• folhas
  • Suas folhas são simples, espiraladas, formando uma roseta basal. (wikipedia.org)
  • As folhas, chamadas frondes neste grupo, são muitas vezes compostas ou recompostas, ou ainda em forma de língua e possuem, na sua face inferior (ou abaxial), pequenos órgãos chamados soros, que contêm os esporos. (wikipedia.org)
  • A maioria das samambaias possuem folhas com nervuras pinadas, com a nervura principal partindo do raque e as nervuras secundárias repetindo o processo. (wikipedia.org)
  • Ela é formada por : -Esporófito -Raiz -Caule -Folhas -Trofofilos -Esperofilas -Trofoesporofilos -Isosporadas -Heterosporadas O esquema de classificação completo proposto por Smith et al. (wikipedia.org)
  • Suas folhas são simples e com nervura não ramificada, variando de 0,2 a 2 centímetros de comprimento e com características diversas, podendo ter formato de escamas ou formar uma camada recobrindo o caule denominada microfilo. (wikipedia.org)
  • Nas espermatófitas, e principalmente nas coníferas, estes esporângios correspondem a folhas especializadas dos cones ou pinhas e tomam os nomes de microsporófilos e megasporófilos. (wikipedia.org)
  • Não possuíam folhas, flores ou raízes. (wikipedia.org)
  • Os esporófitos das primeiras plantas vasculares eram eixos dicotomicamente ramificados com esporângios em suas extremidades, mas que não apresentavam raízes e folhas, o que fazia dessas plantas dependentes de associações micorrízicas . (ufu.br)
  • Em pteridófitas podemos encontrar dois tipos de folhas: as microfilas , que geralmente estão associadas com caules que possuem protostelo, e as megafilas que estão associadas a caules sifonostélicos. (ufu.br)
  • Dentre os filos extintos, Rhyniophyta , Zosterophyllophyta e Trimerophytophyta não possuíam diferenciação de folhas e raízes, sendo os dois primeiros formados por caules de ramificação dicotômica e o último com uma ramificação mais complexa formando sistemas de ramificação lateral. (ufu.br)
  • As Progymnospermophyta possuíam uma ramificação ainda mais complexa, estruturas semelhantes a folhas, crescimento secundário e espécies homosporadas e heterosporadas, o que leva a crer que este filo esteja relacionado com o ancestral das plantas vasculares com sementes. (ufu.br)
  • algumas
  • Os esporângios podem conter desde algumas dezenas (ou até menos que uma dezena) a várias centenas de esporos, que na maturidade formam massas secas e pulverulentas, permitindo sua dispersão pelo vento ou, quando molhados, por contato direto com diversos vetores. (wikipedia.org)
  • Em botânica, chamam-se soros a órgãos que se formam em algumas espécies de pteridófitas, onde se desenvolvem os esporângios. (wikipedia.org)
  • Estas plantas possuem ramificação dicotômica tanto caulinar como radicular, em geral são de tamanho reduzido, podendo variar de 5 a 20 centímetros de altura, com exceção de algumas espécies epífitas que chegam a ter 2 metros de comprimento. (wikipedia.org)
  • De acordo com a análise filogenética, as relações entre os grupos são como se segue: A grande maioria dos indivíduos deste grupo monofilético possui porte pequeno, porém é possível encontrar indivíduos grandes, como algumas espécies pertencentes ao género Cyathea. (wikipedia.org)
  • Possuíam um tronco único, que ramificava algumas vezes. (wikipedia.org)
  • Apesar de algumas espécies apresentarem tecido condutor formado por hidroides, este apresenta fraco desenvolvimento e é estruturalmente diferente dos tecidos com funções similares das plantas vasculares. (wikipedia.org)
  • A maior parte das colónias de atinge apenas alguns centímetros de dimensão máxima, mas algumas espécies podem formar, quando em habitats com condições ecológicas óptimas, colónias com vários metros quadrados de área e peso seco até 30 gramas. (wikipedia.org)
  • onde
  • Os estolões formam rizóides onde suas pontas entram em contato com o substrato. (wikipedia.org)
  • Esta família não é endêmica do Brasil, mas se distribui amplamente por grande parte do território do país, principalmente nas regiões Sul e Sudeste , sendo reconhecida a existência de 62 espécies confirmadas dispersas ao longo do território, com exceção de Sergipe e Rio Grande do Norte, onde sua presença ainda não possui confirmação oficial. (wikipedia.org)
