Família de vírus DNA hepatotrópicos que contêm genoma DNA em dupla fita e causam hepatite em humanos e animais. Há dois gêneros: AVIHEPADNAVIRUS e ORTHOHEPADNAVIRUS. Hepadnavirus incluem o VÍRUS DA HEPATITE B, VÍRUS DA HEPATITE B DO PATO, vírus da hepatite B heron, vírus da hepatite de esquilo terrestre e VÍRUS DA HEPATITE B DA MARMOTA.
As doenças virais causadas pelo HEPADNAVIRIDAE.
Subfamília de PARAMYXOVIRIDAE composta pelos gêneros: RUBULAVIRUS; RESPIROVIRUS; MORBILLIVIRUS; HENIPAVIRUS; e AVULAVIRUS.
INFLAMAÇÃO da GLÂNDULA PARÓTIDA.
Gênero de vírus (subfamília PARAMYXOVIRINAE, família PARAMYXOVIRIDAE) com espécies que infectam e causam doença potencialmente fatal em várias espécies de hospedeiros, inclusive humanos.
Gênero da família PARAMYXOVIRIDAE (subfamília PARAMYXOVIRINAE) em que todas as espécies possuem atividade de hemaglutinina e neuraminidase, mas não têm proteína C. O VÍRUS DA CAXUMBA é a espécie típica.
Gênero de vírus (família PARAMYXOVIRIDAE, subfamília PARAMYXOVIRINAE) em que os virions da maioria dos membros possuem atividade de hemaglutinina, mas não de neuraminidase. Todos os membros produzem corpos de inclusão tanto citoplasmáticos quanto intranucleares. O VÍRUS DO SARAMPO é o representante da espécie.
Família de vírus esféricos, da ordem MONONEGAVIRALES, um pouco maiores que os orthomyxovirus e que contêm RNA em fita simples. Suas subfamílias incluem PARAMYXOVIRINAE e PNEUMOVIRINAE.
Gênero de vírus (família PARAMYXOVIRIDAE, subfamília PNEUMOVIRINAE) cujos virions de humanos e bovinos não têm atividade de hemaglutinina nem de neuraminidase. O representante da espécie é o VÍRUS SINCICIAL RESPIRATÓRIO HUMANO.
Trabalhos que contêm artigos de informação em assuntos em todo campo de conhecimento, normalmente organizado em ordem alfabética, ou um trabalho semelhante limitado a um campo especial ou assunto.
Acúmulos visíveis de líquido dentro ou próximo da epiderme.
Vírus cujo material genético é RNA.
Vírus cujo ácido nucleico é o DNA.
Representante da espécie dos ORTHOPOXVIRUS relacionada com o VÍRUS DA VARÍOLA BOVINA, mas sua verdadeira origem é desconhecida. Tem sido usado como uma vacina viva contra VARÍOLA. É também usado como um vetor para inserir DNA estranho em animais. O vírus da varíola do coelho é uma subespécie do VÍRUS VACCINIA.
Criança durante o primeiro mês após o nascimento.
Refere-se a animais no período logo após o nascimento.
Doença causada por um agente infeccioso ou suas toxinas através da transmissão deste agente ou seus produtos, do reservatório ou de uma pessoa infectada ao hospedeiro suscetível, quer diretamente através de uma pessoa ou animal infectado quer indiretamente através de um hospedeiro intermediário vegetal ou animal, por meio de um vetor, ou através do meio ambiente inanimado.
Descrições de sequências específicas de aminoácidos, carboidratos ou nucleotídeos que apareceram na literatura publicada e/ou são depositadas e mantidas por bancos de dados como o GENBANK, European Molecular Biology Laboratory (EMBL), National Biomedical Research Foundation (NBRF) ou outros repositórios de sequências.
Inchaço inflamatório crônico, benigno e normalmente indolor das glândulas lacrimal e salivar. Considera-se que inclua o aumento glandular associado com outras doenças, tais como a síndrome de Sjogren, sarcoidose, lúpus eritematoso, etc.
Relacionamentos entre grupos de organismos em função de sua composição genética.
INFLAMAÇÃO do FÍGADO em humanos causada por um membro do gênero ORTHOHEPADNAVIRUS, o VIRUS DA HEPATITE B. É principalmente transmitida por exposição parenteral, como transfusão do sangue contaminado como de produtos sanguíneos, mas também pode ser transmitida por via sexual ou contato íntimo pessoal.
Esporte de equipe em que dois times jogam uma bola de um lado para outro acima de uma rede alta usando suas mãos.
Representante do gênero ORTHOHEPADNAVIRUS, causador da hepatite B em humanos, sendo, aparentemente, causador também do CARCINOMA HEPATOCELULAR humano. A partícula de Dane é um virion de hepatite intacto, assim denominado por seu descobridor. Partículas tubulares e esféricas não infecciosas também são observadas no soro.
Os antígenos da hepatite B encontrados na superfície da partícula de Dane e nas partículas esféricas e tubulares de 20 nm. Várias subespecificidades do antígeno de superfície já são conhecidas. Estes antígenos foram anteriormente denominados antígenos Austrália.
A criação de uma pequena abertura incisa, especialmente sobre uma veia (dissecção venosa), para facilitar venipuntura e permitir a passagem de uma agulha ou cânula para a retirada de sangue ou administração de líquidos. (Dorland, 28a ed)
Técnicas utilizadas para remoção de aparelho ortodôntico fixo, restaurações, ou dentaduras fixas aos dentes.
