Agulhas: Instrumentos afiados usados para puncionar ou suturar.Biópsia por Agulha: Remoção e avaliação de tecido obtido por uma agulha transdérmica inserida numa região específica, órgão ou tecido sendo analisado.Uso Comum de Agulhas e Seringas: Uso de uma única agulha entre duas ou mais pessoas para injetar drogas. Compartilhar agulhas é um comportamento de alto risco para contrair doenças infecciosas.Biópsia com Agulha de Grande Calibre: Uso de agulhas geralmente maiores que 14 gauge para remover as amostras de tecido grandes o suficiente para reter a arquitetura celular para exame patológico.Biópsia por Agulha Fina: Utilização de agulhas finas (com calibre menor a 22) para extrair amostras de tecido ou de líquido de organismo vivo para exame no laboratório de patologia e para o diagnóstico de doenças.Aspiração por Agulha Fina Guiada por Ultrassom Endoscópico: Condução de uma agulha fina de biópsia com o auxílio de ENDOSSONOGRAFIA.Seringas: Instrumentos usados para injetar ou retirar líquidos. (Stedman, 25a ed)Ferimentos Penetrantes Produzidos por Agulha: Ferimentos cortantes, penetrantes, causados por agulhas. São concernentes especialmente a trabalhadores da área de saúde, uma vez que tais lesões os colocam em risco de desenvolverem doença infecciosa.Desenho de Equipamento: Métodos de criação de máquinas e dispositivos.Punções: Incisão de tecidos para injeção de medicamentos ou para outros procedimentos diagnósticos ou terapêuticos. Punções da pele, por exemplo, podem ser utilizadas para drenagem diagnóstica; de vasos sanguíneos, para procedimentos diagnósticos por imagem.Ultrassonografia de Intervenção: Utilização da ultrassonografia para guiar procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos como BIÓPSIA POR PUNÇÃO, DRENAGEM, etc. Sua aplicação mais vasta é em ultrassom intravascular com imagem, mas é útil também em urologia e para detecção de afecções intra-abdominais.Pinus ponderosa: Espécie de plantas (gênero PINUS) contendo ácido isocupréssico.Inoculação de Neoplasia: Implantação local de células tumorais por contaminação de instrumentos e equipamento cirúrgico durante ou depois da ressecção cirúrgica, resultando no crescimento local de células e formação de tumor.Terapia por Lama: Uso terapêutico de lama em compressas ou banhos aproveitando suas qualidades absortivas. Tem sido utilizada para reumatismo e problemas de pele.Cefaleia Pós-Punção Dural: Transtorno de cefaleia secundário atribuído à baixa pressão do LÍQUIDO CEFALORRAQUIDIANO, causado por PUNÇÃO ESPINHAL, geralmente após a punção da lombar ou dural.Equipamentos Descartáveis: Aparelhos, dispositivos ou suprimentos planejados para serem usados uma vez ou para uso temporário.Endossonografia: Ultrassonografia dos órgãos internos utilizando um transdutor de ultrassom algumas vezes instalado em um endoscópio de fibra ótica. Na endossonografia o transdutor converte sinais eletrônicos em pulsos acústicos ou ondas contínuas e age também como um receptor que detecta pulsos refletidos de dentro do órgão. Uma interface audiovisual eletrônica converte o sinal detectado ou o eco processado, que passa através dos componentes eletrônicos do instrumento para uma forma que o tecnólogo possa avaliar. O procedimento não deve ser confundido com ENDOSCOPIA, que utiliza um equipamento especial chamado endoscópio.Punção Espinal: Drenagem do líquido do espaço subaracnoídeo na região lombar, geralmente entre a terceira e a quarta vértebras lombares.Mediastino: Membrana na linha média do TÓRAX de mamíferos. Separa os pulmões entre o ESTERNO pela frente e a COLUNA VERTEBRAL atrás. Também circunda o CORAÇÃO, a TRAQUEIA, o ESÔFAGO, o TIMO e os LINFONODOS.Pinus: Gênero de plantas da família PINACEAE, ordem Pinales, classe Pinopsida, divisão Coniferophyta. São árvores perenes presentes principalmente em climas temperados.Pinus sylvestris: Espécie de plantas (gênero PINUS) que são fonte de pinosilvina. Algumas vezes chamado 'Pinheiro-Escocês' ou 'Pinheiro Scots' que também é o nome vulgar para outras espécies deste gênero.Biópsia Guiada por Imagem: Condução de um procedimento de biópsia com o auxílio de uma modalidade de DIAGNÓSTICO POR IMAGEM.Injeções: Introdução de uma substância no corpo usando-se uma agulha e uma seringa.Terapia por Acupuntura: Tratamento de doenças por inserção de agulhas ao longo de vias específicas ou meridianos. A localização varia com a doença a ser tratada. Aquecimento (calor) ou moxibustão e acupressão podem ser usados em conjunto.Broncoscopia: Exame endoscópico, terapia ou cirurgia dos brônquios.Cardiotônicos: Agentes que têm efeito tônico sobre o coração, ou que podem aumentar o débito cardíaco. Podem ser GLICOSÍDEOS CARDÍACOS, SIMPATOMIMÉTICOS, ou ainda outras drogas. São usados após INFARTO DO MIOCÁRDIO, PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS CARDÍACOS, CHOQUE, ou na insuficiência cardíaca congestiva (INSUFICIÊNCIA CARDÍACA).Cirurgia Assistida por Computador: Procedimentos cirúrgicos conduzidos com o auxílio de computadores. Isto é mais frequente em cirurgias ortopédica e laparoscópica para colocação