Qualquer modalidade de tratamento medicamentoso desenvolvida para inibir a CONTRAÇÃO UTERINA. Utilizada em gestantes com risco de trabalho de parto prematuro.
Processo através do qual um medicamento recebe aprovação por uma agência de regulamento governamental. Inclui qualquer teste pré-clínico ou clínico requisitado, revisão, submissão e avaliação das aplicações e resultados de testes, e vigilância "pós-marketing" da droga.