• outros
  • Atualmente existem outras opções bem menos agressivas de pré-treinos e vasodilatadores, tais como a cafeína, a arginina, beta-alanina, o ácido ascórbico (vitamina c), entre outros. (fisiculturismo.com.br)
  • Os receptores beta 1 também são encontrados nos rins, entre outros órgãos, onde liberam a renina que, através de alguns percursos orgânicos, é outra responsável pelo aumento da pressão arterial. (121doc.com)
  • beta1
  • No contexto dos betabloqueadores interessa falar neste momento dos Receptores beta1 presentes sobretudo no coração, aparelho justa glomerular do rim, intestino, nas regiões oculares responsáveis pela produção de humor aquoso, tecido adiposo e em menor quantidade nos tecidos brônquicos. (wikipedia.org)
  • Também, em certas situações patológicas como a insuficiência cardíaca, o número de receptores beta1 está reduzido, havendo uma diminuição da resposta aos medicamentos inotrópicos. (wikipedia.org)
  • adrenalina
  • Os receptores adrenérgicos, ou adrenorreceptores são aqueles ligados à proteína G, ativados pela adrenalina e pela noradrenalina. (121doc.com)
  • Muitas células de nosso organismo possuem esses receptores e a estimulação de sinais nervosos pode causar uma resposta simpática, ou seja, a liberação de adrenalina ou noradrenalina, fazendo aumentar a frequência cardíaca. (121doc.com)
  • Quando o coração reduz seus batimentos, para manter a frequência cardíaca, o organismo começa a liberar adrenalina e noradrenalina, que se ligam aos receptores beta 1, nas células do músculo cardíaco, fazendo com que o coração possa bater mais rápido e mais forte. (121doc.com)
  • Também os receptores beta-2 respondem à ligação de noradrenalina e adrenalina a qualquer sinal nervoso nas células. (121doc.com)
  • aumento
  • Nos brônquios e na traqueia, os receptores beta 2 são responsáveis pelo aumento da respiração, quando o corpo precisa de mais oxigênio. (121doc.com)
  • A cetilcolina se difunde pela fenda sináptica e se combina com os receptores especializados, levando a um aumento localizado da permeabilidade iônica (receptores nicotínicos) ou a ativação de segundos mensageiros intracelulares (receptores muscarínicos). (slideshare.net)
  • A ligação da ACh liberada pelos neurônios motores alfa para os receptores nicotínicos na membrana da célula muscular resulta em despolarização (entrada de Na+) da placa motora terminal (geração do potencial de placa terminal - PPT), com conseqüente aumento da condutância dos canais de Ca+ nas células musculares, que promoverão a ligação actina/miosina - contração muscular. (slideshare.net)
  • Estimula os subtipos de receptores beta-2 no sistema adrenérgico, o que resulta no aumento de cAMP (um derivado de ATP necessário para a conversão celular). (saudedica.com.br)
  • canais
  • e os receptores muscarínicos, que pertencem à superfamília das proteínas G. 2.1 - Receptores nicotínicos Os receptores nicotínicos estão diretamente acoplados aos canais iônicos e medeiam a transmissão sináptica excitatória rápida na junção neuromuscular, nos gânglios autônomos e em vários locais no SNC. (slideshare.net)
  • Os receptores nicotínicos são canais iônicos regulados por ligantes (subtipos Nn e Nm). (slideshare.net)
  • vascular
  • Barorreceptor renal - É um receptor vascular intrarenal, localizado na arteríola aferente, que é ativado pela redução de pressão de perfusão renal. (wikipedia.org)
  • Receptores beta2 existem predominantemente no tecido brônquico, no músculo liso vascular, no pâncreas endócrino (produção de insulina), trato gastrointestinal e em menor quantidade no coração e troncos principais das artérias coronárias O número de receptores não é estático: diminui com a idade e aumenta com a tomada de betabloqueadores em tratamento prolongado. (wikipedia.org)
  • resposta
  • O termo é normalmente usado neste contexto em bioquímica, toxicologia e farmacologia: a interferência em uma ação fisiológica de uma substância química por outra que tenha uma estrutura similar que tem afinidade forte com o receptor sem causar a ativação ou resposta do mesmo. (wikipedia.org)
  • Um receptor antagonista é um agente que reduz a resposta que um ligante produz quando se une a um receptor em uma célula. (wikipedia.org)
  • utilizados
  • Amidefrina Etilefrina Levarterenol Pelo estímulo dos receptores beta, são utilizados na asma, enfisema e bronquite Etafedrina Colterol Nisbuterol Salbutamol A descongestão ocorre pelo estímulo dos receptores alfa, resultando em constrição e redução de sangue na área. (wikipedia.org)
  • normalmente
  • Normalmente, os receptores de estrutura na superfície das células de nosso organismo respondem à ligação de substâncias através de sinais nervosos. (121doc.com)
  • estrutura
  • A sua estrutura molecular é semelhante à das catecolaminas endógenas (epinefrina e norepinefrina), competindo com elas a nível dos receptores. (wikipedia.org)
  • ligam
  • Antagonismo em farmacologia se refere aos compostos químicos que se ligam a determinados receptores neurológicos porém sem ativá-los, impedindo que os componentes que o ativariam de se ligarem. (wikipedia.org)
  • reduzindo
  • Quando o receptor nicotínico é ativado pela acetilcolina, o canal se abre e ambos, Na+ e K+, fluem por ele, reduzindo os respectivos gradientes eletroquímicos (o Na+ entra na célula e o K+ saí dela), isso causa a despolarização da membrana celular. (slideshare.net)