Cromatografia Gasosa-Espectrometria de Massas: Técnica microanalítica que combina espectrometria de massas e cromatografia gasosa para determinação qualitativa e quantitativa de compostos.Detecção do Abuso de Substâncias: Detecção de abuso, uso excessivo ou uso errôneo de drogas, incluindo drogas legais e ilegais. O método usual de detecção é a triagem da urina.Espectrometria de Massas: Método analítico usado para determinar a identidade de um composto químico com base em sua massa, empregando analisadores/espectrômetros de massa.Medicina Legal: Aplicação do conhecimento médico às perguntas da lei.Cromatografia Gasosa: Fracionamento de uma amostra vaporizada como uma consequência da partição entre uma fase móvel gasosa e uma fase estacionária presa em uma coluna. São de dois tipos, cromatografia gas-sólido, em que a fase estacionária é um sólido e gás-líquido, em que a fase estacionária é um líquido não volátil apoiado em uma matriz sólida inerte.Cromatografia Líquida: Técnica cromatográfica na qual a fase móvel é um líquido.Cromatografia Líquida de Alta Pressão: Técnica de cromatografia líquida que se caracteriza por alta pressão de passagem, alta sensibilidade e alta velocidade.Espectrometria de Massas por Ionização por Electrospray: Técnica de espectrometria de massa usada para análise de compostos não voláteis tais como proteínas e macromoléculas. A técnica envolve preparação de gotas eletricamente carregadas das moléculas em análise dissolvidas em solvente. As gotas eletricamente carregadas entram em uma câmara de vácuo onde o solvente é evaporado. A evaporação de solvente reduz o tamanho da gota, através disso aumentando a repulsão coulombiana dentro da gota. Como as gotas carregadas se tornam menores, a carga excessiva dentro delas lhes faz desintegrar e liberar moléculas em teste. As moléculas volatilizadas são então analisados por espectrometria de massa.Óleos Voláteis: Óleos que evaporam com rapidez. Os óleos voláteis ocorrem em plantas aromáticas, às quais eles conferem odor e outras características. A maioria dos óleos voláteis consiste em uma mistura de dois ou mais TERPENOS ou em uma mistura de eleopteno (o componente mais volátil de um óleo volátil) com um estearópteno (o componente mais sólido). O sinônimo óleos essencias se refere à essência da planta, ou seja, seu perfume ou odor, e não à sua indispensabilidade.Técnica de Imunoensaio Enzimático de Multiplicação: Teste imunoenzimático para avaliar a presença de drogas ou outras substâncias na urina e sangue. O teste utiliza uma enzima ligada aos anticorpos que reagem apenas com a droga particular para a qual a amostra está sendo testada.Toxicologia Forense: Aplicação do conhecimento em TOXICOLOGIA às questões de direito.Codeína: Analgésico opioide relacionado à MORFINA, mas com propriedades analgésicas menos potentes e efeitos sedativos leves. Também age centralmente para suprimir a tosse.Padrões de Referência: Base [metodológica] com valores estabelecidos para se medir quantidade, massa, extensão ou qualidade, p.ex. padrões para massa, soluções, métodos, técnicas e procedimentos usados no diagnóstico e na terapêutica.3,4-Metilenodioxianfetamina: Anfetamina derivada capaz de inibir a recaptação dos neurotransmissores catecolaminérgicos. É um alucinógeno. É menos tóxico que seu derivado metilado, porém em doses suficientes pode ainda destruir neurônios serotonérgicos e foi utilizada para esse propósito experimentalmente.Compostos Orgânicos Voláteis: Compostos orgânicos que possuem uma PRESSÃO DE VAPOR relativamente alta à temperatura ambiente.Calibragem: Determinação, por medida ou comparação com um padrão, do valor correto de cada escala lida em um metro ou outro instrumento de medida; ou a determinação da calibragem de um dispositivo controle que corresponda a valores particulares de voltagem, corrente, frequência ou outra potência.Drogas Desenhadas: Drogas projetadas e sintetizadas, frequentemente para uso ilegal, por modificação da estrutura de drogas já existentes (p.ex., anfetaminas). De interesse especial são o MPTP (um éster reverso da meperidina), o MDA (3,4-metilenodioxianfetamina), e o MDMA (3,4-metilenodioximetanfetamina). Muitas drogas agem no sistema aminérgico, as aminas biogênicas fisiologicamente ativas.Microextração em Fase Sólida: Método de preparação de uma amostra sem solvente, inventado em 1989, que utiliza uma fibra de sílica fundida revestida com uma fase estacionária. É utilizada para a purificação de uma amostra antes da utilização de outros métodos analíticos.Entorpecentes: Agentes que induzem NARCOSE. Entorpecentes incluem agentes que causam sonolência ou induzem o sono (ESTUPOR), derivados naturais ou sintéticos do ÓPIO ou da MORFINA, ou ainda qualquer substância que possua tais efeitos. São potentes indutores de ANALGESIA e de TRANSTORNOS RELACIONADOS AO USO DE OPIOIDES.Gases: Fluido aeriforme. Toma a forma do espaço onde está confinado e pode mudar para o estado líquido ou sólido por perda de temperatura ou aumento de pressão (Material III - Ministério da Ação Social, Brasília, 1992)Espectrometria de Massas em Tandem: Técnica de espectrometria de massa utilizada com dois (MS/MS) ou mais analisadores de massa. Com os dois em tandem, os íons precursores são selecionados primeiro por um analisador de massa e focados na região de colisão, na qual serão fragmentados, originando produtos iônicos que serão, então, caracterizados por um segundo analisador de massa. Várias técnicas são utilizadas para separar os compostos, ionizá-los e introduzí-los no primeiro analisador de massa. Por exemplo, no caso da GC-MS/MS, a CROMATOGRAFIA DE GASES E ESPECTROMETRIA DE MASSAS estão envolvidas na separação dos compostos relativamente pequenos, por