Estimulante do sistema nervoso central e simpatomimético com ações e usos similares àqueles da DEXTROANFETAMINA. Tem sido utilizada com maior frequência no tratamento da obesidade.
Agentes usados para diminuir o apetite.
Droga ativa centralmente que aparentemente bloqueia a captação de serotonina e provoca a liberação de serotonina através de sistemas de transporte pela membrana.
Fármacos que aumentam o gasto energético e a perda de peso através da regulação neural e química. Os compostos beta-adrenérgicos e os serotoninérgicos têm sido usados experimentalmente em pacientes com diabetes mellitus não dependentes de insulina (non-insulin dependent diabetes mellitus, abrev.: NIDDM) para tratamento de obesidade.
Simpatomimético com especificidade para receptores adrenérgicos alfa-1. É usado para manter a PRESSÃO ARTERIAL em estados hipotensivos como após uma RAQUIANESTESIA.
Isômero S da FENFLURAMINA. É uma agonista da serotonina e utilizada como anorexígena. Ao contrário da fenfluramina, não possui nenhuma atividade agonista da catecolamina.
Compostos utilizados extensivamente como agentes de acetilação, oxidação e desidratação, além de serem utilizados na modificação de proteínas e enzimas.
Derivado halogenado do ácido acético. É utilizado em reações catalisadas por ácidos, especialmente aquelas em que um éster é clivado na síntese peptídica.
Derivados do ácido acético com um ou mais fluoretos anexados. São normalmente inodoros, difíceis de detectar quimicamente e bastante estáveis. O ácido, bem como as substâncias que são clivados no corpo formando o ácido, são altamente tóxicos, comportando-se como venenos convulsantes de ação retardada.
Monossacarídeo encontrado em frutas doces e mel, solúvel em água, álcool ou éter. É empregado como conservante e em infusão intravenosa na alimentação parenteral.
Preparações de uma droga que agem durante um intervalo de tempo por meio de processos ou tecnologia de liberação controlada .
Um dos vários testes cutâneos para determinar uma tuberculose desenvolvida no passado ou no presente. Uma proteína purificada derivada do bacilo da tuberculose, chamada tuberculina, é introduzida na pele por arranhão, perfuração ou injeção intradérmica.
Produtos líquidos que são queimados para geração de calor; inclui óleos para aquecimento, para estufas e fornalhas.
Forma quiescente de TUBERCULOSE em que a pessoa não apresenta nenhum sintoma óbvio e nenhum sinal do agente etiológico (Mycobacterium tuberculosis) no ESCARRO, apesar do teste dermatológico para a infecção ser positivo.
Qualquer uma das doenças infecciosas do ser humano e de outros animais causadas por espécies de MYCOBACTERIUM.
Aplicação epicutânea ou intradérmica de um sensibilizador para demonstração de hipersensibilidade retardada ou imediata. Usado no diagnóstico de hipersensibilidade ou como testes para imunidade celular.
Compostos, geralmente hormonais, tomados oralmente, a fim de bloquear a ovulação e prevenir a ocorrência de gravidez. Os hormônios são geralmente estrógeno ou progesterona, ou ambos.
Redução do PESO CORPORAL atual.
Esporte praticado por duas pessoas no qual os punhos são habilidosamente utilizados para atacar e defender.
Esporte que consiste de combate corpo a corpo entre dois concorrentes desarmados procurando encurralar ou pressionar o ombro do outro ao chão.
Metilxantina que ocorre naturalmente em algumas bebidas e também usada como agente farmacológico. O efeito farmacológico mais notável da cafeína é como estimulante do sistema nervoso central, aumentando o estado de alerta e produzindo agitação. Também relaxa o MÚSCULO LISO, estimula o MÚSCULO CARDÍACO, estimula a DIURESE e parece ser útil no tratamento de alguns tipos de dor na cabeça. Vários efeitos celulares da cafeína têm sido observados, mas não está completamente esclarecido como cada um contribui para o seu perfil farmacológico. Entre os mais importantes estão a inibição de FOSFODIESTERASES de nucleotídeos cíclicos, o antagonismo de RECEPTORES DA ADENOSINA e a modulação do processamento do cálcio intracelular.
Estado no qual o PESO CORPORAL está grosseiramente acima do peso aceitável ou ideal, geralmente devido a acúmulo excessivo de GORDURAS no corpo. Os padrões podem variar com a idade, sexo, fatores genéticos ou culturais. Em relação ao ÍNDICE DE MASSA CORPORAL, um IMC maior que 30,0 kg/m2 é considerado obeso e um IMC acima de 40,0 kg/m2 é considerado morbidamente obeso (OBESIDADE MÓRBIDA).
Ocasiões em que se comemora um evento ou que são criadas com um propósito específico.
Período de tempo a partir de 1901 até 2000 da era comum.
Serviços que fornecem aconselhamento e atividades que auxiliam pessoas com sobrepeso a conseguir um peso corporal mais saudável.
Método regular de ingestão de comida e bebida adotado por uma pessoa ou animal.
Período de tempo a partir de 2001 até 2100 da era comum.
