Formulários Farmacêuticos como Assunto: Trabalhos sobre listas de medicamentos ou coleções de receitas, fórmulas e prescrições para composição de preparações medicinais. Os formulários diferem de FARMACOPEIAS por serem menos completos, faltando descrições totais das drogas, suas formulações, composição analítica, propriedades químicas, etc. Nos hospitais, os formulários listam todas as drogas comumente estocadas na farmácia do hospital.Formulários de Hospitais: Formulários utilizados na prescrição farmacêutica em hospitais.Comitê de Farmácia e Terapêutica: Grupo consultor composto basicamente por médicos do corpo clínico e farmacêuticos que serve de comunicação entre o corpo clínico e a farmácia hospitalar.FormulariesSeguro de Serviços Farmacêuticos: Seguro que cobre os custos de serviços prestados por um farmacêutico; preparo e distribuição de produtos médicos.Custos de Medicamentos: Total pago pela organização ou instituição de saúde pelos medicamentos. É um componente do preço final que é repassado ao consumidor (TAXAS, TAXAS DE PRESCRIÇÃO OU FARMACÊUTICA).Farmacoeconomia: Aspectos econômicos, nos campos da farmácia e farmacologia, aplicados ao desenvolvimento e estudo da economia médica da quimioterapia e ao impacto dos medicamentos no custo dos cuidados médicos. Farmacoeconomia também inclui considerações econômicas do sistema de distribuição da assistência farmacêutica e da prescrição dos remédios, especialmente quanto ao custo-benefício.Programas de Assistência Gerenciada: Planos de seguros de saúde com o objetivo de reduzir custos desnecessários com cuidados de saúde através de uma variedade de mecanismos, incluindo: incentivos econômicos para médicos e pacientes para que selecionem formas de cuidados de saúde com custos mais baixos; programas que revisem a necessidade médica de serviços específicos; maior participação beneficiária dos custos; controles sobre admissão e tempo de internações; o estabelecimento de incentivos com participação nos custos para cirurgia ambulatorial; contratação seletiva com prestadores de cuidados de saúde; e a gerência intensiva para casos de cuidados de saúde de alto custo. Os programas podem ser prestados em uma variedade de formas, assim como SISTEMAS PRÉ-PAGOS DE SAÚDE e ORGANIZAÇÕES DE PRESTADORES PREFERENCIAIS.Formulários OdontológicosPrescrições de Medicamentos: Orientações escritas para a aquisição e uso de MEDICAMENTOS.Honorários por Prescrição de Medicamentos: A cobrança imposta no consumo de drogas ou prescrição terapêutica sob ordem escrita de um médico ou outro profissional de saúde.Medicamentos Genéricos: Drogas cujos nomes não são protegidos por uma marca registrada e que podem ser produzidos por várias companhias. Estes nomes são conhecidos por denominação genérica de medicamentos, pois indicam sua individualidade farmacológica e terapêutica.Serviços de Informação sobre Medicamentos: Serviços que fornecem informação e consultoria sobre drogas e produtos de uso terapêutico.Revisão de Uso de Medicamentos: Programas formais para avaliar prescrição de medicamentos em relação a alguns padrões. A revisão de uso de medicamentos deve considerar a indicação clínica, a análise de custo-benefício e, em alguns casos, os resultados. A revisão é geralmente retrospectiva, mas algumas análises podem ser efetuadas antes dos medicamentos serem aviados (como em sistemas de computação que informam aos médicos quando as prescrições são registradas). A revisão de uso de medicamentos está delegada aos programas Medicaid iniciados em 1993.Custo Compartilhado de Seguro: Provisões de uma apólice de seguro que exige do segurado o pagamento de parcela das despesas cobertas. Algumas formas de compartilhar são, por exemplo, deduções, cosseguro, copagamentos. Custo compartilhado não se refere ou não inclui as quantias pagas em prêmios pela cobertura.Assistência Farmacêutica: Serviços farmacêuticos totais oferecidos por FARMACÊUTICOS qualificados. Além da preparação e distribuição de produtos médicos, podem incluir serviços de consultoria para agências e instituições que não possuírem farmacêutico qualificado. (MeSH) Conjunto de ações voltadas à promoção, proteção e recuperação da saúde, tanto individual como coletivo, tendo o medicamento como insumo essencial e visando o acesso e ao seu uso racional. Este conjunto envolve a pesquisa, o desenvolvimento e a produção de medicamentos e insumos, bem como a sua seleção, programação, aquisição, distribuição, dispensação, garantia da qualidade dos produtos e serviços, acompanhamento e avaliação de sua utilização, na perspectiva da obtenção de resultados concretos e da melhoria da qualidade de vida da população. (fonte: Conselho Nacional de Saúde. Resolução número 338 de 6 de maio de 2004. Aprova a Política Nacional de Assistência Farmacêutica. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/resol_cns338.pdf)Formulários Homeopáticos: Compêndio farmacêutico, não oficial, que fornece orientação para definir os requisitos de qualidade para a preparação dos medicamentos homeopáticos.Uso de Medicamentos: Refere-se ao uso de medicamentos como o apresentado em estudos hospitalares individualizados, estudos do tipo "Food and Drug Administration", venda e consumo etc. Inclui o armazenamento de drogas e dossiês de pacientes submetidos a quimioterapia.Dedutíveis e Cosseguros: Mecanismos de participação nos custos que proveem o pagamento pelo segurado de alguma parte das despesas cobertas. São dedutíveis as quantias pagas pelo segurado designadas pelo contrato do seguro de saúde antes de os benefícios tornarem-se pagáveis; o cosseguro é a cláusula sob a qual o segurado paga parte da conta médica, habitualmente em conformidade com uma porcentagem fixada, quando os benefícios tornam-se pagáveis.Serviço de Farmácia Hospitalar: Departamento hospitalar responsável pela recepção, armazenamento e distribuição de materiais farmacêuticos.Tomada de Decisões Gerenciais: Processo pelo qual decisões são tomadas em uma organização.Controle de Custos: A contenção, regulação ou restrição de custos [ou gastos]. Os custos se diz estarem contidos quando o valor dos recursos comprometidos com uma atividade não é considerado excessivo. Esta determinação é frequentemente subjetiva e depende da área geográfica específica da atividade que está sendo medida. (Tradução livre do original: Dictionary of Health Services Management, 2d ed)Estados UnidosRedução de Custos: Reduções no todo ou em parte dos custos de provisão de bens e serviços. Reduções podem ser para o provedor ou para o consumidor.Farmacopeias como Assunto: Tratados autorizados sobre drogas e preparações, sua descrição, formulação, composição analítica, constantes físicas, propriedades químicas principais usadas em identificação, padrões de força, pureza, e dosagem, testes químicos para determinação de identidade e pureza, etc. Elas normalmente são publicadas sob jurisdição governamental ( por exemplo, USP, the United States Pharmacopoeia; BP, British Pharmacopoeia; P. Helv., the Swiss Pharmacopoeia). Elas diferem de FORMULÁRIOS por serem mais completas: formulários tendem a ser meras listas de fórmulas e prescrições.Medicina Militar: A arte e a ciência da medicina, que inclui, em particular, cuidados críticos, cirurgia de emergência e traumatologia aplicadas em situações de feridos em massa, condições nas frentes de batalha e no atendimento às necessidades dos soldados.Medicamentos sob Prescrição: 1) Medicamentos que não podem ser vendidos legalmente sem prescrição médica. (MeSH) 2) Medicamentos cujo uso requer a prescrição do médico ou dentista e que apresentam, em sua embalagem, tarja (vermelha ou preta) indicativa desta necessidade (fonte: Portaria n. 3916, de 30 de outubro de 1998, Brasil).RxNorm: Nomenclatura padronizada para medicamentos e dispositivos de liberação de medicamentos. Ela direciona seus nomes para muitos dos vocabulários usados comumente na administração de farmácias.Sistemas de Informação em Farmácia Clínica: Sistemas de informação, normalmente assistidos por computador, projetados para armazenar, manipular e recuperar informações para planejamento, organização, direção e controle de atividades administrativas associadas com a provisão e utilização de serviços clínicos de farmácia.Indústria Farmacêutica: O segmento de empresas comerciais dedicado ao projeto, desenvolvimento e fabricação de produtos químicos para uso no diagnóstico e tratamento de doenças, deficiências ou outras disfunções ou para melhorar as funções orgânicas e corporais.Prescrição Eletrônica: Uso de REDES DE COMUNICAÇÃO DE COMPUTADORES para armazenar e transmitir PRESCRIÇÕES médicas.Medicare Part D: Plano independente de medicamento oferecido por seguradoras e outras companhias privadas para beneficiários que recebem (seu Medicare part A e/ou B) vantagens pelo Plano Medicare Original. Entre eles estão os Planos de Pagamento por Serviço Prestado da Medicare Privada que não oferecem