  • A geração esporófita é geralmente formada por um pé (conjunto de células que estão imersas nos tecidos do gametófito, dos quais recebem nutrientes), uma seda (filamento mais ou menos longo, não ramificado) que suporta uma única cápsula (onde se formam os esporos). (wikipedia.org)
  • geralmente
  • Eles muitas vezes são grandes, de paredes espessas, estruturas averrugadas com abundantes reservas lipídicas e são inadequados para a dispersão a longa distância, geralmente permanecem na posição em que foram formados e aguardam condições adequadas para o desenvolvimento. (wikipedia.org)
  • Nestas "plantas", os esporos são geralmente dispersos pelo vento ou por animais e germinam dando origem a novas plantas que podem reproduzir-se sexualmente - os gametófitos (ver Estratégias de reprodução). (wikipedia.org)
  • Os esporos são geralmente agrupados em grupos de três (sinângios) e localiza-se nas terminações de ramos laterais curtos. (wikipedia.org)
  • O gametófito (com número cromossómico n) é formado por um talo, geralmente diferenciado em rizoide, cauloide e filoides, sendo em geral reconhecível pelos filoides (ou filídios) em forma de lança, por vezes com nervura, dispostos em espiral (simetria radiada) ao longo do cauloide (ou caulídio), o qual pode ser erecto (musgos acrocárpicos) ou rastejante (musgos pleurocárpicos). (wikipedia.org)
  • Pelas mesmas razões, geralmente atingem poucos centímetros de altura, justamente por não possuírem vasos especializados de condução de seiva. (wikipedia.org)
  • Quando maduros, os esporos são liberados e levados pelo vento, que ao caírem no solo germinam dando origem aos protálos que constituem os gametófitos, geralmente monóicos. (blogspot.com)
  • sementes
  • As pteridófitas são plantas que não possuem sementes. (wikipedia.org)
  • Uma importante diferença entre esporos e sementes como unidades de dispersão é que os esporos não contêm reservas nutritivas e portanto exigem condições ambientais mais favoráveis que as sementes para a germinação. (wikipedia.org)
  • Os musgos não produzem sementes, apresentando um ciclo de vida caracterizado por alternância de gerações do tipo heterofásico e heteromórfico, pelo que após a fertilização desenvolvem esporófitos compostos por um fino pedúnculo não ramificado, a seta (ou seda), encimado por uma única cápsula contendo os esporos. (wikipedia.org)
  • produzir
  • O grande porte e a ramificação dos esporófitos fizeram com que estes pudessem produzir um número de esporos superior ao das briófitas, com sua dispersão facilitada. (ufu.br)
  • tipos
  • O conjunto inclui diversos tipos de organismos eucariotas, sem relação filogenética próxima, que podem viver como organismos unicelulares livres, mas que se agregam em massas mucilaginosas macroscópicas para formar estruturas reprodutivas multicelulares. (wikipedia.org)
  • outras
  • Outras espécies de Cooksonia podem não ter possuídos tais tecidos condutores. (wikipedia.org)
  • O Commons possui imagens e outras mídias sobre Blechnum spicant O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Blechnum spicant Blechnum spicant no Plant-identification USDA Plants Profile Jepson Manual Treatment Galeria fotográfica Blechnun spicant (em inglês) Blechnum spicant em Flora of North America Blechnum spicant no NCBI (em inglês) Hábito (com frondes estéreis e férteis) Fronde estéril. (wikipedia.org)
  • Por outras palavras, o aparecimento de um pedúnculo maior e mais complexo para suporte dos esporângios possibilitou a produção de mais esporos e permitiu o desenvolvimento da capacidade de os libertar e transmitir para mais longe de forma mais eficiente. (wikipedia.org)
  • vasculares
  • A parede celular dos esporos das plantas vasculares, constituída por esporopolenina, o mesmo lipídeo da parede celular dos grãos de pólen, é uma das estruturas mais resistentes de todos os seres vivos, permanecendo inalterada por milhões de anos, mesmo após a morte do conteúdo celular. (wikipedia.org)
  • São consideradas plantas vasculares por possuírem um tecido condutor eficiente constituído por xilema e floema , o que foi viabilizado pelo surgimento de um composto muito resistente, a lignina , que é depositada na parede dos elementos traqueais do xilema e das células do esclerênquima . (ufu.br)
