Medula Espinal

  • Entre as causas da diminuição de produção estão a deficiência de ferro, deficiência de vitamina B12, talassemia e diversas neoplasias da medula espinal. (wikipedia.org)

Moles

  • Segundo a última classificação da Organização Mundial da Saúde (2002), existem pelo menos 90 tipos de neoplasias (os conhecidos tumores ) de partes moles (vasos sanguíneos, vasos linfáticos, músculos, tecido gorduroso, aponeuroses, tendões, nervos e os tecidos sinoviais - revestimento das articulações) e mais de 50 neoplasias ósseas. (instituto-vita.com.br)

sendo

  • Surge quando não estão sendo produzidas células ósseas suficientes para substituir as células antigas, que sofreram reabsorção. (infoescola.com)
  • Se apresentam como lesão solitaria em osso e partes blandas, sendo que as lesões osseas afetam mejoritariamente ao esqueleto axial (vertebras, costelas, craneo, pelvis, clavícula, escapula e fémur). (wikipedia.org)
  • O Linfoma de Burkitt (anteriormente denominado Linfoma Não-Hodgkin de alto grau de pequenas células não-clivadas) é uma neoplasia de células B maduras altamente agressiva, sendo endémico nas regiões centrais da África. (wikipedia.org)
  • Os portadores podem ser afetados sobretudo nas estruturas ósseas, com lesões orais maciças, sendo a mandíbula o osso mais atingido. (wikipedia.org)
  • Em 2001 a Organização Mundial da Sáude (OMS) classificou estas afecções como sendo uma entidade única (neoplasia de células B maduras, subtipo Linfoma/Leucemia de Burkitt), com três variantes clínicas. (wikipedia.org)

Carcinoma

  • Câncer de próstata (português brasileiro) ou cancro da próstata (português europeu), também denominado de carcinoma da próstata, é uma neoplasia que tem seu desenvolvimento na próstata, uma glândula do sistema reprodutor masculino. (wikipedia.org)

Osteoporose

  • O diagnóstico de osteoporose é clínico e deve ocorrer somente após a exclusão de causas secundárias de perda óssea, como as neoplasias ósseas e outras doenças osteopênicas. (slideshare.net)
  • A hiper-homocisteinemia é um fator de risco para a osteoporose e fraturas ósseas, pois atua bloqueando as reações da enzima lisil-oxidase, responsável pela síntese das ligações cruzadas do colágeno, que tem como função estabilizar as fibras de colágeno no osso, produzindo uma estrutura rígida e forte ao tecido ósseo. (wikipedia.org)

tumores

  • Devido ao seu aspecto agressivo e seu potencial de recidiva,o ceratocisto odontogênico foi classificado até 2016 pela OMS como tumor odontogênico ceratocisto, considerado uma neoplasia benigna Atualmente em 2017 na nova classificação dos tumores a OMS (WHO) classificou o ceratocisto (queratocisto) como Queratocisto Odontogênico (ceratocisto) como um cisto. (wikipedia.org)
  • Na penúltima classificação dos tumores odontogênicos feita pela OMS (2005), essas lesões foram denominadas de "tumor odontogênico ceratocístico", pois diversos investigadores sugeriram que os ceratocistos odontogênicos fossem considerados como uma neoplasia cística benigna, em vez de cistos. (wikipedia.org)
  • Apesar de tradicionalmente enquadrados como tumores odontogênicos (neoplasias), alguns autores os consideram como malformações de desenvolvimento (hamartomas), em que todos os tecidos dentais estão representados e, como tais distúrbios de formação, passíveis de ocorrer sob uma série de fatores. (wikipedia.org)

podem

  • Podem aparecer os seguintes sintomas: Fadiga e fraqueza generalizada decorrentes de anemia Febre e/ou outros sintomas de infecções Perda de peso e/ou perda de apetite Sangramentos Dores ósseas e nas juntas Aumento dos linfonodos (linfonodomegalias) Aumento do baço e/ou fígado (esplenomegalia e/ou hepatomegalia) Estabelecida na década de 1970, a classificação FAB (French American British) baseia-se exclusivamente na análise morfológica e citoquímica das células malignas. (wikipedia.org)

tratamento

  • O exame radiográfico deve detectar deformidades ósseas ou fraturas para que o tratamento seja prontamente instituído quando indicado. (slideshare.net)

perda

  • A ocorrência de fraturas osteporóticas aumenta sensivelmente a morbimortalidade e a perda funcional do indivíduo acometido, em qualquer período da vida, mas, principalmente na terceira idade, por isso, todo médico que assiste o paciente idoso deve lembrar-se da importância dos fatores de risco para perdas ósseas e para quedas. (slideshare.net)

esqueleto

  • No caso do radio-223, por estar no mesmo grupo do cálcio na tabela periódica, os pesquisadores descobriram sua alta capacidade de se fixar no esqueleto e ser benéfico em neoplasias ósseas", detalhou. (santacasademaceio.com.br)

partes

  • Câncer (português brasileiro) ou cancro (português europeu), também conhecido como neoplasia maligna, é um grupo de doenças que envolvem o crescimento celular anormal, com potencial para invadir e espalhar-se para outras partes do corpo, além do local original. (wikipedia.org)

osso

  • As lesoes começam na cavidade medular, erosionam ao osso esponjoso e destroem progressivamente a corteza óssea, causando fraturas patológicas (mais frequentes em vertebras) As lesões extra osseas se localizam em senos nasais, faringe e pulmoes. (wikipedia.org)