• exemplo
  • O quadro clínico é insidioso e muitas vezes não há sinais específicos de doença biliar (por exemplo, icterícia), o que dificulta o estabelecimento do diagnóstico (1,2) . (scielo.br)
  • Ostomia (em Portugal, no Brasil utiliza-se o termo Estomia) é um procedimento cirúrgico que consiste na abertura de um órgão oco como, por exemplo, algum trecho do tubo digestivo, do aparelho respiratório, urinário, ou outro qualquer, podendo ou manter uma comunicação com o meio externo, através de uma fístula, por onde pode-se conectar um tubo de inspeção ou manutenção. (wikipedia.org)
  • Como exemplo, a traqueostomia é aplicada a pacientes com dificuldades respiratórias, em que a traqueia é aberta abaixo do ponto congestionado e um tubo é inserido no local para permitir a entrada livre de ar, na colecistectomia quando se abre a vesícula biliar para retirada de cálculos e fecha-se ela novamente. (wikipedia.org)
  • Determinados grupos étnicos estão mais susceptíveis do que outros, com, por exemplo, 48% dos Índios Americanos a apresentarem cálculos biliares. (wikipedia.org)
  • comuns
  • Complicações não tão comuns são as fístulas de vesícula biliar, a síndrome de Mirizzi e o íleo biliar. (csbmi.com.br)
  • Existem várias possíveis causas, sendo as mais comuns: Pedra na Vesícula Biliar Danos causados pelo Álcool Outras possíveis causas são: Hipertrigliceridemia Esteroides Infecção viral (como caxumba/papeira) Hipotermia Diuréticos Autoimunidade Vasculite Mal formação genética Problemas pós-operatórios Ateroembolia Colelitíase Hiperlipoproteinemia Hipercalcemia Veneno de escorpião Mulheres grávidas são mais sensíveis a desenvolverem problemas com o excesso de triglicerídeos. (wikipedia.org)
  • anos
  • O grupo etário predominante no íleo biliar é de pacientes idosos entre 70 - 80 anos, porém pode ocorrer em pacientes mais jovens, como no caso apresentado. (scielo.br)
  • quadro
  • O aspecto do cálculo, associado ao quadro clínico de abdome agudo obstrutivo, levantou a suspeita de obstrução intestinal por cálculo biliar (íleo biliar). (scielo.br)
  • Como etiopatogenia, temos um quadro-base de colecistopatia calculosa, que evolui num quadro agudo com formação de fístula colecistoentérica. (scielo.br)
  • À imagenologia, o quadro radiológico clássico consiste na tríade de Rigler: obstrução de alças delgadas, pneumobilia e cálculo biliar ectópico (4) . (scielo.br)
  • Em resumo, o íleo biliar é uma doença que deve ser considerada em pacientes, particularmente os idosos, que apresentam quadro clínico-abdominal obstrutivo agudo (3) , associado a alguns achados radiológicos característicos (sinais de distensão delgada, pneumobilia e cálculos ectópicos), cujo diagnóstico precoce permite pronta terapia e evolução mais favorável. (scielo.br)
  • intestino
  • O íleo biliar é responsável por 1-4% de todos os casos de obstrução do intestino delgado - a síndrome corresponde a obstrução a nível duodenal. (csbmi.com.br)
  • O exame de imagem com maior importância é a tomografia computadorizada, que consegue identificar a Tríade de Rigler em aproximadamente 77% dos casos (obstrução do intestino delgado, pneumobilia e cálculo biliar ectópico). (csbmi.com.br)
  • Formação de fístula com o intestino. (wikipedia.org)
  • perda
  • Os factores de risco para os cálculos biliares estão associados a pílulas anticoncepcionais, à gravidez, ao histórico familiar de cálculos biliares, obesidade, diabetes, doenças hepáticas ou rápida perda de peso. (wikipedia.org)
  • paciente
  • Nesse contexto, o escritório Gregoire Gularte Advogados ajuizou demanda para fornecimento de STENT BILIAR e BALÃO DE DILATAÇÃO para paciente com diagnóstico de fístula de via biliar, pois o pedido administrativo realizado junto a autarquia estadual havia sido indeferido sob o fundamento de falta de cobertura. (adv.br)
  • decorrente
  • O íleo biliar é uma obstrução mecânica do trato gastrointestinal, decorrente da impactação de um ou mais cálculos biliares na luz intestinal. (scielo.br)
  • podendo
  • Habitualmente não se atua na causa biliar na primeira etapa, para não se estender no tempo cirúrgico nos pacientes mais idosos, e, em geral, estes permanecem assintomáticos, podendo ocorrer até o fechamento espontâneo da fístula no pós-operatório (3) . (scielo.br)