Gênero de plantas (família EUPHORBIACEAE, ordem Euphorbiales, subclasse Rosidae) da "Hevea brasiliensis" de onde se obtém principalmente a BORRACHA natural comercial, mas também de algumas outras plantas.
Elastômero polimérico de elevado peso molecular, obtido da seiva (LÁTEX) da HEVEA brasiliensis e de outras árvores e plantas. É uma substância que pode ser esticada à temperatura ambiente, até pelo menos duas vezes seu comprimento original e depois de liberada a tensão retrai rapidamente recuperando completamente suas dimensões originais.
Produto leitoso excretado pelos canais de látex de várias espécies vegetais contendo cautchu. O látex é composto por 25-35 por cento de cautchu, 60-75 por cento de água, 2 por cento de proteína, 2 por cento de resina, 1,5 por cento de açúcar e 1 por cento de cinza. A BORRACHA é preparada retirando-se a água do látex (Tradução livre do original: Concise Encyclopedia Biochemistry and Molecular Biology, 3rd ed). Proteínas da hévea são responsáveis pela HIPERSENSIBILIDADE AO LÁTEX. O látex é usado como veículo inerte para transportar anticorpos ou antígenos em TESTES DE FIXAÇÃO DO LÁTEX.
Família eufórbia de plantas de florescência, da ordem Euphorbiales, que contém por volta de 7.500 espécies em 275 gêneros. A família consiste de ervas anuais e perenes, e arbustos florestais ou árvores.
Reação alérgica a produtos que contêm látex de borracha natural, como luvas de borracha, preservativos, cateteres, diques dentais, balões e equipamentos de esportes. Podem ocorrer tanto respostas alérgicas, mediadas por células T (HIPERSENSIBILIDADE TARDIA), quanto as mediadas por anticorpos IgE (HIPERSENSIBILIDADE IMEDIATA). A hipersensibilidade tardia resulta da exposição a antioxidantes presentes na borracha; a hipersensibilidade imediata resulta da exposição a uma proteína do látex.
Substâncias encontradas em PLANTAS que possuem atividade antigênica.
Plantas superiores, perenes, lenhosas e geralmente altas (Angiospermas, Gimnospermas e alguns Pterófitos), que possuem geralmente um tronco principal e numerosos ramos.
Enzimas que catalisam uma condensação reversa de aldol. Uma molécula contendo um grupo hidroxila e um grupo carbonila são clivados na ligação C-C para formar duas moléculas menores (ALDEÍDOS ou CETONAS). EC 4.1.2.
Cianeto de hidrogênio (HCN). Líquido tóxico ou gás incolor. É encontrado na fumaça de vários produtos do tabaco e liberado a partir da combustão de materiais orgânicos que contêm nitrogênio.
Gênero de plantas (família STERCULIACEAE), fonte da noz de cola (que contém CAFEÍNA) e usada em bebidas populares.
Refere-se a organizações que abrigam trabalhadores assalariados ou contratados nas áreas afins com a saúde e que visam a melhoria das condições de seus afiliados; inclui as atividades dos sindicatos para a provisão de serviços de saúde a seus membros.
A República Federativa do Brasil é formada por 5 regiões (norte, nordeste, centro-oeste, sudeste e sul), 26 Estados e o Distrito Federal (Brasília). A atual divisão político-administrativa é de 1988, quando foi criado o estado do Tocantins, a partir do desmembramento de parte de Goiás, e os territórios de Amapá e Roraima foram transformados em estados. Quinto país do mundo em área total, superado por Federação Russa, Canadá, China e EUA, e maior da América do Sul, o Brasil ocupa a parte centro-oriental do continente. São 23.089 km de fronteiras, sendo 7.367 km marítimas e 15.719 km terrestres. A orla litorânea estende-se do cabo Orange, na foz do rio Oiapoque, ao norte, até o arroio Chuí, no sul. Todos os países sul-americanos, com exceção de Equador e Chile, fazem fronteira com Brasil. Pouco mais de 70 km tornam a extensão norte-sul do país superior ao sentido leste-oeste. São 4.394,7 km entre os extremos leste e oeste. Ao norte, o ponto extremo do Brasil é a nascente do rio Ailã, no monte Caburaí, em Roraima, fronteira com a Guiana. Ao sul, o arroio Chuí, na divisa do Rio Grande do Sul com o Uruguai. A leste, a ponta do Seixas, na Paraíba. E a oeste, as nascentes do rio Moa, na serra da Contamana, no Acre, fronteira com o Peru. O centro geográfico fica na margem esquerda do rio Jarina, em Barra do Garça em Mato Grosso. (Almanaque Abril. Brasil, SP: Editora Abril S.A., 2002). Existe grande contraste entre os estados em relação aos aspectos físicos e demográficos e aos indicadores sociais e econômicos. A área do Amazonas, por exemplo, é maior do que a área somada dos nove estados da região nordeste. Enquanto Roraima e Amazonas têm cerca de um a dois habitantes por km2, no Rio de Janeiro e no Distrito Federal esse índice é superior a 300 (a média para o país é de 20,19 IBGE 2004). A população brasileira estimada para 2006 é de 186 milhões de habitantes distribuída em uma área de 8.514.215,3 km2 (média de 46 hab/km2). A mortalidade infantil média para o país é de 26,6 óbitos de crianças menores de um ano por 1000 nascidos vivos, variando de 47,1 para o estado de Alagoas (IBGE 2004) e 13,5 para o estado de São Paulo (SEADE 2005). A esperança (ou expectativa) de vida do brasileiro ao nascer é de 71,7 anos (IBGE 2004). A taxa de fecundidade é de 2,3 filhos por mulher menor de 20 anos (IBGE 2004). Em relação à economia, apenas três estados do Sudeste - São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais - respondem por cerca de 60 por cento do PIB brasileiro.
