• energia
  • Esta espectroscopia pode ser feita bombardeando uma amostra com raios X ou com elétrons acelerados e medindo a energia cinética dos elétrons Auger em função da energia dos elétrons ou raios X incidentes. (wikipedia.org)
  • Um gráfico de contagem de elétrons x velocidade (corrente x energia cinética) é estabelecido por varredura, geralmente através de um mecanismo de coleta de dados automatizado, e um espectro de XPS é obtido. (wikipedia.org)
  • Dos elétrons participantes do processo, uma parcela ganhará energia suficiente e mover-se-á em direção adequada de forma que, ao atingirem a superfície da amostra, estes serão capazes de abandoná-la, ejetando-se para o ambiente externo, normalmente o interior de uma câmara de vácuo. (wikipedia.org)
  • Os elétrons ejetados da amostra podem ser coletados por um analisador de elétrons capaz de contar o número de elétrons que saem da amostra com determinada energia (velocidade) em um dado intervalo de tempo. (wikipedia.org)
  • Os espectros obtidos através deste processo são portanto curvas de Contagem x Energia como a mostrada ao lado. (wikipedia.org)
  • O ânodo é um alvo metálico grosso, é assim feito a fim de dissipar rapidamente a energia térmica que resulta do bombardeamento com os raios catódicos. (wikipedia.org)
  • A energia de radiação de um tubo de raio-X consiste de energias discretas que constituem um espectro de linha e um espectro contínuo fornecendo o fundo o espectro de linha. (wikipedia.org)
  • Espectroscopia de raios X por dispersão em energia (EDX ou EDS) é uma técnica analítica usada para a análise elementar ou caracterização química de uma amostra. (wikipedia.org)
  • A fluorescência de raios X por dispersão de energia é uma técnica analítica multi-elementar não destrutiva capaz de identificar elementos com número atômico Z maior ou igual a 12, através dos raios X característicos Kα, Kβ ou Lα, Lβ dos elementos que estão presentes em uma amostra particular. (wikipedia.org)
  • Essas técnicas são baseadas em observações da intensidade de espalhamento dos feixes de raio X que atingem uma amostra como uma função da incidência, ângulo de espalhamento, polarização e comprimento de onda ou energia. (wikipedia.org)
  • Espalhamento Inelástico (Inelastic X-ray scattering, IXS) Em IXS a energia e o ângulo de espalhamento inelástico de raios X são monitorados, dando o fator de estrutura dinâmica S(q,ω). (wikipedia.org)
  • material
  • Particle-induced X-ray emission ou proton-induced X-ray emission ( PIXE ) é uma técnica utilizada para caracterizar os elementos químicos de um material ou amostra. (wikipedia.org)
  • Foi experimentalmente observado que certas amostras causam um espalhamento intenso e contínuo sem produzir os efeitos típicos de difração que existem em um padrão comum de raios X. Isso se deve ao fato de que o espalhamento está ligado a existência de inomogeneidades no material, cujas dimensões são nanométricas. (wikipedia.org)
  • No espalhamento de raios x a baixo ângulo, o raio-x atravessa a amostra e interage com os elétrons do material, fazendo-os oscilarem senoidalmente. (wikipedia.org)
  • A densidade do material que compõe o filme altera a penetração do r-x de forma que um material mais denso, por exemplo, terá um ângulo crítico maior e uma maior altura média dos picos de sinal referente às franjas. (wikipedia.org)
  • O material analisado é finamente triturado, homogeneizado e a composição média em massa é determinada (difração de raios X em pó). (wikipedia.org)
  • Vale ressaltar que, ao ser excitada, a amostra não responde emitindo apenas o ente físico que se encontra em análise uma vez considerada uma técnica específica: todos os processos de resposta possíveis à excitação ocorrem, em maior ou menor intensidade, dependendo das características do material e da excitação, simultaneamente. (wikipedia.org)
  • 2 Os métodos experimentais 78 Na preparação das amostras foram utilizados elementos de alta pureza (maiores que 99.99% de pureza) seguindo-se a equação estequiométrica simples para as massas, mostrada abaixo: m Ce + mco + x) mge + x msi mcecoge xsi x (, Eq..1 Como exemplo, a quantidade de cada material requerida para preparar dois gramas de uma amostra é mostrada na Tabela.2. (docplayer.com.br)
  • Radiodensidade (ou radiopacidade) é um termo que se refere à habilidade da radiação eletromagnética, particularmente dos raios X, de passar por um determinado material. (wikipedia.org)