meio da cromatografia gasosa, antes de injetá-los na câmara de ionização para a seleção por massa.Anfetaminas: Análogos ou derivados da ANFETAMINA. Muitos são simpatomiméticos e estimulantes do sistema nervoso central causando excitação, pressão vascular, broncodilatação e em graus variados, anorexia, analepsia, descongestão nasal e relaxamento da musculatura lisa.Deutério: Deutério. Um isótopo estável do hidrogênio. Possui somente um nêutron e um próton em seu núcleo.Reprodutibilidade dos Testes: Propriedade de se obter resultados idênticos ou muito semelhantes a cada vez que for realizado um teste ou medida. (Tradução livre do original: Last, 2001)Compostos de Trimetilsilil: Derivados orgânicos de silicone utilizados para caracterizar hidroxiesteroides, nucleosídeos e compostos relacionados. Aminoácidos ésteres de trimetilsilil são utilizados na síntese de peptídeos.Derivados da Morfina: Análogos ou derivados da morfina.Dronabinol: Composto psicoativo extraído da resina da Cannabis sativa (marijuana). O isômero delta-9-tetra-hidrocanabinol (THC) é considerado forma mais ativa, produzindo alterações características de humor e de percepção associada com este composto.Cabelo: Estrutura filamentosa formada por uma haste que se projeta para a superfície da PELE a partir de uma raiz (mais macia que a haste) e se aloja na cavidade de um FOLÍCULO PILOSO. É encontrado em muitas áreas do corpo.Volatilização: Fase de transição do estado líquido para o estado gasoso, que está afetado pela lei de Raoult. Pode ser realizada pela destilação parcial.Extração em Fase Sólida: Método de extração que separa amostras a serem analisadas usando uma fase sólida e uma líquida. É utilizada para a purificação de uma amostra, antes de analisá-la por CROMATOGRAFIA e outros métodos analíticos.Oximorfona: Analgésico opioide com ações e usos similares àqueles da MORFINA, exceto pela ausência da atividade supressora da tosse. É usado no tratamento da dor de moderada a severa, incluindo dor em Obstetrícia. Pode também ser usado como adjunto para anestesia.Sensibilidade e Especificidade: Medidas de classificação binária para avaliar resultados de exames. Sensibilidade ou taxa de recall é a proporção de verdadeiros positivos. Especificidade é a probabilidade do teste determinar corretamente a ausência de uma afecção. (Tradução livre do original: Last, Dictionary of Epidemiology, 2d ed)Drogas Ilícitas: Drogas obtidas e frequentemente fabricadas de modo ilegal, devido aos efeitos subjetivos que eles parecem produzir. São frequentemente distribuídas nas áreas urbanas, sendo também encontradas em áreas suburbanas e rurais; tendem a ser grosseiramente impuras e podem causar toxicidade inesperada.Técnicas de Diluição do Indicador: Qualquer um de vários métodos para avaliar fluxo através do sistema circulatório pela injeção de uma quantidade conhecida de indicador, tal como um corante, radionuclídeo, ou líquido refrigerado, dentro do sistema e monitoramento da sua concentração ao longo de tempo em um ponto específico no sistema. (Dorland, 28a ed)Cromatografia em Camada Delgada: Cromatografia em camadas delgadas de adsorventes e não em colunas. O adsorvente pode ser alumina, sílica gel, silicatos, carvão vegetal ou celulose.Metaboloma: Coleção dinâmica de metabólitos que representam a rede de respostas metabólicas de uma célula ou organismo para as condições correntes.Imunoensaio de Fluorescência por Polarização: Fluorimunoensaio em que a detecção da reação hapteno-anticorpo é baseada na medida da polarização aumentada da fluorescência ligada ao hapteno quando é combinada com o anticorpo. O ensaio é muito utilizado para medida de pequenos antígenos haptênicos, tais como drogas de baixas concentrações.Alucinógenos: Drogas capazes de induzir ilusões, alucinações, delusões, ideações paranoides, e outras alterações de humor e pensamento. Apesar do nome, a característica que distingue estes agentes de outras classes de drogas, é que elas podem induzir estados de percepção, pensamento, e sensação alterados que não são percebidos de outra forma.Metanfetamina: Estimulante do sistema nervoso central e um simpatomimético com ações e usos similares à DEXTROANFETAMINA. A forma fumável é uma droga de abuso e recebe os nomes de "crank", "crystal", "crystal meth", "ice" e "speed".Urinálise: Avaliação da urina por meios químicos, físicos ou microscópicos. A urinálise de rotina geralmente inclui testes de triagem de desempenho químico, determinação de densidade específica, observação de cor ou odor incomuns, triagem para bacteriúria e avaliação microscópica do sedimento.Limite de Detecção: Concentração ou quantidade derivada da menor medida que pode ser detectada com razoável grau de certeza para um dado procedimento analítico.Biodegradação Ambiental: Eliminação de POLUENTES AMBIENTAIS, PRAGUICIDAS e outros resíduos usando organismos vivos, geralmente envolvendo intervenção de engenheiros ambiental ou saneamento.N-Metil-3,4-Metilenodioxianfetamina: Análogo N-substituído da anfetamina. É amplamente utilizado como droga de abuso, classificada como alucinógena, causando alterações marcantes e de longa duração ao sistema serotonérgico cerebral. É normalmente referida como MDMA ou "ecstasy".Métodos Analíticos de Preparação de Amostras: Utilização de vários métodos químicos de separação e extração, como EXTRAÇÃO EM FASE SÓLIDA, CROMATOGRAFIA e extração com fluido supercrítico, para preparar amostras das medidas analíticas dos componentes.Overdose de Drogas: Uso acidental ou deliberado de um medicamento ou droga ilícita além da dosagem normal.Hidrocodona: Analgésico narcótico relacionado à CODEÍNA, porém, por peso, mais potente e mais viciogênico. É também usado como supressor da