cobertura para prescrição de medicamentos e os Planos de Custo Medicare que oferecem prescrição Medicare para cobertura de medicamento. O plano foi legalizado como 'Medicare Prescription Drug, Improvement and Modernization Act of 2003' com cobertura começando em 1 de janeiro de 2006.Preparações Farmacêuticas: Drogas dirigidas para uso humano ou veterinário, apresentadas em sua formulação final. Estão incluídos aqui os materiais usados na preparação e/ou na formulação final.Condutas na Prática dos Médicos: Condutas na prática médica relacionadas ao diagnóstico e tratamento de acordo com o custo do serviço requisitado e proporcionado.Benefícios do Seguro: Pagamentos ou serviços fornecidos sob determinadas circunstâncias definidas por termos da política do seguro. Em programas pré-pagos, os benefícios são os serviços que o programa vai suprir em localidades definidas e à medida da necessidade.Equivalência Terapêutica: Equivalência relativa na eficácia dos diferentes modos de tratar uma doença, frequentemente empregada para comparar a eficácia de fármacos diferentes usados no tratamento de uma determinada doença.Guias como Assunto: Sistemática de regras de fiscalização ou de princípios. Podem ser desenvolvidos por agências governamentais em qualquer nível, instituições, sociedades profissionais, juntas governamentais ou por reunião de especialistas para discussão. O texto pode ser cursivo ou em forma esquemática, mas é geralmente um guia completo para os problemas e abordagens em qualquer campo de atividade. Para guias nos campos dos cuidados de saúde e medicina clínica, GUIAS DE PRÁTICA CLÍNICA COMO ASSUNTO está disponível.Educação Continuada em Farmácia: Programas educacionais destinados a informar os farmacêuticos diplomados sobre recentes avanços em seu campo específico.Quimioterapia: Uso de MEDICAMENTOS para tratar uma DOENÇA ou seus sintomas. Um exemplo é o uso de ANTINEOPLÁSICOS para tratar o CÂNCER.Publicidade como Assunto: O ato ou prática de chamar a atenção pública para um produto, serviço, necessidade, etc., especialmente por anuncios pagos em jornais, revistas, no rádio ou na televisão.Diretivas Antecipadas: Determinações dadas por pacientes, prévias a uma situação, na qual eles se tornem incompetentes para decidir o cuidado de si mesmo, indicando suas preferências de tratamento ou autorizando uma terceira pessoa a tomar decisões por eles. (Tradução livre do original: Bioethics Thesaurus)Instalações de Saúde: Instituições que proveem serviços médicos e de saúde.Instituições de Cuidados Especializados de Enfermagem: Instituições para cuidados ampliados que proveem diariamente cuidados especializados de enfermagem ou serviços de reabilitação para pacientes internados.Setor Privado: Aquela porção distinta da estrutura institucional, industrial ou econômica de um país que é controlada ou pertencente a interesses privados não governamentais.Farmácias: Instalações para a preparação e dispensação de drogas.Ciências da Nutrição Animal: Estudo dos PROCESSOS NUTRICIONAIS, bem como os componentes do alimento, suas ações, interação e equilíbrio na relação saúde e doença em animais.Nutricionistas: Nutricionista: Pessoas especialmente treinadas em CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO. Dietista: Pessoa especialmente treinada e licenciada em CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO e DIETÉTICA. (Tradução livre do original: MeSH/NLM) Nutricionista: Profissional da área de saúde, com formação generalista, humanística e crítica, capacitado a atuar visando a segurança alimentar e a atenção dietética, em todas as áreas do conhecimento em que a alimentação e nutrição se apresentam fundamentais para a promoção, manutenção e recuperação da saúde e para a prevenção de doenças de indivíduos ou grupos populacionais. (Fonte: Conselho Federal de Nutricionistas, Brasil)Farmácia: Prática de compor e dispensar preparações medicinais.Educação em Farmácia: Instrução convencional, aprendizado e treinamento na preparação, aviamento e utilização apropriada das drogas no campo da medicina.Medicina Veterinária: Ciência médica voltada para a prevenção, diagnóstico, e o tratamento de doenças em animais.United States Department of Veterans Affairs: Departamento de gabinete do Ramo Executivo do Governo dos Estados Unidos envolvido com o planejamento global, promoção e administração de programas pertinentes aos VETERANOS. Foi fundado em 15 de março de 1989 com status de Gabinete.