Análises críticas de livros ou de outros trabalhos monográficos.
Livros que contêm fotografias, impressões, desenhos, retratos, placas, diagramas, fac-símiles, mapas, tabuletas ou outras representações ou arranjos sistemáticos de dados projetados para elucidar ou decorar seus conteúdos.
Livros no campo da medicina planejados primariamente para consulta.
Livros planejados pelo arranjo e tratamento de importância de seus assuntos para serem consultados para condições definidas de informação em vez de serem lidos consecutivamente. Livros de referência incluem DICIONÁRIOS, ENCICLOPÉDIAS, ATLAS, etc. (Tradução livre do original: the ALA Glossary of Library and Information Science, 1983)
Termo geral que abrange as classificações bibliográficas e as bibliotecas. A maioria se refere à CLASSIFICAÇÃO bibliotecária para a ordem de livros e documentos nas prateleiras. (Tradução livre do original: Harrod's Librarians' Glossary, 7th ed, p85)
O empreendimento agregado de fabricação e produção técnica de livros.
Desenvolvimento de coleções em bibliotecas, inclusive a determinação e coordenação de política de seleção, taxa de necessidades de usuários e usuários potenciais, estudos de uso de coleções, avaliação de coleções, identificação de necessidades de coleções, seleção de materiais, planejamento de divisão de recursos, manutenção de coleções, eliminação do supérfluo e orçamento.
Discussão de listas de trabalhos, documentos ou outras publicações, normalmente com alguma relação entre eles, por exemplo, de um determinado autor, de um determinado assunto ou publicado em um determinado lugar e diferindo de um catálogo cujo conteúdo se restringe a propriedades de uma única coleção, biblioteca ou grupo de bibliotecas. (Tradução livre do original: The ALA Glossary of Library and Information Science, 1983)
Livros usados no estudo de um assunto que contém uma apresentação sistemática dos princípios e vocabulário de um assunto.
Ocupações de pessoal de saúde que não são médicos e são qualificados, por treinamento especial e frequentemente por licença, para trabalhar em funções que dão suporte no campo de cuidados de saúde. Essas ocupações incluem, mas não estão limitadas a tecnologia médica, fisioterapia, etc.
Publicação emitida em intervalos fixos, mais ou menos regulares. As revistas científicas constituem as principais publicações periódicas que publicam resultados de pesquisa.
Período de tempo a partir de 1801 até 1900 da era comum.
Centros de informação servindo principalmente as necessidades do pessoal médico de hospital e também provendo, às vezes, educação do paciente e outros serviços.
Lista de trabalhos, documentos e outras publicações em assuntos médicos e tópicos de interesse para o campo da medicina.
Sociedade profissional que representa o campo da medicina.
Período de tempo a partir de 1601 até 1700 da era comum.
Período de tempo a partir de 1901 até 2000 da era comum.
Período de tempo a partir de 1701 até 1800 da era comum.
Período de tempo a partir de 1401 até 1500 da era comum.
O livro composto geralmente de escrituras aceitas por cristãos como inspiradas por Deus e de autoridade divina.
Trabalhos que contêm artigos de informação em assuntos em todo campo de conhecimento, normalmente organizado em ordem alfabética, ou um trabalho semelhante limitado a um campo especial ou assunto.
Única família de pinguins (ordem Sphenisciforme, com 6 gêneros e 17 espécies). São aves aquáticas não voadoras do hemisfério Sul, altamente adaptadas para a vida marinha.
Gênero de plantas (família FAGACEAE), fonte de TANINOS. Não confundir com Azevinho (ILEX).
Diamante. Um forma cristalina de carbono existente na forma de duros cristais isômeros incolores ou coloridos. Uma pedra preciosa utilizada para cortar vidro e como suporte para delicados mecanismos.