  • Raios X para diagnóstico são produzidos em tubos de raios X. A palavra radiodensidade se refere à dificuldade na passagem de raios X por um material, e não de ondas de rádio nesse material. (wikipedia.org)
  • Amostras de mesmo material possuem diferentes habilidades de transmissão de raios-X quando as suas espessuras variam. (wikipedia.org)
  • Neste método, o material a ser analisado é atingido com um feixe de Raios X que interage com os átomos da amostra provocando a ionização das camadas mais internas dos átomos. (wikipedia.org)
  • T-Tauri produz raios-X forte, principalmente pelo que se pensa ser a atividade coronal muito parecida com a atividade coronal em nosso próprio Sol, embora em alguns casos um componente pode estar vindo do material quente no disco de poeira. (misteriosdouniverso.net)
  • Isso acontece quando se incide um feixe de raios X sobre uma amostra de um material sólido formado por átomos ou íons do mesmo elemento. (uol.com.br)
  • raio
  • Um Tubo de Raio-X mais Detalhado apresenta dois tipos de Raios-X. (wikipedia.org)
  • É uma das variantes da espectroscopia por fluorescência de raio X que se baseia na investigação de uma amostra através de interações entre partículas ou radiação eletromagnética e matéria, analisando os raios X emitidos pela matéria em resposta à incidência de partículas carregadas. (wikipedia.org)
  • Dos dados disponíveis e fundamentos físicos, Barlow propôs várias estruturas de cristais nos anos de 1880, mas que só foram confirmados mais tarde através da cristalografia de raio X. Em 1880, os dados disponíveis eram muito escarços para que os modelos de Barlow fossem aceitos como conclusivos. (wikipedia.org)
  • Raio X foi descoberto por Wilhelm Conrad Rontgen em 1895, justamente quando os estudos sobre a simetria dos cristais estavam sendo concluídos. (wikipedia.org)
  • Inicialmente, físicos não estavam certos sobre a natureza do raio X, mas desconfiavam (corretamente) de que deveria se tratar de ondas de radiação eletromagnética, ou em outras palavras, uma outra forma de luz. (wikipedia.org)
  • Naquela época, o modelo de onda da luz - mais especificamente, a teoria de Maxwell sobre a radiação eletromagnética - foi bem aceito no meio científico, e os experimentos de Clarles Glover Barkla mostrou que raio X exibia fenômenos associados com ondas eletromagnéticas, incluindo polarização transversa e linhagens espectrais, que também são observados em ondas dentro da região de luz visível. (wikipedia.org)
  • Experimentos com uma fenda única realizados no laboratório de Arnold Somemrfeld sugeriram que o comprimento de onda de raio X era aproximadamente 1 angstrom. (wikipedia.org)
  • No entanto, raio X são formados por fótons, e por isso não são apenas ondas de radiação eletromagnética mas também exibem propriedades de partículas. (wikipedia.org)
  • O raio atômico é uma propriedade periódica , isso significa que à medida que o número atômico aumenta, os raios atômicos dos elementos da tabela periódica assumem variações fixas, isto é, os tamanhos dos raios atômicos variam de forma periódica de acordo com a família e o período do elemento. (uol.com.br)
  • estrutura
  • Difração de raios X é um fenômeno no qual os átomos de um cristal, em virtude de seu espaçamento uniforme, causam um padrão de interferência das ondas presentes em um feixe incidente de raios X. É uma técnica usada para determinar a estrutura atômica e molecular de um cristal, na qual os átomos cristalinos fazem com que um feixe de raios X incidentes difrate em muitas direções específicas. (wikipedia.org)
  • Raios X enviados sobre um cristal da amostra a ser analisada, fornecem uma imagem geométrica, de acordo com as distâncias interatômicas, o que permite remontar à estrutura do cristal. (wikipedia.org)
  • A difração de raios X tem tido um êxito particular - e porque não dizer espetacular - na determinação da estrutura de moléculas complexas e muito complexas, que valeram aos cientistas que nela trabalharam vários prêmios Nobel. (wikipedia.org)
  • Na figura vêem-se também identificadas algumas estruturas - alguns picos de caroço - que refletem a estrutura de bandas inerente à amostra em análise. (wikipedia.org)
  • Em função da estrutura de bandas ser individual e diferente para cada elemento químico, cada um dos elementos químicos terá um espectro XPS único e diferente dos demais, podendo os espectros serem facilmente utilizados para se identificar a presença ou não de um dado elemento na superfície da amostra, algo similar a uma impressão digital na mão de um datiloscopista. (wikipedia.org)
