Burkholderia: Gênero de bactérias em bastonete, Gram-negativas e aeróbias. Organismos deste gênero haviam sido previamente classificados como membros do gênero PSEUDOMONAS, mas grandes achados químicos e bioquímicos indicaram a necessidade de separá-los das outras espécies de Pseudomonas, e assim o gênero foi criado.Burkholderia pseudomallei: Espécie de bactérias Gram-negativas aeróbias que causam MELIOIDOSE. Foi isolada do solo e da água em regiões tropicais, particularmente no sudeste asiático.Infecções por Burkholderia: As infecções por bactérias do gênero BURKHOLDERIA.Burkholderia cepacia: Espécie de BURKHOLDERIA que é considerada um patógeno oportunista em humanos. Tem sido associada a diversos tipos de infecções de origem hospitalar.Complexo Burkholderia cepacia: Grupo de espécies fenotipicamente similares mas genotipicamente distintas (genomovares) do gênero BURKHOLDERIA. São encontrados em água, solo e rizosfera de plantações. Podem agir como patógenos humanos oportunistas e como promotores do crescimento de plantas e agentes de biocontrole.Burkholderia cenocepacia: Espécie de bactéria Gram-negativa que causa doença em plantas. É encontrada comumente no ambiente e é um patógeno oportunista em humanos.Melioidose: Doença em homens e em animais que se assemelha ao MORMO. É causada por BURKHOLDERIA PSEUDOMALLEI e pode variar entre uma infecção dormente até uma afecção que cause abscessos múltiplos, pneumonia e bacteremia.Burkholderia gladioli: Espécie de bactéria Gram-negativa, aeróbia que atua tanto como patógeno humano como de plantas.Mormo: Doença contagiosa de cavalos que pode ser transmitida a humanos. Causada por BURKHOLDERIA MALLEI e caracteriza-se por ulceração da mucosa respiratória e erupção de nódulos na pele.Mimosa: Gênero de plantas (família FABACEAE) contendo uma CALCONA denominada cuculcanina.Fibrose Cística: Doença genética, autossômica e recessiva das GLÂNDULAS EXÓCRINAS. Causadora por mutações no gene que codifica o REGULADOR DE CONDUTÂNCIA TRANSMEMBRANA EM FIBROSE CÍSTICA, expresso em vários órgãos, inclusive PULMÃO, PÂNCREAS, Sistema Biliar e GLÂNDULAS SUDORÍPARAS. A fibrose cística é caracterizada por disfunção secretória epitelial associada com obstrução ductal, resultando em OBSTRUÇÃO DAS VIAS RESPIRATÓRIAS, INFECÇÕES RESPIRATÓRIAS crônicas, Insuficiência Pancreática, má digestão, depleção de sal e EXAUSTÃO POR CALOR.DNA Bacteriano: Ácido desoxirribonucléico que forma o material genético de bactérias.Microbiologia do Solo: Presença de bactérias, vírus, e fungos no solo. A expressão não se restringe a organismos patogênicos.Análise de Sequência de DNA: Processo de vários estágios que inclui clonagem, mapeamento físico, subclonagem, determinação da SEQUÊNCIA DE DNA e análise de informação.RNA Ribossômico 16S: Constituintes da subunidade 30S dos ribossomos procarióticos contendo 1600 nucleotídeos e 21 proteínas. O RNAr 16S encontra-se envolvido no início da síntese polipeptídica.Percepção de Quorum: Fenômeno no qual os micro-organismos se comunicam e coordenam seu comportamento, acumulando moléculas sinalizadoras. A reação ocorre quando uma sustância acumulada atinge uma concentração adequada. É muito comum na maioria das bactérias.Dados de Sequência Molecular: Descrições de sequências específicas de aminoácidos, carboidratos ou nucleotídeos que apareceram na literatura publicada e/ou são depositadas e mantidas por bancos de dados como o GENBANK, European Molecular Biology Laboratory (EMBL), National Biomedical Research Foundation (NBRF) ou outros repositórios de sequências.Proteínas de Bactérias: Proteínas encontradas em qualquer espécie de bactéria.Técnicas de Tipagem Bacteriana: Procedimentos para identificação de tipos e variedades de bactérias. Os sistemas de tipagem mais frequentemente empregados são TIPAGEM DE BACTERIÓFAGO e SOROTIPAGEM bem como tipagem de bacteriocinas e biotipagem.Filogenia: Relacionamentos entre grupos de organismos em função de sua composição