Nome comum de uma espécie extinta do gênero Homo. Foram encontrados fósseis na Europa e Ásia. As evidências genéticas sugerem que ocorreram cruzamentos limitados com os HUMANOS modernos (Homo sapiens).
Família da subordem HAPLORHINI (Anthropoidea) que abrande os mamíferos primatas bípedes. Inclui o homem moderno (HOMO SAPIENS), os gorilas (GORILLA GORILLA), os chimpanzés (PAN PANISCUS e PAN TROGLODYTES), e orangotangos (PONGO PYGMAEUS).
Restos, impressões ou traços de animais ou plantas de eras geológicas passadas que se mantêm preservados na crosta terrestre.
O estudo dos dentes de formas de vida primitivas através de restos fósseis.
Estudo científico de sociedades do passado através de artefatos, fósseis, etc.
Ciência comparativa que lida com as características físicas dos humanos em relação com sua origem, evolução e desenvolvimento em todo o meio ambiente.
Período da história antes [do ano] 500 da era comum.
AVES que caçam e matam outros animais (especialmente vertebrados superiores) para se alimentar. Inclui a ordem FALCONIFORME (aves de rapina diurnas) que compreendem as ÁGUIAS, falcões, gaviões e outros, assim como a ordem STRINGIFORME (aves de rapina noturnas) como as CORUJAS.
O estudo das formas de vida primitivas através de restos fósseis.
A ciência voltada para o estudo comparativo do homem.
Pontos de referência localizados por inspeção visual, palpação ou com o auxílio de computador que são úteis na localização de estruturas na superfície ou dentro do corpo humano.
Esta única espécie de Gorila (membro da família HOMINIDAE) é a maior e mais poderosa dos PRIMATAS. Está distribuída em populações isoladas e afastadas pelas florestas da África equatorial.
Uma de um conjunto de estruturas semelhantes a ossos na boca usadas para morder e mastigar.
Processo de alterações acumuladas ao longo de gerações sucessivas através das quais os organismos adquirem características morfológicas e fisiológicas distintas.
O ESQUELETO da CABEÇA; compreende também os OSSOS FACIAIS e os que recobrem o CÉREBRO.
Chimpanzé comum, espécie do gênero Pan (família HOMINIDAE) que vive na África, principalmente nas florestas tropicais úmidas. Há numerosas subespécies reconhecidas.
Ciência e prática que lida com análises estatísticas e matemáticas de dados sobre populações - tamanho, composição e distribuição espacial, bem como causas e consequências de mudanças na fertilidade, mortalidade, casamentos e migrações. (Tradução livre do original: Popline, 2002)
Trabalhos que contêm artigos de informação em assuntos em todo campo de conhecimento, normalmente organizado em ordem alfabética, ou um trabalho semelhante limitado a um campo especial ou assunto.
Cinza, poeira, gases e lava liberados por explosão vulcânica. Os gases são matéria volátil composta principalmente por cerca de 90 por cento de vapor de água, e também por gás carbônico, dióxido de enxofre, hidrogênio, monóxido de carbono e nitrogênio. A cinza ou poeira são ejetos piroclásticos, e a lava expelida é um material fundido constituído principalmente de silicato de magnésio. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed)
1) Calamidades que produzem grandes danos, perda de vidas e desgraça. Incluem aquelas que são resultados de fenômenos naturais e de fenômenos originados pelo homem. As condições normais de existência são interrompidas e o nível de impacto supera a capacidade da comunidade afetada. 2) Resultado de eventos adversos, naturais ou provocados pelo homem, sobre um ecossistema vulnerável, causando danos humanos, materiais e ambientais e consequentes prejuízos econômicos e sociais. Os desastres classificam-se quanto à Evolução, Intensidade e Tipologia. Quanto à Evolução, podem ser: Súbitos ou de Evolução Aguda, de Evolução Crônica e Gradual e Por Somação de Efeitos Graduais. A intensidade do desastre é definida, em termos absolutos, a partir da proporção entre necessidade/possibilidade de meios disponíveis na área, para responder ao problema. Dessa forma, caracterizam-se: Acidentes, quando os danos e os prejuízos são de pouca importância; Desastres de Médio Porte, quando solucionados com recursos locais; Desastres de Grande Porte, quando exigem reforço de recursos regionais e algum apoio central; Desastres de Muito Grande Porte, quando exigem a intervenção coordenada dos três níveis do Sistema Nacional de Defesa Civil. Quanto à Tipologia, classificam-se: a) Natural, provocado por fenômenos e desequilíbrios da natureza e gerados por fatores de origem externa que atuam independentemente das ações humanas; b) Humano, provocado pelas ações ou omissões do homem, de origem interna, enquanto resultante da atividade humana, provocadora de desajustes políticos ou sociais, de desequilíbrios ambientais ou da redução de padrões de segurança coletiva; c) Misto, quando as ações ou omissões humanas contribuem para intensificar ou complicar os efeitos dos desastres naturais (Material III - Ministério da Ação Social, Brasília, 1992)
1) Qualquer alteração significativa nas medidas do clima (tais como temperatura, precipitação ou ventos) que dura por um período extenso (décadas ou mais). Pode resultar de fatores naturais como mudanças na intensidade do sol, processos naturais dentro do sistema de climas terrestres como mudanças na circulação oceânica, ou de atividades humanas (MeSH). 2) Mudança observada no clima, em uma escala global, regional ou sub-regional, causado por processos naturais e/ou atividade humana. (Material II - IDNDR, 1992)
Emergência de um dente de dentro do seu folículo no PROCESSO ALVEOLAR da MAXILA ou da MANDÍBULA na BOCA. (Tradução livre do original: Boucher's Clinical Dental Terminology, 4th ed)
Manifestações a longo prazo do TEMPO (METEOROLOGIA). (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)
Procedimento que apresenta o estímulo condicionado sem REFORÇO para um organismo previamente condicionado. Refere-se também à diminuição de uma resposta condicionada que resulta deste procedimento.