  • Praticamente todos os processos experimentais para obtenção de informações a respeito da estrutura físico-química da matéria, esteja ela em qualquer um dos três estados físicos, têm por fundamento a análise das características de um ou mais entes físicos provenientes da amostra em estudo graças a excitações provocadas pela incidência de um, ou eventualmente mais de um, ente físico excitante, de natureza não necessariamente igual à do primeiro, na referida amostra. (wikipedia.org)
  • Os entes físicos emitidos pela amostra e suas propriedades não dependem substancialmente não só da estrutura e propriedades internas da amostra em análise como também das natureza e propriedades do ente excitante em questão. (wikipedia.org)
  • Em geral as características da fonte excitadora em um processo experimental de análise são previamente bem conhecidas e informações muito seguras a respeito da estrutura da amostra podem, então, ser obtidas. (wikipedia.org)
  • Em resposta à excitação a amostra geralmente responde emitindo partículas ou radiação, e a análise destes entes físicos emitidos em resposta à excitação será geralmente a fonte de informação utilizada para a obtenção de informações a respeito da amostra uma vez que as propriedades características dos entes emitidos em resposta pela amostra vinculam-se diretamente à estrutura da amostra e ao processo que os originou no interior desta. (wikipedia.org)
  • Suas capacidades de caracerização são devidas em grande parte ao princípio fundamental que cada elemento tem uma estrutura atômica única, de modo que os raios X emitidos são característicos desta estrutura, que identificam o elemento. (wikipedia.org)
  • Técnicas de espalhamento de raios X são uma família de técnicas analíticas não destrutivas o qual revela informações sobre a estrutura dos cristais, composições químicas, propriedades físicas dos materiais e filmes estreitos. (wikipedia.org)
  • espectroscopia
  • A espectroscopia por elétron Auger é importante para determinar a identidade dos átomos de uma amostra. (wikipedia.org)
  • Entre elas podemos destacar: Espectroscopia de Infra-Vermelho é um tipo de espectroscopia de absorção que usa a região do infravermelho do espectro eletromagnético.Como as demais técnicas espectroscópicas, ela pode ser usada para identificar um composto ou investigar a composição de uma amostra. (wikipedia.org)
  • Em síntese, a espectroscopia por elétron Auger é uma das mais difundidas técnicas de estudo de superfícies e importante para determinar a identidade dos átomos de uma amostra. (wikipedia.org)
  • A espectroscopia de fotoelétrons excitados por raios X ou XPS (do inglês X-ray photoelectron spectroscopy, também conhecida por espectroscopia de elétrons para análise química (ESCA, electron spectroscopy for chemical analysis) ou às vezes por espectroscopia Röntgen de fotoelétrons, é uma técnica experimental de análise que encontra grande aplicação em áreas onde o estudo físico-químico de amostras mostre-se importante. (wikipedia.org)
  • Como exemplo tem-se o caso dos elétrons secundários detectados nos espectros XPS obtidos pela técnica de espectroscopia de fotoelétrons excitados por raios X (XPS). (wikipedia.org)
  • comprimento
  • As Microscopias Eletrônicas funcionam incidindo-se um feixe de elétrons em uma amostra, com isso, provoca uma série de emissões de sinais na forma de elétrons(secundários, retro-espalhados, absorvidos, transmitidos, difratados) e de fótons (no comprimento de onda da luz e raios-X). Esses dados são captados por detetores, são amplificados e processados por um analisador para cada tipo de canal. (wikipedia.org)
  • Velocidade máxima: 90 m/h Massa: 899 kg Altura: 2,2 m Largura: 2,7 m Comprimento: 3.0 m Ver artigo principal: Espectrômetro de raios X de partículas alfa APXS (original: Alpha Proton X-ray Spectrometer) é um dispositivo que analisa a composição química de um elemento de amostra a partir das partículas alfa dispersadas, e os raios-X fluorescentes. (wikipedia.org)
  • Os raios X são usados para tal fim porque têm comprimento de onda de 1 a 100 angstroms, ou seja, da mesma ordem de grandeza das distâncias interatômicas, gerando, portanto, difrações significantes. (wikipedia.org)
  • pode
  • A transmissão de prótons através da amostra pode fornecer informações sobre a mesma. (wikipedia.org)
  • As vantagens do microPIXE aparecem ao se analisar uma proteína com sequencia conhecida, a emissão de raios-X do Enxofre pode ser utilizado como uma padrão interno para calcular a quantidade de metais por monômero proteico. (wikipedia.org)
