• tratamento com
  • Os doentes com dispepsia episódica crónica, caracterizada por dor (epigástrica ouretrosternal) relacionada com as refeições ou perturbações do sono , mas não associada àspatologias referidas anteriormente, podem beneficiar do tratamento com ranitidina . (folheto.net)
  • Antes de se iniciar o tratamento em doentes com úlcera gástrica (e caso as indicaçõesterapêuticas incluam dispepsia (perturbações da digestão), ou em doentes de meia-idadeou mais idosos com sintomas de dispepsia novos ou recentemente alterados), deveráexcluir-se a hipótese de doença maligna, pois o tratamento com ranitidina pode ocultar ossintomas de carcinoma gástrico. (folheto.net)
  • Omeprazol
  • A comparacao entre os grupos mostrou um aumento signlflcante do pH gastrico apos o uso de ranitidina e omeprazol. (epm.br)
  • Se recomenda a pacientes sintomáticos: Beber água para reduzir a azia, Elevar a "cabeça" de suas camas, Evitar deitar logo após as refeições, Perder peso, Técnicas para lidar com estresse, Se não é suficiente para evitar o refluxo se prescrevem Inibidores da bomba de prótons, como omeprazol ou pantoprazol, ou antagonista H2, como ranitidina. (wikipedia.org)
  • forma
  • Existe uma diminuição potencial da absorção de cianocobalamina quando administradade forma prolongada com a ranitidina , resultando numa deficiência de vitamina B12 . (folheto.net)
  • deve ser
  • A ranitidina de solução líquida injetável só deve ser administrada por um profissional de saúde, em um ambiente apropriado (clínica ou hospital, por exemplo). (gpsdanoticia.com.br)