tosse.Metabolômica: Identificação sistemática e quantificação de todos os produtos metabólicos de uma célula, um tecido, um órgão ou organismo em condições variáveis. O METABOLOMA de uma célula ou organismo é uma coleção de metabólitos que representa sua rede de respostas às condições em curso.Estereoisomerismo: Fenômeno através do qual compostos cujas moléculas têm o mesmo número e tipo de átomos e o mesmo arranjo atômico, mas diferem nas relações espaciais.Indicadores e Reagentes: Substâncias usadas para detecção, identificação, análise, etc. de processos ou condições químicas, biológicas ou patológicas. Indicadores são substâncias que mudam sua aparência física (p.ex., cor) no ponto final de uma titulação química (ou dele se aproximando), p.ex., na passagem entre a acidez e a alcalinidade. Reagentes são substâncias usadas para detecção ou determinação (especialmente análise) de outra substância por meios químicos ou microscópicos. Os tipos de reagentes são precipitantes, solventes, oxidantes, redutores, fluxos, e reagentes colorimétricos.Glândulas Odoríferas: Glândulas exócrinas em animais, as quais secretam aromas que repelem ou atraem outros animais, como por exemplo, as glândulas perianais do gambá, as glândulas anais da doninha, as glândulas de almíscar das raposas, as glândulas ventrais dos ratos de madeira e as glândulas ventrais dos pecaris.Oxibato de Sódio: Sal sódico do ácido 4-hidroxibutírico. Utilizado tanto para a indução quanto para a manutenção da ANESTESIA.Suor: Líquido excretado pelas GLÂNDULAS SUDORÍPARAS. Composto por água que contém cloreto de sódio, fosfato, ureia, amônia e outros resíduos.Xilenos: Família de hidrocarbonetos líquidos, aromáticos, incolores e isoméricos que contém a fórmula geral C6H4(CH3)2. São produzidos pela destilação destrutiva de carvão ou pela reformulação catalítica das frações naftênicas do petróleo. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 5th ed)Mecônio: Material mucilaginoso (espesso, de cor variando entre verde e preto) encontrado nos intestinos de fetos a termo. Constituído por secreções de glândulas intestinais, PIGMENTOS BILIARES, ÁCIDOS GRAXOS, LÍQUIDO AMNIÓTICO e fragmentos intrauterinos. O mecônio constitui as primeiras evacuações feitas pelo recém-nascido.Espectroscopia de Ressonância Magnética: Método espectroscópico de medição do momento magnético de partículas elementares, como núcleos atômicos, prótons ou elétrons. É empregada em aplicações clínicas, como Tomografia por RMN (IMAGEM POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA).Espectrometria de Massas de Bombardeamento Rápido de Átomos: Técnica espectrométrica de massa que é utilizada para análise de uma ampla faixa de biomoléculas, tais como glicoalcaloides, glicoproteínas, polissacarídeos e peptídeos. O espectro do átomo de bombardeamento rápido positivo e negativo é registrado em um espectrômetro ajustado a uma pistola atômica com xenônio como feixe usual. O espectro de massa obtido contém o reconhecimento do peso molecular bem como a sequência de informação.Biotransformação: Alteração química de uma substância exógena por/ou em um sistema biológico. A alteração pode inativar o composto ou pode resultar na produção de um metabólito ativo de um composto precursor inativo. As alterações podem ser divididas em DESINTOXICAÇÃO METABÓLICA FASE I e DESINTOXICAÇÃO METABÓLICA FASE II.Hidroxilação: Colocação de um grupo de hidroxila em um composto na posição onde não se encontrava antes. (Stedman, 25a ed)Espectrometria de Massas por Ionização e Dessorção a Laser Assistida por Matriz: Técnica espectrométrica de massa que é utilizada para análise de grandes biomoléculas. Moléculas analíticas são enterradas em uma matriz excedente de pequenas moléculas orgânicas que mostram uma alta absorção ressonante ao comprimento de onda do laser usado. A matriz absorve a energia do laser, induzindo então uma desintegração suave da mistura amostra-matriz na matriz livre (fase gasosa) e as moléculas analíticas e íons moleculares. Em geral, somente os íons moleculares das moléculas analíticas são produzidos, e quase nenhuma fragmentação ocorre. Isto torna o método bem ajustado para determinações de peso molecular e análise de misturas.Doping nos Esportes: Uso ilegítimo de substâncias para atingir efeitos desejados em esportes de competição. Inclui humanos e animais.Estrutura Molecular: Localização dos átomos, grupos ou íons, em relação um ao outro, em uma molécula, bem como o número, tipo e localização das ligações covalentes.Álcoois Graxos: Álcoois primários de cadeia linear, normalmente com alto peso molecular, porém podem variar e conter até mesmo 4 carbonos. São derivados de gorduras naturais e óleos, incluindo os álcoois laurílico, estearílico, oleílico e linoleílico. São utilizados na indústria farmacêutica, cosmética e têxtil e na fabricação de detergentes, plásticos e óleos lubrificantes.Monoterpenos: Composto constituído por 10 carbonos geralmente formado pela via do mevalonato a partir da combinação do 3,3-dimetilalil pirofosfato e isopentenil pirofosfato. Sofrem ciclização e oxidação em diversas vias. Devido ao baixo peso molecular muitos deles existem na forma de óleos essenciais (ÓLEOS VOLÁTEIS).Isótopos de Nitrogênio: Átomos de nitrogênio estáveis que possuem mesmo número atômico que o elemento nitrogênio, porém diferem em relação ao peso atômico. N-15 é um isótopo estável do nitrogênio.Isótopos de Carbono: Átomos de carbono que possuem o mesmo número atômico que o elemento carbono, porém diferem quanto ao peso atômico. C-13 é um isótopo de carbono estável.Marcação por Isótopo: Técnicas para marcação de uma substância com um isótopo estável ou radioativo. Não é utilizada para condições envolvendo