displasia

  • O termo Displasia do Desenvolvimento do Quadril (DDQ) vem sendo utilizado para substituir a terminologia Luxação Congênita do Quadril (LCQ). (blogspot.com.br)
  • Alguns autores justificam esta mudança argumentando que apesar da grande maioria das luxações idiopáticas de quadril serem identificadas ao nascer, um número significativo de crianças desenvolve uma luxação tardia, relacionada à presença de displasia da articulação do Quadril. (blogspot.com.br)
  • Ambas as condições podem ser decorrentes de fatores mecânicos (tanto pré quanto pós-natais), desenvolvimento anormal (displasia propriamente dita) ou excesso de mobilidade (que se manifesta ao nascer por instabilidade do quadril). (blogspot.com.br)
  • Esta perda de contato pode ocorrer devido a tocotraumatismos, fatores genétcos e a própria displasia do desenvolvimento do quadril. (blogspot.com.br)
  • A Displasia do Desenvolvimento do Quadril é o desenvolvimento inadequado da articulação coxo-femoral, que predispõe à luxação. (blogspot.com.br)
  • Porém em neuropatas, crianças com distrofia muscular, enfim: qulquer criança que por algum motivo não venha a assumir a ortostase, pode ocorrer a displasia do quadril devido à falta de estímulo mecânico sobre o osso em formação. (blogspot.com.br)
  • Existem algumas doenças e condições médicas nas quais as luxações ocorrem frequentemente e espontaneamente nos pacientes acometidos, como a síndrome de Ehlers-Danlos e a displasia congênita de quadril. (wikipedia.org)

caracterizada

  • Em termos clínicos, a síndrome de McKusick-Kaufman é caracterizada pela combinação de cardiopatias, malformação congênita e polidactilia pós-axial. (wikipedia.org)
  • Espinha bífida (do latim spina bifida, espinha bifurcada) é uma malformação congênita relativamente comum caracterizada por um fechamento incompleto do tubo neural. (wikipedia.org)

ficam

  • Luxação é um termo que descreve uma lesão onde as extremidades ósseas que formam uma articulação ficam deslocadas. (blogspot.com.br)
  • Algumas articulações ficam sob maior risco de se desenvolver uma luxação novamente após uma lesão inicial. (wikipedia.org)

caso

  • A progéria foi identificada inicialmente por Jonathan Hutchinson em 1886, quando descreveu o caso de um paciente que apresentava ausência congênita de cabelo logo na infância. (wikipedia.org)