Estrutura em forma de saco intradérmico ou subcutâneo, cuja parede é de epitélio estratificado contendo grânulos de ceratoialina.
Neoplasias compostas de mais de um tipo de tecido neoplásico.
Tumor composto por células que se assemelham àquelas da matriz do cabelo, que passam por 'mumificação' e podem calcificar. É um tumor relativamente incomum, que pode ocorrer em qualquer idade a partir da infância. A maioria dos pacientes situa-se abaixo dos 20 anos e as mulheres são afetadas mais do que os homens. A lesão é normalmente um tumor solitário no subcutâneo ou na derme profunda de 3 a 30 mm de diâmetro, situado na cabeça, pescoço ou extremidade superior.
Doenças cutâneas do , geral ou inespecífica.
Qualquer cavidade ou saco fechado preenchido por líquido, revestido por EPITÉLIO. Os cistos podem ser normais ou anormais com tecidos neoplásicos ou não neoplásicos.
Uso de diário pessoal mantido na INTERNET que pode consistir de reflexões, comentários e, com frequência, 'hyperlinks'.
Quantidades de várias substâncias necessárias na alimentação de um organismo para sustentar uma vida saudável.
Neoplasias benignas e malignas do sistema nervoso central derivadas de células gliais (i. é, astrócitos, oligodendrócitos e ependimócitos). Os astrócitos podem dar origem a ASTROCITOMA ou glioblastoma multiforme (ver GLIOBLASTOMA). Oligodendrócitos podem dar origem a oligodendrogliomas (OLIGODENDROGLIOMAS) e ependimócitos podem sofrer transformações tornando-se EPENDIMOMAS, NEOPLASIAS DO PLEXO COROIDE ou cistos coloides do terceiro ventrículo. (Tradução livre do original Escourolle et al., Manual of Basic Neuropathology, 2nd ed, p 21)
Substância oleosa secretada pelas GLÂNDULAS SEBÁCEAS. É composta de QUERATINAS, gordura e fragmentos celulares.
Trabalhos que contêm artigos de informação em assuntos em todo campo de conhecimento, normalmente organizado em ordem alfabética, ou um trabalho semelhante limitado a um campo especial ou assunto.
Órgãos formados por pequenas bolsas, localizados na DERME. Cada glândula apresenta um único ducto que emerge de um grupo de alvéolos ovais. Cada alvéolo é constituído por uma membrana basal transparente, encerrando células epiteliais. Os ductos da maior parte das glândulas sebáceas se abrem nos folículos pilosos, porém alguns se abrem na superfície da PELE. Glândulas sebáceas secretam SEBO.
Material líquido encontrado nas cavidades ou sacos fechados revestidos por epitélio.
Termo geral para CISTOS e doenças císticas do ovário.
Processos patológicos das GLÂNDULAS ENDÓCRINAS E doenças resultantes do nível anormal de HORMÔNIOS disponíveis.
Inflamação supurativa, aguda e difusa do tecido conjuntivo frouxo, particularmente do tecido subcutâneo profundo e, às vezes, do músculo, que geralmente se vê como resultado da infecção de uma ferida, úlcera ou outras lesões de pele.
Processos patológicos envolvendo a GLÂNDULA TIREOIDE.
Infecção bacteriana superficial e comum causada pelo STAPHYLOCOCCUS AUREUS ou por estreptococos beta-hemolíticos do grupo A. As características incluem lesões em pústulas que se rompem e liberam um fluido fino, da cor do âmbar que seca e forma uma crosta. Essa afecção é frequentemente encontrada sobre a face, especialmente em torno da boca e do nariz.
Infecção aguda causada pela forma esporocítica da bactéria BACILLUS ANTHRACIS. Em geral, afeta animais com casco como os ovinos e cabras. As infecções em humanos envolvem, frequentemente, pele (antraz cutâneo), pulmões (antraz inalado) ou o trato gastrointestinal. O antraz não é contagioso e pode ser tratado com antibióticos.
Infecção cutânea persistente marcada pela presença de furúnculos, frequentemente crônicos e recorrentes. Em humanos, o agente causador corresponde a várias espécies de STAPHYLOCOCCUS. Em peixes SALMONÍDEOS, o patógeno é AEROMONAS SALMONICIDA.
