• espalhamento
  • O Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS) possui estações experimentais com instrumentação especializada para investigar materiais biológicos, desde a escala atômica, como é o caso da cristalografia de proteínas, escala nanométrica - pelas técnicas de espalhamento de raios-x a baixos ângulos e de nano-espectroscopia no infravermelho - até escalas de micrômetros - por tomografia ou fluorescência de raios X. (cnpem.br)
  • onda
  • Naquela época, o modelo de onda da luz - mais especificamente, a teoria de Maxwell sobre a radiação eletromagnética - foi bem aceito no meio científico, e os experimentos de Clarles Glover Barkla mostrou que raio X exibia fenômenos associados com ondas eletromagnéticas, incluindo polarização transversa e linhagens espectrais, que também são observados em ondas dentro da região de luz visível. (wikipedia.org)
  • estrutural
  • Ao contrário dos métodos clássicos da biologia estrutural (cristalografia de raios X, microscopia ou RMN em solução), esta técnica permite estudar a parede bacteriana como um todo e na presença de sua máquina de síntese. (blogspot.com.br)
  • 1 Universidade Federal de Goiás Instituto de Física Resolução Estrutural por Difração de Raios X de Tiouréias com Potencial Atividade Biológica Fernando Pereira de Sá Dissertação apresentada ao Instituto de Física da Universidade Federal de Goiás, para a obtenção do título de Mestre em Física. (docplayer.com.br)
  • tubo
  • Porém, como a forma de obtenção de raios-x desenvolvidas por Röntgen era trabalhosa, e inviável comercialmente, em 191 W. D. Coolidge nos laboratórios da General Electric em Nova York desenvolveu um novo tubo (Fig-), onde elétrons eram produzidos em um filamento incandescente e subsequentemente acelerados na direção de um anodo metálico resfriado por água, obtendo uma potência máxima em torno de 1kW. (docplayer.com.br)
  • O tubo de Coolidge foi utilizado como tubo de raios-x padrão por muitas décadas, mas na década de 1960 foi desenvolvido um anodo rotatório que produz raios-x por colisão de elétrons (Fig-). O espectro de raios-x gerados por este sistema tem uma parte contínua devido ao elétron ser desacelerado (caso o elétron desacelerado pare seu movimento, ocorre a produção de radiação bremsstrahlung), tendo assim um espectro amplo. (docplayer.com.br)
  • O espectro de energia de um tubo de raios-x mostra que possui linhas de fluorescência superpostas por uma radiação bremsstralung contínua. (docplayer.com.br)
  • 7 Tubo de raios X Fonte: SKOOG, D. A. (docplayer.com.br)
  • mostrado
  • É possível forçar a imobilização dos átomos metálicos no equador como mostrado na cristalografia de raios X quando o fulereno é funcionalizado externamente por um grupo silil doador de elétrons em uma reaçao de Ce2@C80 com 1,1,2,2-tetrakis(2,4,6-trimetilfenil)-1,2-dissilirano. (wikipedia.org)
  • foram
  • Graças a uma técnica chamada de "espectroscopia RMN do sólido", o equivalente a uma ressonância magnética médica, os pesquisadores foram capazes de captar imagens em 3D, no nível atômico, de um dos principais «tijolos» desta parede, o peptidoglicano, na presença de uma das enzimas responsáveis pela sua fabricação. (blogspot.com.br)
  • Os demais foram omitidos por motivo de clareza Projeção ao longo do eixo a (representado na Figura por X) mostrando dois dímeros formando um arranjo tipo espinha de peixe, para o composto T Representação ORTEP do composto T Formação de dímeros em torno de centros de inversão para o composto T2. (docplayer.com.br)
  • Gama
  • O Laboratório da Radiação Gama e X (LAFRAG) foi criado na década de 70 e dedica-se às interações da radiação eletromagnética ionizante com a matéria, principalmente aos espalhamentos Rayleigh e Compton. (wikipedia.org)
  • industriais
  • Ao longo do tempo expandiu suas atividades para a área de Raios X, passando também a trabalhar com aplicações médicas e industriais dessas formas de radiação. (wikipedia.org)
  • Tipicamente, suas energias estão na faixa entre 100 ev e 100 kev, apesar de algumas aplicações industriais e medicinais utilizarem raios X com energias da ordem e 1 MeV. (docplayer.com.br)