Gostaria de saber se azoospermia esta ligada a varicocele ou as duas coisas são diferentes?


Meu esposo tem varicocele e azoospermia. Gostaria de saber se a azoospermia apareceu por causa da varicocele ou se são dois problemas diferentes?
----------

Cara princesinha,
apesar de serem problemas distintos, eles podem ter uma relação de causa-efeito, mas para a varicocele levar a azoospermia leva muito tempo. Geralmente ela causa diminuição na produção ou má-formação de espermatozóides.
Ou seu marido deixou a varicocele chegar a um ponto crítico ou a azoospermia teve outra causa, há homens em que é congênita. Só um médico poderia diagnosticar.  (+ info)

Alguém tem conhecimento se existe alguma clínica em Teresina que trate de azoospermia?


Fiz um espermograma, que teve como resultado azoospermia. Pesquisando na internet observei que existe tratamento, dessa forma como moro no Piauí, gostaria de saber sobre alguma clínica que tenha médico especializado em azoospermia.
----------

Procure tb um Urologista na med Imagem como nossa colega falou e a clinic CRIAR QUE FICA dentro da urocenter ,perto do hotel ibis  (+ info)

O meu marido tem azoospermia, alguem conseguiu engravidar fazendo algum tratamento?


Nos já sabemos que azoospermia é ausência total de espermatozóide, mas gostaria de saber de alguém que já conseguiu, quanto gastou em cada tentativa e onde fez.
Me ajudem por favor
----------

consulte seu médico,talvez fertilização in vitro
resolva.
se não der, adote uma criança, que precisa
desesperadamente de uma mamãe.  (+ info)

azoospemia não obstrutiva é um tipo congênito ou adquirido? tem como fazer cirurgia e engravidar?


Quais os tipos não obstrutivos de azoospermia, as possibilidades de cirurgia, se existe possibilidade de engravidar, etc. Meu marido tem esse deficiência e tem 38 anos. Ainda posso ter um filhinho (a) dele?
----------

Amiga, as azoospermias não obstrutivas são causadas por defeitos na produção dos espermatozóides pelos testículos. De um modo geral, são mais graves que as obstrutivas, podendo ser de origem medicamentosa (quimioterapia), genética ou hormonal. Nesta última, podem aparecer alterações na libido (vontade sexual), na ereção ou no aspecto do corpo do paciente (ausência de pilificação, por exemplo) que fazem suspeitar do quadro. Os testículos são formados por vários túbulos enovelados, os túbulos seminíferos. Dentro deles, são produzidos os espermatozóides. Entre os túbulos, existem células que produzem o hormônio masculino (testosterona), que determina as características sexuais masculinas (maior massa muscular, voz grave, desenvolvimento peniano, etc..). Tanto a produção de espermatozóides quanto de testosterona são reguladas pelos hormônios da hipófise, situada no cérebro. O hormônio folículo estimulante (FSH) ativa a espermatogênese, e o luteinizante (LH) a produção de testosterona. Defeitos nos mecanismos de produção ou de ação destes hormônios nos testículos podem produzir alterações negativas na produção de espermatozóides.
Alterações no FSH, LH ou testosterona podem produzir azoospermia. Algumas vezes o FSH é baixo, e não estimula adequadamente os testículos. Nesse caso, a solução é a administração de FSH, que pode vir a resolver o problema. Noutras ocasiões, o FSH é alto. Nesse caso, o defeito testicular é mais grave, e em geral a reprodução apenas pode ser conseguida com a doação de espermatozóides (banco de sêmen). Quando a testosterona e o LH são alterados, em geral a reposição de testosterona apenas pode resolver o problema. Nesse caso o diagnóstico pode ser presumido por alterações da libido ou ereção e confirmado por dosagem hormonal.
As alterações genéticas podem comprometer as células que produzem os espermatozóides, produzindo azoospermia. A extensão desse comprometimento é variável, de modo que em algumas ocasiões existem, dentro dos testículos, "ilhas" que produzem espermatozóides. Ocorre que a quantidade produzida é tão pequena que o espermograma continua registrando azoospermia. Nesses casos, a abertura dos testículos sob microscopia pode revelar a presença dos espermatozóides, que podem então ser retirados, injetados nos oócitos (óvulos) e produzir embriões viáveis, através de processo de fertilização in vitro. Em casos mais extremos, a gravidez pode ser conseguida através de espermatozóides de banco de sêmen.
Espero ter ajudado.  (+ info)

Alguem sabe se o governo paga ou ajuda financeiramente o tratamento de fertilidade humana?


Meu marido tem azoospermia e quero engravidar, alguém pode me ajudar com essa questão. Me passar um site ou algo assim?
----------

procure no Google  (+ info)

o que pode causar azoospermia obstrutiva?qual o primeiro passo para o tratamento?


fiz uma cirurgia para tirar o testiculo do lado esquerdo que estava no abdomen,tinha 8 anos,agora com 25 anos ,casado tento ter filho a mais de 2 anos e nao consigo fiz um exame e deu ausencia tital de espermatozoides ,no caso seria uma azoospermia.queria saber se no meu caso a azoospermia e obstrutiva ou nao-obstrutiva e se for obstrutiva qual e o primeiro passo que eu devo dar? obrigado ela atençao.
----------

As azoospermias obstrutivas são causadas por obstáculos que impedem a chegada dos espermatozóides à uretra, de modo que o sêmen (ou ejaculado) conterá apenas os líquidos das vesículas seminais e da próstata. Apesar de não existirem espermatozóides no sêmen, o homem com azoospermia obstrutiva produz espermatozóides. Estes pacientes tem ejaculação de volume praticamente normal: somente se pode saber que não existem espermatozóides no sêmen por meio do espermograma.

COMO FUNCIONA


1. A obstrução pode ocorrer nos testículos ou epidídimos, em geral sendo decorrente de processos infecciosos cuja sequela é o fechamento de alguns dos delicados canais que formam aquelas duas estruturas.

2. Pode ocorrer também por obstrução de dutos deferentes,das quais a mais comum é a obstrução produzida pela vasectomia. Algumas vezes, existe ausência de dutos deferentes, isto é, o homem já nasce sem esses canais: é a agenesia de deferentes.

3. Menos frequentemente, existe um distúrbio pelo qual, embora todos os canais sejam permeáveis, o homem ejacula para dentro da bexiga ao invés de ejacular na uretra: é a ejaculação retrógrada Neste caso, o problema é de funcionamento alterado: então se fala em obstrução funcional (isto é, funciona como se existisse uma obstrução).



COMO SE SUPERA A AZOOSPERMIA OBSTRUTIVA E SE CHEGA À GRAVIDEZ

1. Se a obstrução for nos testículos ou epidídimos, os espermatozóides podem ser extraídos dos testículos ou dos epidídimos, e posteriormente injetados nos oócitos (óvulos) extraídos dos ovários da paciente. Este processo é a fertilização in vitro, na qual se utiliza a injeção do espermatozóide no citoplasma do oócito (ICSI). 2. Se a obstrução ocorrer por conta da vasectomia, pode ser feita a reversão da mesma. Os resultados dependem do tempo em que o paciente ficou vasectomizado (em geral, com mais de 10 anos os resultados em termos de taxa de gravidez são baixos), de como foi feita a vasectomia e da técnica empregada para reverter. Os melhores resultados são obtidos com cirurgia utilizando um microscópio (microcirurgia - praticamente 100% de recanalização); se a gravidez não ocorrer dentro de um ano após a reversão, pode ser tentado um método assistido (inseminação ou fertilização in vitro, conforme o diagnóstico da mulher).

Alternativamente, pode ser realizada a fertilização in vitro com ICSI; neste caso, os espermatozóides são retirados dos epidídimos e podem, conforme a quantidade, ser congelados para novas tentativas, o que minimiza o custo e evita nova cirurgia no homem. Esta técnica também é utilizada na agenesia dos deferentes, sendo a única opção para a gravidez nestes casos.
3. Quando existe a ejaculação retrógrada, os espermatozóides são colhidos na urina do paciente, colhida logo após a masturbação. Para que a acidez da urina não prejudique os espermatozóides, é administrado bicarbonato de sódio oral ao paciente, antes da colheita, o que neutraliza em parte a acidez urinária e permite a colheita de um número maior de espermatozóides viáveis na urina, que serão utilizados para fertilização in vitro.

@  (+ info)

meu namorado quando era pequeno teve cachumba fez muita bagunça e a cachumba desceu!?


e agora ele fez um espermograma e deu que ele tem azoospermia! e agora tem algum tratamento para nós termos um bebe?
----------

Tem sim MImi. Procure um médico que ele vai orientar vocês. Caso seu ginecologista não seja especialista em reprodução procure um urologista que atenda em clínicas de reprodução. Eles vão entender melhor seu caso e sua urgência. No www.e-familynet.com.br tem muitas mulheres com maridos com esse problema. "Passeie" por lá e veja o que elas estão fazendo. Boa Sorte!!!  (+ info)

Eu fiz vasectomia, após o tempo necessário eu fiz o exame exigido?


e deu nesse exame azoospermia (AZOOSPERMIA=FALTA DE ESPERMATOZOIDE) quais são as chances que eu tenho de engravidar um mulher, já que vão completar 4 meses dessa cirurgia?
----------

Azoospermia significa ausencia de espermatozoides, se vc fez a cirurgia de vasectomia, fez os exames necessarios e acusou espermatozoides ausentes, e ainda por cima já se passaarma 4 meses da cirurgia os risco de engravidar é zero.

Mas lembre-se todos os cuidados são poucos, em caso de duvida, faça outros exames só pra te dar absoluta certeza e ficar mais confiante em vc mesmo....Acredito eu que vc esteja com um probleminha muito comum nas pessoas que fazem cirurgia desse tipo é o acondicinamento mental, passou anos se protegendo e agora livre ainda se sente preso a uma condição mental, achando que ainda irá engravidar alguém, fique calmo tudo dará certo com vc.  (+ info)

1  2  3  4  5  6  

  Fazer uma pergunta: