Como detectar a Síndrome neuroléptica maligna?


  • Quando uma pessoa faz uso de Seroquel por 1 ano e depois de um tempo começa a sentir calor no rosto, pressão baixa, musculatura enrijecida, fraqueza, existe uma maneira de saber?? Mirtazapina será que também causa essa síndrome??
  • A Síndrome Neuroléptica Maligna deve ser diferenciada dos sintomas de uma condição neurológica ou outra condição médica geral. Uma hipertermia devido a uma condição médica geral (por ex., uma infecção viral) precisa ser distinguida da hipertermia associada com a Síndrome Neuroléptica Maligna. Temperaturas extremamente elevadas são devido, com maior freqüência, à Síndrome Neuroléptica Maligna, especialmente na ausência de uma condição médica geral identificável. Além disso, na Síndrome Neuroléptica Maligna, outros aspectos característicos (por ex., severa rigidez muscular) também estão presentes. As condições médicas gerais cujas apresentações podem assemelhar-se a uma Síndrome Neuroléptica Maligna incluem infecção do sistema nervoso central, estado de mal epiléptico, lesões cerebrais subcorticais (por ex., acidente vascular encefálico, trauma, neoplasmas) e condições sistêmicas (por ex., porfiria intermitente aguda, tetania). A intermação pode imitar a Síndrome Neuroléptica Maligna, mas pode ser distinguida pela presença de pele seca e quente (ao invés de diaforese), hipotensão (ao invés de pressão sangüínea instável ou elevada) e flacidez dos membros (ao invés de rigidez). A hipertermia maligna apresenta-se com hipertermia e rigidez e em geral ocorre em indivíduos geneticamente suscetíveis que receberam anestésicos inalantes halogenados e relaxantes musculares despolarizantes. A hipertermia maligna geralmente inicia alguns minutos após a aplicação da anestesia. Uma vez que outras condições médicas gerais podem co-ocorrer ou resultar da Síndrome Neuroléptica Maligna, é importante determinar se a hipertermia ocorreu antes ou depois dos problemas médicos sobrepostos. A descontinuação abrupta de um medicamento antiparkinsoniano em uma pessoa com doença de Parkinson ou o tratamento com agentes depletores de dopamina (por ex., reserpina, tetrabenazina) podem precipitar uma reação similar à Síndrome Neuroléptica Maligna.

Podemos tratar síndrome do ovário policístico com uso de cloridrato de metformina?


Tem alguma relação a Síndrome dos ovário micropolicísticos com o não sentir orgasmo?


Você sabe o que vem a ser a Síndrome do Cutting?


  • A depressão é manifestada de várias formas e uma delas é a síndrome do cutting, ocorre que poucos sabem a seu respeito, este é o espaço para que possamos aprender um pouco mais a respeito dela.
  • Cutting ( em inglês: se cortar) Parece q está virando moda entre os adolescentes, até comunidades e blogs a respeito já existem. Pessoas que sentem alivio qdo se cortam ... Vou colar aqui um trecho q encontrei na internet q mostra bem o que é isso: Marina, 17, faz nos braços, na parte lateral do pulso e no tornozelo. Usa estilete - costuma desenhar ‘estrelinhas’. Ana Paula, 18, risca com lâminas de gilete ombros e coxas, locais não muito expostos, ‘para poder disfarçar’. Guilherme, 18, escolhe o braço esquerdo como alvo; estilete é seu instrumento. O que os três têm em comum, além de estarem na adolescência? Eles se ferem e, no limite, colocam suas vidas em risco, abrindo cortes no próprio corpo.Também chamada de ‘cutting’ (em inglês, se cortar), a prática tem despertado a atenção de educadores e da comunidade médica, especialmente porque pesquisas recentes apontam um aumento do número de adolescentes adeptos de algum tipo de automutilação.’Isso é cada vez mais freqüente entre os jovens, e alguns educadores já chamam o ‘cutting’ de “o transtorno alimentar do novo milênio’’ Realmente precisamos ficar atentos qto a essa prática, principalmente entre os adolescentes...ótima lembrança sua!!

Minha presão pela 1ª vez estava 14.8 isso é muito ruim ate pq tenho síndrome do pânico e isso acelera o coraçã?


  • Minha presão sempre foi de 12.8 ou 11.8 levei um susto quando o médico disse que estava 14.8, mas tenho síndrome do pânico então isso faz com que o coração por muitas vezes dispare e ele disse que era por causa disso se eu me distraio nao sinto meu coração bater muito rápido acho que estou é tensa tbm...
  • Cuide de seu pânico, deixe essa ansiedade sob controle, daí a pressão fica estável.

Pessoas com aparência física de portadores de Síndrome de Down, podem ser considerados portadores?


