Gardnerella vaginalis: Única espécie do gênero GARDNERELLA, previamente classificada como Haemophilus vaginalis. Esta bactéria, também isolada do trato genital feminino de mulheres sadias, está implicada na causa de VAGINOSE BACTERIANA. Ocasionalmente causa bacteremia pós-parto e bacteremia após ressecção transuretral da próstata.Trichomonas vaginalis: Espécie de TRICHOMONAS que produz corrimento vaginal refratário em mulheres, assim como infecções uretrais e de bexiga em homens.Vaginite: Inflamação vaginal caracterizada por dor e descarga purulenta.Vaginose Bacteriana: A vaginite não específica, polimicrobiana associada com culturas positivas de Gardnerella vaginalis e de outros organismos anaeróbios e com a diminuição de lactobacilos. Ainda não está claro se o evento patogênico inicial é causado pelo crescimento de anaeróbios ou por uma diminuição primária de lactobacilos.Haemophilus: Gênero de PASTEURELLACEAE que compreende diversas espécies que ocorrem em animais e humanos. Seus organismos são descritos como Gram-negativos, facultativamente anaeróbios, em forma de cocobacilo ou bastonete e sem motilidade.Vagina: Canal genital, na mulher, que se estende do ÚTERO à VULVA. (Tradução livre do original: Stedman, 25a ed)Gardnerella: Gênero de bactérias encontradas nos tratos genital e urinário humanos. Considera-se ser uma das principais causas de vaginose bacteriana (VAGINOSE BACTERIANA).Vaginite por Trichomonas: A inflamação da vagina, caracterizada por um corrimento purulento. Essa doença é causada pelo protozoário TRICHOMONAS VAGINALIS.Mycoplasma hominis: Parasita comum que habita a vagina e colo e um patógeno humano potencial, causando infecções do trato reprodutivo masculino e feminino. Ele também foi associado com doença respiratória e faringite. (Dorland, 28a ed)Leucorreia: Secreção incolor ou branca da VAGINA, que consiste principalmente de MUCO.Metronidazol: Nitroimidazol utilizado para tratar a AMEBÍASE, VAGINITE, TRICOMONÍASE, GIARDÍASE, BACTÉRIAS ANAERÓBICAS e tricomonas INFECÇÕES POR TREPONEMAS. Foi também indicado como sensibilizador de radiação em células em hipóxia. De acordo com o Quarto Relatório Anual em Carcinógenos (NTP 85-002, 1985, p133), esta substância pode ser razoavelmente considerada um carcinógeno. (Tradução livre do original: Merck, 11th ed).Lactobacillus: Gênero de bactérias Gram-positivas, microaerofílicas e em forma de bastonete, que ocorrem amplamente na natureza. Suas espécies são parte da flora normal da boca, trato intestinal e vagina de diversos mamíferos, incluindo humanos. A patogenicidade neste gênero é rara.Infecções por Haemophilus: As infecções por bactérias do gênero HAEMOPHILUS.Mobiluncus: Gênero de bactérias Gram-negativas anaeróbias, em forma de bastonete. Seus organismos são encontrados na vagina humana, particularmente em associação com Gardnerella vaginalis em casos de VAGINOSE BACTERIANA.Actinobacteria: Classe de BACTÉRIAS com várias propriedades morfológicas. As linhagens de Actinobactérias mostram entre si uma similaridade maior que 80 por cento na sequência do 16S DNAr/RNAr, bem como a presença de algumas assinaturas nucleotídicas (Tradução livre do original: Stackebrandt E et al, Int J Syst Bacteriol (1997) 47: 479-91).Violeta de Genciana: Corante que é uma mistura de violetas rosanilinas com propriedades antibacterianas, antifúngicas e anti-helmínticas.Doenças Vaginais: Processos patológicos da VAGINA.Descarga Vaginal: Transtorno ginecológico comum caracterizado pela descarga anormal, não sanguinolenta do trato genital.Candidíase Vulvovaginal: Infecção da VULVA e da VAGINA por fungo do gênero CANDIDA.Bactérias AnaeróbiasSulfacetamida: Anti-infeccioso utilizado topicamente para tratar infecções cutâneas e oralmente para tratar infecções do trato urinário.Polianetolsulfonato: Composto originalmente desenvolvido como um anticoagulante, mas possui ação anticomplemento e diminui a ação bactericida do sangue. É utilizado in vitro para inibir a coagulação do sangue e como reagente diagnóstico para facilitar o crescimento de patógenos no sangue. Também é utilizado para estabilizar soluções coloidais, como leite e gelatina. (Tradução livre do original: Merck Index, 11th ed)Tricomoníase: As infecções em animais e mamíferos produzidas por várias espécies de Tricomonas.Balanite: Inflamação da cabeça do PÊNIS (glande).FenazinasHipuratos: Sais e ésteres do ácido hipúrico.SulfatiazóisUreaplasma urealyticum: Espécie de bactéria Gram-negativa encontrada no trato geniturinário humano (SISTEMA UROGENITAL), orofaringe e canal anal. Os sorotipos (serovars) 1, 3, 6 e 14 foram reclassificados para outra espécie, UREAPLASMA parvum.Esfregaço Vaginal: Coleta de secreções do fórnix vaginal posterior para avaliação citológica.Prevotella: Gênero de bacilos Gram-negativos anaeróbios, não formadores de esporos e sem motilidade. Organismos deste gênero haviam sido originalmente classificados como membros do gênero BACTEROIDES, mas importantes achados químicos e bioquímicos em 1990 indicaram a necessidade de separá-los das