Nucleotídeo de adenina contendo um grupo fosfato esterificado para ambas posições 3' e 5' da metade do açúcar. É um mensageiro secundário e um regulador intracelular chave que funciona como mediador da atividade de vários hormônios, incluindo epinefrina, glucagon e ACTH.
Benzodiazepina com ações farmacológicas similares aos do DIAZEPAM que pode causar AMNÉSIA ANTERÓGRADA. Alguns dados indicam que é utilizada como droga para dominar a vítima durante o estupro e sugerem que também pode desencadear um comportamento violento. O governo dos Estados Unidos baniu a importação desta droga.
Entidade histórica e cultural espalhada através de uma extensa área geográfica, sob o domínio político e influência da Roma antiga, trazendo ao povo subjugado a civilização e cultura romanas de 753 a.C. até o início do governo imperial de Augustus em 27 a.C. A cidade primitiva construída nas sete colinas cresceu para tomar a Sicília, Sardenha, Cartagena, Gália, Espanha, Grã-Bretanha, Grécia, Ásia Menor, etc., e estendeu-se finalmente da Mesopotâmia ao Atlântico. A medicina romana estava quase totalmente em mãos gregas, mas Roma, com seu sistema hídrico superior, permanece um modelo de saneamento e higiene. (Tradução livre do original: A. Castiglioni, A History of Medicine, 2d ed pp196-99; from F. H. Garrison, An Introduction to the History of Medicine, 4th ed, pp107-120)
Sequência temporal de eventos que ocorreram.
Unidades que convertem algumas formas de energia em energia elétrica.
Dispositivos que contém material físsil em quantidade suficiente e disposto de tal maneira que seja capaz de manter uma cadeia de reação de FISSÃO NUCLEAR autossustentável e controlada. Também são conhecidos por pilhas atômicas, reatores atômicos, reatores de fissão e pilhas nucleares, apesar de tais nomes serem depreciativos. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed)
1) Instalações que convertem ENERGIA NUCLEAR em energia elétrica. (MeSH 2009) 2) Aquela que utiliza a energia térmica produzida por fissão nuclear, para gerar energia elétrica. (Tradução livre do original: Material IV - Glosario de Protección Civil, OPS, 1992)
Acidente nuclear que ocorreu em consequência do terremoto de 11 de março de 2011 em Tohoku-Kanto, região do norte do Japão.
Uso de diário pessoal mantido na INTERNET que pode consistir de reflexões, comentários e, com frequência, 'hyperlinks'.
Posição ou atitude do corpo.
O planejamento das mobílias e decorações de um interior arquitetônico.
Relativo ao tamanho de sólidos.
Direitos legais ou privilégios exclusivos aplicados a invenções, plantas, etc. (MeSH) As patentes representam, em maior medida, o produto da pesquisa tecnológica e empresarial, por quanto protegem conhecimentos com potencial valor econômico. Título que assegura ao autor de uma invenção, modelo de utilidade, ou desenho industrial, a propriedade e uso exclusivos de seu invento. (Dicionário Eletrônico Houaiss da Língua Portuguesa, 2002)
Região do centro-norte da Ásia, em grande parte, na Rússia. Estende-se a partir dos Montes Urais ao Oceano Pacífico e do Oceano Ártico até o centro do Cazaquistão e às fronteiras da China e Mongólia.
As ilhas do pacífico central e sul, incluindo Micronésia, Melanésia, Polinésia e tradicionalmente Australásia.
Primeiro dedo no lado radial da mão que, em humanos, é oposto aos outros quatro.
Formações geológicas que consistem de cavidades subterrâneas com acesso a partir da superfície.
Quatro ou cinco dígitos delgados articulados em humanos e primatas unidos a cada uma das MÃOS.
Padrões de respostas comportamentais que caracterizam o indivíduo.
Conceito genérico que reflete um interesse com a modificação e a aprimoramento dos componentes da vida, ex. ambiente físico, político, moral e social; a condição geral de uma vida humana.
Aquelas características psicológicas que diferenciam os indivíduos entre si.
Julgamento preconcebido feito sem evidência factual.
Desvio importante dos padrões de comportamento normal.
Termo geral para perda completa da habilidade em ouvir por ambas as orelhas.
Habilidade para aprender e manejar novas situações e desempenhar eficientemente tarefas que envolvam abstração.