Estudo da origem, estrutura, desenvolvimento, crescimento, função, genética e reprodução dos vegetais.
Trabalhos que contêm artigos de informação em assuntos em todo campo de conhecimento, normalmente organizado em ordem alfabética, ou um trabalho semelhante limitado a um campo especial ou assunto.
Recipientes, embalagem e material de embalagem para medicamentos e PRODUTOS BIOLÓGICOS. Incluem aqueles em ampolas, cápsulas, comprimidos, soluções ou outras formas. A embalagem inclui recipientes imediatos, recipientes secundários e caixas. Nos Estados Unidos, tal embalagem é controlada por Lei Federal de Alimento, Medicamento e Cosmético que também determina exigências para resistência à falsificação e resistência à criança. Leis similares governam a utilização em outros lugares. (Tradução livre do original: Code of Federal Regulations, 21 CFR 1 Section 210, 1993) ROTULAGEM DE MEDICAMENTOS também está disponível.
Instrumentos usados para injetar ou retirar líquidos. (Stedman, 25a ed)
Ambientes ou habitats na interface entre ecossistemas verdadeiramente terrestres e sistemas verdadeiramente aquáticos tornando-os diferentes de cada um deles mas altamente dependentes de ambos. Adaptações a baixo [nível de] oxigênio do solo caracterizam muitas das espécies de zonas úmidas.
1) Fenômenos aquosos de estabelecimento repentino com diferentes velocidades de ocorrência. Incluem inundações instantâneas, enchentes sazonais de rios, e enchentes costeiras associadas a TEMPESTADES CICLÔNICAS, ONDAS DE MARÉ e ondas de tempestade. 2) Transbordamento de água do leito normal de um rio ou acúmulo de água, por drenagem, em áreas não habitualmente submersas (Material III - Ministério da Ação Social, Brasília, 1992). Podem ser repentinas (CHEIA REPENTINA) ou de subida lenta.
Ordem de AVES encorpadas, geralmente terrestres, como faisões, PERUS, galos, CODORNIZ e GALINHAS.
Eventos e atividades da Terra e suas estruturas.
Conjunto de manipulações sistemáticas e científicas dos tecidos corporais de melhor eficiência, com as mãos, com o propósito de influenciar os sistemas nervoso e muscular e a circulação geral.
Propriedade de objetos que é percebida visualmente criada pela absorção ou reflexão de comprimentos de onda específicos da luz.
Atividades recreacionais espontâneas ou voluntárias procuradas para divertimento e acessórios ou equipamentos usados nas atividades; inclui jogos, brinquedos, etc.
Elemento não metálico que tem o símbolo atômico P, o número atômico 15 e massa atômica 31. É um elemento essencial que participa de uma ampla variedade de reações bioquímicas.
A capacidade de conceber ou de induzir concepção. Pode referir-se tanto a sexo masculino quanto ao feminino.
Bebida feita dos grãos do CAFÉ (SEMENTES) em infusão em água quente. Geralmente contém CAFEÍNA e TEOFILINA, a menos que seja descafeinado.
Tipo de dermatite irritante localizada na área de contato com uma fralda e ocorrendo principalmente como uma reação ao contato prolongado com urina, fezes, ou sabão ou detergente retido.
Absorventes higiênicos usados para INCONTINÊNCIA URINÁRIA, geralmente usados como cuecas ou calças de tecidos pelos IDOSOS.
