• Proteger
  • A barreira hemato-testicular também tem a função de proteger as células germinativas de agentes nocivos que circulam através do sangue, previne a entrada na circulação sanguínea de produtos antigénicos resultantes da maturação das células germinativas, e consequente resposta auto-imune, e pode ainda auxiliar na manutenção do gradiente osmótico que facilita o transporte de fluido para o interior do lúmen tubular. (wikipedia.org)
  • permite
  • A presença da barreira hemato-testicular permite às células de Sertoli controlar o ambiente do compartimento adluminal, no qual as células germinativas (espermatócitos, espermatídeos, e espermatozóides) se desenvolvem, ao influenciar a composição química do fluido no lúmen. (wikipedia.org)
  • sangue
  • A barreira hematoencefálica garante também a proteção do sistema nervoso central contra os agentes patogênicos, toxinas e alguns hormônios presentes no sangue. (ccm.net)
  • O nome "barreira hemato-testicular" é enganador, na medida em que não se trata de uma barreira entre o sangue e o órgão, no sentido estrito, mas é antes uma barreira entre o sangue e as células de Sertoli do túbulo seminífero, que isola as células germinativas do sangue. (wikipedia.org)
  • A barreira é formada por junções de oclusão, junções de aderência e junções gap entre as células de Sertoli, que são células de suporte dos túbulos seminíferos, e que dividem o túbulo seminífero no compartimento basal (região externa do túbulo, em contacto com o sangue e a linfa) e no compartimento adluminal (região interna do túbulo, isolada do sangue e da linfa). (wikipedia.org)