  • Esta característica permite que as plantas vasculares evoluam para tamanhos maiores do que os possíveis para as plantas não vasculares , que não possuem esses tecidos condutores especializados e, portanto, estão restritas a portes relativamente pequenos. (wikipedia.org)
  • ainda
  • A maioria deles, ainda, se reproduz por conídios (esporos assexuais externos a esporângios, originados das células conidiogênicas, que são hifas especializadas neste processo), característica que abrange Zygomycota, Ascomycota e Basidiomycota. (wikipedia.org)
  • sendo
  • Os megasporângios são formados na base do megasporofilos, os microsporângios na base de microsporofilos sendo que os microsporofilos estão localizados mais próximos do centro da planta Tem distribuição mundial e no Brasil estão presentes 63 espécies, sendo 18 endémica, com ocorrência em todos os domínios, exceto caatinga. (wikipedia.org)
  • Atualmente é aceita sua divisão em três gêneros, sendo estes Lycopodium e Lycopodiella em conjunto formando um clado, e um clado irmão deste formado pelo gênero Huperzia. (wikipedia.org)
  • O agrupamento foi proposto em 1997 por Paul Kenrick e Peter R. Crane, com o nome de «infradivisão Moniloformopses», sendo atualmente preferida a designação de Monilophyta para o clado formado. (wikipedia.org)
  • A reprodução é feita por esporos, sendo os gâmetas masculinos do tipo anterozóide multiflagelado. (wikipedia.org)
  • Esses filos eram homosporados com os esporângios formados nas extremidades dos ramos, sendo que em Zosterophyllophyta estes são formados lateralmente em pedicelos curtos enquanto que em Rhyniophyta e Trimerophytophyta são sempre terminais. (ufu.br)
  • pequeno
  • 2. 2º Estudo de Ciências - Luiza Collet - 7º ano - 2013 - Junho - 2º trimestre - 2013 Formado pelas (filos):  Briófitas - avasculares, são plantas de pequeno porte. (slideshare.net)
  • fetos
  • Nos fetos leptosporangiados (os "fetos verdadeiros"), no entanto, o esporângio tem origem numa única célula-mãe e está reduzido a uma pequena cápsula formada por uma única camada de células, com um pedúnculo formado por tricomas, ou "pêlos" vegetais. (wikipedia.org)
  • Apesar de muitos fetos serem capazes de ter uma distribuição geográfica muito ampla devido à sua reprodução por esporos, as espécies de fetos arbóreos tendem a ser muito localizadas. (wikipedia.org)
  • parede
  • Os eusporângios derivam de uma série de células parentais, ou iniciais, superficiais, cada esporângio desenvolvendo uma parede com duas ou mais camadas celulares de espessura e um grande número de esporos. (wikipedia.org)
  • maioria
  • Muitas das células são perfuradas centralmente, o que permite que o citoplasma e os núcleos circulem pelas hifas, embora a maioria das células possua um único núcleo. (wikipedia.org)
  • Isso é deduzido pelo fato de a maioria possuir hifa septada. (wikipedia.org)
  • contendo
  • Large sori Polypodium vulgare Sorocarpo O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Soro DiversityOfLife - Fern identification tool. (wikipedia.org)
  • Drynariaceae, Grammitidaceae, Gymnogrammitidaceae, Loxogrammaceae, Platyceriaceae, Pleurisoriopsidaceae) O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Pteridophyta Univ.California, Berkeley - Sistemática das Plantas Verdes (em inglês) Smith, A.R. (wikipedia.org)
  • Theodor Cole & Hartmut Hilger 2013 Trachaeophyte Phylogeny O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Monilophyta Veja também: Angiosperm Phylogeny Website (actualizado regularmente) Pryer's lab Pryer, Kathleen M., Harald Schneider, Alan R. Smith, Raymond Cranfill, Paul G. Wolf, Jeffrey S. Hunt y Sedonia D. Sipes. (wikipedia.org)
  • pode
  • Os gametângios que se fundem para formar o zigósporo, ou também chamado de peixe, pode ser uninucleado ou multinucleado, e, correspondentemente, o zigósporo podem ter um, dois ou vários núcleos dentro de si. (wikipedia.org)
  • partir
  • Possuem raízes adventícias e endógenas, que emergem a partir de sulcos inferiores na haste e ramo dicotômico. (wikipedia.org)
  • diploide
  • Um mecanismo possível para a suposta mudança da ênfase da geração haplóide para a geração diploide é a maior eficiência na dispersão de esporos com estruturas diploides mais complexas. (wikipedia.org)