• outros
  • Enquanto uma parte da molécula do anticorpo se liga ao antígeno (chamada porção Fab do AC), outras regiões interagem com outros elementos do sistema imune (chamada porção Fc do AC), como os fagócitos ou com uma das moléculas do complemento. (pmh.com.br)
  • Depois de serem produzidas na medula óssea, estas células B migram para o baço e outros orgãos linfóides secundários. (wikipedia.org)
  • O BCR é uma ligação entre a membrana celular e a imunoglobulina, e esta molécula permite a distinção das células B entre outros tipos de linfócitos, e também é a principal proteína envolvida na ativação da célula B. Uma vez que a célula B encontra seu antígeno e recebe um sinal adicional da célula T auxilar, ela pode se diferenciar em uma dos dois tipos de células B listadas abaixo. (wikipedia.org)
  • Diversos outros mecanismos também podem abater a resposta imune materna ao feto, incluindo a expressão de FasL por células trofoblásticas fetais que promovem apoptose de linfócitos maternos ativados que expressam Fas, a geração de células dendríticas tolerogênicas em resposta à galectina-1 expressa na decídua e o prejuízo na migração de células dendríticas do útero para os linfonodos. (yumpu.com)
  • Ex: antígenos microbianos devem ser mais imunogênicos do que proteínas de outros mamíferos, enquanto estruturas encontradas na mesma espécie, tendem a ser menos imunogênicas. (docplayer.com.br)
  • As associações genéticas mais fortes nos casos de AR envolvem variações no sulco de ligação de antígenos das moléculas do complexo de histocompatibilidade principal de classe II (em inglês, major histocompatibility complex [MHC]) e afeta a imunidade adaptativa, embora outros polimorfismos genéticos ou mecanismos epigenéticos induzidos pelo meio ambiente também possam contribuir para a suscetibilidade à doença. (medicinanet.com.br)
  • diversidade
  • A recombinação V(D)J ocorre nos órgãos linfoides primários (medula óssea para células B e timo para células T) e de forma semi-aleatória rearranja os segmentos gênicos V (variable, variável), J (joining, junção) e, em alguns casos, D (diversity, diversidade). (wikipedia.org)
  • auto-imune
  • O sistema imune pode sofrer um desequilíbrio que se apresenta como imunodeficiência, hipersensibilidade ou doença auto-imune. (wikipedia.org)
  • O diabetes melito tipo 1 auto-imune (DM1A) resulta da destruição auto-imune seletiva das células-beta pancreáticas produtoras de insulina. (scielo.br)
  • O DIABETES MELITO TIPO 1 auto-imune (DM1A) representa 5% a 10% dos casos de diabetes e decorre da destruição auto-imune seletiva das células-beta das ilhotas pancreáticas. (scielo.br)
  • Difere do diabetes tipo 1 idiopático (tipo 1B) (1) e diabetes tipo 1 fulminante (2), que não têm etiologia auto-imune, e do diabetes duplo (LADY) (3), que tem interface com auto-imunidade e resistência à insulina. (scielo.br)
  • tecidos
  • O sistema imune adaptativo no trato intestinal inclui conjuntos subepiteliais de tecido linfoide denominados tecidos linfoides associados ao intestino (GALT), tais como as tonsilas orofaríngeas, as placas de Peyer no íleo e estruturas similares no cólon. (yumpu.com)
  • reconhecer
  • O sistema imune evoluiu com a finalidade de reconhecer os antígenos e destruir e eliminar a sua fonte. (pmh.com.br)
  • Ao reconhecer esse complexo MHC + antígenos, via receptor de células T (TCR, na imagem abaixo), a célula amadurece e vira uma célula T efetora, que irá desempenhar funções de acordo com o estímulo vindo da MHC, como mostra a imagem abaixo. (nano-macro.com)
  • tipos
  • O corpo humano produz milhões de diferentes tipos de células B a cada dia que circulam no sangue e linfa que têm um papel importante na vigilância imune. (wikipedia.org)
  • epiteliais
  • Embora as DCs não sejam as únicas a fazerem isso (os macrófagos e até mesmo células epiteliais possam fazê-lo), as DCs são as mais especializadas nesse tipo de apresentação de antígenos. (nano-macro.com)
  • possuem
  • Todas células nucleadas possuem MHC tipo I e podem apresentar antígenos, mas apenas algumas poucas células possuem o MHC tipo II, essas sao consideradas apresentadores de antígenos profissionais. (wikipedia.org)
  • Porém, essas vacinas nem sempre fornecem a proteção adequada ao organismo, principalmente com antígenos das cepas do H1N1 de anos anteriores, visto que as cepas possuem propriedades mutagênicas. (wikipedia.org)
  • desenvolvimento
  • O desenvolvimento da célula B ocorre em diversos estágios, cada estágio representa uma mudança no conteúdo do genoma no loci do anticorpo. (wikipedia.org)
  • De qualquer forma, o avanço na pesquisa com diferentes patógenos tem contribuído para uma melhor compreensão da resposta imune decorrente da interação entre o hospedeiro e parasita o que pode resultar no desenvolvimento de novas drogas e vacinas. (docplayer.com.br)
  • outras
  • As citosinas são moléculas diversas que fornecem sinais para os linfócitos, fagócitos e outras células do organismo. (wikipedia.org)
  • Células B-1 expressam IgM em grande quantidade maior que IgG e seus receptores mostram poliespecificidade o que significa que elas têm pouca afinidade para muitos antígenos, mas têm uma preferência para outras imunoglobulinas, antígenos próprios e polissacarídeos de bactérias. (wikipedia.org)
  • contato com
  • As células dendríticas da lâmina própria estendem projeções citoplasmáticas através das células de revestimento epitelial do intestino entrando em contato com antígenos luminais. (yumpu.com)
  • produzidas
  • Células B imaturas são produzidas na medula óssea de muitos mamíferos. (wikipedia.org)
  • As células B são continuamente produzidas na medula óssea, mas somente uma pequena porção de novas células B produzidas sobrevivem para participar de uma vida longa no pool periférico. (wikipedia.org)
  • linfonodos
  • Existem também linfócitos efetores difusos na lâmina própria do intestino e nos linfonodos mesentéricos. (yumpu.com)
  • Os linfócitos B e T, que se diferenciam a partir das células T imaturas no GALT ou nos linfonodos mesentéricos, entram na circulação e seletivamente migram de volta para a lâmina própria do intestino. (yumpu.com)
  • A timosina mantém e promove a maturação de linfócitos- T e órgãos linfóides como o baço e linfonodos. (wordpress.com)
  • podem ser
  • Células B que não foram expostas ao antígeno, conhecidas como "células virgens"', podem ser ativadas por células T dependente ou independente. (wikipedia.org)
  • Tudo o que pode desencadear resposta imune para promover cura ou doenças imunomediadas (no caso de reações de hipersensibilidade) Os antígenos podem ser heterólogos, alogênicos ou autólogos Hapteno Estruturas mais simples (em geral de baixo peso molecular) que podem ser reconhecidos pelos rodutos de uma resposta imune, porém não são capazes de induzir resposta específica por sí só. (docplayer.com.br)
  • capazes
  • Do ponto de vista da resposta imune, as bactérias são classificadas em duas categorias conforme sua localização: 1- Bactérias intracelulares, que são capazes de se replicarem no interior das células do hospedeiro como nos fagossomos, no citoplasma, sendo que algumas bactérias, desse grupo, são ditas intracelulares obrigatórias - pois só sobrevivem dentro da célula do hospedeiro. (docplayer.com.br)
  • 1 Conceitos fundamentais Imunógeno ou antígeno estruturas complexas capazes de induzir resposta imune específica e reagir com os produtos da resposta imune. (docplayer.com.br)
  • Natureza
  • 11 Natureza dos antígenos A capacidade que determinado antígeno tem de estimular o SI depende de vários fatores: Estrutura química: PROTÉINAS são ótimos antígenos. (docplayer.com.br)
  • 12 Natureza dos antígenos Vias de administração: As mais imunogênicas são: INTRAMUSCULAR INTRADÉRMICA SUBCUTÂNEA INTRAVENOSA: não é utilizada Alguns antígenos necessitam de ADJUVANTES, muitos deles contendo óleo em sua composição. (docplayer.com.br)
  • timo
  • Ao longo da vida, o Timo involui (diminui de tamanho) e é substituído por tecido adiposo nos idosos, o que acarreta na diminuição da produção de linfócitos T. (wordpress.com)
  • muitos
  • A doença evolui durante muitos anos como consequência de estresse ambiental constante, causando inflamação e ativação imune, seguidas de um colapso na tolerância em indivíduos com históricos genéticos específicos. (medicinanet.com.br)
  • Ao contrário, a AR provavelmente evolua ao longo de muitos anos, talvez durante décadas, como consequência de estresses ambientais constantes, causando inflamação e ativação imune, seguidas do colapso na tolerância em indivíduos com históricos genéticos específicos. (medicinanet.com.br)
  • Embora
  • Embora houvesse a exposição da população à cepas de H1N1 em anos anteriores, posteriormente ao episódio da Gripe Espanhola (1918), a população idosa tornou-se imune a doença, mostrando que a taxa de letalidade viral teve seus patamares praticamente reduzidos. (wikipedia.org)
  • Estudo
  • Este estudo teve como objetivo avaliar a frequência alélica dos genes HLA-A, HLA-B e HLA-DRB1 em pacientes com TCA, portadores da mutação R337H no gene TP53, e comparar os resultados com familiares saudáveis portadores da mesma mutação e com a população controle (doadores de medula óssea). (ptdocz.com)