• mensageiro
  • Uma vez ativada, a proteína G intermedeia o processo de sinalização que é iniciado com a ativação do respectivo GPCR e termina com a resposta mediada pela ação de moléculas efetoras que incluem canais iônicos e enzimas que geram segundos mensageiros, como, por exemplo, a adenililciclase, a enzima que gera o segundo mensageiro AMP cíclico. (wikipedia.org)
  • aumento
  • O aumento do AMP cíclico (processo de degradação da gordura existente no interior das células) e a inibição da fosfodiesterase (enzima que controla o gasto de energia celular), ocorre graças ao Xantalgosil C, que regenera o tecido conjuntivo, melhorando a circulação e a aparência da pele. (blogspot.com)
  • Efeitos farmacológicos que podem surgir: Atividade antioxidante Inibição da produção do ãnion superóxido pelos neutrófilos Aumento da produção de AMP cíclico por inibição da fosfolipase tipo IV Inibição da síntese do fator ativador de plaquetas (PAF) A nimesulida apresenta propriedades analgésicas, antiinflamatórias e antipiréticas. (wikipedia.org)
  • receptor
  • Quando um sinal extracelular se liga a um GPCR (receptor associado à proteína G) presente na membrana plasmática das células, a proteína G sofre uma alteração conformacional capaz de ativar uma de suas subunidades que possui ligação a GTP, tornando-se capaz de alternar entre um estado de ligação com uma guanosina difosfato inativa (GDP), a outro com uma guanosina trifosfato ativa (GTP). (wikipedia.org)
  • Após a formação do complexo ligante/receptor, a subunidade alfa (α), antes ligada a GDP é induzida a se ligar a GTP e enfim tornar-se ativa. (wikipedia.org)
  • Uma droga especialmente concebida ativa o receptor, o qual controla a libertação de dopamina das células. (blogspot.com)
  • Esta é a cadeia de eventos: quando os investigadores ativam as células produtoras de dopamina através de um receptor específico, 5-HT6, que é sensível ao neurotransmissor serotonina, AMP cíclico é aumentado dentro das células transplantadas. (blogspot.com)
  • AMPc
  • A atividade do SNS e a lipólise são dependentes do AMPc, visto que este ativa a proteína quinase A (PKA). (blogspot.com)