genética.DNA Ribossômico: Sequências de DNA que codificam o RNA RIBOSSÔMICO e os segmentos de DNA separando os genes individuais do RNA ribossômico, citados como DNA ESPAÇADOR RIBOSSÔMICO.Acil-Butirolactonas: Ésteres cíclicos de ÁCIDO BUTÍRICO acilado contendo 4 carbonos no anel.Heterópteros: Subordem dos HEMIPTERA caracterizada por possuir dois pares de asas, uma coriácea e a outra membranosa. Inclui famílias importantes para a medicina, como a CIMICIDAE e a REDUVIIDAE. (Dorland, 28a ed)Microbiologia Ambiental: Estudo dos micro-organismos que vivem em diferentes ambientes (ar, solo, água, etc.) e sua relação patogênica com outros organismos inclusive o ser humano.Biodegradação Ambiental: Eliminação de POLUENTES AMBIENTAIS, PRAGUICIDAS e outros resíduos usando organismos vivos, geralmente envolvendo intervenção de engenheiros ambiental ou saneamento.Fenitrotion: Composto organotiofosforado inibidor da colinesterase que é utilizado como inseticida.Virulência: Grau de patogenicidade dentro de um grupo ou espécies de micro-organismos ou vírus, conforme indicado pela taxa de fatalidade dos casos e/ou pela capacidade do organismo invadir os tecidos do hospedeiro. A capacidade patogênica de um organismo é determinada por seus FATORES DE VIRULÊNCIA.Eleocharis: Gênero de plantas da família CYPERACEAE.Genoma Bacteriano: Complemento genético de uma BACTÉRIA como representado em seu DNA.Genes Bacterianos: Unidades hereditárias funcionais das BACTERIAS.Regulação Bacteriana da Expressão Gênica: Qualquer dos processos pelos quais os fatores citoplasmáticos ou intercelulares influem no controle diferencial da ação gênica nas bactérias.Cebolas: Plantas herbáceas bianuais e seus bulbos comestíveis, que pertencem às liliáceas (LILIACEAE).4-Butirolactona: Um dos FURANOS com um carbonil que resulta na formação da lactona cíclica. É um composto endógeno feito do gama-aminobutirato e precursor do gama-hidroxibutirato. É também utilizado como um agente farmacológico e solvente.Antibacterianos: Substâncias que reduzem a proliferação ou a reprodução de BACTÉRIAS.Biofilmes: Incrustações, formadas por micróbios (bactérias, algas, fungos, plâncton ou protozoários) mergulhados em polímeros extracelulares, que aderem a superfícies como dentes (DEPÓSITOS DENTÁRIOS), PRÓTESES E IMPLANTES e cateteres. Os biofilmes são impedidos de se formarem pelo tratamento das superfícies com DENTIFRÍCIOS, DESINFETANTES, ANTI-INFECCIOSOSOS e agentes anti-incrustantes.Genes de RNAr: Genes encontrados tanto nos procariotos como nos eucariotos, que são transcritos para produzir o RNA que é incorporado nos RIBOSSOMOS. Os genes dos RNAr procarióticos geralmente são encontrados em óperon dispersados no GENOMA, enquanto os genes dos RNAr eucarióticos são unidades transcritivas multicistrônicas agrupadas.Armas Biológicas: Organismos vivos ou seus produtos tóxicos usados para causar doença ou morte de humanos durante a GUERRA.Viabilidade Microbiana: Capacidade de um micróbio sobreviver abaixo de determinadas condições. Pode também estar relacionado a uma capacidade da colônia para replicar-se.Simbiose: Relação entre duas espécies diferentes de organismos que são interdependentes; uma ganha benefícios da outra ou uma relação entre diferentes espécies em que ambos os organismos em questão se beneficiam da presença do outro.Ceftazidima: Bactericida semissintético de amplo espectro derivado da CEFALORIDINA e utilizado especialmente para infecções por Pseudomonas e outros organismos Gram-negativos em pacientes debilitados.Saccharum: Gênero de plantas (família POACEAE) amplamente cultivadas nos trópicos devido à cana-de-açúcar que é processada em açúcar.Fixação de Nitrogênio: Processo (em certas BACTÉRIAS, FUNGOS e CIANOBACTÉRIAS) de conversão do NITROGÊNIO livre da atmosfera para formas de nitrogênio biologicamente utilizáveis, como AMÔNIA, NITRATOS e compostos aminados.Reação em Cadeia da Polimerase: Método in vitro para produção de grandes quantidades de DNA