• outras
  • A intolerância à lactose secundária é causada por lesões no intestino delgado, como aquelas resultantes de uma infeção, doença celíaca, doença inflamatória intestinal ou outras doenças. (wikipedia.org)
  • Deve-se evitar outras formas de açúcar (frutose e lactose) e de gorduras. (wikipedia.org)
  • Esta mudança fez com que as populações euro-asiáticas se tornassem mais resistentes à diabetes tipo 2 e mais tolerantes à lactose, em comparação com outras populações humanas, que só mais recentemente conheceram os produtos derivados da pecuária. (wikipedia.org)
  • exames
  • A Análise Molecular de Hipolactasia Primária , como é chamado, é um novo exame que tem a vantagem de ser um procedimento de elevada confiabilidade sem o desconforto que a sobrecarga de lactose dos exames comuns causa. (semlactose.com)
  • Diferentemente dos exames disponíveis em hospitais e laboratórios no Brasil, o teste molecular é rápido, não necessita jejum, nem causa o desconforto da ingestão de uma sobrecarga de lactose. (semlactose.com)
  • acordo com
  • Cerca de ¼ da população brasileira sofre de intolerância à lactose (IL), de acordo com a Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (SBAN), mas muita gente a confunde com alergia à proteína do leite. (abiliodiniz.com.br)
  • FEZES
  • Pode ser confirmado pela pesquisa de acidez ou substâncias redutoras nas fezes após ingestão do leite e pela ausência de sintomas após a ingestão de leite isento de lactose. (wikipedia.org)
  • Nas fezes a lactose aumenta o acúmulo de água tornando-as aquosas. (wikipedia.org)
  • A presença de lactose e destes compostos nas fezes no intestino grosso aumenta a pressão osmótica (retenção de água no intestino ) causando diarreia ácida e gasosa e flatulência excessiva, cólicas e aumento do volume abdominal. (blogspot.com)
  • natural
  • Culturas que bebem leite há muito tempo acabam tendo menor índice de intolerância à lactose, pois a seleção natural favorece os indivíduos que são tolerantes à substância. (wikipedia.org)
  • deste
  • Themis Reverbel da Silveira, Coordenadora do Laboratório Experimental de Gastroenterologia e Hepatologia do HCPA e professora da UFRGS, lembra que muitos de seus pacientes reclamavam dos sintomas pós-exame, e que a grande vantagem deste teste genético está na ausência desses sintomas, além da sua confiabilidade. (semlactose.com)