  • Conheço pessoas com aparência facial de portador de Síndrome de Down (olhos puxados, pescoço com área posterior reta e grosso, dentre outras), que não são comprometidas intelectualmente ou na parte motora, em fim levam uma vida igual a dos não portadores. Gostaria de saber se elas podem ser consideradas portadoras desta síndrome.
  • Elas podem ter o q chamamos de Mosaico down. É quando a anormalia cromossomica não se consolida de forma completa. Assim a pessoal tem alterações físicas , mas intelecto normal. ABraço

Depressão profunda e síndrome do pânico pode ser curados sem ajuda médica e medicação?


  • A força de vontade, objetivos e sonhos já são inexistente.
  • Lucia C, o que poderia eu dizer-te...? Eu particularmente acho que precisamos de ajuda médica e de medicação tbm. ******************************************************************************** Analisar sempre as próprias condutas, o impacto dos acontecimentos constrangedores, a situação pessoal e as contrariedades marcantes no presente ou no passado, para diagnosticar, corretamente as causas da depressão; iniciar logo um tratamento espiritual e médico, com o envolvimento dos familiares e dos amigos, para obter eficiência; buscar a cura pela conscientização das causas e pelo emprego da força de vontade: para melhorar , é preciso querer sarar; não Ter vergonha de recorrer a todos os recursos necessários e disponíveis na sociedade; persistir na obtenção da cura, mesmo se os resultados iniciais forem lentos; valorizar as condutas cristãs e os ensinamentos religiosos e espirituais, que melhoram as faculdades da alma e lhe permitem externar suas forças; confiar na ajuda espiritual, invocando-a pela prece; pedir, humildemente, a ajuda dos familiares e amigos; tentar esquecer os erros cometidos, deixar no passado os fatos marcantes, perdoar as faltas próprias e dos semelhantes e fugir da rememoração dos acontecimentos chocantes que ainda exercem ação sobre as emoções, os sentimentos, a mente e os pensamentos; procurar manter atividades sadias , levar uma vida simples e descomplicada, readquirir hábitos salutares e valorizar a prática das virtudes; Mensagem extraída do livro “ Equilíbrio Íntimo pelo Espiritismo “ - Geziel Andrade ) analisar sempre as próprias condutas, o impacto dos acontecimentos constrangedores, a situação pessoal e as contrariedades marcantes no presente ou no passado, para diagnosticar, corretamente as causas da depressão; iniciar logo um tratamento espiritual e médico, com o envolvimento dos familiares e dos amigos, para obter eficiência; buscar a cura pela conscientização das causas e pelo emprego da força de vontade: para melhorar , é preciso querer sarar; não Ter vergonha de recorrer a todos os recursos necessários e disponíveis na sociedade; persistir na obtenção da cura, mesmo se os resultados iniciais forem lentos; valorizar as condutas cristãs e os ensinamentos religiosos e espirituais, que melhoram as faculdades da alma e lhe permitem externar suas forças; confiar na ajuda espiritual, invocando-a pela prece; pedir, humildemente, a ajuda dos familiares e amigos; tentar esquecer os erros cometidos, deixar no passado os fatos marcantes, perdoar as faltas próprias e dos semelhantes e fugir da rememoração dos acontecimentos chocantes que ainda exercem ação sobre as emoções, os sentimentos, a mente e os pensamentos; procurar manter atividades sadias , levar uma vida simples e descomplicada, readquirir hábitos salutares e valorizar a prática das virtudes; Mensagem extraída do livro “ Equilíbrio Íntimo pelo Espiritismo “ - Geziel Andrade ) analisar sempre as próprias condutas, o impacto dos acontecimentos constrangedores, a situação pessoal e as contrariedades marcantes no presente ou no passado, para diagnosticar, corretamente as causas da depressão; iniciar logo um tratamento espiritual e médico, com o envolvimento dos familiares e dos amigos, para obter eficiência; buscar a cura pela conscientização das causas e pelo emprego da força de vontade: para melhorar , é preciso querer sarar; não Ter vergonha de recorrer a todos os recursos necessários e disponíveis na sociedade; persistir na obtenção da cura, mesmo se os resultados iniciais forem lentos; valorizar as condutas cristãs e os ensinamentos religiosos e espirituais, que melhoram as faculdades da alma e lhe permitem externar suas forças; confiar na ajuda espiritual, invocando-a pela prece; pedir, humildemente, a ajuda dos familiares e amigos; tentar esquecer os erros cometidos, deixar no passado os fatos marcantes, perdoar as faltas próprias e dos semelhantes e fugir da rememoração dos acontecimentos chocantes que ainda exercem ação sobre as emoções, os sentimentos, a mente e os pensamentos; procurar manter atividades sadias , levar uma vida simples e descomplicada, readquirir hábitos salutares e valorizar a prática das virtudes; Mensagem extraída do livro “ Equilíbrio Íntimo pelo Espiritismo “ - Geziel Andrade ) BBom dia.

Qual a orientação nutricional para pacientes com a Síndrome de Alport?