Inflamação dos nódulos linfáticos.
Especialidade médica voltada para a pele, sua estrutura, funções, doenças e tratamentos.
Gênero da família HERPESVIRIDAE, subfamília BETAHERPESVIRINAE, que infecta as glândulas salivares, fígado, baço, pulmões, olhos e outros órgãos, produzindo caracteristicamente células aumentadas com inclusões intranucleares. A infecção com Citomegalovirus é também vista como infecção oportunista na AIDS.
Os diferentes métodos de inventariar as consultas de pacientes, sistemas de compromissos individuais ou de grupo, tempo de espera, lista de espera de hospitais e clínicas etc.
Arranjo físico e localização de populações ou fatores ligados a elas.
A infecção pelo CITOMEGALOVIRUS, caracterizada por células aumentadas que contêm inclusões intranucleares. A infecção pode ser dar em quase qualquer órgão, mas as glândulas salivares são o local mais frequentemente acometido em crianças, o mesmo acontecendo com os pulmões em adultos.
Revestimento externo do crânio. Composto por várias camadas: PELE, tecido conjuntivo subcutâneo, músculo ocipitofrontal (que inclui a galea aponeurótica tendinosa), tecido conjuntivo frouxo e pericrânio (PERIÓSTEO do CRÂNIO).
Serviços da NATIONAL LIBRARY OF MEDICINE para profissionais e usuários da área da saúde. Integra extensa informação do National Institutes of Health e de outras fontes de informações sobre determinadas doenças e anormalidades.
Qualquer um dos cinco dígitos terminais do de vertebrados.
Extremidade distal da perna dos vertebrados que consiste do tarso (TORNOZELO), do METATARSO, das falanges e dos tecidos moles que envolvem estes ossos.
Sensação de desconforto, mal estar ou agonia na região abdominal.
Aplicação de programas computadorizados destinados a dar assistência a médicos na solução de problemas diagnósticos.
Sensação desagradável no estômago, geralmente acompanhada pelo impulso de vomitar. Entre as causas comuns estão gravidez inicial, enjoo por movimento e mar, estresse emocional, dor intensa, intoxicação alimentar e várias enteroviroses.
Quatro ou cinco dígitos delgados articulados em humanos e primatas unidos a cada uma das MÃOS.
Parte mais baixa, na extremidade inferior, entre o JOELHO e o TORNOZELO.
Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes: o vestíbulo e a cavidade oral propriamente dita.
Vermelhidão da pele produzida pela congestão dos capilares. Esta afecção pode resultar de uma variedade de causas.
Propriedade de objetos que é percebida visualmente criada pela absorção ou reflexão de comprimentos de onda específicos da luz.
Profissionais de saúde que praticam medicina como membros de uma equipe com um médico supervisor. Desempenham um amplo espectro de serviços médicos e cirúrgicos para diversas populações nas zonas rural e urbana. As tarefas podem incluir exames físicos, diagnósticos e tratamento de doenças, interpretação dos exames, auxiliar cirurgias e prescrever medicamentos. (Tradução livre do original: http://www.aapa.orglabout-pas accessed 2114/2011)
Doença arterial periférica caracterizada pela tríade de ERITEMA, DOR ardente, e TEMPERATURA CUTÂNEA aumentada nas extremidades (ou extremidades vermelhas, doloridas). A eritromelalgia pode ser classificada como primária ou idiopática, familiar ou não familiar. A eritromelalgia secundária está associada com outras doenças, sendo a mais comum os TRANSTORNOS MIELOPROLIFERATIVOS.
Afeição; em psiquiatria, geralmente refere-se ao prazer, particularmente no que se aplica às experiências gratificantes entre indivíduos.
