• parto
  • Indicador de grande importância em saúde materno-infantil Reflete condições de assistência pré-natal e ao parto e condições biológicas da reprodução humana Presença de doenças provocadas ou agravadas pelo ciclo gravídico-puerperal. (slideplayer.com.br)
  • Inicialmente o tratamento da infecção puerperal era no intuito de ajudar a paciente a criar uma resistência geral para a doença, porém a evidência de que essa enfermidade pudesse ser transferida para as mulheres pelas mãos do obstetra era inconcebível, pois sua única função era a de auxiliá-las no momento do parto. (ebah.com.br)
  • A relação entre as doenças periodontais e as doenças sistêmicas é um fato comprovado, e pode desencadear, em mulheres grávidas, a incidência de partos prematuros, cujo nome obstétrico correto é parto pré-termo (PT). (wordpress.com)
  • Parece que a doença periodontal aumenta os níveis de fluidos biológicos que induzem ao parto, podendo levar a prematuridade. (wordpress.com)
  • fator de risco
  • Semmelweis concluiu que as mãos de médicos e estudantes, vindos das salas de necrópsia, continham detritos de cadáveres em decomposição, levando-os até as parturientes, constituindo, assim, um fator de risco à doença. (ebah.com.br)
  • Novas evidências têm demonstrado um novo fator de risco a doença periodontal, mulheres grávidas com doença periodontal podem apresentar até sete vezes mais chance de ter filhos nascidos muito antes do tempo e muito pequenos. (wordpress.com)
  • A doença periodontal é um fator de risco como qualquer outra infecção e no momento que as substâncias inflamatórias vindas destas infecções penetram na corrente sanguínea, pode haver uma inflamação em diferentes áreas do corpo, comprometendo a saúde geral da pessoa. (wordpress.com)
  • risco
  • As mulheres que tiveram um episódio prévio de corioamnionite devem ter mais cuidado em futuras gestações, visto que apresentam mais risco de voltar a apresentar outro episódio similar (embora não necessariamente). (prematuridade.com)
  • MATERNA
  • No entanto, a despeito da relevância da carga viral, ela não é a única variável desta equação, devendo ser lembrado o uso de drogas ilícitas, parceria sexual múltipla com sexo desprotegido, desnutrição, tabagismo, doença materna avançada e falta de adesão ou de acesso aos anti-retrovirais. (scielo.br)
  • a maioria dos fetos com trissomia 21 vêm do grupo de mulheres abaixo dos 35 anos de idade Nas décadas de 70 e 80 o screening para trissomia 21 era basedo na idade materna e a amniocentese ou BVC eram oferecidos se a idade era igual ou superior a 35 anos. (scribd.com)
  • membranas
  • A doença periodontal é iniciada e perpetuada por um pequeno grupo de bactérias predominantemente gram-negativas, anaeróbias ou microaerófilas, que colonizam a área subgengival que podem transformar-se em reservatórios crônicos de lipossacarídeos, tendo como alvo as membranas placentárias através da corrente sanguínea. (wordpress.com)
  • partir
  • Em maio de 2004 o Ministério da Saúde lançou a - Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher - Princípios e Diretrizes, construída a partir da proposição do SUS, respeitando as características da nova política de saúde. (slideplayer.com.br)
  • idade
  • sendo a idade gestacional mínima as 11 semanas As razões para escolher 13 semanas e 6 dias como a idade gestacional maxima são: Possibilitar às mulheres. (scribd.com)
  • maior
  • INTRODUÇÃO A Síndrome de Bernard-Soulier é uma doença Hereditária, autossômica recessiva, onde o seu portador tem plaquetas em tamanho maior do que normalmente se encontra e em uma menor quantidade. (trabalhosfeitos.com)
  • aborto
  • Se fosse possível queríamos que nos orientassem com algumas perguntas que vos vamos fazer: "Que consequências tem a mulher depois do aborto? (wordpress.com)
  • toxemia
  • A Toxemia gravídica é doença multissistêmica, ocorrendo habitualmente no final da prenhez e caracterizada por manifestações clínicas associadas e peculiares: hipertenção, edema e proteinúria. (procurandodicas.com.br)
  • neste
  • 10 SAÚDE DA MULHER Ministério da Saúde, 1984: Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher (PAISM), Marcou uma ruptura conceitual com os princípios norteadores da política de saúde das mulheres e os critérios para eleição de prioridades neste campo (Brasil, 1984). (slideplayer.com.br)
  • Nenhum dos sinais da preeclampsia /eclampsia esta presente neste subgrupo de mulheres. (procurandodicas.com.br)
  • grande
  • Uma proporção grande de mulheres que desenvolvem eclampsia morrem de hemorragia cerebral. (procurandodicas.com.br)
  • Quando não existe grande variabilidade genética entre o homem e a mulher, mesmo que eles não sejam parentes, tais anticorpos não são produzidos, deixando o embrião susceptível ao ataque do sistema imune. (blogspot.com)