diabetes

  • A principal indicação para a metformina é o diabetes mellitus tipo 2, principalmente em pessoas obesas e quando acompanhado de resistência à insulina. (wikipedia.org)
  • A metformina reduz a ocorrência de todas as complicações do diabetes, inclusive as complicações cardiovasculares, e parece ter a melhor relação risco-benefício dentre todos os antidiabéticos, mesmo os de desenvolvimento mais recente (carece de referência). (wikipedia.org)
  • A experiência com o uso da metformina mostra que este medicamento é muito eficaz em reduzir a glicemia plasmática e a hemoglobina glicada nos pacientes com Diabetes Mellitus tipo 2 (DM2). (interacaomedicamentosa.com)
  • A metformina melhora as funções endoteliais, provoca discreta redução da pressão arterial (tanto sistólica quanto diastólica) e reduz o peso de indivíduos com diabetes ou resistência periférica à insulina, possivelmente em vritude de propriedades anorexígenas. (interacaomedicamentosa.com)
  • Tenho diabetes tipo 2 e tomo 1 como.de metformina 850 por dia,porém estou urinando muitas vezes ao dia.O que devo fazer? (doctoralia.com.br)
  • A metformina é o medicamento de primeira linha para iniciar o tratamento da diabetes tipo 2, a menos que haja uma contra-indicação, como doença renal, doença hepática, intolerância gastrointestinal ou risco aumentado de acidose láctica. (wikipedia.org)

efeitos

  • Os efeitos colaterais comuns da metformina são poucos e de gravidade quase zero, pode surgir no inicio do tratamento : cólicas, diarreia, às vezes enjoo e vômitos, e geralmente restringem-se ao início do tratamento. (wikipedia.org)
  • A metformina está associada a efeitos colaterais que podem ser classificados de moderados a graves. (ehow.com.br)
  • Em nível molecular, a metformina gera muitos dos seus efeitos a partir da ativação (exceto no hipotálamo) da proteína quinase ativada por adenosina monofosfato (AMPK). (interacaomedicamentosa.com)

medicamento

  • A guanidina por si só é tóxica demais para ser usada como medicamento, mas o desenvolvimento de agentes derivados persistiu, e em 1957 foi publicada a primeira descrição científica da metformina. (wikipedia.org)
  • A metformina é um medicamento disponível apenas com prescrição médica. (ehow.com.br)
  • A metformina é um medicamento tradicionalmente usado como agente hipoglicemiante para adultos e crianças maiores que 10 anos com DM2 ou com resistência à insulina. (interacaomedicamentosa.com)

insulina

  • A metformina também está indicada e é eficaz no tratamento da síndrome do ovário policístico (SOP), na qual a resistência à insulina parece ser um fator fundamental. (wikipedia.org)
  • Diferentemente dos secretagogos, a metformina não aumenta os níveis plasmáticos de insulina e não é hipoglicemiante, mesmo em doses consideráveis. (interacaomedicamentosa.com)
  • Nos tecidos periféricos, a metformina facilita o transporte de glicose por aumentar a atividade da tirosina-quinase nos receptores de insulina e a translocação de transportadores de glicose para a membrana celular. (interacaomedicamentosa.com)
  • Metformina Fenformina Buformina Ver artigo principal: Meglitinida As Meglitinidas tem eficácia clínica semelhante ao das sulfonilureias e também atuam sobre as células beta do pâncreas promovendo a secreção de insulina (ou seja, são secretagogos). (wikipedia.org)

agir

  • A metformina parece agir de três maneiras distintas: Ela diminuiria a absorção dos carboidratos a nível intestinal. (wikipedia.org)
  • Algumas patologias e remédios podem agir com a metformina. (ehow.com.br)
  • Quanto tempo demora para a metformina agir no organismo? (doctoralia.com.br)

gordura

  • O cloridrato de Metformina pode também ser usado em casos de gordura no figado (esteatose hepática) mas os estudos científicos ainda não mostraram benefício definitivo nesta condição. (wikipedia.org)
  • Também não é verdade que a metformina promoveria uma perda de gordura corporal. (wikipedia.org)
  • Metformina para queimar gordura. (livre-forum.com)

tratamento

  • Jamais altere o tratamento com metformina ou deixe de tomar uma dose. (ehow.com.br)
  • A acidose láctica, às vezes fatal, foi associada ao tratamento com a Metformina, porém, quase todos os casos relatados envolviam pacientes com contra-indicação ao tratamento ou com ingestão de doses excessivamente altas. (doctoralia.com.br)

podem

outras

  • Avise seu médico caso esteja apresentando essas ou outras reações da metformina. (ehow.com.br)

aumento

  • A metformina é um dos poucos antidiabéticos que não provocam hipoglicemia (motivo pelo qual é às vezes classificada como normoglicemiante e não hipoglicemiante) e não provoca aumento de peso. (wikipedia.org)
  • A metformina não causa aumento de peso, e pode mesmo provocar discreto emagrecimento. (wikipedia.org)
  • Sentir fraquezas ou vertigem, tremores, suor excessivo, convulsões e aumento do batimento cardíaco são também sintomas da overdose por metformina. (ehow.com.br)

muitos

  • A Metformina dificulta a absorção de muitos fármacos, incluindo a vitamina B12. (doctoralia.com.br)

comuns

  • As reações adversas mais comuns com o uso da Metformina são as perturbações do trato gastrintestinal como náusea, vômito, diarréia e desconforto abdominal, além de mal-estar e hiperventilação. (doctoralia.com.br)

todas

  • Por todas as ações descritas, a metformina apresenta potencial para reduzir o risco cardiovascular no DM2, devendo ser mais bem avaliada no contexto da síndrome metabólica. (interacaomedicamentosa.com)

peso

  • Muito se fala sobre um possível efeito redutor de peso da metformina mas isso não corresponde a realidade sendo considerada uma droga de efeito neutro no peso corporal. (wikipedia.org)

semanas

  • Essa efetividade clínica pode ser comprovada por resultados de estudos, os quais mostram que a monoterapia com metformina em indivíduos obesos com DM2 por 29 semanas diminui tanto a porcentagem média da hemoglobina glicada quanto também a glicemia de jejum, quando comparados ao grupo controle. (interacaomedicamentosa.com)
  • A metformina demora cerca de 3 semanas para um melhor efeito. (doctoralia.com.br)

problemas

  • Informe o seu médico caso sofra de uma doença no fígado ou tenha problemas de coração antes de tomar a metformina. (ehow.com.br)

principal

  • O principal efeito anti-hiperglicemiante da metformina consiste na redução da gliconeogênese hepática. (interacaomedicamentosa.com)

pode

  • Metformina, embora em menor proporção que a outra biguanida, pode provocar acidose láctica como efeito secundário, devido à gravidade deste quadro, recomenda-se que sejam rigorosamente seguidas as indicações para seu uso. (doctoralia.com.br)
  • Interações medicamentosas: cimetidina: pode ocorrer redução do clearance da Metformina. (doctoralia.com.br)

risco

  • Álcool, barbitúricos, salicilatos e fenotiazinas potencializam o risco de acidose láctica quando utilizados concomitantemente com a Metformina. (doctoralia.com.br)