• estudos
  • Estudos anteriores constataram que o tratamento de células com neuregulina-1 diminuía, nomeadamente, o percursor da proteína amiloide, uma molécula que dá origem à beta-amiloide, que se agrega e forma placas no cérebro dos pacientes com doença de Alzheimer. (alert-online.com)
  • Outros estudos também demonstraram que a neuregulina-1 podia proteger os neurónios de danos causados pelo bloqueio do fluxo sanguíneo. (alert-online.com)
  • alguns
  • O tratamento com a neuregulina-1 ainda não está disponível no mercado, no entanto, alguns ensaios clínicos estão explorar esta proteína como um possível tratamento para insuficiência a cardíaca crónica e doença de Parkinson. (alert-online.com)