Quando aparece um tumor na entrada da vagina, pode ser vulvovaginite, onde posso ver fotos?


Vulvovaginite é uma inflamação na vulva (camada de pele
que recobre a abertura da vagina)
A vulvovaginite pode ocorrer em mulheres de todas as idades.
Pode ser causada por diversos organismos que infectam a vagina e também por substâncias irritantes, como sabonete ou talco.

Alguns microorganismos que causam a vulvovaginite são sexualmente transmissíveis, como por exemplo:
- Um fungo chamado Candida albicans produz um corrimento espesso e esbranquiçado;
- Um protozoário (uma classe de animais microscópicos) denominado Tricomonas vaginalis que causam um corrimento vaginal espumoso e mal cheiroso;

A vulvovaginite também pode ser causada devido ao estresse psicológico e/ou má higiene.

Pode acontecer tb da causa da vulvovaginite ser desconhecida.

Os principais sintomas são:
- O excesso de umidade ou um corrimento de aspecto amarelado na vagina;
- Odor desagradável ;
- Coceira;
- Aspecto avermelhado e inchado da vulva.

O tratamento se dá pela retirada dos agentes agressores através de antibióticos, antifúngicos, cremes ou pomadas bactericidas, comprimidos ou supositórios vaginais. Em alguns casos é necessário adicionar ao tratamento o uso de cremes com corticóides ou com outros hormônios.
Cuide-se e boa sorte!
Fotos No google!

http://images.google.com.br/images?hl=pt-BR&rlz=1R2ADBF_pt-BR&q=fotos+vulvovaginite&um=1&ie=UTF-8&ei=3wtLSuWKOo6wMISfybAC&sa=X&oi=image_result_group&ct=title&resnum=843245121  (+ info)

Vaginite e vulvovaginite causam verrugas?


vulvovaginite e vaginite podem causar o aparecimento de verrugas??
----------

Verrugas a onde?
Vulva e Vagina...mais externa e mais interna....vaginite e vulvovaginite infecção da interna até a externa.  (+ info)

O que é vulvovaginite inespecífica?


Também chamado de vaginite ou vulvovaginite. É um dos problemas ginecológicos mais comuns e uma das causas mais freqüentes de consulta ao ginecologista. Pode ocorrer durante a infância, graças a uma higiene inadequada, principalmente após a evacuação; nesta fase do desenvolvimento denomina-se vulvovaginite inespecífica. Pode, também, surgir com a menopausa, devido à diminuição na produção de estrógenos (hormônios femininos) e à ocorrência de modificações na camada interna da vagina, fatores que tornam a pessoa mais suscetível às agressões externas.

Sinais e Sintomas
Alterações, tais como: fluxo vaginal anormal, geralmente evidenciado por um aumento de volume, com cheiro desagradável ou não; irritação, coceira ou ardência na vagina ou na vulva e vontade de urinar freqüentemente.

Alguns produtos químicos encontrados em sabões, sabonetes, absorventes e substâncias perfumadas podem causar irritação e desconforto.  (+ info)

quais as higienes contra a vulvovaginite?


quais as principais higienes contra a vulvovaginite
----------

Lavar diariamente os órgãos genitais externos;

Não usar roupas feitas com produtos sintéticos que impeçam a respiração natural da pele;

Usar somente calcinhas de algodão;

Usar preservativos, sempre, nas relações sexuais;

Fazer a limpeza da área genital, toda vez que for ao banheiro, da frente para trás, para evitar a contaminação pelas fezes;

Evitar o uso de duchas vaginais, especialmente com produtos químicos irritativos que alterem o ambiente vaginal normal;

Evitar o uso de desodorantes em aerosol, sabões utilizados em lavanderias, amaciantes de roupas e aditivos para água de banho, que podem irritar a vulva (normalmente estes produtos apresentam pH neutro ou alcalino);

Evitar o uso de absorventes diários e papéis higiênicos com fragrâncias

Usar com freqüência sabonetes líquidos formulados especialmente para a higiene feminina;

Beber pelo menos dois litros de água por dia para promover uma lavagem das vias urinárias;

Evitar ficar mais de três horas sem ir ao banheiro, pois a urina parada na bexiga facilita a proliferação de bactérias;

Na praia ou na piscina, evitar ficar muito tempo com o biquíni ou maiô molhado, porque, além de evitar a respiração, o ambiente úmido e quente favorece a proliferação dos fungos;

Dormir com roupas leves e preferencialmente de algodão, para facilitar a ventilação.

bjos  (+ info)

Vulvovaginite. O que realmente é? E quais são suas causas?