Uso ou ameaça da força ou a violência contra pessoas ou propriedades, com violação das leis criminais, com propósitos de intimidação, coerção ou resgate, em apoio de objetivos políticos ou sociais.
A designação coletiva de três organizações com associação comum: a Comunidade Econômica Europeia (Mercado Comum), a Comunidade Europeia do Carvão e do Aço e a Comunidade de Energia Atômica Europeia (Euratom). Era conhecida como a Comunidade Europeia até 1994. É principalmente uma união econômica com os objetivos principais de movimentar livremente bens, capital e trabalho. Serviços profissionais, sociais, médicos e paramédicos estão incluídos dentro do trabalho. Os países constituintes são a Áustria, Bélgica, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Países Baixos, Portugal, Espanha, Suécia e Reino Unido.
Respiradores para proteção individual evitando a respiração de ar contaminado com poeiras prejudiciais, gases, fumaças, "sprays" ou vapores.
Drogas que agem localmente nas superfícies cutâneas ou mucosas para produzir inflamação. As que causam rubor devido à hiperemia são rubefacientes, as que produzem bolhas são vesicantes, e as que penetram nas glândulas sebáceas e causam abscessos são pustulantes. O gás lacrimogênio e o gás mostarda também são irritantes.
Uso de agentes químicos no TERRORISMO. Isto inclui o uso maléfico de agentes que atuam em nervos ou sangue, ou causadores de bolhas e de choque (NOXAE).
Criada em 1 de janeiro de 1993 como resultado da divisão da Tchecoslováquia em República Tcheca e Eslováquia.
Trabalhos que contêm artigos de informação em assuntos em todo campo de conhecimento, normalmente organizado em ordem alfabética, ou um trabalho semelhante limitado a um campo especial ou assunto.
Processos patológicos das GLÂNDULAS ENDÓCRINAS E doenças resultantes do nível anormal de HORMÔNIOS disponíveis.
Indicador da densidade do corpo que é determinado pela relação entre o PESO CORPORAL e a ESTATURA. IMC=peso (kg)/altura ao quadrado (m2). O IMC se correlaciona com a gordura corporal (TECIDO ADIPOSO). Sua relação varia com a idade e o gênero. Para adultos, o IMC se encontra nestas categorias: abaixo de 18.5 (subpeso), 18.5-24.9 (normal), 25.0-29.9 (sobrepeso), 30.0 ou superior (obeso). (Tradução livre do original: National Center for Health Statistics, Centers for Disease Control and Prevention)
Condição na qual o PESO CORPORAL está acima do peso aceitável ou ideal. Em relação ao ÍNDICE DE MASSA CORPORAL, o sobrepeso é definido por um IMC de 25,0 a 29,9 kg/m2. O sobrepeso pode ou não ser devido ao aumento de gordura no corpo (TECIDO ADIPOSO) e, portanto, sobrepeso não equivale a "excesso de gordura".
Serviços da NATIONAL LIBRARY OF MEDICINE para profissionais e usuários da área da saúde. Integra extensa informação do National Institutes of Health e de outras fontes de informações sobre determinadas doenças e anormalidades.
Aumento de PESO CORPORAL acima do existente.
Desejo recorrente natural por comida. Alterações podem ser induzidas por DEPRESSORES DO APETITE ou ESTIMULANTES DO APETITE.
Transtorno alimentar caracterizado por um ciclo de compulsão alimentar (BULIMIA ou compulsão) seguido por atos inapropriados (purgação) para evitar o ganho de peso. Entre os métodos de purgação estão frequentemente a autoindução de VÔMITO, uso de LAXATIVOS ou DIURÉTICOS, exercícios excessivos e JEJUM.
Transtorno alimentar caracterizado pela ausência ou perda do APETITE, conhecido como ANOREXIA. Entre outras características estão o medo excessivo de adquirir SOBREPESO, distúrbio da IMAGEM CORPORAL, PERDA DE PESO significante, recusa em manter o peso mínimo normal e AMENORREIA. Este transtorno ocorre mais frequentemente em mulheres adolescentes. (Tradução livre do original: APA, Thesaurus of Psychological Index Terms, 1994)
Sede excessiva manifestada por excesso de ingestão de líquidos. É característica de muitas doenças como DIABETES MELLITUS, DIABETES INSÍPIDO e DIABETES INSÍPIDO NEFROGÊNICO. A afecção pode ser psicogênica em sua origem.
Os mecanismos fisiológicos que regulam (ou controlam) o apetite e a ingestão de alimentos.
Desejo de ALIMENTOS gerado por uma sensação que se forma pela falta de alimento no ESTÔMAGO.
Uso de materiais escritos, impressos ou gráficos em acompanhamento a um produto ou seu recipiente ou invólucro. Inclui propósito, efeito, descrição, direções, perigos, advertências e outras informações pertinentes.
Nucleotídeo de adenina contendo um grupo fosfato esterificado para ambas posições 3' e 5' da metade do açúcar. É um mensageiro secundário e um regulador intracelular chave que funciona como mediador da atividade de vários hormônios, incluindo epinefrina, glucagon e ACTH.
Massa ou quantidade de peso de um indivíduo, expresso em unidades de quilogramas ou libras.