Reunião sistemática de dados, com um objetivo específico, de várias fontes, incluindo questionários, entrevistas, observação, registros existentes e equipamentos eletrônicos.
Pesquisa sobre a organização, administração, necessidades e funcionamento de serviços de saúde. Exclui pesquisa biomédica.
Tipo de MICROCOMPUTADORES, às vezes denominados PDA [de Personal Digital Assistant, ou seja, Assistente Digital Pessoal], que são muito pequenos e portáteis, cabendo em uma mão. São convenientes para o uso na clínica e outras situações de campo para uma rápida análise dos dados. Geralmente precisam ser acoplados a MICROCOMPUTADORES para as atualizações.
Retirada de amostra sanguínea para determinar suas características como um todo, identificar níveis de seus componentes celulares, químicos, gases ou outros constituintes, para fazer avaliação patológica, etc.
Plano para se coletar e utilizar dados de forma que a informação desejada seja obtida com precisão suficiente, ou de forma que uma hipótese seja testada adequadamente.
Conjunto de perguntas previamente preparadas utilizado para a compilação de dados.
Procedimentos para coleta, preservação e transporte de espécimes suficientemente estáveis para fornecer resultados eficientes e precisos, adequados à interpretação clínica.
A confederação livre de redes de comunicação de computadores ao redor do mundo. As redes que compõem a Intenet são conectadas através de várias redes centrais. A internet proveio do projeto ARPAnet do governo norte-americano e foi projetada para facilitar a troca de informações.
Coleções extensivas, supostamente completas, de fatos e dados armazenados do material de uma área de assunto especializada posto à disposição para análise e aplicação. A coleção pode ser automatizada através de vários métodos contemporâneos para recuperação. O conceito deve ser diferenciado de BASES DE DADOS BIBLIOGRÁFICAS que é restringida a coleções de referências bibliográficas.
Processamento de dados em grande parte executados através de meios automáticos.
Propriedade de se obter resultados idênticos ou muito semelhantes a cada vez que for realizado um teste ou medida. (Tradução livre do original: Last, 2001)
Computadores pequenos que usam chips microprocessadores LSI (large-scale integration) como a CPU (central processing unit) e semicondutores de memória para armazenamento compacto e barato de instruções de programa e dados. Eles são menores e menos caros que minicomputadores e normalmente são construídos em um sistema dedicado onde são aperfeiçoados para uma aplicação particular. "Microprocessador" pode se referir a CPU ou ao microcomputador inteiro.
Gênero da planta M. chamomilla (família ASTERACEAE) é semelhante à Anthemis, mas seu disco floral é cônico e profundo e perdeu seu resíduo de escama bracteal, além de seu aroma ser fraco. O nome vulgar 'Camomila' pode ser confundido com outros significados desta palavra. A Matricaria chamomilla sensu é classificada por alguns como Tripleurospermum perforata. Outras plantas com nomes vulgares semelhantes incluem CHAMAEMELUM, TRIPLEUROSPERMUM e ANTHEMIS.
Conversações com indivíduos ou com grupo de pessoas a fim de obter informações acerca da formação pessoal e outros dados biográficos, suas atitudes e opiniões, etc. Inclui entrevistas de admissão em escolas ou em empregos.
Atividades e programas encarregados de assegurar a qualidade dos cuidados em um ato ou um programa médico definido.
Dispositivos para acelerar prótons ou elétrons em órbitas fechadas, em que a voltagem aceleradora e a força do campo magnético variam (no caso dos elétrons a voltagem de aceleração é mantida constante) para manter o raio orbital constante.
Estudos epidemiológicos que avaliam a relação entre doenças, agravos ou características relacionadas à saúde, e outras variáveis de interesse, a partir de dados coletados simultaneamente em uma população. (Tradução livre do original: Last, 2001)
Função administrativa na qual padrões e diretrizes são desenvolvidos para o desenvolvimento, manutenção e manuseio de formulários e registros.
Desenvolvimento de coleções em bibliotecas, inclusive a determinação e coordenação de política de seleção, taxa de necessidades de usuários e usuários potenciais, estudos de uso de coleções, avaliação de coleções, identificação de necessidades de coleções, seleção de materiais, planejamento de divisão de recursos, manutenção de coleções, eliminação do supérfluo e orçamento.
Registros de informações referentes às doenças dos pacientes.
Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.
Programas e dados operacionais sequenciais que instruem o funcionamento de um computador digital.
Pesquisa que envolve a aplicação das ciências naturais, especialmente a biologia, fisiologia à medicina.
Processo cuja finalidade é a determinação sistemática e objetiva da relevância, efetividade e impacto de políticas públicas, programas e projetos de saúde. O objetivo da avaliação é o de aperfeiçoar os programas e projetos, no sentido de orientar a distribuição de recursos humanos e financeiros. (tradução livre do original: OPAS/OMS-Evaluación de los programas de Salud; normas fundamentales. 1981, para Avaliação de Programas e Projetos de Saúde) Estudos projetados para avaliar a eficácia de programas. Incluem a avaliação de custo-eficácia e do alcance ou impacto dos objetivos cumpridos. (tradução livre do original: MeSH, para Program Evaluation)
Pequenas escalas-testes de métodos e procedimentos a serem utilizados em uma escala aumentada se o estudo piloto demonstrar que esses métodos e procedimentos podem ser trabalhados.
