• fungos
  • A programação genética usada no estabelecimento da relação simbiótica provavelmente recorreu a elementos seleccionados pelo estabelecimento de simbioses micorrizais arbusculares, uma forma de associação simbiótica entre plantas e fungos muito mais antiga e expandida no mundo vegetal. (wikipedia.org)
  • Esta simbiose é uma relação mutualista altamente evoluída entre fungos e plantas, e a mais prevalente forma de simbiose vegetal que se conhece, sendo encontrada em 80% das famílias de plantas vasculares dos nossos dias. (wikipedia.org)
  • O cherte de Rhynie do Devónico Inferior produziu fósseis das mais antigas plantas terrestres em que se observaram fungos de micorrizas arbusculares. (wikipedia.org)
  • As plantas fossilizadas contendo fungos micorrízicos foram preservadas em sílica. (wikipedia.org)
  • A natureza da relação entre as plantas e os ancestrais dos fungos de micorrizas arbusculares é debatida. (wikipedia.org)
  • Em ambos os casos, pensa-se que a interacção simbiótica planta-fungo terá evoluído a partir de uma relação na qual os fungos extraíam nutrientes das plantas, para uma relação simbiótica na qual a planta e o fungo trocam nutrientes. (wikipedia.org)
  • A formação de lesões radiculares também facilita a entrada de fungos como Fusarium e Verticillium. (docplayer.com.br)
  • Sendo assim, há três domínios: Eubactéria (bactérias verdadeiras), Archea (bactérias de composição química e formas distintas, habitantes de ambientes extremófilos) e Eucaria (fungos, algas, protistas, plantas e animais). (issuu.com)
  • foram
  • Foram encontradas plantas do cherte de Rhynie datadas do Devónico Inferior (400 milhões de anos) contendo estruturas similares a vesículas e esporos de espécies actuais de Glomus. (wikipedia.org)
  • Raízes fósseis colonizadas foram observadas em Aglaophyton major e Rhynia, que são plantas antigas com características de plantas vasculares e briófitas com rizomas protostélicos. (wikipedia.org)
  • entrada
  • Este mecanismo, observado em espécies do género Discaria, resulta da entrada extracelular da bactéria, crescendo ao longo das fissuras e apenas depois se transformando numa infecção intracelular, mas sempre sem formação de pré-nodulos ou outras estruturas histológicas. (wikipedia.org)
  • simbiose
  • Apesar de polifiléticas, as plantas actinorrízicas e as leguminosas, os dois principais tipos de plantas fixadoras de azoto, partilham um ancestral relativamente próximo, já que todas pertencem à clade Rosid I. Este antepassado poderá ter desenvolvido uma "predisposição" para entra numa relação de simbiose com bactérias fixadoras de azoto e esta ter conduzido à posterior aquisição da capacidade fixadora pelos ancestrais das actuais espécies fixadoras. (wikipedia.org)
  • Crê-se que o desenvolvimento desta simbiose teve um papel crucial na colonização inicial da terra firme pelas plantas e na evolução das plantas vasculares. (wikipedia.org)
  • solo
  • Tal como ocorre nas leguminosas, a nodulação é favorecida pela privação de azoto e inibida pela presença no solo de elevadas concentrações de azoto em forma mobilizável pelas plantas. (wikipedia.org)
  • Um fungo de micorriza arbuscular ajuda as plantas a absorver nutrientes como o fósforo e micronutrientes do solo. (wikipedia.org)
  • A germinação do esporo não depende da planta, pois foi conseguida a germinação de esporos em condições experimentais na ausência de plantas, tanto in vitro como em solo. (wikipedia.org)