substâncias marcadas a menos que o método de marcação seja substancialmente discutido. Os traçadores que podem ser marcados incluem substâncias, células ou microrganismos.Imunoensaio: Técnica que utiliza anticorpos para identificar ou quantificar uma substância. Geralmente a substância a ser investigada atua como antígeno tanto para a produção de anticorpos como para a mensuração do anticorpo pela substância teste.Intoxicação por Plantas: Intoxicação pela ingestão de plantas ou suas folhas, frutos, raizes ou caules. As manifestações, tanto em humanos como em animais, variam no grau de severidade, desde leve até causar risco de morte. Em animais, especialmente animais domésticos, normalmente é o resultado da ingestão de fungos ou forragem fermentada.Heroína: Analgésico narcótico que pode levar à dependência. É uma substância controlada (derivada do ópio) listada no Código de Regulações Federais dos Estados Unidos, Título 21 Partes 329.1, 1308.11 (1987). A venda é proibida nos Estados Unidos por estatuto federal.p-Hidroxianfetamina: Metabólito da anfetamina com efeitos simpatomiméticos. É algumas vezes chamada de alfa-metiltiramina que pode também se referir ao isômero meta, gepefrina.Ácidos Graxos: Ácidos monobásicos orgânicos derivados de hidrocarbonetos pela oxidação equivalente de um grupo metil em um álcool, aldeído e, então, ácido. Ácidos graxos são saturados e não saturados (ÁCIDOS GRAXOS NÃO SATURADOS).Oxicodona: Derivado semissintético da CODEÍNA.Epitestosterona: Isômero 17-alfa de TESTOSTERONA, derivado da PREGNENOLONA através da via esteroide delta-5 e da via 5-androsteno-3-beta, 17-alfa-diol. A epitestosterona atua como um antiandrógeno em vários tecidos-alvo. A taxa entre testosterona/epitestosterona é utilizada para monitorar o abuso de drogas anabólicas.Cocaína: Éster de alcaloide extraído de folhas de plantas incluindo a coca. É um anestésico local e vasoconstritor, clinicamente usado para esse propósito, particularmente no olho, orelha, nariz e garganta. Também tem efeitos potentes no sistema nervoso central similares aos das anfetaminas, e é uma droga que vicia. A cocaína, como as anfetaminas, age por mecanismos múltiplos nos neurônios catecolaminérgicos do cérebro. Considera-se que o mecanismo dos seus efeitos de reforço envolvam a inibição da captação da dopamina.Nordazepam: Intermediário no metabolismo de DIAZEPAM para OXAZEPAM. Pode ter ações similares àquelas do diazepam.Anfetamina: Poderoso estimulante do sistema nervoso central e simpatomimético. Anfetamina apresenta múltiplos mecanismos de ação incluindo o bloqueio da recaptação de adrenérgicos e dopamina, estimulação da liberação de monoaminas e inibição da enzima monoamino oxidase. Anfetamina é também uma droga de abuso e psicotomimético. A forma l- e d,l- são incluídas aqui. A forma l apresenta menor atividade no sistema nervoso central, porém poderosos efeitos cardiovasculares. O forma d é a DEXTROANFETAMINA.Hexanos: Grupo de hidrocarbonetos saturados com seis carbonos da série dos metanos. Incluem isômeros e derivados. Várias polineuropatias são causadas por intoxicação por hexano.Controle de Qualidade: Sistema para verificação e manutenção de um nível desejado de qualidade em um produto ou processo por planejamento cuidadoso, uso de equipamento apropriado, inspeção continuada e ação corretiva quando necessária (Random House Unabridged Dictionary, 2d ed) (NLM). Entende-se por boa qualidade de assistência o serviço que reúne os requisitos estabelecidos e, dados os conhecimentos e recursos de que se dispõe, satisfaz as aspirações de obter o máximo de benefícios com o mínimo de riscos para a saúde e bem-estar dos pacientes. Por conseguinte, uma assistência sanitária de boa qualidade se caracteriza por um alto grau de competência profissional, a eficiência na utilização dos recursos, o risco mínimo para os pacientes, a satisfação dos pacientes e um efeito favorável na saúde. (Racoveanu y Johansen)Venenos: Qualquer substância que, quando quantidades relativamente pequenas são ingeridas, inaladas ou absorvidas, ou aplicadas ao, injetadas no ou desenvolvidas dentro do corpo, exerce ação química que pode causar dano à estrutura ou perturbação de função, produzindo sintomatologia, doença ou morte. (Dorland, 28a ed)Cromatografia com Fluido Supercrítico: Método de CROMATOGRAFIA usando fluido supercrítico, geralmente dióxido de carbono em alta pressão (cerca de 73 atmosferas ou 1070 psi a temperatura ambiente) como na fase móvel. Outros solventes são, às vezes, adicionados como modificadores. Este método é utilizado tanto para propósitos analíticos (SFC) como de extração (SFE).Hidromorfona: Analgésico opioide feito da MORFINA e utilizado principalmente como analgésico. Sua ação é mais curta que a da morfina.Alcanos: O nome genérico para o grupo de hidrocarbonetos alifáticos Cn-H2n+2. São denominados pelo sufixo -ano.Hidrocarbonetos Alicíclicos: Compostos orgânicos constituídos exclusivamente de carbono e hidrogênio. Três ou mais átomos de carbono estão dispostos em uma estrutura cíclica. Possuem propriedades alifáticas.Colestanóis: Colestanos substituídos em qualquer posição com um ou mais grupos hidroxila. São encontrados nas fezes e na bile. Ao contrário dos ácidos e sais biliares, não são reabsorvidos.Acorus: Gênero de plantas da família ACORACEAE, ordem Arales, subclasse Arecidae, mais conhecido pela raiz do Acorus calamus L. que contém asarona e tem sido utilizado na MEDICINA TRADICIONAL.Fracionamento Químico: Separação de uma mistura em estágios sucessivos, cada estágio remove da mistura alguma proporção de uma das substâncias, por exemplo, solubilidade diferencial em misturas de água e solventes. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed)Hidrocarbonetos: Cada um dos compostos químicos resultantes da combinação do carbono com o hidrogênio, substância combustível fóssil que se encontra em jazigos subterrâneos. Este termo refere-se basicamente ao petróleo em todas as suas manifestações, inclusive os petróleo cru, óleo combustível, os lodos, os resíduos petrolíferos e os produtos de refinamento, assim como os listados nos anexos do MARPOL 73/78. (Material IV - Glosario de Protección Civil, OPAS, 1992)Saliva: Líquido viscoso e claro, secretado pelas GLÂNDULAS SALIVARES e glândulas mucosas da boca. Contém MUCINAS, água, sais orgânicos e ptialina.Endossulfano: Composto policlorado usado para controlar uma variedade de insetos. É praticamente insolúvel em água, mas adere prontamente a partículas de barro e persiste no solo e na água por vários anos. Seu modo de ação envolve descargas nervosas repetitivas, correlacionadas positivamente ao aumento da temperatura. Este composto é extremamente tóxico para a maioria dos peixes.Cloreto de Metileno: Hidrocarboneto clorado que tem sido utilizado como anestésico inalante e atua como narcótico em altas concentrações. Seu principal uso é como solvente na fabricação e na tecnologia alimentar.Óleos Vegetais: Óleos derivados de plantas ou produtos vegetais.Resíduos de Praguicidas: Pesticidas ou seus produtos de degradação que permanecem no meio ambiente após o seu uso normal ou contaminação acidental.Envenenamento: Afecção ou estado físico produzido por ingestão, injeção, inalação ou exposição a um agente nocivo.Oxirredução: Reação química em que um elétron é transferido de uma molécula para outra. A molécula doadora do elétron é o agente de redução ou redutor; a molécula aceitadora do elétron é o agente de oxidação ou oxidante. Os agentes redutores e oxidantes funcionam como pares conjugados de oxidação-redução ou pares redox (tradução livre do original: Lehninger, Principles of Biochemistry, 1982, p471).ÉsteresDextropropoxifeno: Analgésico narcótico estruturalmente relacionado à METADONA. Somente o isômero dextrógiro possui efeito analgésico. O isômero levógiro parece apresentar um efeito antitussígeno.Ácidos Murâmicos: Composto que consiste em glicosamina e ácido láctico unidos por uma ligação éter. Ocorre naturalmente sob a forma do derivado N-acetil (MurNAc) no peptidoglicano, o polissacarídeo característico que compõe as paredes celulares bacterianas. (Dorland, 28a ed)Monitoramento Ambiental: Monitoração do nível de toxinas, poluentes químicos, contaminantes microbianos ou outras substâncias danosas no ambiente (solo, ar e água), no trabalho ou nos corpos das pessoas e animais presentes naquele ambiente.Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos: Grupo importante de hidrocarbonetos cíclicos insaturados contendo dois ou mais anéis. O vasto número de compostos deste grupo importante, derivados principalmente do petróleo e do alcatrão da hulha, são altamente reativos e quimicamente versáteis. O nome é devido ao odor forte e não desagradável, característico da maioria das substâncias desta natureza. (Tradução livre do original: Hawley's Condensed Chemical Dictionary, 12th ed, p96)BenzofenonasÁcidos Carboxílicos: Compostos orgânicos contendo o grupo carboxi (-COOH). Este grupo de compostos inclui os aminoácidos e ácidos graxos. Os ácidos carboxílicos podem ser saturados, insaturados ou aromáticos.Microquímica: Desenvolvimento e uso de técnicas e equipamentos para estudar ou executar reações químicas, usando pequenas quantidades de material, frequentemente menos que um miligrama ou mililitro.Dietilamida do Ácido Lisérgico: Derivado semissintético do ergot (Claviceps purpurea). Tem efeitos complexos nos sistemas serotoninérgicos, incluindo o antagonismo em alguns receptores periféricos de serotonina, ações tanto agonistas como antagonistas nos receptores de serotonina do sistema nervoso central, e possivelmente efeitos no metabolismo de serotonina. É um alucinógeno potente, mas os mecanismos desse efeito não são bem compreendidos.Pirazolonas: Compostos com anel heterocíclico de cinco membros, com dois nitrogênios e um ceto OXIGÊNIO. Alguns são inibidores da produção de TNF-alfa.Ácidos Hidroxieicosatetraenoicos: Ácidos eicosatetraenoicos substituídos em qualquer posição por um ou mais grupos hidroxi. São importantes intermediários em uma série de processos biossintéticos levando a formação de muitos compostos biologicamente ativos (tais como as prostaglandinas, tromboxanos e leucotrienos), a partir do ácido araquidônico.Contaminação de Medicamentos: Presença de organismos, ou qualquer material estranho que torna a preparação do medicamento impura.Secobarbital: Barbiturato usado como sedativo. É relatado que o secobarbital não tem atividade antiansiedade.Ionização de Chama: Pirólise de compostos orgânicos à temperatura de uma chama de ar de hidrogênio para produção de intermediários iônicos que podem ser coletados e a corrente iônica resultante ser medida por cromatografia gasosa.Drogas Veterinárias: Drogas usadas por veterinários no tratamento de doenças dos animais. O arsenal farmacológico do veterinário é a contrapartida das drogas [usadas no] tratamento de doenças humanas, com a dosagem e a administração ajustadas ao tamanho, peso, doença e às idiossincrasias da espécie. Nos Estados Unidos a maioria das drogas está sujeita a normas federais, particularmente quanto à segurança e aos resíduos [que podem ser encontrados] em produtos animais comestíveis.Fluoracetatos: Derivados do ácido acético com um ou mais fluoretos anexados. São normalmente inodoros, difíceis de detectar quimicamente e bastante estáveis. O ácido, bem como as substâncias que são clivados no corpo formando o ácido, são altamente tóxicos, comportando-se como venenos convulsantes de ação retardada.Estimulantes do Sistema Nervoso Central: Grupo vagamente definido de drogas que tendem a aumentar o comportamento de alerta, agitação, ou excitação. Atuam por meio de vários mecanismos, mas normalmente não por excitação direta dos neurônios. As muitas drogas que apresentam estes efeitos colaterais devido ao uso terapêutico principal não foram incluídas aqui.Sesquiterpenos de Germacrano: SESQUITERPENOS ciclizados a um anel de 10 carbonos.Cânfora: Cetona bicíclica monoterpena amplamente encontrada em plantas, especialmente na CINNAMOMUM CAMPHORA. É usada topicamente como um antiprurítico cutâneo e como anti-infeccioso.Metadona: Opioide sintético utilizado como o cloridrato. É um analgésico opioide que é predominantemente um agonista do receptor mu-opioide. Apresenta ação e usos similares aos da MORFINA. (Tradução livre do original: Martindale, The Extra Pharmacopoeia, 30th ed, p1082-3)Teste do Limulus: Método sensível para detecção de endotoxinas bacterianas e substâncias do tipo endotoxina que dependem do congelamento, in vitro, do lisado de amebócitos de Limulus (LAL), preparado do sangue circulante (amebócitos) do caranguejo ferradura, pela endotoxina ou compostos correlatos. Usado para detecção de endotoxina em fluidos corporais e medicações parenterais.Sequência de Carboidratos: Sequência de carboidratos dentro de POLISSACARÍDEOS, GLICOPROTEÍNAS, e GLICOLIPÍDEOS.Cannabis: O gênero de planta da família Cannabaceae, ordem Urticales, subclasse Hamamelidae. As florescências recebem muitos apelidos tais como maconha, haxixe, bangue e ganja. O talo é uma fonte importante de fibra de linho-cânhamo (o m.q. cânhamo).Glucuronatos: Derivados do ÁCIDO GLUCURÔNICO. Sob este descritor está uma ampla variedade de formas de ácidos, sais, ésteres e amidas que contêm a estrutura de glicose com carboxila no carbono 6.Conteúdo Gastrointestinal: Conteúdo compreendido em todo ou qualquer segmento do TRATO GASTROINTESTINAL.Prostaglandinas D: Prostaglandinas fisiologicamente ativas encontradas em muitos tecidos e órgãos. Apresentam atividade pressora, são mediadores da inflamação e possuem importantes ações antitrombóticas.Técnicas de Química Analítica: Metodologias usadas para o isolamento, identificação, detecção e quantificação de substâncias químicas.Poluentes Químicos da Água: Compostos químicos que poluem a água dos rios, córregos, lagos, mar, reservatórios ou outros corpos aquáticos.Hidrólise: Processo de clivar um composto químico pela adição de uma molécula de água.Fenóis: Derivados de benzeno que incluem um ou mais grupos hidroxila ligados à estrutura em anel.Isomerismo: Fenômeno através do qual determinados compostos químicos apresentam estruturas [espaciais] diferentes, embora possuam a mesma composição elementar.Ácidos e Sais Biliares: Ácidos e sais esteroides. Os ácidos biliares primários são derivados do colesterol no fígado e geralmente conjugados com glicina ou taurina. Os ácidos biliares secundários são mais tarde modificados por bactérias no intestino. Desempenham um papel importante na digestão e absorção de gordura. Também têm sido usados farmacologicamente, especialmente no tratamento de cálculos biliares.Dados de Sequência Molecular: Descrições de sequências específicas de aminoácidos, carboidratos ou nucleotídeos que apareceram na literatura publicada e/ou são depositadas e mantidas por bancos de dados como o GENBANK, European Molecular Biology Laboratory (EMBL), National Biomedical Research Foundation (NBRF) ou outros repositórios de sequências.Terpenos: Classe de compostos com unidades repetidas de 5 carbonos de HEMITERPENOS.Isótopos: Espécies atômicas que diferem quanto ao número de massa, porém apresentam o mesmo número atômico.Substâncias para a Guerra Química: Substâncias químicas usadas para causar transtornos, doenças ou morte em seres humanos durante a GUERRA.Desoxiepinefrina: Vasoconstritor e simpatomimético.tert-Butil ÁlcoolEvolução Fatal: Morte resultante da presença de uma doença em um indivíduo, como mostrado por um único caso relatado ou um número limitado de pacientes. Deve ser diferenciado de MORTE, a interrupção fisiológica da vida e de MORTALIDADE, um conceito epidemiológico ou estatístico.Polygala: Gênero de plantas (família POLYGALACEAE) contendo onjisaponinas, xantonas, pironas e benzofenonas. O nome é semelhante a outra serpentárias, como ASARUM, SANICULA, ARISTOLOCHIA, AGERATINA e outras.Canabinoides: Compostos que possuem a estrutura canabinoide. Foram originalmente extraídos da Cannabis sativa L. Os constituintes farmacologicamente mais ativos são TETRAIDROCANABINOL, CANABINOL e CANABIDIOL.Repelentes de Insetos: Substâncias que fazem com que os insetos se afastem delas ou as rejeitem como alimento.Preparações Farmacêuticas: Drogas dirigidas para uso humano ou veterinário, apresentadas em sua formulação final. Estão incluídos aqui os materiais usados na preparação e/ou na formulação final.Análise de Alimentos: Medida e avaliação de componentes de substâncias ingeridas como ALIMENTO.Isótopos de Oxigênio: Átomos de oxigênio estáveis que possuem o mesmo número atômico que o elemento oxigênio, porém diferem em relação ao peso atômico. O-17 e 18 são isótopos de oxigênio estáveis.Tolueno: Solvente industrial amplamente utilizado.Barbitúricos: Classe de compostos químicos derivados do ácido barbitúrico ou ácido tiobarbitúrico. Muitos desses são MODULADORES GABAÉRGICOS utilizados como HIPNÓTICOS E SEDATIVOS, como ANESTÉSICOS, ou mesmo, como ANTICONVULSIVANTES.Odores: Parte volátil das substâncias perceptível pelo sentido do olfato.Equol: ESTRÓGENO não esteroide gerado quando produtos de soja são metabolizados por certas bactérias nos intestinos.F2-Isoprostanos: Isoprostanos derivados da oxidação do radical livre do ÁCIDO ARAQUIDÔNICO. Embora semelhante à prostaglandina F2alfa (DINOPROSTA) sintetizada enzimaticamente, ocorre por meio de oxidação não enzimática dos lipídeos da membrana celular.Álcoois: Compostos alquilos que contêm o grupo hidróxido. Eles são classificados de acordo com o átomo de carbono: álcoois primários, R-CH2OH; álcoois secundários, R2-CHOH e álcoois terciários, R3-COH. (Tradução livre do original: Grant & Hackh's Chemical Dictionary, 5th Ed)Ácidos AraquidônicosAgeratina: Gênero de plantas (família ASTERACEAE) com nome vulgar 'serpentária', também usado para POLYGALA, SANICULA, ARISTOLOCHIA, etc.Marcadores Biológicos: Parâmetros biológicos mensuráveis e quantificáveis (p. ex., concentração específica de enzima, concentração específica de hormônio, distribuição fenotípica de um gene específico em uma população, presença de substâncias biológicas) que servem como índices para avaliações relacionadas com a saúde e com a fisiologia, como risco para desenvolver uma doença, distúrbios psiquiátricos, exposição ambiental e seus efeitos, diagnóstico de doenças, processos metabólicos, abuso na utilização de substâncias, gravidez, desenvolvimento de linhagem celular, estudos epidemiológicos, etc.Fenilpropanolamina: Simpatomimético que atua principalmente causando a liberação de NOREPINEFRINA, mas também tem atividade agonista direta em alguns receptores adrenérgicos. É mais comumente utilizada como vasoconstritor nasal e inibidor de apetite.Etiocolanolona: Isômero 5-beta reduzido de ANDROSTERONA. A etiocolanolona é o principal metabólito da TESTOSTERONA e da ANDROSTENEDIONA em muitas espécies de mamíferos, entre elas os humanos. É excretada na URINA.Administração Oral: Administração de medicamentos, substâncias químicas ou outras substâncias pela boca.Resíduos de Drogas: Drogas e seus metabólitos, encontrados nos tecidos comestíveis e no leite de animais depois, de serem medicados com drogas específicas. Aplica igualmente às drogas encontradas no tecido adiposo de humanos depois de um tratamento farmacológico.Gasolina: Combustível volátil inflamável (hidrocarbonetos líquidos) obtido a partir do petróleo bruto através de processos como destilação, [craqueamento], reforma [catalítica], polimerização, etc.Fígado: Grande órgão glandular lobulado no abdomen de vertebrados responsável pela desintoxicação, metabolismo, síntese e armazenamento de várias substâncias.Reações Falso-Negativas: Resultados negativos em pacientes que têm as características para as quais o teste é feito. A classificação de pessoas doentes como saudáveis quando examinadas para a detecção de doenças.CetonasÁcido Trifluoracético: Derivado halogenado do ácido acético. É utilizado em reações catalisadas por ácidos, especialmente aquelas em que um éster é clivado na síntese peptídica.Poluentes Ocupacionais do Ar: Poluentes do ar encontrados na área de trabalho. São geralmente produzidos pela natureza específica da ocupação.Colestadienóis: Derivados do colestadieno contendo um grupo hidroxila em qualquer lugar da molécula.Cicloexenos: Hidrocarbonetos alicíclicos com seis carbonos contendo uma ou mais ligações duplas no anel. Os cicloexadienos não são aromáticos, em contraste com as BENZOQUINONAS que são denominadas, algumas vezes, de 2,5-cicloexadieno-1,4-dionas.Atrativos Sexuais: Feromônios que despertam atração sexual ou comportamento reprodutor, geralmente nos membros do sexo oposto da mesma espécie.Herbicidas: Pesticidas usados para destruir a vegetação indesejada, especialmente vários tipos de ervas daninhas, gramas (POACEAE) e plantas lenhosas. Algumas plantas desenvolvem RESISTÊNCIA A HERBICIDA.Proteômica: Estudo sistemático do complexo completo de proteínas (PROTEOMA) dos organismos.Androsterona: Metabólito de TESTOSTERONA ou ANDROSTENEDIONA com um grupo 3-alfa-hidroxila e sem a dupla ligação. O isômero 3-beta-hidroxila é a epiandrosterona.Estabilidade de Medicamentos: Integridade química e física de um produto farmacêutico.Resinas Vegetais: Mistura de ácidos carboxílicos, óleos essenciais e terpenos, que ocorre sob a forma de exsudações em várias árvores e arbustos, ou é produzida sinteticamente. As resinas são semissólidos ou sólidos amorfos altamente combustíveis que são insolúveis em água, enquanto algumas são solúveis em etanol e outras em tetracloreto de carbono, éter e óleos voláteis. A maioria é mole e viscosa, mas endurece após exposição ao frio. (Dorland, 28a ed)Hidroxicolesteróis: Colesterol substituído por um grupo hidroxila em qualquer posição.Rizoma: Caule horizontal subterrâneo semelhante a raiz, produzindo brotos aéreos e raizes subterrâneas. Distinguem-se das raizes verdadeiras, que não possuem botões e nós. Semelhantes a raizes verdadeiras por serem subterrâneos e mais espessos por armazenar depósitos de reserva.Benzeno: Hidrocarboneto aromático, líquido, inflamável, volátil e tóxico, subproduto da destilação do carvão. É utilizado como solvente industrial em tintas, verniz, diluente para laca, gasolina, etc. O benzeno causa lesão aguda no sistema nervoso central e lesão crônica na medula óssea, sendo ainda carcinogênico. Antigamente era usado como parasiticida.ClorobenzenosAldeídos: Compostos orgânicos contendo o grupo carbonil sob a forma -CHO.Poluentes Ambientais: Substâncias ou energias, por exemplo, calor ou luz, que, ao serem introduzidas no ar, água ou solo, ameaçam a vida ou a saúde de indivíduos ou ECOSSISTEMAS.Carboidratos: Maior classe de compostos orgânicos incluindo AMIDO, GLICOGÊNIO, CELULOSE, POLISSACARÍDEOS e MONOSSACARÍDEOS simples. Os carboidratos são compostos por carbono, hidrogênio e oxigênio na proporção Cn(H2O)n.Morfina: Principal alcaloide do ópio e protótipo de opiato analgésico e narcótico. A morfina tem efeitos variados no sistema nervoso central e na musculatura lisa.Reações Falso-Positivas: Resultados positivos em pacientes que não têm as características para as quais o teste é feito. Classificação de pessoas saudáveis como doentes quando examinadas para a detecção de doenças.Espectrofotometria Ultravioleta: Determinação do espectro de absorção ultravioleta por moléculas específicas em gases ou líquidos, por exemplo, Cl2, SO2, NO2, CS2, ozônio, vapor de mercúrio e vários compostos insaturados.Glicolipídeos: Qualquer composto contendo um ou mais resíduos monossacarídeos unidos através de uma ligação glicosídica a uma molécula hidrofóbica, tal como um acilglicerol (ver GLICERÍDEOS), um esfingoide, uma ceramida (CERAMIDAS) (N-ACILESFINGOIDE) ou um frenil fosfato.Poluentes da Água: Substâncias ou organismos que poluem a água ou corpos aquáticos. Geralmente empregado para poluentes da água ou para aqueles sem título específico.Isoflavonas: 3-Fenilcromonas. Forma isomérica dos FLAVONOIDES em que o grupo benzeno está ligado na posição 3 do anel benzopirano, ao invés da posição 2.Ligusticum: Gênero de planta da família APIACEAE.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Metilenobis (cloroanilina): Diamina aromática utilizada na indústria plástica como agente de secagem para resinas de epóxi e borrachas de uretano. Causa neoplasias na bexiga, fígado, pulmão e em outros órgãos.Metilação: Acréscimo de grupos em metila; em histoquímica, utilizada para esterificar grupos carboxila e remover os grupos sulfato, tratando os cortes teciduais com metanol quente na presença de ácido clorídrico; o efeito final é o de reduzir a basofilia do tecido e abolir a matacromasia. (Stedman, 25a ed)Transtornos Relacionados ao Uso de Anfetaminas: Transtornos relacionados ou resultantes do uso de anfetaminas.Lipoxigenase: Enzima da classe das oxirredutases encontrada principalmente nas PLANTAS. Catalisa reações entre o linoleato e outros ácidos graxos e o oxigênio, formando derivados de hidroperóxidos de ácidos graxos.Esteróis: Esteróis com um grupo hidroxila no carbono 3, e a maior parte do esqueleto do colestano. Átomos de carbono adicionais podem estar presentes na cadeia lateral.Extratos Vegetais: Preparações farmacêuticas concentradas de plantas obtidas pela remoção dos constituintes ativos com um solvente adequado (que é eliminado por evaporação) e ajuste do resíduo [seco] a um padrão prescrito.Gibberella: Gênero de fungos ascomicetos da família Hypocreaceae, ordem Hypocreales, que inclui diversos patógenos de grãos e cereais. Também é fonte de reguladores do crescimento de plantas, como giberelina e ácido giberélico.Carisoprodol: Relaxante da musculatura esquelética de ação central cujo mecanismo de ação ainda não foi completamente elucidado, mas pode estar relacionado com ações sedativas. É utilizado como adjuvante no tratamento sintomático de afecções mioesqueléticas associadas com espasmo muscular doloroso. (Tradução livre do original: Martindale, The Extra Pharmacopoeia, 30th ed, p1202)Sebo: Substância oleosa secretada pelas GLÂNDULAS SEBÁCEAS. É composta de QUERATINAS, gordura e fragmentos celulares.Química: Ciência básica envolvida com a composição, estrutura e propriedades da matéria, bem como as reações que ocorrem entre substâncias e o intercâmbio de energia associado às reações.Valores de Referência: Faixa (ou distribuição de frequências) dos [valores] medidos em uma população (de organismos, órgãos ou coisas) que não foi selecionada para [indicar] a presença de doença ou de anormalidade.Hidroxibenzoatos: Ácido benzoico substituído por um ou mais grupos hidroxi em qualquer posição do anel benzênico.Isoprostanos: Série de compostos semelhantes às prostaglandinas, produzidos pelo ataque de radicais livres nos ácidos graxos insaturados, em particular o ÁCIDO ARAQUIDÔNICO, das MEMBRANAS celulares. Uma vez separado da membrana lipídica pela ação das fosfolipases, podem circular por diversos líquidos corporais e ser finalmente excretado. Embora estes compostos se assemelham às prostaglandinas sintetizadas enzimaticamente, seu arranjo estereoisométrico é geralmente diferente dos compostos que "ocorrem naturalmente".Fenômenos Químicos: Composição, conformação e propriedades de átomos e moléculas, e seus processos de reação e interação.Glicolatos: Derivados de ÁCIDO ACÉTICO que contêm um grupo hidroxila ligado ao carbono do grupo metil.Glicoesfingolipídeos: Lipídeos contendo pelo menos um resíduo monossacarídeo e/ou um esfingoide ou uma ceramida (CERAMIDAS). Estão subdivididos em: GLICOESFINGOLIPÍDEOS NEUTROS, compreendendo os monoglicosil- e oligoglicosilesfingóideos, e monoglicosil- e oligoglicosilceramidas, e GLICOESFINGOLIPÍDEOS ACÍDICOS, que compreendem os sialosilglicosilesfingolipídeos (GANGLIOSÍDEOS), SULFOGLICOESFINGOLIPÍDEOS (anteriormente conhecidos como sulfatidas), glicuronoglicoesfingolipídeos, e os fosfo e fosfonoglicoesfingolipídeos. (Tradução livre do original: IUPAC's webpage)Ácidos DicarboxílicosGás de Mostarda: Irritante potente e vesicante de pele, olhos e pulmões. Pode causar cegueira e edema pulmonar letal. Foi anteriormente utilizado como um gás de guerra. Foi indicado como citostático e para tratamento da psoríase. Tem sido listado como um conhecido carcinógeno no Quarto Relatório Anual em Carcinógenos (NTP-85-002, 1985). (Tradução livre do original: Merck, 11th ed).Hábito de Fumar Maconha: Ato de inalar e exalar a fumaça da CANNABIS.Hidrocarbonetos Aromáticos: Compostos orgânicos contendo carbono e hidrogênio na forma de uma estrutura insaturada, geralmente com anel hexagonal. Os compostos podem ser um único anel, duplos, triplos ou múltiplos anéis fundidos.