• capilares
  • Estes vacúolo então se abrem para o espaço extracelular e os seus conteúdos são captados pela linfa, penetrando pelo ductos lactíferos e vasos linfáticos, chegando ao ducto torácico e despejando-os na corrente circulatória venosa (os quilomícrons não entram no sangue portal porque são demasiadamente grandes para penetrar nos capilares intestinais). (wikipedia.org)
  • Dos quilomícrons, o hepatócito remove os triglicérides, hidrolisando-os em ácidos graxos livres e glicerol (alguns autores acreditam que a hidrólise ocorre pela ação de lipases lipoprotéicas existentes nas células endoteliais dos capilares). (wikipedia.org)
  • Os quilomícrons são também ofertados aos adipócitos depois de serem convertidos em ácidos graxos livres e glicerol pela ação de lipases lipoprotéicas existentes nas células endoteliais dos capilares, abundantes no tecido adiposo. (wikipedia.org)
  • Por serem muito grandes para passarem pelas membranas capilares, os quilomícrons são transportados para um lacteal, de onde são retirados pela linfa e passam, posteriormente, às grandes veias, convergindo para a veia porta hepática. (wikipedia.org)
  • Os quilomicrons são secretados de dentro das microvilosidades para os capilares linfáticos, que alcançam a corrente sanguínea via ducto torácico. (wikipedia.org)
  • possuem
  • Uma vez na circulação, os quilomícrons passam através dos sinusóides hepáticos, que possuem descontínua, caem no espaço de Disse e são ofertados à vilosidades dos hepatócitos. (wikipedia.org)
  • Posteriormente, estas micelas mistas são absorvidas por enterócitos, principalmente no íleo, e incorporadas em novos quilomicrons, que possuem apoA e apoB-48 em suas superfícies. (wikipedia.org)