Afecção heterogênea em que o coração é incapaz de bombear sangue suficiente para satisfazer as necessidades metabólicas do corpo. A insuficiência cardíaca pode ser causada por defeitos estruturais, anomalias funcionais (DISFUNÇÃO VENTRICULAR), ou uma sobrecarga súbita além de sua capacidade. A insuficiência cardíaca crônica é mais comum que a insuficiência cardíaca aguda que resulta de injúria repentina à função cardíaca, como INFARTO DO MIOCÁRDIO.
Enzimas que são parte dos sistemas de restrição-modificação. São responsáveis por produzir o padrão de metilação característico da espécie, no resíduo de adenina ou no de citosina, em uma sequência de bases curta e específica no próprio DNA da célula hospedeira. Esta sequência metilada ocorrerá muitas vezes no DNA da célula hospedeira e permanece intacta por toda a vida da célula. Qualquer DNA de outra espécie, que ganhe acesso à célula viva e não tenha o padrão característico de metilação, será reconhecido pelas endonucleases de restrição de especificidade similar e será destruído por clivagem. A maioria foi estudada em sistemas bacterianos, mas algumas foram encontradas em organismos eucariotos.
Espécie de vírus (tentativamente colocado no gênero HEPACIVIRUS) da família FLAVIRIDAE, que foi recuperado de um sagui, mas a origem pode ter sido humana. Causa HEPATITE em várias espécies de macacos do Novo Mundo.
Centros para coleta, identificação e armazenamento de sangue humano.
Nucleotídeo de adenina contendo um grupo fosfato esterificado para ambas posições 3' e 5' da metade do açúcar. É um mensageiro secundário e um regulador intracelular chave que funciona como mediador da atividade de vários hormônios, incluindo epinefrina, glucagon e ACTH.
Publicações impressas e distribuídas diariamente, semanalmente ou a algum outro intervalo regular e normalmente pequeno, contendo notícias, artigos de opinião (como editoriais e cartas), matérias especiais, avisos e anuncios de interesse atual.
Árvore conhecida por sua casca, vendida como canela. O óleo contém cerca de 65 a 80 por cento de cinamaldeído, 10 por cento de EUGENOL e vários TERPENOS.
INFLAMAÇÃO do FÍGADO em humanos causada pelo VIRUS DA HEPATITE B durando seis meses ou mais. É principalmente transmitida por exposição parenteral, como transfusão de sangue contaminado ou produtos sanguíneos , mas pode também ser transmitida por via sexual ou contato íntimo pessoal.
Vacinas ou vacinas candidatas que contêm antígenos da hepatite B ou alguns de seus antígenos constituintes inativados e projetadas para prevenir a hepatite B. Algumas vacinas podem ser produzidas através de técnicas de recombinação.
Anticorpos contra os ANTÍGENOS DA HEPATITE B, inclusive os anticorpos contra a superfície (Austrália) e o núcleo (core) da partícula de Dane e aqueles contra os antígenos "e".
Revestimento externo do crânio. Composto por várias camadas: PELE, tecido conjuntivo subcutâneo, músculo ocipitofrontal (que inclui a galea aponeurótica tendinosa), tecido conjuntivo frouxo e pericrânio (PERIÓSTEO do CRÂNIO).
Tumores ou proliferações epidérmicas benignas; algumas são de origem viral.
Gênero de bactérias Gram-negativas, aeróbias, em forma de bastonete, que ativam a NODULAÇÃO em leguminosas. Membros deste gênero fixam nitrogênio e são habitantes comuns do solo.
Líquido transparente, inodoro e insípido que é essencial para a maioria dos animais e vegetais, além de ser um excelente solvente para muitas substâncias. A fórmula química é óxido de hidrogênio (H2O). (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed)
Mensagens entre usuários de computador através de REDES DE COMUNICAÇÃO DE COMPUTADORES. Esta característica duplica a maioria das características de correio de papel, como remeter, cópias múltiplas e anexos de imagens e outros tipos de arquivo, porém, com uma vantagem de velocidade. O termo também se refere a uma mensagem individual enviada desta maneira.
Introdução de uma substância no corpo usando-se uma agulha e uma seringa.
A forma de crescimento verrucoso anogenital que é sexualmente transmitido e é causado por papilomavírus humanos.
Reação séria e rapidamente fatal que ocorre mais comumente em crianças depois de uma doença infecciosa. É caracterizada por hemorragias grandes que se espalham rapidamente pela pele, febre ou choque. A púrpura fulminante geralmente acompanha ou é desencadeada por COAGULAÇÃO INTRAVASCULAR DISSEMINADA.
Área geográfica da Ásia que abrange CAZAQUISTÃO, QUIRGUISTÃO, TADJIQUISTÃO, TURCOMENISTÃO e UZBEQUISTÃO. A região de deserto de Kara Kum (Qara Qum) está em grande parte no Turcomenistão e a região de deserto de Kyzyl Kum (Kizil Kum ou Qizil Qum) está no Uzbequistão e Cazaquistão. (Tradução livre do original: Webster's New Geographical Dictionary, 1988, p233, 590, 636)
INFLAMAÇÃO do FÍGADO em humanos, causada por um membro do gênero HEPATOVIRUS, o VÍRUS DA HEPATITE A HUMANA. Pode ser transmitida através da contaminação fecal de alimentos ou água.
Vírus defeituoso, com partículas da nucleoproteína RNA de forma semelhante à do virion, presente em pacientes com hepatites B aguda e crônica. Requer presença de um hepadnavirus para replicação total. Esta é a única espécie do gênero Deltavirus.
Gênero de vírus dos HEPADNAVIRIDAE causador de hepatite em humanos, marmotas (VÍRUS DA HEPATITE B DA MARMOTA) e esquilos do solo. A espécie tipo é o vírus da hepatite B.
O treinamento ou moldagem de um indivíduo por vários relacionamentos, agências educacionais e controles sociais que permitem a ele se tornar um membro de uma sociedade em particular.