o que é papiloma com esclerose estronal?


diagnosticado após retirada de nódulo recoberto por tecido na mama
----------

Nunca comi, mas, se estiver bem passada...

rsrsrs  (+ info)

o que é papiloma urotelial da bexiga?e qual o tratamento?


Os tumores mais comuns da bexiga originam-se no epitélio de revestimento das vias urinárias (urotélio). Predominam as neoplasias malignas (carcinomas uroteliais), sendo as benignas (papilomas) raras. Nos papilomas, o epitélio dispõe-se em arranjo papilífero, semelhante a couve flor, ao longo de delicados eixos conjuntivo-vasculares. O epitélio do papiloma é semelhante ao urotélio normal, com até 7 camadas de células sem atipias ou mitoses, ou ambas são raras. O estroma, na base das papilas, não apresenta infiltração (já que o tumor é benigno). O principal sinal clínico do papiloma ou do carcinoma urotelial é hematúria (até 85% dos casos).
http://anatpat.unicamp.br/lamuro19.html  (+ info)

gente o que é papiloma na laringe, me expliquem por favor?


detalhadamente! por favorrr
----------

Se for adolescente:

Papilomas Juvenis

Os papilomas juvenis são tumores benignos (não cancerosos) da laringe.
Os papilomas são causados por um vírus. Eles podem surgir em crianças com até 1 ano de idade. Algumas vezes, um papiloma pode causar rouquidão grave o suficiente que até impede a fala e pode obstruir as vias aéreas.
O diagnóstico é estabelecido através da laringoscopia (visualização da laringe com o auxílio de um laringoscópio), sendo confirmado através de uma biópsia do papiloma.
Os papilomas localizados em locais diferentes podem tornar-se tão grandes a ponto de exigirem uma traqueostomia (criação de uma abertura na traquéia cirurgicamente) para permitir a respiração. O tratamento consiste na remoção cirúrgica ou na vaporização a laser dos papilomas. A recorrência é comum, mas, na puberdade, os papilomas geralmente desaparecem espontaneamente.

Se for adulto é mais agressiva:

A papilomatose laríngea é o tumor benigno da laringe mais comum em crianças (1) e a segunda causa de disfonia nesta faixa etária (2). É uma doença de origem viral causada pelo papilomavírus humano (HPV), principalmente os tipos 6 e 11. Pode ser encontrada em todo o aparelho aerodigestivo e foi inicialmente descrita no século XVII como “verrugas na garganta” (3). Histologicamente, a papilomatose laríngea apresenta- se como massas pedunculadas com projeções de epitélio não-queratinizado estratificado apoiadas em um estroma de tecido conectivo altamente vascularizado. A camada basal pode ser normal ou hiperplásica, com mitoses geralmente restritas a essas camadas. As lesões são mais freqüentemente encontradas em áreas de transição de epitélio estratificado e escamoso (4). Apesar de não existir diferença histológica, a papilomatose pode ocorrer em duas formas: juvenil e adulta.
A principal diferença entre as mesmas é a agressividade. Apesar de ser um tema controverso na literatura, a idade do início dos sintomas auxilia no sentido de classificar e dividir os grupos (5,6). Se as manifestações da papilomatose laríngea ocorrem até os quatorze anos, pode ser incluída na forma juvenil. A partir dos quinze anos, pode ser encaixada na forma adulta.  (+ info)

Vocês estão bem informados sobre o Papiloma Virus Humano?


É uma Doença Sexualmente Transmissível conhecida pela sigla (HPV) ou popularmente conhecida como:Crista de Galo,Condiloma,Verrugas
----------

Sim..

bjs  (+ info)

Voce tem lingua furada, ou piercing em outras partes do corpo?


Piercing na língua pode levar ao câncer
As complicações independem das condições de higiene na colocação.
O especialista lista os principais problemas que podem ser enfrentados por quem opta pelo piercing na língua:

- Fratura dental

- Retração e destruição gengival

- Úlcera traumática: lesão dolorosa que tem como principal exemplo a afta;

- Granuloma piogênico: tumor vascular benigno que sangra facilmente;

- Leucoplasia: mancha ou placa esbranquiçada aderida à superfície da língua, potencialmente cancerizável;

- Papiloma: tumor epitelial benigno na forma de verruga;

- Displasia epitelial: alteração da camada que recobre a língua;

- Fibroma
----------

Dificil acreditar q. a gurizada deixe de usar o piercing por causa destas informações, infelizmente! A maioria dos jovens q. se propoe a usá-lo pensam q. isto só acontece c/ os outros.Valeu amigo , o recado está dado.Abraços  (+ info)

Diagnótico final: flora mista associada à flora sugestiva de GARDNERELLA VAGINALIS cervicite?


sugestão de infecção viral pelo papiloma virus humano (hpv)
atipias celulares escamosas de origem indeterminada (ascus - bethesda)
----------

Seu papanicolau deu NIC 2..
Vai ser necessario tratamento com pomada vaginal.
O Gardnerella se trata de uma bactéria que com remédio + pomada é curada. Mas pelamordedeus não deixa de se cuidar pq se chegar ao NIC 3 vc tem q tirar o útero. É mto sério isso.
Além disso vc esta com HPV que é uma doença sexualmente transmissivel. Algumas bolinhas aparecem na região da vagina ou no anus.. mas seu médico vai te dar um diagnóstico mais preciso.
A cervicite é uma inflamação q com pomada tb é curada..
Boa sorte amiga *-*
C cuida direitinho tá??  (+ info)

Vírus do HPV é mais resistente que o do HIV. Muitos ainda não conhecem?


Como sobrevive no ambiente, ele pode ser transmitido até por uma toalha

Ameaça silenciosa à saúde de homens e mulheres e considerado uma Doença Sexualmente Transmissível (DST), o Papiloma Vírus Humano, mais conhecido como HPV, atinge, em geral, a população jovem, de 14 a 29 anos, e não tem cura.

Existem mais de 100 variações do vírus, os considerados de alto risco (oncogênicos), que podem resultar no câncer de colo de útero, e os de baixo risco, que provocam outras manifestações, como o surgimento de verrugas acinzentadas (condiloma).

De acordo com o Ministério da Saúde, são registrados 137 mil novos casos da doença a cada ano no país. "Estudos sugerem que após 12 meses da primeira relação sexual, 30% das mulheres já apresentam determinados tipos de HPV", comenta a ginecologista Sueli Raposo, do Delboni Auriemo Medicina Diagnóstica/ DASA.

Os números refletem uma das maiores preocupações em torno do HPV: a de que ele pode ser transmitido com bastante facilidade e muita gente desconhece como o contágio pode acontecer. O ginecologista José Maria Soares, um dos autores do livro "Ginecologia" (Editora Manole), ajuda a esclarecer as dúvidas em torno do assunto.

1. Usar preservativo já é o suficiente para evitar a transmissão do HPV?
Não. A camisinha é essencial para reduzir os riscos, mas não elimina a chance de contaminação. Uma vez que o vírus pode ser transmitido através do atrito da pele com uma área infectada. O preservativo vai proteger apenas a região do pênis que é recoberta por ela. Se há contato com outras áreas expostas contaminadas, como a região púbica e escrotal masculina ou com a vulva feminina, as chances de transmissão existe.

2. É possível que a transmissão ocorra através do contato com toalhas, roupas íntimas e até pelo vaso sanitário?
Sim. O HPV é mais resistente que o HIV, porque sobrevive por mais tempo no ambiente. O risco de contágio dessas maneiras é menor, mas existe. Logo, se uma pessoa tiver atrito com uma peça infectada, a chance de contaminação não pode ser descartada.

3. E no caso de compartilhar a mesma lâmina ou fazer depilação com objetos usados por mais de uma pessoa?
Também há a chance de transmissão.. E quando envolve sangue, elas aumentam mais ainda. O vírus não precisa ser visível ou você ter visão de uma área infectada para que exista o risco do contágio.