específico ou fragmentos de RNA de comprimento definido de pequenas quantidades de oligonucleotídeos curtos de sequências flanqueantes (iniciadores ou "primers"). O passo essencial inclui desnaturação térmica de moléculas alvo da dupla fita, reassociação dos primers a suas sequências complementares e extensão do iniciador reassociado pela síntese enzimática com DNA polimerase. A reação é eficiente, específica e extremamente sensível. A utilização da reação inclui diagnóstico de doenças, detecção de patógenos difíceis de se isolar, análise de mutações, teste genético, sequenciamento de DNA e análise das relações evolutivas.Psychotria: Gênero de plantas (família RUBIACEAE) cujos membros contêm psicotridina e braquicerina (alcaloides indólicos).Pirrolnitrina: 3-Cloro-4-(3-cloro-2-nitrofenil)pirrol. Antibiótico antifúngico isolado de Pseudomonas pyrrocinia. É eficaz principalmente contra Trichophyton, Microsporium, Epidermophyton e Penicillium.Tailândia: Antigamente conhecida por Sião, a Tailândia é uma nação no sudeste da Ásia no centro da Indochina. Sua capital é Bangkok.Fatores de Virulência: Componentes de um organismo que determinam sua capacidade para provocar doença, mas não são necessários para sua viabilidade. Tem sido caracterizadas duas classes: TOXINAS BIOLÓGICAS e moléculas de adesão de superfície que executam a capacidade do micro-organismo invadir e colonizar um hospedeiro. (Tradução livre do original: From Davis et al., Microbiology, 4th ed. p486)Especificidade da Espécie: Restrição de um comportamento característico, estrutura anatômica ou sistema físico, como resposta imunológica, resposta metabólica ou gene ou variante gênico dos membros de uma espécie. Refere-se às propriedades que diferenciam uma espécie de outra, mas também se usa para níveis filogenéticos superiores ou inferiores ao nível de espécie.Hibridização de Ácido Nucleico: Técnica amplamente usada que explora a capacidade de sequências complementares de DNAs ou RNAs de fita simples para parear entre si formando uma dupla hélice. A hibridização pode ocorrer entre duas sequências complementares de DNA, entre DNA de fita simples e um RNA complementar, ou entre duas sequências de RNA. A técnica é usada para detectar e isolar sequências específicas, medir homologia, ou definir outras características de uma ou ambas as cadeias. (Tradução livre do original: Kendrew, Encyclopedia of Molecular Biology, 1994, p503)Infecções Oportunistas: Infecção causada por um organismo que se torna patogênico sob certas situações como, por exemplo, durante imunossupressão.Escarro: Material expelido dos pulmões e expectorado através da boca. Contém MUCO, fragmentos celulares e micro-organismos. Pode também conter sangue ou pus.Burkholderiaceae: Família de bactérias Gram-negativas, não esporuladas, em forma de bacilos.RNA Bacteriano: Ácido ribonucleico das bactérias, que tem papéis regulatórios e catalíticos, tanto quanto envolvimento na síntese proteica.ArabinoseCarbono-Carbono Liases: Enzimas que catalisam a clivagem de uma ligação carbono-carbono por meios outros além da hidrólise ou oxidação. Esta subclasse contém as DESCARBOXILASES, as ALDEÍDO-LIASES e as OXO-ÁCIDO-LIASES. EC 4.1.Recombinases Rec A: Família de recombinases identificadas inicialmente em BACTÉRIAS. Catalisam a troca de fitas de DNA dirigida por ATP durante a RECOMBINAÇÃO GENÉTICA. O produto da reação consiste em um duplex e uma alça de fita simples deslocada, que tem a forma da letra D, razão pela qual é denominada estrutura em alça D.Eletroforese em Gel de Campo Pulsado: Eletroforese em gel na qual a direção do campo elétrico é alterada periodicamente. Esta técnica é similar a outros métodos eletroforéticos normalmente utilizados para separar a dupla fita das moléculas de DNA de variáveis tamanhos até dezenas de milhares de pares de bases. Contudo, pela alternância da direção do campo elétrico é possível separar moléculas de DNA de comprimentos de até vários milhões de pares de bases.