• parto
  • Filó, como é chamada com carinho pelos pais de seus pequenos pacientes, explica que a prematuridade nem sempre pode ser evitada e, hoje, são três grupos de fatores que levam a antecipação do parto: doenças maternas, placentárias ou do próprio bebe. (vidaequilibrio.com.br)
  • A relação entre as doenças periodontais e as doenças sistêmicas é um fato comprovado, e pode desencadear, em mulheres grávidas, a incidência de partos prematuros, cujo nome obstétrico correto é parto pré-termo (PT). (wordpress.com)
  • Parece que a doença periodontal aumenta os níveis de fluidos biológicos que induzem ao parto, podendo levar a prematuridade. (wordpress.com)
  • Inicialmente o tratamento da infecção puerperal era no intuito de ajudar a paciente a criar uma resistência geral para a doença, porém a evidência de que essa enfermidade pudesse ser transferida para as mulheres pelas mãos do obstetra era inconcebível, pois sua única função era a de auxiliá-las no momento do parto. (ebah.com.br)
  • Indicador de grande importância em saúde materno-infantil Reflete condições de assistência pré-natal e ao parto e condições biológicas da reprodução humana Presença de doenças provocadas ou agravadas pelo ciclo gravídico-puerperal. (slideplayer.com.br)
  • Materna
  • No entanto, a despeito da relevância da carga viral, ela não é a única variável desta equação, devendo ser lembrado o uso de drogas ilícitas, parceria sexual múltipla com sexo desprotegido, desnutrição, tabagismo, doença materna avançada e falta de adesão ou de acesso aos anti-retrovirais. (scielo.br)
  • a maioria dos fetos com trissomia 21 vêm do grupo de mulheres abaixo dos 35 anos de idade Nas décadas de 70 e 80 o screening para trissomia 21 era basedo na idade materna e a amniocentese ou BVC eram oferecidos se a idade era igual ou superior a 35 anos. (scribd.com)
  • risco
  • Novas evidências têm demonstrado um novo fator de risco a doença periodontal, mulheres grávidas com doença periodontal podem apresentar até sete vezes mais chance de ter filhos nascidos muito antes do tempo e muito pequenos. (wordpress.com)
  • A doença periodontal é um fator de risco como qualquer outra infecção e no momento que as substâncias inflamatórias vindas destas infecções penetram na corrente sanguínea, pode haver uma inflamação em diferentes áreas do corpo, comprometendo a saúde geral da pessoa. (wordpress.com)
  • Semmelweis concluiu que as mãos de médicos e estudantes, vindos das salas de necrópsia, continham detritos de cadáveres em decomposição, levando-os até as parturientes, constituindo, assim, um fator de risco à doença. (ebah.com.br)
  • O exame de fundo de olho de rotina, realizado na unidade de terapia intensiva neonatal, em todos os prematuros nascidos na faixa de risco, é a única possibilidade de controlar a doença naqueles com chances de desenvolver as complicações finais e irreversíveis da perda total da visão por descolamento da retina. (docplayer.com.br)
  • A ROP está em permanente estudo em todo o mundo, pela sobrevivência cada vez maior de prematuros de muito baixo peso dentro dos grupos de maior risco para o aparecimento dessa doença, ou seja: prematuros nascidos com peso abaixo de gramas e com idade gestacional inferior a 32 semanas. (docplayer.com.br)
  • maior
  • Quando o bebê recebe alta está pesando, no mínimo, 1800g, e se não tiver de utilizar Home Care - continuação do tratamento em casa - os cuidados são os mesmos, porém, deve-se evitar visitas nos primeiros dois meses após a alta, pela baixa imunidade e maior susceptibilidade às doenças. (vidaequilibrio.com.br)
  • alguma
  • Algumas doenças deixam cicatrizes e sequelas, que vão desde problemas intestinais por conta de alguma cirurgia até uma doença pulmonar crônica, por terem apresentado dificuldade respiratória'', explica a especialista. (vidaequilibrio.com.br)
  • No Brasil, o Ministério da Saúde desconhece o número exato de crianças afetadas anualmente por essa entidade que gera um ônus social muito grande ao país, podendo-se esperar cerca de prematuros por ano com alguma forma incapacitante da doença e que ocorra entre a novas crianças cegas pela retinopatia a cada ano, se for considerado um número estimado entre prematuros sobreviventes a cada ano. (docplayer.com.br)
  • seja
  • Claro que o ideal é que "esse bebê não seja muito exposto e não receba visitas de grandes grupos'', Alerta a doutora, que sempre orienta os pais a pedir que as visitas lavem sempre as mãos antes de pegar no bebê, além de evitar o contato com doenças contagiosas e fumaça de cigarro. (vidaequilibrio.com.br)