demais espécies de Bacteroides, e então foi estabelecido este novo gênero.Sistema Urogenital: Todos os órgãos envolvidos na reprodução, formação e excreção da URINA. Inclui os rins, ureteres, BEXIGA, URETRA e os órgãos de reprodução - ovários, ÚTERO, TUBAS UTERINAS, VAGINA, CLITÓRIS (mulheres), testículos, VESÍCULAS SEMINAIS, PRÓSTATA, ductos seminais e PÊNIS (homens).Uretrite: Inflamação envolvendo a URETRA. Semelhante à CISTITE, os sintomas clínicos vão desde um vago desconforto até micção dolorosa (DISÚRIA), alívio uretral ou ambos.Bactérias AeróbiasInfecções Bacterianas: Infecções por bactérias, gerais ou inespecíficas.Trichomonas: Gênero de EUCARIOTOS flagelados e parasitas que se distinguem pela presença de quatro flagelos anteriores, membrana ondulante e um flagelo que se arrasta.Antibiose: Associação natural entre organismos que é prejudicial para pelo menos um deles. Frequentemente se refere à produção de compostos químicos por um micro-organismo que são nocivos a outro.Bacteroides: Gênero de bactérias Gram-negativas anaeróbias em forma de bastonete. Seus organismos são habitantes normais das cavidades oral, respiratória, intestinal e urogenital de humanos, animais e insetos. Algumas espécies podem ser patogênicas.Metagenoma: Conjunto representativo do genoma dos muitos organismos, principalmente microrganismos, que existem em uma comunidade.Bactérias: Um dos três domínios da vida, também denominado Eubacterias (os outros são Eukarya e ARCHAEA). São micro-organismos procarióticos, unicelulares, com parede celular geralmente rígida. Multiplicam-se por divisão celular e apresentam três formas principais: redonda (cocos), bastonete (bacilos) e espiral (espiroquetas). Podem ser classificadas pela resposta ao OXIGÊNIO (aeróbicas, anaeróbicas, ou anaeróbicas facultativas), pelo modo de obter energia: quimiotróficas (via reação química) ou PROCESSOS FOTOTRÓFICOS (via reação com luz), quimiotróficas, pela fonte de energia química. As quimiolitotróficas (a partir de compostos inorgânicos) ou CRESCIMENTO QUIMIOAUTOTRÓFICO (a partir de compostos orgânicos), e pela fonte de CARBONO, NITROGÊNIO, etc. PROCESSOS HETEROTRÓFICOS (a partir de fontes orgânicas) e PROCESSOS AUTOTRÓFICOS (a partir de DIÓXIDO DE CARBONO). Podem também ser classificadas por serem coradas ou não (com base na estrutura da PAREDE CELULAR) pelo CRISTAL VIOLETA: Gram-positivas ou Gram-negativas.RNA Ribossômico 16S: Constituintes da subunidade 30S dos ribossomos procarióticos contendo 1600 nucleotídeos e 21 proteínas. O RNAr 16S encontra-se envolvido no início da síntese polipeptídica.Biofilmes: Incrustações, formadas por micróbios (bactérias, algas, fungos, plâncton ou protozoários) mergulhados em polímeros extracelulares, que aderem a superfícies como dentes (DEPÓSITOS DENTÁRIOS), PRÓTESES E IMPLANTES e cateteres. Os biofilmes são impedidos de se formarem pelo tratamento das superfícies com DENTIFRÍCIOS, DESINFETANTES, ANTI-INFECCIOSOSOS e agentes anti-incrustantes.Bacteriocinas: Substâncias elaboradas por linhagens específicas de bactérias, sendo letais contra outras linhagens da mesma espécie ou de espécie relacionada. São proteínas ou complexos de lipopolissacarídeo e proteína, usados em estudos taxonômicos de bactérias.Meios de Cultura: Qualquer preparação líquida ou sólida preparada especificamente para o crescimento, armazenamento ou transporte de micro-organismos ou outros tipos de células. A variedade de meios existentes (como os meios diferenciados, seletivos, para teste, e os definidos) permite o cultivo de micro-organismos e tipos celulares específicos. Os meios sólidos são constituídos de meios líquidos que foram solidificados com um agente como AGAR ou GELATINA.Candida: Gênero de fungos mitospóricos, [da ordem] Saccharomycetales, semelhantes a leveduras, que se caracterizam por produzirem células levedurais, micélios, pseudomicélios e blastóforos. Normalmente faz parte da flora normal da pele, boca, trato intestinal e vagina, mas pode causar uma variedade de infecções, incluindo CANDIDÍASE, ONICOMICOSE, CANDIDÍASE VULVOVAGINAL e sapinho (veja CANDIDÍASE BUCAL).Técnicas Bacteriológicas: Técnicas usadas para estudar as bactérias.Hemólise: Destruição de ERITRÓCITOS por muitos agentes causais diferentes, como anticorpos, bactérias, químicos, temperatura e alterações na tonicidade.Antitricômonas: Agentes usados para tratar infecções por tricômonas.Complicações Infecciosas na Gravidez: Ocorrências da gravidez e INFECÇÃO. A infecção pode preceder ou seguir a FERTILIZAÇÃO.Neuraminidase: Enzima que catalisa a hidrólise de ligações alfa-2,3, alfa-2,6 e alfa-2,8 (a uma velocidade decrescente, respectivamente) dos resíduos siálicos terminais de oligossacarídeos, glicoproteínas, glicolipídeos, ácido colomínico e substrato sintético. (Tradução livre do original: Enzyme Nomenclature, 1992)Antibacterianos: Substâncias que reduzem a proliferação ou a reprodução de BACTÉRIAS.Colo do Útero: Porção compreendendo o pescoço do ÚTERO (entre o istmo inferior e a VAGINA), que forma o canal cervical.