de implantes e orientação dos instrumentos. A cirugia dirigida por imagem interativamente combina com a tomografia computadorizada prévia ou imagens por ressonância magnética (MRI) com vídeo de tempo real.Espaço Epidural: Espaço entre a dura-máter e as paredes do canal vertebral.Injeções a Jato: Injeção de soluções na pele por dispositivos de ar comprimido onde somente a solução perfura a pele.Sucção: Remoção de secreções, gases ou líquidos de um órgão vazado ou tubular ou de cavidades, por meio de um tubo e um dispositivo que atua sob pressão negativa.Fluoroscopia: Produção de uma imagem quando os raios X encontram uma tela fluorescente.Tomografia Computadorizada por Raios X: Tomografia utilizando transmissão por raio x e um computador de algoritmo para reconstruir a imagem.Doenças Mamárias: Processos patológicos da MAMA.Sensibilidade e Especificidade: Medidas de classificação binária para avaliar resultados de exames. Sensibilidade ou taxa de recall é a proporção de verdadeiros positivos. Especificidade é a probabilidade do teste determinar corretamente a ausência de uma afecção. (Tradução livre do original: Last, Dictionary of Epidemiology, 2d ed)Nódulo da Glândula Tireoide: Massa pequena circunscrita na GLÂNDULA TIREOIDE apresentando anormalidades de crescimento neoplástico ou não neoplástico. Perdeu sua arquitetura glandular e sua cápsula bem definida. Os nódulos da tireoide são frequentemente benignos, mas podem ser malignos. O crescimento dos nódulos pode levar a uma condição de bócio multinodular (BÓCIO NODULAR).Vácuo: Espaço em que a pressão é muitíssimo menor que a pressão atmosférica, de modo que [operacionalmente] os gases aí restantes não afetam [significativamente] os processos [se comparados com aqueles] conduzidos [na ausência desses gases].Analgesia por Acupuntura: Analgesia produzida pela inserção de agulhas de ACUPUNTURA em certos PONTOS DE ACUPUNTURA do corpo. Estes pontos ativam as pequenas fibras nervosas mielinizadas no músculo que transmite impulsos à medula espinhal e, por sua vez, ativa três centros - medula espinhal, mesencéfalo e hipotálamo-hipófise - para produzir analgesia.Raquianestesia: Procedimento em que um anestésico é injetado diretamente na medula espinal.Doenças do Mediastino: Os transtornos do mediastino, gerais ou inespecíficas.Corpos Estranhos: Objetos inanimados que ficam encerrados no corpo.Patógenos Transmitidos pelo Sangue: Organismos infecciosos no SANGUE, de interesse médico principalmente porque contaminam as roupas manchadas de sangue (toalhas, vestes de dormir) CURATIVOS e outros itens de indivíduos em categoria de risco, AGULHAS e outros objetos cortantes, e RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE e RESÍDUOS ODONTOLÓGICOS, aos quais são expostos os trabalhadores de saúde. Este conceito difere das condições clínicas de BACTERIEMIA, VIREMIA e FUNGEMIA, em que o organismo está presente no sangue do paciente como resultado de um processo infeccioso natural.Imagem por Ressonância Magnética Intervencionista: Procedimentos minimamente invasivos guiados com o auxílio da imagem por ressonância magnética para visualizar estruturas dos tecidos.Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.Anestesia por Condução: Injecção de um anestésico nos nervos para inibir a transmissão nervosa em determinada parte do corpo.Infusões Intraósseas: Administração de medicação ou líquido por meio de uma agulha diretamente na medula óssea. A técnica é útil, especialmente em emergências pediátricas, quando o acesso intravenoso à circulação sistêmica é difícil.Vírus da Floresta de Semliki: Espécie de ALPHAVIRUS isolada na África central, ocidental e sul.Doenças Linfáticas: Doenças da LINFA, dos LINFONODOS ou dos VASOS LINFÁTICOS.Robótica: Aplicação de sistemas computadorizados de controle eletrônico a dispositivos mecânicos projetados para realizar funções humanas. Anteriormente estava restrita à indústria, mas hoje em dia aplica-se a órgãos artificiais controlados por dispositivos biônicos (bioeletrônicos), como bombas de insulina automatizadas e outras próteses.Acupuntura: Disciplina ocupacional dos métodos tradicionais Chineses de TERAPIA POR ACUPUNTURA para tratar doenças através da inserção de agulhas ao longo de vias ou meridianos específicos.Ultrassonografia Mamária: Utilização de ultrassom para produzir uma imagem das mamas. A aplicação mais frequente é para diagnóstico de neoplasias das mamas femininas.Neoplasias do Mediastino: Tumores ou câncer do MEDIASTINO.Biópsia: Remoção e avaliação patológica de amostras, na forma de pequenos fragmentos de tecido do corpo vivo.Picea: Gênero de plantas da família PINACEAE, ordem Pinales, classe Pinopsida, divisão Coniferophyta. São árvores piramidais perenes, com galhos em espiral e casca delgada e escamosa. Cada uma das folhas lineares dispostas em espiral se articula próximo ao caule em uma base lenhosa separada.Citodiagnóstico: Diagnóstico do tipo e, quando viável, da causa de um processo patológico por meio do estudo microscópico de células em um exsudato ou outra forma de líquido orgânico. (Stedman, 25a ed)