Vulvovaginite é toda reação inflamatória da vulva, vagina e colo uterino, bastante comum entre as mulheres.
Os fatores que favorecem o aparecimento de fungos incluem o uso de antibióticos, presença de altos níveis de estrogênio (como ocorre na gestação e durante o uso de contraceptivos orais, que aumentam a taxa de hormônio feminino), uso de roupas justas, diminuição do sistema imunológico, falta de higiene, corpo estranho na vagina, infecção do trato urinário, agentes químicos (como sabonetes, medicamentos, desodorantes íntimos etc.) e calcinhas de material sintético.

O principal sintoma é o corrimento vaginal, podendo apresentar também ardor ao urinar e sensação de desconforto na área pélvica.
TRATAMENTO

A candidíase vulvovaginal normalmente é tratada com agentes antifúngicos tópicos, ou seja, pomadas de uso local. Porém, há uma grande variedade de tratamentos, e todos parecem ser efetivos.

Estudiosos concluíram que não há diferença entre a aplicação local intra-vaginal e a administração de agentes antifúngicos orais no tratamento, concluindo também que o tratamento por via oral ainda é a preferido entre as mulheres.

A decisão para a prescrição do agente antifúngico em relação à administração do mesmo, deve levar em consideração a segurança, o custo do medicamento e a preferência individual da mulher.  (+ info)

existe tratamento para Vulvovaginite?


Vulvovaginite é toda reação inflamatória da vulva, vagina e colo uterino, bastante comum entre as mulheres.

Um estudo mostrou que ela foi diagnosticada em mais de 25% das pacientes que consultaram as clínicas de doenças sexualmente transmissíveis.

Além disso, estima-se que 75% de todas as mulheres apresentem no mínimo um episódio de candidíase vulvovaginal em sua vida, infecção causada pela Cândida albicans, um tipo de fungo.

Os fatores que favorecem o aparecimento de fungos incluem o uso de antibióticos, presença de altos níveis de estrogênio (como ocorre na gestação e durante o uso de contraceptivos orais, que aumentam a taxa de hormônio feminino), uso de roupas justas, diminuição do sistema imunológico, falta de higiene, corpo estranho na vagina, infecção do trato urinário, agentes químicos (como sabonetes, medicamentos, desodorantes íntimos etc.) e calcinhas de material sintético.

O principal sintoma é o corrimento vaginal, podendo apresentar também ardor ao urinar e sensação de desconforto na área pélvica.

TRATAMENTO

A candidíase vulvovaginal normalmente é tratada com agentes antifúngicos tópicos, ou seja, pomadas de uso local. Porém, há uma grande variedade de tratamentos, e todos parecem ser efetivos.

Estudiosos concluíram que não há diferença entre a aplicação local intra-vaginal e a administração de agentes antifúngicos orais no tratamento, concluindo também que o tratamento por via oral ainda é a preferido entre as mulheres.  (+ info)

Resultado papanicolau ? Candida e vulvovaginite ajuda !!!?


Galera fiz um exame de papanicolau e o resultado foi :
Celulas epiteliais intermediarias e superficiais
celulas cervicais com alterações inflamatorias
raros leucocitos
histiocitos
muco filamentoso
flora sugestiva de gardnella vaginalis
candida sp
presença de clue cells
avaliação hormonal : prejudicado processo inflamatorio
inflamatorio acentuado. por fungo do tipo candida
por flora sugestiva de gardnella vaginalis
negativo para celulas malignas.

