Loading...


  • mulheres
  • A relação entre as doenças periodontais e as doenças sistêmicas é um fato comprovado, e pode desencadear, em mulheres grávidas, a incidência de partos prematuros, cujo nome obstétrico correto é parto pré-termo (PT). (wordpress.com)
  • alguma
  • Algumas doenças deixam cicatrizes e sequelas, que vão desde problemas intestinais por conta de alguma cirurgia até uma doença pulmonar crônica, por terem apresentado dificuldade respiratória'', explica a especialista. (vidaequilibrio.com.br)
  • Se a DI central é suspeitada, testa-se outro hormónios produzidos pela pituitária e realiza-se uma ressonância nuclear magnética (MRI) para descobrir se alguma outra doença está afectando a pituitária, como um prolactinoma. (wikipedia.org)
  • maior
  • Quando o bebê recebe alta está pesando, no mínimo, 1800g, e se não tiver de utilizar Home Care - continuação do tratamento em casa - os cuidados são os mesmos, porém, deve-se evitar visitas nos primeiros dois meses após a alta, pela baixa imunidade e maior susceptibilidade às doenças. (vidaequilibrio.com.br)
  • fator
  • Além disso é possível que ela tenha uma mancha, em formato de borboleta, no pescoço, em que na maioria das vezes é o fator que pode identificar a doença. (brasilblogado.com)
  • podem ser
  • As aplicações da fetoscopia têm sido bastante ampliadas nos últimos anos e várias doenças já podem ser tratadas através desta nova técnica: Transfusão entre gêmeos (Síndrome de transfusão feto-fetal) - gêmeos idênticos podem trocar sangue entre si sendo necessário separar, através de cirurgia endoscópica fetal, as conexões placentárias responsáveis pela troca. (wikipedia.org)
  • outra
  • Uma delas consiste no tratamento de doenças como a anemia e a outra é a obtenção do máximo possível de informações relevantes sobre a gestante. (ebah.pt)
  • Se a DI central é suspeitada, testa-se outro hormónios produzidos pela pituitária e realiza-se uma ressonância nuclear magnética (MRI) para descobrir se alguma outra doença está afectando a pituitária, como um prolactinoma. (wikipedia.org)
  • anos
  • Este é um estudo de coorte feito no Canadá feito com mulheres entre 12 e 55 anos, sem doença cardiovascular preexistente, submetidas a triagem pré-natal entre 1993 e 2011 e que foram comparadas com gestantes controles. (medicinanet.com.br)
  • Entre 855.536 gestações, e após uma mediana de 11,4 (intervalo interquartil 6,8?17,5) anos de acompanhamento, 6.209 mulheres desenvolveram desfechos da doença cardiovascular. (medicinanet.com.br)
  • parto
  • Inicialmente o tratamento da infecção puerperal era no intuito de ajudar a paciente a criar uma resistência geral para a doença, porém a evidência de que essa enfermidade pudesse ser transferida para as mulheres pelas mãos do obstetra era inconcebível, pois sua única função era a de auxiliá-las no momento do parto. (ebah.pt)
  • A relação entre as doenças periodontais e as doenças sistêmicas é um fato comprovado, e pode desencadear, em mulheres grávidas, a incidência de partos prematuros, cujo nome obstétrico correto é parto pré-termo (PT). (wordpress.com)
  • Parece que a doença periodontal aumenta os níveis de fluidos biológicos que induzem ao parto, podendo levar a prematuridade. (wordpress.com)
  • deve ser
  • A gestação deve ser acompanhada com orientações do médico veterinário e todas as medidas profiláticas e de controle da gestação devem ser tomadas, tendo em vista que nem toda égua gestante é qualificada como égua saudável, já que o número de infecções placentárias é grande, e a égua gestante luta para levar a gestação até o final, se esquecida no pasto. (cptcursospresenciais.com.br)
  • grupo
  • A doença periodontal é iniciada e perpetuada por um pequeno grupo de bactérias predominantemente gram-negativas, anaeróbias ou microaerófilas, que colonizam a área subgengival que podem transformar-se em reservatórios crônicos de lipossacarídeos, tendo como alvo as membranas placentárias através da corrente sanguínea. (wordpress.com)
  • Aparentemente, o vírus da zika tira vantagem do processo de autofagia na placenta para manter sua sobrevivência e para infectar mais céulas placentárias', explicou Bin Cao, pós-doutorando do grupo de Indira que também participou do estudo. (uol.com.br)