Avaliação de Programas e Projetos de Saúde: Processo cuja finalidade é a determinação sistemática e objetiva da relevância, efetividade e impacto de políticas públicas, programas e projetos de saúde. O objetivo da avaliação é o de aperfeiçoar os programas e projetos, no sentido de orientar a distribuição de recursos humanos e financeiros. (tradução livre do original: OPAS/OMS-Evaluación de los programas de Salud; normas fundamentales. 1981, para Avaliação de Programas e Projetos de Saúde) Estudos projetados para avaliar a eficácia de programas. Incluem a avaliação de custo-eficácia e do alcance ou impacto dos objetivos cumpridos. (tradução livre do original: MeSH, para Program Evaluation)Desenvolvimento de Programas: Processo de formulação, implementação e avaliação de planos e programas nos âmbitos federal, estadual e/ou municipal.Currículo: Conjunto de estudos e práticas destinadas a que o aluno desenvolva plenamente suas possibilidades (Diccionario de la Real Academia de la Lengua Española). As matérias constantes de um curso (Dicionário Aurélio)Promoção da Saúde: Promoção da saúde é o processo de capacitação do indivíduo em melhorar e controlar sua saúde. Para alcançar o estado de completo bem-estar físico, mental e social, um indivíduo ou grupo deve ser capaz de identificar aspirações, satisfazer necessidades e mudar ou lidar com seu ambiente. Saúde é vista, portanto, como um meio de vida e não um objetivo. Política de promoção de saúde envolve abordagens diversas, mas complementares, levando em conta as diferenças sociais, culturais e econômicas de cada país. (Ottawa Charter 1986)Estágio Clínico: Programas educacionais em medicina para estudantes que não colaram grau para os estudantes dos segundo, terceiro e quarto anos em ciências da saúde, em que os estudantes recebem treinamento clínico e experiência em hospitais escola ou centros de saúde afiliados.Internato e Residência: Programas de treinamento em medicina e especialidades médicas oferecidos por hospitais para graduados em medicina para ir de encontro às exigências estabelecidas por autoridades competentes.Benchmarking: Método para medir desempenho em relação a padrões estabelecidos de melhor prática.Estados UnidosEducação em Saúde: A educação em saúde objetiva desenvolver nas pessoas um sentido de responsabilidade, como indivíduo, membro de uma família e de uma comunidade, para com a saúde, tanto individual como coletivamente.Ensino: O processo educacional de instrução.Educação de Graduação em Medicina: O período da educação em medicina em uma escola médica. Nos Estados Unidos ele sucede ao grau de bacharelado e precede a admissão para o M.D. (Doctor of Medicine)Garantia da Qualidade dos Cuidados de Saúde: Atividades e programas encarregados de assegurar a qualidade dos cuidados em um ato ou um programa médico definido.Medicina Interna: Especialidade médica voltada para o diagnóstico e tratamento das doenças dos sistemas de órgãos internos dos adultos.Competência Clínica: A capacidade de realizar aceitavelmente aqueles deveres diretamente relacionados ao cuidado de paciente.Estudantes de Medicina: Indivíduos matriculados em uma escola de medicina ou em um programa de educação formal em medicina.Avaliação Educacional: A avaliação das realizações acadêmica ou educacional. Inclui todos os aspectos de teste e construção de teste.Coleta de Dados: Reunião sistemática de dados, com um objetivo específico, de várias fontes, incluindo questionários, entrevistas, observação, registros existentes e equipamentos eletrônicos.Projetos Piloto: Pequenas escalas-testes de métodos e procedimentos a serem utilizados em uma escala aumentada se o estudo piloto demonstrar que esses métodos e procedimentos podem ser trabalhados.Questionários: Conjunto de perguntas previamente preparadas utilizado para a compilação de dados.Programas Governamentais: Programas e atividades patrocinados ou administrados pelo governo local, estadual ou nacional.Programas Nacionais de Saúde: Conjunto de normas, regulamentos e recomendações técnicas no âmbito nacional visando a implementação de estratégias sanitárias específicas, cuja organização pode basear-se em enfermidades (doenças infecciosas, cânceres etc.) ou ciclos de vida (infância, adolescência, adultos etc).Programas de Assistência Gerenciada: Planos de seguros de saúde com o objetivo de reduzir custos desnecessários com cuidados de saúde através de uma variedade de mecanismos, incluindo: incentivos econômicos para médicos e pacientes para que selecionem formas de cuidados de saúde com custos mais baixos; programas que revisem a necessidade médica de serviços específicos; maior participação beneficiária dos custos; controles sobre admissão e tempo de internações; o estabelecimento de incentivos com participação nos custos para cirurgia ambulatorial; contratação seletiva com prestadores de cuidados de saúde; e a gerência intensiva para casos de cuidados de saúde de alto custo. Os programas podem ser prestados em uma variedade de formas, assim como SISTEMAS PRÉ-PAGOS DE SAÚDE e ORGANIZAÇÕES DE PRESTADORES PREFERENCIAIS.Programas de Imunização: Serviços organizados para aplicar procedimentos imunológicos na prevenção de várias doenças. Os programas estão disponíveis em locais com amplo raio de ação: escolas, hospitais, órgãos de saúde pública, etc. São também oferecidos de modo amplo a diferentes grupos populacionais ou a diversos níveis administrativos: comunitário, municipal, estadual, nacional ou internacional.Software: Programas e dados operacionais sequenciais que instruem o funcionamento de um computador digital.