  • Três tipos de espectro pode ser obtidos em um experimento PIXE: Espectro de emissão de raios-X. Espectro de retrodispersão de Rutherford. (wikipedia.org)
  • A técnica pode quantificar os metais presentes na proteína com uma acurácia relativa de 10% a 20% As vantagens do microPIXE aparecem ao se analisar uma proteína com sequencia conhecida, a emissão de raios-X do Enxofre pode ser utilizado como uma padrão interno para calcular a quantidade de metais por monômero proteico. (wikipedia.org)
  • Assim sendo, cada combinação diferente do ente excitante com o ente escolhido para análise produz uma técnica experimental diferente que pode mostrar-se mais sensível a determinadas propriedades da amostra e insensível a outras, e a escolha da técnica a se empregar depende muito da informação a se obter. (wikipedia.org)
  • Na parte interior pode-se observar a fotografia de uma amostra após o tratamento térmico. (docplayer.com.br)
  • Para a resolução dos parâmetros da célula unitária pode ser suficiente a difração de raios X em pó, ainda que para uma elucidação precisa das posições atômicas seja conveniente a difração de raios X em monocristal. (wikipedia.org)
  • A simetria dos cristais foi investigada pela primeira vez por Nicolas Steno (1669), que mostrou que os ângulos entre as faces são os mesmos em qualquer amostra de um determinado tipo de cristal, e por Rene Just Hauy (1784), que descobriu que toda face de um cristal pode ser descrita pela simples combinação de blocos de mesma forma e tamanho. (wikipedia.org)
  • Wilhelm Conrad R
  • Em 1894, Wilhelm Conrad Röntgen (Figura 4) se interessou pelo trabalho publicado pelo físico Phillip Lenard, sobre os raios catódicos. (wikipedia.org)
  • Os raios X foram descobertos em 8 de novembro de 1895 pelo físico alemão Wilhelm Conrad Röntgen. (wikipedia.org)
  • Foi o físico alemão Wilhelm Conrad Röntgen (1845-1923) quem detectou pela primeira vez os raios X, que foram assim chamados devido ao desconhecimento, por parte da comunidade científica da época, a respeito da natureza dessa radiação. (wikipedia.org)
  • tubo
  • A descoberta ocorreu quando Röentgen estudava o fenômeno da luminescência produzida por raios catódicos num tubo de Crookes. (wikipedia.org)
  • Intrigado, resolveu colocar entre o tubo de raios catódicos e o papel fotográfico alguns corpos opacos à luz visível. (wikipedia.org)
  • emitidos
  • Em essência, esta técnica consiste em se iluminar uma amostra com raios X e em coletar os fotoelétrons por ela emitidos em um analisor de elétrons, dispositivo esse capaz de resolvê-los em função das respectivas velocidades (energias cinéticas) e de, então, contá-los. (wikipedia.org)
  • Diversos são os entes excitantes disponíveis, bem como diversos são os entes emitidos, simultaneamente, por uma amostra sob excitação de um único ente. (wikipedia.org)
  • diferentes
  • A partir desse padrão de interferência de ondas refletidas por diferentes interfaces da amostra conseguimos tirar as informações necessárias que buscamos. (wikipedia.org)
  • Diferentes tipos de aplicações utilizam diferentes partes do espectro de raios X. (wikipedia.org)
  • A informação dos coeficientes de atenuação linear de um feixe de raios-X em diferentes materiais permite prever quão radiopacos são estes materiais. (wikipedia.org)
  • Se um feixe de raios-X incidir em uma amostra composta por diferentes materiais, e um filme sensível a raios-X for posicionado atrás desta amostra, poderá se observar no filme uma imagem composta por diferentes tons de cinza. (wikipedia.org)
  • devido
  • A produção de raios X se deve principalmente devido à transições de elétrons nos átomos, ou da desaceleração de partículas energéticas carregadas. (wikipedia.org)
  • consiste
  • Entre elas podemos destacar: A Microscopia de força atômica é uma técnica de análise que consiste na varredura da superfície de uma amostra com uma sonda a fim de obter sua imagem topográfica com resolução atômica, além de mapear certas propriedades mecânicas e físico-químicas dos materiais que as compõe.A técnica permite uma série de análises e manipulações sobre as amostras em uma escala nanométrica. (wikipedia.org)
  • emitindo
  • O princípio da técnica é ter uma fonte de raios-x emitindo sobre uma amostra a ser analisada e um detetor sensível ao sinal gerado. (wikipedia.org)
  • Ele então iniciou uma série de experimentos com o objetivo de estudar tais radiações e foi em 8 de novembro de 1895, em mais um dia de trabalho, que ele observou que a folha de papel tratada com platinocianeto de bário, deixada próxima ao tudo de raios catódicos, brilhava no escuro, emitindo uma luz. (wikipedia.org)