Qualquer tipo de pesquisa que empregue informação não numérica para explorar características individuais ou de grupo, que produz achados não acessíveis por procedimentos estatísticos ou outro meio quantitativo. (Tradução livre do original: Qualitative Inquiry: A Dictionary of Terms Thousand Oaks, CA: Sage Publications, 1997)
Normas, critérios, padrões e outras medidas quantitativas e qualitativas diretas usadas na determinação da qualidade dos cuidados de saúde.
Sistemas baseados em computadores para admissão, estoque, demonstração, recuperação e impressão de informação contida em um registro médico do paciente.
Métodos ou procedimentos usados para obter amostras de URINA.
Estudos planejados para a observação de eventos que ainda não ocorreram.
A parte de um programa de computador interativo que emite mensagens para um usuário e recebe comandos de um usuário.
Indivíduos que se ocupam da pesquisa. (DeCS) Profissionais que trabalham na concepção ou criação de novos conhecimentos, produtos, processos, métodos ou sistemas e na gestão de ditos projetos, envolvendo tanto as atividades científicas como as tecnológicas (RICYT).
Atividades organizadas relacionadas com a estocagem, localização, busca e recuperação de informação.
Estudos para determinar as vantagens ou desvantagens, praticabilidade ou capacidade de executar um plano projetado, um estudo ou um projeto.
Exame minucioso de uma população (população em geral, estudo de população, objetivo da população, etc.) geralmente usando métodos notáveis por sua praticabilidade, uniformidade e frequentemente por sua rapidez e mais ainda por sua completa precisão.
Formação de substâncias cristalinas a partir de soluções ou fusões. (tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed)
Níveis de excelência que caracterizam os serviços ou cuidados de saúde prestados baseados em normas de qualidade.
Software planejado para armazenar, manipular, gerenciar e controlar dados para usos específicos.
A capacidade de uma organização, instituição ou negócio de produzir resultados desejados com um mínimo de gasto de energia, tempo, dinheiro, pessoal, material, etc.
Estado durante o qual os mamíferos fêmeas carregam seus filhotes em desenvolvimento (EMBRIÃO ou FETO) no útero (antes de nascer) começando da FERTILIZAÇÃO ao NASCIMENTO.
Pesquisa voltada ao monitoramento da qualidade e efetividade da assistência à saúde medida em termos da obtenção de resultados pré-estabelecidos. Inclui parâmetros como melhoria do estado de saúde, diminuição de morbidade e mortalidade e melhoria de estados anormais (ex: pressão sanguínea elevada).
Aplicação de procedimentos estatísticos para analisar fatos observados ou presumidos de um estudo particular.
Medidas estatísticas da utilização e outros aspectos da provisão de serviços de cuidado à saúde, incluindo hospitalização e cuidado ambulatorial.
Sistema para verificação e manutenção de um nível desejado de qualidade em um produto ou processo por planejamento cuidadoso, uso de equipamento apropriado, inspeção continuada e ação corretiva quando necessária (Random House Unabridged Dictionary, 2d ed) (NLM). Entende-se por boa qualidade de assistência o serviço que reúne os requisitos estabelecidos e, dados os conhecimentos e recursos de que se dispõe, satisfaz as aspirações de obter o máximo de benefícios com o mínimo de riscos para a saúde e bem-estar dos pacientes. Por conseguinte, uma assistência sanitária de boa qualidade se caracteriza por um alto grau de competência profissional, a eficiência na utilização dos recursos, o risco mínimo para os pacientes, a satisfação dos pacientes e um efeito favorável na saúde. (Racoveanu y Johansen)
Estudo no qual as variáveis relacionadas a um indivíduo ou grupo de indivíduos são acompanhadas por anos e com contato a intervalos regulares.
Criança durante o primeiro mês após o nascimento.
Sistemas e processos relativos ao estabelecimento, manutenção, administração e operação de registros e cadastros como por exemplo, registros de doenças.
Conhecimento, atitudes e comportamentos associados, que fazem parte dos tópicos relacionados com a saúde, como doenças e PROCESSOS PATOLÓGICOS, sua prevenção e tratamento. Este termo refere-se a trabalhadores da área da saúde (PESSOAL DE SAÚDE) ou não.
Procedimentos de avaliação que focam tanto o resultado ou estado (AVALIAÇÃO DE RESULTADO (CUIDADOS DE SAÚDE)) do paciente no final de uma etapa de tratamento - presença de sintomas, nível de atividade e mortalidade, quanto o processo (AVALIAÇÃO DO PROCESSO (CUIDADOS DE SAÚDE)) - o que é feito para o paciente do ponto de vista diagnóstico e terapêutico.
Método de coleta de dados e uma ferramenta da PESQUISA QUALITATIVA na qual um pequeno grupo de indivíduos é conduzido junto e permitido interagir em uma discussão de suas opiniões sobre tópicos, conclusões ou questões.
Aspecto do comportamento individual ou do estilo de vida, exposição ambiental ou características hereditárias ou congênitas que, segundo evidência epidemiológica, está sabidamente associado a uma condição relacionada com a saúde considerada importante de ser prevenida.