A República Federativa do Brasil é formada por 5 regiões (norte, nordeste, centro-oeste, sudeste e sul), 26 Estados e o Distrito Federal (Brasília). A atual divisão político-administrativa é de 1988, quando foi criado o estado do Tocantins, a partir do desmembramento de parte de Goiás, e os territórios de Amapá e Roraima foram transformados em estados. Quinto país do mundo em área total, superado por Federação Russa, Canadá, China e EUA, e maior da América do Sul, o Brasil ocupa a parte centro-oriental do continente. São 23.089 km de fronteiras, sendo 7.367 km marítimas e 15.719 km terrestres. A orla litorânea estende-se do cabo Orange, na foz do rio Oiapoque, ao norte, até o arroio Chuí, no sul. Todos os países sul-americanos, com exceção de Equador e Chile, fazem fronteira com Brasil. Pouco mais de 70 km tornam a extensão norte-sul do país superior ao sentido leste-oeste. São 4.394,7 km entre os extremos leste e oeste. Ao norte, o ponto extremo do Brasil é a nascente do rio Ailã, no monte Caburaí, em Roraima, fronteira com a Guiana. Ao sul, o arroio Chuí, na divisa do Rio Grande do Sul com o Uruguai. A leste, a ponta do Seixas, na Paraíba. E a oeste, as nascentes do rio Moa, na serra da Contamana, no Acre, fronteira com o Peru. O centro geográfico fica na margem esquerda do rio Jarina, em Barra do Garça em Mato Grosso. (Almanaque Abril. Brasil, SP: Editora Abril S.A., 2002). Existe grande contraste entre os estados em relação aos aspectos físicos e demográficos e aos indicadores sociais e econômicos. A área do Amazonas, por exemplo, é maior do que a área somada dos nove estados da região nordeste. Enquanto Roraima e Amazonas têm cerca de um a dois habitantes por km2, no Rio de Janeiro e no Distrito Federal esse índice é superior a 300 (a média para o país é de 20,19 IBGE 2004). A população brasileira estimada para 2006 é de 186 milhões de habitantes distribuída em uma área de 8.514.215,3 km2 (média de 46 hab/km2). A mortalidade infantil média para o país é de 26,6 óbitos de crianças menores de um ano por 1000 nascidos vivos, variando de 47,1 para o estado de Alagoas (IBGE 2004) e 13,5 para o estado de São Paulo (SEADE 2005). A esperança (ou expectativa) de vida do brasileiro ao nascer é de 71,7 anos (IBGE 2004). A taxa de fecundidade é de 2,3 filhos por mulher menor de 20 anos (IBGE 2004). Em relação à economia, apenas três estados do Sudeste - São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais - respondem por cerca de 60 por cento do PIB brasileiro.
Serviços da NATIONAL LIBRARY OF MEDICINE para profissionais e usuários da área da saúde. Integra extensa informação do National Institutes of Health e de outras fontes de informações sobre determinadas doenças e anormalidades.
O segmento de empresas comerciais dedicado ao projeto, desenvolvimento e fabricação de produtos químicos para uso no diagnóstico e tratamento de doenças, deficiências ou outras disfunções ou para melhorar as funções orgânicas e corporais.
Ato de enganar ou o fato de ser enganado.
Sensação de satisfação ou gratificação.
Metabólito fúngico antilipêmico isolado de culturas de Nocardia autotrophica. Age como inibidor competitivo da HMG CoA redutase (HIDROXIMETILGLUTARIL COA REDUTASES).
Verificação de fraude através da detecção das perturbações emocionais conforme se manifestam em alterações dos processos fisiológicos, geralmente usando-se um polígrafo.
Órgão reprodutivo das plantas.
Uso de asas ou apêndices semelhantes a asas para permanecer no ar ou se mover através do ar.
Doação voluntária de benefícios materiais ou intangíveis e, em geral, sem expectativa de algum retorno. Entretanto, as doações podem ser motivadas por sentimentos de ALTRUISMO ou gratidão, por um senso de obrigação, ou pela esperança de receber alguma coisa em troca.