Grupo de cistatinas estreitamente relacionadas encontradas na SALIVA.
Grupo homólogo de INIBIDORES DE CISTEÍNO PROTEINASE endógena. As cistatinas inibem a maioria das CISTEÍNA ENDOPEPTIDADES, tais como a PAPAÍNA, e outras peptidases que possuem um grupo sulfidrila no sítio ativo.
Líquido encontrado em quantidade minúsculas no sulco gengival, acreditado por alguns estudiosos, ser um exsudato inflamatório e, por outros, por promover limpeza do sulco, contendo proteínas plasmáticas viscosas que promovem aumento na adesão de fixação epitelial, apresentando propriedades antimicrobianas e exercendo atividade de anticorpos. (Tradução livre do original: Jablonski, Illustrated Dictionary of Dentistry, 1982)
Declarações anuais revendo o estado (status) das funções administrativas e operacionais e das realizações de uma instituição ou organização.
Líquido viscoso e claro, secretado pelas GLÂNDULAS SALIVARES e glândulas mucosas da boca. Contém MUCINAS, água, sais orgânicos e ptialina.
Colágeno não fribrilar encontrado na MEMBRANA BASAL. A extremidade C-terminal da cadeia alfa1do colágeno tipo XVIII contém o peptídeo ENDOSTATINA, que pode ser liberado por clivagem proteolítica.
Estudo de micro-organismos, como fungos, bactérias, algas, archae e vírus.
Procedimentos usados para a destruição dirigida da mucosa da cavidade uterina.
Mucoproteínas de massa molecular elevada que protegem a superfície das CÉLULAS EPITELIAIS por meio do estabelecimento de uma barreira contra matéria particulada e microrganismos. Mucinas ancoradas na membrana podem ter funções extras relacionadas com interações entre proteínas da superfície celular.
Ocasiões em que se comemora um evento ou que são criadas com um propósito específico.
Medida do nível de calor de um animal, incluindo o ser humano.
Período de tempo a partir de 1901 até 2000 da era comum.
Período de tempo a partir de 2001 até 2100 da era comum.
Tecido conjuntivo especializado composto por células gordurosas (ADIPÓCITOS). É o local de armazenamento de GORDURAS, geralmente na forma de TRIGLICERÍDEOS. Em mamíferos, existem dois tipos de tecido adiposo, a GORDURA BRANCA e a GORDURA MARROM. Suas distribuições relativas variam em diferentes espécies sendo que a maioria do tecido adiposo compreende o do tipo branco.
Células fagocíticas dos tecidos dos mamíferos, relativamente de vida longa e originadas dos MONÓCITOS. Os principais tipos são os MACRÓFAGOS PERITONEAIS, MACRÓFAGOS ALVEOLARES, HISTIÓCITOS, CÉLULAS DE KUPFFER do fígado e os OSTEOCLASTOS. Os macrófagos, dentro das lesões inflamatórias crônicas, se diferenciam em CÉLULAS EPITELIOIDES ou podem unir-se para formar CÉLULAS GIGANTES DE CORPO ESTRANHO ou CÉLULAS GIGANTES DE LANGHANS. (Tradução livre do original: The Dictionary of Cell Biology, Lackie and Dow, 3rd ed.)
Período de tempo a partir de 1801 até 1900 da era comum.