Investigação executada por enfermeiros no ambiente clínico, e projetada para fornecer informações que ajudarão a melhorar os cuidados dispensados aos pacientes. Outros profissionais também podem participar da pesquisa.
Revisão e avaliação detalhada de registros clínicos selecionados por profissionais qualificados para avaliação da qualidade da atenção médica.
Medida de proteção contra acesso sem autorização ou interferência com sistemas operacionais de computador, telecomunicações ou estruturas de dados, especialmente a modificação, apagamento, destruição ou liberação de dados em computadores. Inclui métodos de evitar interferência por vírus de computador ou os denominados hackers de computador que almejam comprometer dados armazenados.
Fatores sociais e econômicos que caracterizam o indivíduo ou o grupo dentro da estrutura social.
Processo de formulação, implementação e avaliação de planos e programas nos âmbitos federal, estadual e/ou municipal.
A observação e análise dos movimentos envolvidos em uma tarefa com ênfase no tempo necessário para a realização da tarefa.
Documentos por escrito que atestam a autenticidade da ocorrência de algum evento com importância legal. O conceito inclui certidões de nascimentos, mortes, etc., bem como registros médicos, hospitalares e de outras instituições.
Sistema que contém qualquer combinação de computadores, terminais de computador, impressoras, dispositivos de exibição auditivos ou visuais ou telefones interconectados por equipamento de telecomunicações ou cabos: usados para transmitir ou receber informação.
Procedimento constituído por uma sequência de fórmulas algébricas e/ou passos lógicos para se calcular ou determinar uma dada tarefa.
Trabalhos sobre ensaios clínicos que envolvem pelo menos um tratamento teste e um tratamento controle, com matrícula simultânea e acompanhamento de grupos testes e de tratamento controle, e nos quais os tratamentos a serem administrados são selecionados por um processo randômico, como o uso de uma tabela de números randômicos.
Privacidade de informação e proteção contra revelação não autorizada.
Aplicação sistemática das ciências da informação e da computação à prática, pesquisa e aprendizado em saúde pública.
As funções e atividades desempenhadas pelo Serviço Postal norte-americano, serviços postais estrangeiros e serviços postais privados como o Federal Express.
Estudos nos quais os dados coletados se referem a eventos do passado.
A República Federativa do Brasil é formada por 5 regiões (norte, nordeste, centro-oeste, sudeste e sul), 26 Estados e o Distrito Federal (Brasília). A atual divisão político-administrativa é de 1988, quando foi criado o estado do Tocantins, a partir do desmembramento de parte de Goiás, e os territórios de Amapá e Roraima foram transformados em estados. Quinto país do mundo em área total, superado por Federação Russa, Canadá, China e EUA, e maior da América do Sul, o Brasil ocupa a parte centro-oriental do continente. São 23.089 km de fronteiras, sendo 7.367 km marítimas e 15.719 km terrestres. A orla litorânea estende-se do cabo Orange, na foz do rio Oiapoque, ao norte, até o arroio Chuí, no sul. Todos os países sul-americanos, com exceção de Equador e Chile, fazem fronteira com Brasil. Pouco mais de 70 km tornam a extensão norte-sul do país superior ao sentido leste-oeste. São 4.394,7 km entre os extremos leste e oeste. Ao norte, o ponto extremo do Brasil é a nascente do rio Ailã, no monte Caburaí, em Roraima, fronteira com a Guiana. Ao sul, o arroio Chuí, na divisa do Rio Grande do Sul com o Uruguai. A leste, a ponta do Seixas, na Paraíba. E a oeste, as nascentes do rio Moa, na serra da Contamana, no Acre, fronteira com o Peru. O centro geográfico fica na margem esquerda do rio Jarina, em Barra do Garça em Mato Grosso. (Almanaque Abril. Brasil, SP: Editora Abril S.A., 2002). Existe grande contraste entre os estados em relação aos aspectos físicos e demográficos e aos indicadores sociais e econômicos. A área do Amazonas, por exemplo, é maior do que a área somada dos nove estados da região nordeste. Enquanto Roraima e Amazonas têm cerca de um a dois habitantes por km2, no Rio de Janeiro e no Distrito Federal esse índice é superior a 300 (a média para o país é de 20,19 IBGE 2004). A população brasileira estimada para 2006 é de 186 milhões de habitantes distribuída em uma área de 8.514.215,3 km2 (média de 46 hab/km2). A mortalidade infantil média para o país é de 26,6 óbitos de crianças menores de um ano por 1000 nascidos vivos, variando de 47,1 para o estado de Alagoas (IBGE 2004) e 13,5 para o estado de São Paulo (SEADE 2005). A esperança (ou expectativa) de vida do brasileiro ao nascer é de 71,7 anos (IBGE 2004). A taxa de fecundidade é de 2,3 filhos por mulher menor de 20 anos (IBGE 2004). Em relação à economia, apenas três estados do Sudeste - São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais - respondem por cerca de 60 por cento do PIB brasileiro.
Qualquer desvio nos resultados ou interferências na verdade, ou processos que levam a tal desvio. O viés pode resultar de várias fontes: variações unilaterais ou sistemáticas na medida do valor verdadeiro (erro sistemático), falhas no desenho do estudo, desvio de interferências, interpretações ou análises baseadas em dados imperfeitos ou defeito na coleta de dados etc. Não há conotação de preconceito ou subjetividade implícito na definição de viés nestas situações.