  • foram
  • Logo que os raios X foram descobertos, pouco se sabia a respeito da sua constituição. (wikipedia.org)
  • Os compostos foram preparados e caracterizados em suas propriedades estruturais, magnéticas e eletrônicas por medidas de difração de raios-x, susceptibilidade DC e resistividade AC. (docplayer.com.br)
  • computed tomography
  • Radiologia Radiologia e diagnóstico por imagem Escala Hounsfield Cierniak, R. X-Ray Computed Tomography in Biomedical Engineering. (wikipedia.org)
  • elementos
  • Os cientistas identificam assim os elementos e isótopos presentes na amostra. (wikipedia.org)
  • Uma relação de espectros para todos os elementos químicos conhecidos encontra-se há muito na literatura, e os espectros dos compostos químicos são, ressalvadas características próprias, em primeira aproximação a soma dos espectros individuais para os elementos que compõem a substância ou dos elementos que encontram-se por ventura juntos na superfície da amostra em análise. (wikipedia.org)
  • O preenchimento das vacâncias resultantes, por elétrons mais periféricos, induz a emissão de raios X característicos dos elementos constituintes da amostra, semelhantemente ao que ocorre com o processo PIXE. (wikipedia.org)
  • cristais
  • Desta maneira, o clássico texto de Guinier de 1963 titulado por "Difração de raios X em cristais, cristais imperfeitos e corpos amorfos", diz respeito à difração que não estava claramente restrita aos cristais naquele momento. (wikipedia.org)
  • sofrem
  • Esses raios sofrem uma deflexão e são registrados em uma chapa fotográfica, na qual é possível visualizar a localização desses átomos, bem como a distância entre seus núcleos. (uol.com.br)
  • fonte
  • A radiação (λ) é emitida da fonte, paralelamente incidindo sobre a amostra, onde ocorre o espalhamento (λ'), que será coletado por um detector. (wikipedia.org)
  • habilidade
  • Esse limite inferior é dado pela habilidade com que os raios-X conseguem atravessar a janela que separa o detector da câmara experimental. (wikipedia.org)
  • estudo
  • A cela cúbica, a quantidade de linhas bem indexáveis e a estabilidade do composto permitem preparar uma boa amostra para o alinhamento de instrumentos de Difração de Raios X, como os difratômetros automáticos para o estudo de monocristais. (wikipedia.org)
  • deste
  • Placas fotográficas são sensíveis a radiação eletromagnética de raios-X. Deste então, a interação dos raios-X com a matéria foi extensivamente estudada, tanto experimentalmente como teoricamente. (wikipedia.org)
  • espectros
  • Eles levaram observações ópticas detalhadas (incluindo espectros) de uma amostra de raios-X de vinte e cinco estrelas T-Tauri em duas próximas formações de nuvens de estrelas para derivar suas idades e massas estelares. (misteriosdouniverso.net)
  • fornece
  • A retrodispersão fornece informações sobre a espessura e composição da amostra. (wikipedia.org)
  • Para isso, ele utilizou a difração de raios X - essa técnica não é microscopia, pois fornece uma imagem "indireta" da molécula. (wikipedia.org)
  • Um dos métodos importantes para caracterizar o arranjo de moléculas em um cristal é o método da difração de raios X. Ele fornece a posição relativa dos átomos que constituem o cristal e, consequentemente, o arranjo espacial entre as moléculas no mesmo. (wikipedia.org)
  • tipo
  • Willian Crookes, em 1875, concluiu que essa luminescência era algum tipo de radiação que partia do terminal negativo indo em direção ao terminal positivo, denominado de raios catódicos. (wikipedia.org)
  • A escolha da técnica, ou mais provavelmente das técnicas, depende, portanto, do tipo de informação procurada, da região de interesse da amostra, e da viabilidade ou não de se destruir a amostra na análise. (wikipedia.org)
  • resposta
  • Ao aceitar-se o modelo mais simples, assume-se uma independência entre as diversas formas de resposta da amostra à excitação, ou quando facilmente implementável ou necessário, minimiza-se as conseqüências de se assumir esta eventual independência entre os processos através de "variável global" dentro do modelo. (wikipedia.org)
  • densidade
  • O importante é que a amostra possua inomogeneidades de densidade eletrônica. (wikipedia.org)
  • Análise de filmes finos por reflexão de Raios X ou XRR (do inglês, x ray reflectometry) é uma técnica de análise de materiais para filmes finos não destrutiva para determinação da espessura, rugosidade e densidade. (wikipedia.org)