4. A manifestação do HPV ocorre de maneira igual no corpo de homens e mulheres?
Nas mulheres, podem aparecer na forma de feridas ou a aglomeração de verrugas acizentadas (chamado de condiloma acuminado) por toda a área genital. Para chegar a esse ponto, tudo vai depender da imunidade de cada uma. Pode levar uma semana, meses, anos ou, às vezes, a ferida pode nunca ocorrer. Os homens, em geral, não apresentam lesões visíveis no pênis, mas em alguns casos a inflamação pode aparecer.

5. Quais são os outros sintomas que as mulheres podem apresentar?
A maioria das pacientes não tem sintomas, mas o mais comum são coceiras, prurido e lesões. A úlcera vulvar, quando uma lesão abrasiva destrói a camada de pele, é mais rara.

6. O HPV pode ocasionar outras doenças?
Sim, nas mulheres, alguns tipos do vírus podem ocasionar o câncer de colo de útero. O HPV também pode estar associado a doenças venéreas, tais como sífilis, gonorreia e clamídia.

7. Mas qual a melhor maneira de se prevenir contra o HPV?
Usar preservativo nas relações sexuais, ter um parceiro fixo, além de cuidados higiênicos, como não compartilhar objetos pessoais ou sentar no vaso sanitário de banheiros públicos são ações preventivas. Os homens devem passar exames laboratoriais periódicos. Já as mulheres devem fazer o exame preventivo papanicolau ao menos uma vez por ano para detectar a presença do vírus. E, quando um dos parceiros percebe qualquer alteração nas áreas genitais, como lesões, vermelhidão ou verrugas, precisa procurar um médico imediatamente. Outra forma de prevenção é a vacinação.

8. Existe uma vacina? Como ela funciona?
Sim. É mais uma medida preventiva. A vacina é comercializada no Brasil por dois laboratórios e protege contra algumas variações do HPV. De acordo com estudos clínicos, é indicada para uso em mulheres de 9 a 26 anos de idade. A eficácia em outras faixas etárias e em homens ainda está sendo estudada. A aplicação é feita em três doses, sendo a primeira na data escolhida e as demais com intervalos de 45 dias, e deve ser reforçada a cada ano.
----------

Essa informação é de grande utilidade pública, por isso, sugiro aos amigos que a lerem que a imprimam para afixar em locais de grande acesso de pessoas. Grato Garrancho por esse alerta!  (+ info)

Qual o custo do tratamento do hpv (condilomas)?


Foi-me diagnosticado hpv (papiloma virus humano) ha cerca de 1 mes atras, devido a uma verruga que apareceu no meato uretral.
Ja pesquisei muito sobre a doença mas muita da informaçao da internet é incorrecta, o que me deixa confuso.
Ja vi em alguns sites na internet que dizem que as verrugas podem regredir e desaparecer por si, mas o meu urologista diz que isso nao vai acontecer, ou é tratado, ou vai ficar e pode tambem aumentar o tamanho.

Ele disse-me que o tratamento a laser (que segundo ele é o unico que nao ha risco de deixar cicatriz) custa cerca de 1000 euros (com o tratamento a laser, peniscopia e anestesia geral), mas isso pra mim é impossivel pagar, pelo menos nos proximos meses.

Gostaria de saber se alguem de voces ja fez esse tratamento, ou sabe de soluçoes... mais baratas!

Obrigado

"e protejam-se"
----------

Olá! O tratamento depende de dois fatores como: a idade do paciente, o local e o número de lesões. Não se esqueça que mesmo após o tratamento é aconselhável o acompanhamento. Seu médico é a pessoa mais indicada para lhe dar todas as orientações. Converse com ele. O tratamento, mais eficaz, creio que seja o Laser, utilizado em alguns tipos de cirurgia para cortar ou destruir o tecido onde estão as lesões e não deixar marcas. E finalmente a pergunta que não quer calar, EXISTE CURA? Sim, na grande maioria dos casos o tratamento a laser coisa completamente as lesões e o vírus é erradicado do organismo. Abraços do Conselheiro e muita sorte em seu tratamento.

PS: Venha se tratar no Brasil, temos ótimos médicos e você vai gastar bem menos.
  (+ info)

1  2  3  4  5  6  

  Fazer uma pergunta: