• ainda
  • Esclerose múltipla (EM), ou esclerose em placas também designada por "esclerose disseminada", é uma doença desmielinizante de etiologia ainda desconhecida, caracterizada por uma reacção inflamatória na qual são danificadas as bainhas de mielina que envolvem os axónios dos neurónios cerebrais e medulares, levando à sua desmielinização e ao aparecimento de um vasto quadro de sinais e sintomas. (wikipedia.org)
  • alguns casos
  • Em alguns casos, a discussão evoluía para ajudar aos afro-alemães que quisessem ter mais contato com suas raízes africanas e, no caso dos adotados, em reencontrar os pais biológicos. (wikipedia.org)
  • requer
  • Com alguma limitação da atividade ou requer assistência mínima (1 SF grau 4, outros 0 ou 1) 5.0: Deambulação até 200 m sem ajuda ou descanso. (wikipedia.org)
  • foram
  • Muitos cientistas propuseram que o aumento dos níveis de vitamina D - que é produzida quando a pele é exposta à luz solar - era responsável por diminuir os efeitos da esclerose múltipla, mas estas idéias nunca foram testadas com precisão. (blogspot.com)
  • Os resultados foram publicados na revista "Research Matters", editada pela Sociedade de Esclerose Múltipla de Londres. (revistapilates.com.br)
  • desidratação, acidificação excessiva) foram culpadas pelas vítimas de neve visual em fóruns online de ajuda própria como causas da persistência da neve visual, mas nenhuma dessas afirmações foram comprovadas por estudo. (wikipedia.org)
  • utilizando
  • Curling é um esporte olímpico coletivo praticado em uma pista de gelo cujo objetivo é lançar pedras de granito o mais próximo possível de um alvo, utilizando para isso a ajuda de varredores. (wikipedia.org)
  • leva
  • O político fica doente e sofre de esclerose múltipla, o que o leva a um estado devastador ao que Luisa, sua esposa e ele resolvem mandar sua filha a pequena Maura a Europa. (wikipedia.org)
  • descoberta
  • Essa descoberta esclarece como a mutação causa os distúrbios e fornece um marcador que ajudará a rastrear a progressão da doença e, possivelmente, combatê-la - diz o principal autor do estudo, o neurocientista molecular Leonard Petrucelli, diretor do Departamento de Neurociências da Clínica Mayo. (amigosdaesclerosemultipla.com.br)