Coleta sistemática de dados relativos ao estado de saúde de determinada população. Pode ser descritiva, exploratória ou explicativa. (Tradução livre do original: Last, 2001)
Aplicação da prática de administração de empresas para, sistematicamente, manter e aperfeiçoar o desempenho da organização no seu todo. A efetividade e o sucesso são determinados e avaliados por medidas quantitativas da qualidade.
Possibilidade dos indivíduos adentrarem e utilizarem os serviços de atenção à saúde, com vistas à resolução de problemas que afetem a saúde. Dentre os fatores que influem nesta possibilidade incluem considerações geográficas, arquitetônicas, de transporte, financeiras entre outras.
Circulação ou ampla dispersão de informação.
Instituições com um corpo clínico organizado que presta cuidados médicos aos pacientes.
Método para medir desempenho em relação a padrões estabelecidos de melhor prática.
Planos de seguros de saúde com o objetivo de reduzir custos desnecessários com cuidados de saúde através de uma variedade de mecanismos, incluindo: incentivos econômicos para médicos e pacientes para que selecionem formas de cuidados de saúde com custos mais baixos; programas que revisem a necessidade médica de serviços específicos; maior participação beneficiária dos custos; controles sobre admissão e tempo de internações; o estabelecimento de incentivos com participação nos custos para cirurgia ambulatorial; contratação seletiva com prestadores de cuidados de saúde; e a gerência intensiva para casos de cuidados de saúde de alto custo. Os programas podem ser prestados em uma variedade de formas, assim como SISTEMAS PRÉ-PAGOS DE SAÚDE e ORGANIZAÇÕES DE PRESTADORES PREFERENCIAIS.
Organização dos serviços de saúde com vistas à manutenção e melhoria da qualidade da atenção prestada, utilizando instrumentos técnicos e metodológicos como o planejamento e a avaliação das estratégias adotadas.
Processo colaborativo de pesquisa envolvendo pesquisadores e representantes da comunidade.
Estudos conduzidos com o fito de avaliar as consequências da gestão e dos procedimentos utilizados no combate à doença de forma a determinar a eficácia, efetividade, segurança, exequibilidade dessas intervenções.
Custos absolutos, comparativos ou diferenciais de serviços, instituições, recursos etc., ou a análise e estudo destes custos.
Habitantes da área rural ou de pequenos municípios classificados como rurais.
Número total de casos de uma dada doença em uma população especificada num tempo designado. É diferenciada de INCIDÊNCIA, que se refere ao número de casos novos em uma população em um dado tempo.
Grupo integrado de arquivos, procedimentos e equipamentos para o armazenamento, manipulação e recuperação de informações.
Ciência e prática que lida com análises estatísticas e matemáticas de dados sobre populações - tamanho, composição e distribuição espacial, bem como causas e consequências de mudanças na fertilidade, mortalidade, casamentos e migrações. (Tradução livre do original: Popline, 2002)
Representações e construções teóricas que descrevem ou explicam a estrutura e a hierarquia das relações e das interações, dentro ou entre as entidades organizacionais formais ou grupos sociais informais.
Instrumento para reproduzir sons, especialmente conversa articulada, à distância.
Programa federal, criado pela Public Law 89-97, Title XIX, em 1965 retificando o Social Security Act, administrado pelos estados, que estabelece os benefícios de cuidados de saúde a pessoas indigentes e pessoas medicamente indigentes.
É a assistência sanitária essencial baseada em métodos e tecnologias práticas, cientificamente fundados e socialmente aceitáveis, postos ao alcance de todos os indivíduos e famílias da comunidade mediante a sua plena participação e a um custo que a comunidade e o país possam suportar, em todas e cada etapa do seu desenvolvimento, com um espírito de autorresponsabilidade e autodeterminação. (Declaração de Alma-Ata - Organização Pan-Americana da Saúde, 2003)
Estudos em que os subconjuntos de uma certa população são identificados. Estes grupos podem ou não ser expostos a factores hipotéticos para influenciar a probabilidade da ocorrência de doença em particular ou outros desfechos. Coortes são populações definidas que, como um todo, são seguidos de uma tentativa de determinar as características que distinguem os subgrupos.
Medidas de classificação binária para avaliar resultados de exames. Sensibilidade ou taxa de recall é a proporção de verdadeiros positivos. Especificidade é a probabilidade do teste determinar corretamente a ausência de uma afecção. (Tradução livre do original: Last, Dictionary of Epidemiology, 2d ed)
Conjunto de métodos de estatística usados para agrupar variáveis ou observações em subgrupos altamente inter-relacionados. Em epidemiologia, pode-se usar para analisar séries de grupos de eventos com grande afinidade entre si ou casos de doença ou outros fenômenos relacionados à saúde cujos modelos de distribuição sejam bem definidos com respeito a tempo ou espaço, ou a ambos.
Centros para coleta, armazenamento e distribuição de tecidos, p.ex., linhagens celulares, micro-organismos, sangue, esperma, leite, tecido mamário, para serem utilizados por outros indivíduos. Outras utilizações podem incluir transplante e comparação de tecidos patológicos na identificação do câncer.
Número de unidades (pessoas, animais, pacientes, circunstâncias específicas, etc.) em uma população a ser estudada. O tamanho da amostra deve ser grande o suficiente para se ter uma alta probabilidade de se detectar uma diferença real entre dois grupos.
Determinação da natureza da afecção ou doença no ÓVULO, ZIGOTO ou BLASTOCISTO antes da implantação. A ANÁLISE CITOGENÉTICA é realizada para determinar a presença ou ausência de doença genética.
Sistemas compostos de um computador ou computadores, equipamento periférico como discos, impressoras e terminais, e capacidade de telecomunicações.
Administração da organização interna de um hospital.
Alcance ou processo de alcançar um novo nível de desempenho ou qualidade.
Coleções organizadas de registros de computador, unificadas em formato e conteúdo que são armazenadas em qualquer de uma variedade de modos legíveis por computador. Eles são grupos básicos de dados dos quais são criados arquivos legíveis por computador.
Serviços de saúde requeridos por uma população ou comunidade; inclui a avaliação e a identificação das necessidades percebidas pelo grupo, calculadas através de critérios e métodos científicos.
Danos infligidos no corpo como resultado direto ou indireto de uma força externa, com ou sem rompimento da continuidade estrutural.
Idade como um elemento ou influência que contribui à produção de um resultado. Pode ser aplicável à causa ou efeito de uma circunstância. É usado com os conceitos humano e animal, mas devem ser diferenciados de ENVELHECIMENTO, um processo fisiológico, e FATORES DE TEMPO que se refere somente ao transcurso do tempo.
Maior país na América do Norte, abrange 10 províncias e três territórios. Sua capital é Ottawa.
Apresentações de declarações resumidas que representam o acordo da maioria dos médicos, cientistas e outros profissionais que concordam com a finalidade de alcançar um consenso -- frequentemente com descobertas e recomendações -- em um assunto de interesse. A Conferência, que consiste de participantes que representam os pontos de vista científicos e leigos, é um meio significante de avaliar o pensamento médico atual e reflete os mais recentes avanços em pesquisa para o respectivo campo a que se dirige.
Descrições e avaliações de organizações específicas de cuidados de saúde.
Consiste no estudo do fenômeno cultural que caracteriza as atividades sociais aprendidas, compartilhadas e transmitidas de um grupo étnico em particular com foco nas causas, consequências e complexidades da variabilidade humana social e cultural.
Numerosas ilhas no Oceano Índico situadas a leste de Madagascar, norte para o Mar Árabe e leste para o Sri Lanka. Incluídas estão ILHAS CAMORAS (república), MADAGÁSCAR (república), Maldivas (república), MAURÍCIO (democracia parlamentar), Pemba (administrada pela Tanzânia), REUNIÃO (um departamento da França) e SEICHELLES (república).
Decisões geralmente desenvolvidas por formuladores de políticas do governo, para definição de objetivos imediatos e futuros do sistema de saúde.
Interação de pessoas ou grupos de pessoas que representam várias nações na busca de uma meta ou interesse comum.
Instrumento que estabelece diretrizes para o processo de implementação das políticas públicas, de acordo com os níveis de governo e/ou de complexidade do sistema sanitário. (Tancredi, 2002)
Estudo da estrutura dos cristais utilizando técnicas de DIFRAÇÃO POR RAIOS X.
Organização, armazenamento, recuperação e disseminação sistemáticas de informação especializada, em particular de natureza científica ou técnica (Tradução livre do original: de ALA Glossary of Library and Information Science, 1983). Envolve, com frequência, autenticação e validação da informação.
Dispositivo de comunicações analógica ou digital em que o usuário tem uma conexão sem fios de um telefone para um transmissor próximo. É denominado celular porque a área de serviço é dividida em múltiplas "células" . Assim como os movimentos do usuário são transferidos de uma área celular para outra, a chamada é transferida ao transmissor local.
Atitudes do pessoal de saúde em relação a seus pacientes, a outros profissionais, em relação ao sistema de atendimento médico, etc.
Uso de medidas de gravidade da doença, como a idade, para calcular o risco (chance mensurável ou previsível de perda, dano ou morte) ao qual o paciente está sujeito antes de receber alguma intervenção de cuidados de saúde. Este ajuste permite comparação de desempenho e qualidade por organizações, médicos e comunidades.
Projeto preciso e detalhado para o estudo de um problema médico ou biomédico e/ou projetos para um regime de terapia.
Estudos que determinam a efetividade ou o valor dos processos, pessoal e equipamento, ou o material na condução destes estudos. Para medicamentos e dispositivos estão disponíveis os ENSAIOS CLÍNICOS COMO ASSUNTO, AVALIAÇÃO DE MEDICAMENTOS e AVALIAÇÃO PRÉ-CLÍNICA DE MEDICAMENTOS.
Relação entre os benefícios gerados por um programa e seus custos. A razão benefício por custo é a medida do total esperado obtido por unidade de dinheiro dispendida.
Coordenação das atividades e programas de diferentes instituições de assistência à saúde para uma determinada área geográfica visando a melhoria da qualidade e da prestação dos cuidados de saúde.
Esforço de dois ou mais indivíduos ou empresas visando assegurar um contrato com uma terceira parte pela oferta de condições mais favoráveis.
A ciência e arte de coletar, resumir e analisar dados que são sujeitos à variação aleatória. O termo é também usado para os próprios dados e para o resumo desses dados.
Exploração através da adulteração de fatos ou dissimulação dos propósitos do explorador.
O grau pelo qual o indivíduo considera o serviço ou produto de saúde ou o modo pelo qual este é executado pelo provedor como sendo útil, efetivo ou que traz benefício.
Procedimentos para encontrar a função matemática que melhor descreve a relação entre uma variável dependente e uma ou mais variáveis independentes. Na regressão linear (v. MODELOS LINEARES) a relação é construída para ser uma linha reta e usa-se a ANÁLISE DOS MÍNIMOS QUADRADOS para determinar o melhor ajuste. Na regressão logística (v. MODELOS LOGÍSTICOS) a variável dependente é qualitativa em vez de uma variável contínua e são usadas FUNÇÕES VEROSSIMILHANÇA para encontrar a melhor relação. Na regressão múltipla, considera-se que a variável dependente pende mais que uma única variável independente.
A quantidade total de trabalho a ser desenvolvido por um indivíduo, um departamento, ou outro grupo de trabalhadores em um período de tempo.
Área geográfica definida e servida por um programa ou instituição de saúde.
Sociedades que tem a associação institucional limitada a hospitais e outras instituições de cuidados de saúde.
Modelos estatísticos de risco de um indivíduo (probabilidade de contrair uma doença) em função de um dado de fator de risco. O modelo logístico é um modelo linear para a logística (logaritmo natural dos fatores de risco) da doença como função de um fator quantitativo e é matematicamente equivalente ao modelo logístico.
Menor continente e um país independente que abrange seis estados e dois territórios. Sua capital é Canberra.
Estudo baseado na observação direta, uso de registros estatísticos, entrevistas ou métodos experimentais de hábitos atuais ou o impacto real de práticas ou políticas.
Medidas-síntese que contêm informação relevante sobre determinados atributos e dimensões do estado de saúde, bem como do desempenho do sistema de saúde. Vistos em conjunto, devem refletir a situação sanitária de uma população e servir para a vigilância das condições de saúde. (adaptação OPAS)
O desenvolvimento de sistemas de prevenção de acidentes, lesões ou outras ocorrências adversas no ambiente institucional. O conceito inclui prevenção ou redução de eventos adversos ou incidentes envolvendo empregados, pacientes ou instalações. Por exemplo, planos para redução de lesões por quedas ou planos para prevenção de incêndio favorecendo ambiente institucional seguro.
Combinação de procedimentos, métodos e ferramentas por meio dos quais a política, o programa ou projeto podem ser julgados de acordo com o seu efeito potencial na saúde de uma população e a distribuição destes efeitos na população.
Gestão da aquisição, organização, armazenamento, recuperação e disseminação de informação. (Tradução livre do original: Thesaurus of ERIC Descriptors, 1994)
A interação de duas ou mais pessoas ou organizações, que é direcionada para um objetivo comum, mutuamente benéfico. Uma situação de trabalho ou de atuação em conjunto com um propósito ou benefício comum, i. é, uma ação conjunta.
Representação de um sistema, processo ou relação através de uma fórmula matemática em que se usam as equações para inferir ou estimar seu funcionamento ou inter-relação.
Seguros que cobrem assistência médica; cirúrgica ou hospitalar; usar para aspectos gerais ou quando não houver descritor específico. Seguro voluntário de saúde é aquele cujos beneficiários contribuem voluntariamente para o prêmio correspondente e gozam dos benefícios do mesmo.
Técnicas que usam tipos de energia como radiofrequência, luz infravermelha, laser, luz visível ou energia acústica para transferir informação sem o uso de cabos, a partir de distâncias curtas ou longas.
Concordância no cumprimento ou seguimento oficial, reconhecidos, ou exigências institucionais, diretrizes, recomendações, protocolos, caminhos e outras padronizações.
Trabalhos sobre estudos controlados e executados por diversas instituições cooperantes para avaliar a magnitude de certas variáveis e resultados numa população específica de pacientes. Por exemplo, estudos multicêntricos de anormalidades congênitas em crianças.
Sistema integrado assistido por computador planejado para armazenar, manipular e recuperar informação relativa aos aspectos administrativos e clínicos do fornecimento de serviços médicos no hospital.
Meios que facilitam a transportabilidade de informação pertinente relativa à doença do paciente através de vários provedores e localizações geográficas. Algumas versões incluem ligações diretas com a informação online de saúde do consumidor que seja relevante às condições de saúde e aos tratamentos relacionados a um paciente específico.
Centros que prestam supervisão de enfermagem e cuidados médicos limitados a pessoas que não requerem hospitalização.
Confirmação do SEXO de um indivíduo por inspeção das GÔNADAS e/ou por testes genéticos.
Sistemática de regras de fiscalização ou de princípios. Podem ser desenvolvidos por agências governamentais em qualquer nível, instituições, sociedades profissionais, juntas governamentais ou por reunião de especialistas para discussão. O texto pode ser cursivo ou em forma esquemática, mas é geralmente um guia completo para os problemas e abordagens em qualquer campo de atividade. Para guias nos campos dos cuidados de saúde e medicina clínica, GUIAS DE PRÁTICA CLÍNICA COMO ASSUNTO está disponível.
Refere-se a todos os aspectos da provisão e distribuição de serviços de saúde a uma população.
Grau em que se encontra um indivíduo ou população quanto às funções físicas e mentais, independentemente do sistema de saúde local. (Tradução livre do original: Last, 2001)
Descrição do padrão de funções ou procedimentos recorrentes frequentemente encontrado em processos organizacionais, como notificação, decisão e ação.
Revisão administrativa destinada a avaliar a eficiência e identificar áreas da instituição que necessitem um aprimoramento administrativo visando garantir a eficácia para que se atinjam os objetivos organizacionais.
Intervalo da assistência por uma instituição ou provedor de cuidado de saúde a uma afecção ou a um problema médico específico. Pode ser contínuo ou consistir de uma série de intervalos marcados por uma ou mais interrupções breves de assistência e pode também identificar a sequência de cuidados (ex. de emergência, internação, ambulatorial), servindo deste modo como uma medida do cuidado de saúde provido.
Ação de olhar atentamente e estudar fatos e ocorrências, reunir dados através de análises, medições, e tirar conclusões visando aplicar as informações obtidas a suposições teóricas. A observação como método científico para aquisição de conhecimento começou na antiguidade clássica; na ciência e na medicina modernas sua maior aplicação é facilitada pela tecnologia moderna. A observação é um dos componentes do processo da pesquisa.
1) Estudos nos quais um número de indivíduos são selecionados entre todos os indivíduos de uma população definida. Conclusões baseadas nos resultados da amostra podem ser atribuídas somente à população da amostra (MeSH). 2)Processo de seleção de indivíduos de um grupo ou população definida. (Tradução livre do original: Last, 2001)
Representações teóricas que simulam o comportamento ou atividade dos sistemas, processos ou fenômenos. Eles incluem o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.
Identificação sistemática das necessidades de uma população ou a avaliação dos indivíduos para determinar o nível mais adequado das necessidades de serviço.
Processo de vários estágios que inclui clonagem, mapeamento físico, subclonagem, determinação da SEQUÊNCIA DE DNA e análise de informação.
Conclusões provenientes da avaliação em enfermagem que estabelece um perfil do estado de saúde do paciente e a partir do qual as intervenções da enfermagem devem ser determinadas.
Promoção da saúde é o processo de capacitação do indivíduo em melhorar e controlar sua saúde. Para alcançar o estado de completo bem-estar físico, mental e social, um indivíduo ou grupo deve ser capaz de identificar aspirações, satisfazer necessidades e mudar ou lidar com seu ambiente. Saúde é vista, portanto, como um meio de vida e não um objetivo. Política de promoção de saúde envolve abordagens diversas, mas complementares, levando em conta as diferenças sociais, culturais e econômicas de cada país. (Ottawa Charter 1986)
Indivíduos que trabalham na provisão de serviços de saúde, quer como médicos individuais ou empregados de instituições e programas de saúde, profissionais de saúde treinados ou não, sujeitos ou não a regulamento público.
Dispersão de raios-x pela matéria, especialmente cristais, que acompanha a variação da intensidade devido a efeitos de interferência. A análise da estrutura cristalográfica das substâncias é feita pela passagem de raios-x através delas e do registro de difração da imagem dos raios (CRISTALOGRAFIA POR RAIOS X).
Serviços hospitalares especificamente designados, equipados e dotados de pessoal para atendimento de emergência.
Trabalhos sobre estudos pré-planejados sobre segurança, eficácia, ou esquema de dosagem ótima (se apropriado) de uma ou mais drogas diagnósticas, terapêuticas, ou profiláticas, dispositivos, ou técnicas selecionadas de acordo com critérios pré-determinados de elegibilidade e observadas para evidência pré-definida de efeitos favoráveis ou desfavoráveis. Este conceito inclui ensaios clínicos conduzidos tanto nos EUA quanto em outros países.
Especialidade de enfermagem que abrange cuidados a crianças desde o nascimento até a adolescência. Inclui os aspectos psicológicos da atenção de enfermagem.
Relacionamentos entre grupos de organismos em função de sua composição genética.
Países no processo de mudança com o crescimento econômico, ou seja, um aumento na produção, consumo e renda per capita. O processo de crescimento econômico envolve a melhor utilização de recursos naturais e humanos que resultam em uma mudança nas estruturas sociais, políticas e econômicas.
O nível de organização e atividade governamental inferior ao GOVERNO FEDERAL.
Estado no sudeste da Austrália. Sua capital é Sydney. Foi descoberto pelo Capitão Cook em 1770 e primeiramente povoado em Botany Bay por fuzileiros e condenados, em 1788. Foi assim denominado pelo Capitão Cook, que achou seu litoral parecido com o sul do país de Gales.
Número de casos novos de doenças ou agravos numa determinada população e período.
Pessoal que presta cuidados de enfermagem a pacientes em um hospital.
Serviços de saúde que visam o desenvolvimento das comunidades através de recursos humanos e materiais nelas existentes, para intensificar a autoajuda e o apoio social para desenvolver sistemas flexíveis de reforço da participação popular voltados para os assuntos de saúde. (OPAS)
Agência do PUBLIC HEALTH SERVICE estabelecida em 1990 para prover indexação, resumo, tradução, publicação e outros serviços que resultem na disseminação mais rápida e eficiente de informação sobre pesquisa, projetos de demonstração e avaliações referentes à assistência à saúde para indivíduos e entidades (públicas e privadas) envolvidos na melhoria da divulgação da assistência à saúde. Ela substitui o National Center for Health Services Research. A United States Agency for Health Care Policy and Research foi renominada como Healthcare Research and Quality (AHRQ) sob o Healthcare Research and Quality Act, de 1999.
Habitantes de uma cidade ou município, inclusive áreas metropolitanas ou suburbanas.
Orientações ou princípios apresentando regras de política atuais ou futuras para o praticante de cuidados de saúde, para assisti-lo nas decisões de cuidados ao paciente a respeito de diagnóstico, terapia ou circunstâncias clínicas relacionadas. Os guias podem ser desenvolvidos por agências governamentais em qualquer nível, instituições, sociedades profissionais, juntas governamentais ou reuniões de especialistas para discussão. Os guias formam a base para avaliação de todos os aspectos de cuidados e distribuição da saúde.
Procedimento de avaliação que enfoca como o cuidado é dado, baseado na premissa que há padrões de desempenho para as atividades dedicadas ao cuidado do paciente, no qual as ações específicas realizadas, os eventos concorrentes e as interações humanas são comparados com os padrões aceitos.
País localizado na EUROPA. Faz fronteira com o Mar do Norte, BÉLGICA e ALEMANHA. Áreas ultramarinas são Aruba, Curaçao, São Martinho, antigamente incluído nas ANTILHAS HOLANDESAS.
Condutas na prática médica relacionadas ao diagnóstico e tratamento de acordo com o custo do serviço requisitado e proporcionado.
Introdução de mudanças criadas pela gerência que são novas para a organização.
Satisfação ou descontentamento em relação a um serviço prestado ou beneficio recebido.
Laboratório e outros serviços oferecidos a pacientes junto ao leito. Estes incluem testes diagnósticos e de laboratório usando registro de informação automatizado.
Campo da biologia voltado para o desenvolvimento de técnicas para coleta e manipulação de dados biológicos e o uso desses dados para fazer descobertas ou predições biológicas. Este campo envolve todos os métodos e teorias computacionais para resolver problemas biológicos, inclusive a manipulação de modelos e de conjuntos de dados.
Quantidade de recursos financeiro aplicados na atenção e prestação de cuidados de saúde em sua totalidade ou com seus componentes, seja por pessoas, grupos, países ou instituições públicas e privadas.
Incluem o espectro das infecções pelo vírus da imunodeficiência humana que vão desde o estado soropositivo assintomático, passando pelo complexo relação-AIDS até a síndrome de imunodeficiência adquirida (AIDS).
Comportamentos através dos quais os indivíduos protegem, mantém e promovem o próprio estado de saúde. Por exemplo, dieta e exercícios apropriados são vistos como atividades que influenciam o estado de saúde. O estilo de vida está intimamente relacionado com a comportamento saudável e é, por sua vez, influenciado por fatores socioeconômicos, educacionais e culturais.
Conceito genérico que reflete um interesse com a modificação e a aprimoramento dos componentes da vida, ex. ambiente físico, político, moral e social; a condição geral de uma vida humana.
A ampla disseminação de ideias novas, procedimentos, técnicas, materiais e dispositivos e o grau pelo qual estes são aceitos e usados.
Bases de dados destinadas ao conhecimento sobre genes e produtos gênicos específicos.
Sociedades cuja associação é limitada aos médicos.
A atitude e o comportamento associados ao uso do computador.
Critérios e padrões usados para se determinar a conveniência de incluir pacientes com doenças específicas em propostas de planos de tratamento e os critérios usados para a inclusão dos indivíduos em vários ensaios clínicos e outros protocolos de pesquisa.
Procedimentos para obter OÓCITOS viáveis do hospedeiro. A maioria dos oócitos é frequentemente coletada por punção aspirativa (com agulha) dos FOLÍCULOS OVARIANOS antes da OVULAÇÃO.
Métodos e técnicas aplicadas para identificar os fatores de risco e medir a vulnerabilidade aos perigos potenciais causados por desastres e substâncias químicas.
Introdução de erro devido a diferenças sistemáticas nas características dos selecionados e dos não selecionados para um dado estudo. No viés de amostragem o erro é consequência de não se conseguir assegurar que todos os membros de uma população de referência tenham uma probabilidade conhecida de serem selecionados para a amostra.
Indivíduos autorizados a praticar medicina.
O estado de estar livre de intrusão ou perturbação na vida privada de uma pessoa ou em seus negócios.
Grupo étnico é um conjunto de pessoas identificadas por tradição social e cultural, mantida no grupo de geração após geração, por uma história e origem comuns e um senso de identificação de grupo. (tradução livre do original: Last, 2001)
Aplicação de princípios e técnicas de marketing para aumentar o uso dos recursos de saúde.
Composição e tamanho da família.
Estudos nos quais indivíduos ou populações são seguidos para avaliar o resultado de exposições, procedimentos ou efeitos de uma característica, por exemplo, ocorrência de doença.