O planejamento das mobílias e decorações de um interior arquitetônico.
Atividades e funções biológicas da PELE.
Inflamação da vulva, caracterizada por PRURIDO e urinação dolorosa.
Tecido ou outro material utilizado para cobrir o corpo.
Produtos ou parte de produtos usados para detectar, manipular ou analisar luz, tais como LENTES, refratores, espelhos, filtros, prismas e FIBRAS ÓPTICAS.
Malformação congênita caracterizada por MICROGNATISMO ou RETROGNATIA, GLOSSOPTOSE e FISSURA PALATINA. As anomalias da mandíbula resultam com frequência em dificuldades de sucção e deglutição. A síndrome pode ser isolada ou associada com outras síndromes (ex.: SÍNDROME DE ANDERSEN, DISPLASIA CAMPOMÉLICA). A expressão errônea, ao longo do desenvolvimento, do gene que codifica o FATOR DE TRANSCRIÇÃO SOX9 no cromossomo 17q e sua região adjacente está associada a esta síndrome.
Família de plantas da ordem Gentianales. Seus membros possuem folhas de bordas lisas, com suco leitoso, geralmente venenoso, e flores em cachos. A família Asclepiadaceae, antes família da asclépia, foi incluída desde 1999 e antes de 1810.
Conjuntos de reagentes preparados comercialmente, com dispositivos acessórios, contendo os principais componentes (e literatura) necessários para realizar um ou mais testes ou os procedimentos diagnósticos especificados. Podem ser para uso laboratorial ou individual.
Hospitais que prestam assistência a pessoal militar e usualmente a seus dependentes.
Espécie de bactéria Gram-negativa e aeróbia que é o agente etiológico da FEBRE MACULOSA DAS MONTANHAS ROCHOSAS. Suas células são ligeiramente menores e mais uniformes que aquelas de RICKETTSIA PROWAZEKII.
Doença febril aguda causada pela RICKETTSIA RICKETTSII. É transmitida para o homem por picadas de carrapatos infectados e ocorre somente nas Américas do Sul e do Norte. Características incluem o início abrupto de cefaleia, calafrios e febre que duram cerca de duas a três semanas. Um exantema cutâneo normalmente aparece nas extremidades e no tronco aproximadamente no quarto dia da doença.
Estruturas expandidas, geralmente verdes, de plantas vasculares, consistindo caracteristicamente de uma expansão em lâmina ligada a um caule, funcionando como o principal órgão de fotossíntese e transpiração.
Processo mecânico de resfriamento.
Abordagem da prática médica que tem o objetivo de melhorar e avaliar o cuidado com o paciente. Necessita de integração crítica das melhores evidências em pesquisa com os valores dos pacientes para tomar decisão sobre cuidado médico. Este método é usado para auxiliar os médicos a fazer diagnósticos apropriados, construir a melhor bateria de testes, escolher o melhor tratamento e metodologia para a prevenção de doença, bem como desenvolver orientações para grupos grandes de pacientes com a mesma doença. (Tradução livre do original: JAMA 296 (9), 2006)
Afeição; em psiquiatria, geralmente refere-se ao prazer, particularmente no que se aplica às experiências gratificantes entre indivíduos.
Procedimento médico que envolve o esvaziamento do conteúdo do estômago, por meio do uso de um tubo inserido pelo do nariz ou da boca. É realizada para remover agentes tóxicos ou aliviar a pressão devido à obstrução intestinal ou durante cirurgias.
Elementos químicos eletropositivos caracterizados pela ductibilidade, maleabilidade, brilho e condutibilidade de calor e eletricidade. Podem substituir o hidrogênio existente nos ácidos formando bases com radicais hidroxila.
Situações ou condições que requerem intervenção imediata para evitar resultados adversos sérios.
Ferimentos dilacerados.
Uso acidental ou deliberado de um medicamento ou droga ilícita além da dosagem normal.
Gênero de plantas (família SIMAROUBACEAE) cujos membros contêm aliantanóis e outros quassinoides.
Órgão reprodutivo das plantas.
Indução artificial do SILENCIAMENTO GÊNICO pelo uso de INTERFERÊNCIA DE RNA para reduzir a expressão de um gene específico. Inclui o uso de RNA DE CADEIA DUPLA, como o RNA INTERFERENTE PEQUENO e o RNA contendo SEQUÊNCIAS REPETIDAS INVERTIDAS e OLIGONUCLEOTÍDEOS ANTISSENSO.
Cuidado e monitorização constantes de recém-nascidos com afecções que ameaçam a vida, em qualquer situação.