• espermatozoide
  • Nos seres humanos, bem como na maioria dos mamíferos, este fenómeno ocorre nas trompas de Falópio (ou tubas uterinas) quando um espermatozoide "atravessa" a zona pelúcida, que reveste o ovócito II e o 1º glóbulo polar e se torna "impermeável" à penetração de qualquer outro espermatozoide após a entrada do primeiro, de modo a "introduzir" o seu núcleo no ovócito II que se encontra em metáfase II. (wikipedia.org)
  • Nos seres humanos, bem como na maioria dos mamíferos, para que esta célula se forme é necessário que um espermatozoide "atravesse" a zona pelúcida (que reveste o ovócito II e o 1º glóbulo polar) de modo a "introduzir" o seu núcleo no ovócito II que se encontra em metáfase II - Fecundação. (wikipedia.org)
  • O trabalho é feito numa placa de Petri com duas micropipetas: uma delas vai segurar o ovócito e a outra vai pegar o espermatozoide, imobilizá-lo e injectá-lo dentro do oócito, ultrapassando a zona pelúcida. (wikipedia.org)
  • superficial
  • a zona cortical, mais superficial, com folículos ovarianos em diferentes estágios de desenvolvimento, sendo cada um deles constituído por uma célula da linha germinativa, rodeada por uma ou mais camadas de células foliculares, nutrindo e protegendo a célula germinativa. (wikipedia.org)
  • enzimas
  • É provável que as enzimas esterases , acrosina e neuraminidase , também liberadas pelo acrossoma, causem o rompimento da zona pelúcida, agindo como facilitador da chegada do espermatozóide ao ovócito. (infoescola.com)