ENTÃO SERÁ QUE MESMO COM ESSA INFLAMAÇÃO EU POSSO ENGRAVIDAS ?OUVI HORRORES DE PESSOAS QUE DIZEM QUE A CANDIDIASE E ESSAS INFLAMAÇÕES CAUSAM INFERTILIDADE... já comecei o tratamento . espero um resultado positivo pois logo desejo iniciar os treinos para a chegada do meu bebe. paz e luz a todos
----------

Amiga, primeiramente, se trate destes problemas e, depois, com calma, pensa na sua futura Gestação...

Tive "candidíase" a mais ou menos 01 semana atrás, o tratamento é super simples, apesar de termos cuidado, há chances de retorno da doença caso ela esteja "mal curada"...

"O QUE É A CANDIDÍASE - (CANDIDA ALBICANS)"???

-> Trata-se de um dos mais irritantes corrimentos. Provoca corrimento espesso tipo "nata de leite" e geralmente é acompanhado de coceira ou irritação intensa. Candida ou Monília é um fungo e a candidíase é, portanto, uma micose. A Candida aparece quando a resistência do organismo cai ou quando a resistência vaginal está diminuída. Alguns fatores são causadores desta micose:

** stress
** antibióticos
** gravidez
** diabetes
** infecções
** deficiência imunológica
** medicamentos como anticoncepcionais e corticóides

O tratamento das infecções sistêmicas pode ser realizado com medicações endovenosas ou orais com antifúngicos como "anfotericina B", "caspofungina" ou com derivados de "azol", como "fluconazol" e "itraconazol", enquanto o das infecções superficiais é feito pela aplicação de antimicóticos tópicos como "nistatina", "clotrimazol", "miconazol" entre outros mas, o principal é que deve-se tentar tratar as demais causas da Candidíase para evitar as recidivas.

Eu fiz o tratamento (com indicação da minha ginecologista) - tomei um comprimido (dose única) de "Flucosin - (fluconazol) - 150mg e utilizei um creme vaginal (por 07 dias) chamado de "Fentizol" - (nitrato de fenticonazol) - 0,02g/g.

O QUE É "VULVOVAGINITE"???

Vulvovaginite é uma inflamação ou infecção da vulva, vagina e epitélio escamoso do colo uterino. Pode ser produzida por diversas causas, em geral infecciosas, entre estas a infecção por fungos (Candida albicans) e pelo vírus da herpes simples.

Considera-se como vulvovaginite toda manifestação inflamatória e/ou infecciosa do trato genital feminino inferior, ou seja, vulva, vagina e epitélio escamoso do colo uterino (ectocérvice).

De um modo geral, traduz-se por corrimento (leucorréia), sensação de desconforto hipogástrico, prurido de intensidade variável, dor ao urinar (disúria) e dor ou dificuldade para relações sexuais (dispareunia). Estes sintomas podem aparecer isolados ou associados. Alguns fatores que acometem as mulheres à vulvovaginite:

** Infecções: bacteriana, virótica, fúngica
** Infestações: protozoários, metazoários
** Hormonais
** Neoplásicas
** Alérgicas
** Traumáticas
** Idiopáticas (psicossomáticas)

O tratamento se dá pela retirada dos agentes agressores através de antibióticos, antifúngicos, cremes ou pomadas bactericidas, comprimidos ou supositórios vaginais. Em alguns casos é necessário adicionar ao tratamento o uso de cremes com corticóides ou com outros hormônios.  (+ info)

Corrimento vaginal ! Vulvovaginite !?


eu naum sei se to com essa doença !
mas tenhu tido corrimento consecutivo, principalmente quando tenhu relações !
Se for o caso de tomar algum remedio, me ajudem qual o melhor, e o q devo fazer para o corrimento parar, pois quero me tratar o + rapido possivel !

Obrigada !
----------

O melhor realmente a fazer é procurar um ginecologista.
Ele, após examinar, poderá indicar qual medicamento é indicado para seu problema.
Nunca tome, ou use medicamentos por conta própria.
E nunca faça uso de medicamentos indicados por amigas, elas não médicas, e cada organismo
é diferente, e poderá ser prejudicial.
Faça uso de medicamentos indicados por um especialista.

Bom Dia  (+ info)

1  

  Fazer uma pergunta: