.Água: Líquido transparente, inodoro e insípido que é essencial para a maioria dos animais e vegetais, além de ser um excelente solvente para muitas substâncias. A fórmula química é óxido de hidrogênio (H2O). (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed)História Medieval: Período da história a partir do ano 500 até 1450 da era comum.Doenças Transmissíveis Emergentes: Doenças infecciosas que são novas em relação à abrangência de seus surtos (geográficos e de hospedeiros) ou modo de transmissão.Fenômenos Ecológicos e Ambientais: Entidades, características, propriedades, relações e processos ecológicos e ambientais.Arqueologia: Estudo científico de sociedades do passado através de artefatos, fósseis, etc.Saúde Mundial: Conceito relativo ao estado de saúde dos habitantes do mundo. Por ordem de gravidade os principais riscos para a saúde mundial foram assim classificados: subalimentação, prática de sexo sem proteção, hipertensão, tabagismo, álcool, má qualidade da água, colesterol, fumaça de combustíveis sólidos como carvão e lenha, carência de ferro e a obesidade.Queensland: Estado no nordeste da Austrália. Sua capital é Brisbane. Sua costa foi visitada primeiro pelo Capitão Cook em 1770 e seu primeiro assentamento (penal) foi localizado em Moreton Bay em 1824. O nome Cooksland foi proposto primeiro, mas a honra a Rainha Victoria prevaleceu.