A República Federativa do Brasil é formada por 5 regiões (norte, nordeste, centro-oeste, sudeste e sul), 26 Estados e o Distrito Federal (Brasília). A atual divisão político-administrativa é de 1988, quando foi criado o estado do Tocantins, a partir do desmembramento de parte de Goiás, e os territórios de Amapá e Roraima foram transformados em estados. Quinto país do mundo em área total, superado por Federação Russa, Canadá, China e EUA, e maior da América do Sul, o Brasil ocupa a parte centro-oriental do continente. São 23.089 km de fronteiras, sendo 7.367 km marítimas e 15.719 km terrestres. A orla litorânea estende-se do cabo Orange, na foz do rio Oiapoque, ao norte, até o arroio Chuí, no sul. Todos os países sul-americanos, com exceção de Equador e Chile, fazem fronteira com Brasil. Pouco mais de 70 km tornam a extensão norte-sul do país superior ao sentido leste-oeste. São 4.394,7 km entre os extremos leste e oeste. Ao norte, o ponto extremo do Brasil é a nascente do rio Ailã, no monte Caburaí, em Roraima, fronteira com a Guiana. Ao sul, o arroio Chuí, na divisa do Rio Grande do Sul com o Uruguai. A leste, a ponta do Seixas, na Paraíba. E a oeste, as nascentes do rio Moa, na serra da Contamana, no Acre, fronteira com o Peru. O centro geográfico fica na margem esquerda do rio Jarina, em Barra do Garça em Mato Grosso. (Almanaque Abril. Brasil, SP: Editora Abril S.A., 2002). Existe grande contraste entre os estados em relação aos aspectos físicos e demográficos e aos indicadores sociais e econômicos. A área do Amazonas, por exemplo, é maior do que a área somada dos nove estados da região nordeste. Enquanto Roraima e Amazonas têm cerca de um a dois habitantes por km2, no Rio de Janeiro e no Distrito Federal esse índice é superior a 300 (a média para o país é de 20,19 IBGE 2004). A população brasileira estimada para 2006 é de 186 milhões de habitantes distribuída em uma área de 8.514.215,3 km2 (média de 46 hab/km2). A mortalidade infantil média para o país é de 26,6 óbitos de crianças menores de um ano por 1000 nascidos vivos, variando de 47,1 para o estado de Alagoas (IBGE 2004) e 13,5 para o estado de São Paulo (SEADE 2005). A esperança (ou expectativa) de vida do brasileiro ao nascer é de 71,7 anos (IBGE 2004). A taxa de fecundidade é de 2,3 filhos por mulher menor de 20 anos (IBGE 2004). Em relação à economia, apenas três estados do Sudeste - São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais - respondem por cerca de 60 por cento do PIB brasileiro.
Forma de HANSENÍASE classificada pela Organização Mundial da Saúde com o propósito de tratamento, baseado em manifestações clínicas e resultados de esfregaço de pele. Pacientes com hanseníase paucibacilar possuem menos de seis lesões sem resultado positivo para MYCOBACTERIUM LEPRAE em nenhum teste de baciloscopia em esfregaço de pele. A hanseníase paucibacilar compreende as formas clínicas indeterminada, dimorfa-tuberculoide e tuberculoide.
Gênero de vírus (família ORTHOMYXOVIRUS) que causa a INFLUENZA HUMANA e outras doenças, principalmente em humanos. Diferentemente do INFLUENZAVIRUS A, não são reconhecidos subtipos antigênicos diferentes das HEMAGLUTININAS e NEURAMINIDASE.
Gênero de vírus (família ORTHOMYXOVIRIDAE) que causa a influenza e outras doenças em humanos e animais. Contém muitas linhagens, bem como, subtipos antigênicos de proteínas integrais de membrana (HEMAGLUTININAS) e NEURAMINIDASE. A especie típica é o VÍRUS DA INFLUENZA A.
Órgão reprodutor externo masculino. É composto por uma massa de tecido erétil encerrada em três compartimentos cilíndricos fibrosos. Dois destes compartimentos, os corpos cavernosos, ficam lado a lado ao longo da parte superior do órgão. O terceiro compartimento (na parte inferior), o corpo esponjoso, abriga a uretra.
Câncer ou tumores do PÊNIS ou dos componentes de seus tecidos.
Sensação desagradável induzida por estímulos nocivos que são detectados por TERMINAÇÕES NERVOSAS de NOCICEPTORES.
Forma de terapia que emprega uma abordagem coordenada e interdisciplinar para acalmar o sofrimento e melhorar a qualidade de vida de quem sente dor.
Sensação de dor que persiste por mais do que poucos meses. Pode ou não estar associada com trauma ou doença e pode persistir depois que a lesão inicial estiver cicatrizada. Sua localização, características e periodicidade são mais imprecisas do que as da dor aguda.