densidade

  • Existem vários tipos de lipoproteínas, e elas são classificadas de acordo com a sua densidade. (wikipedia.org)
  • As duas principais lipoproteínas usadas para diagnóstico dos níveis de colesterol são: lipoproteínas de baixa densidade (Low Density Lipoproteins ou LDL): acredita-se que são a classe maléfica ao ser humano, por serem capazes de transportar o colesterol do fígado até as células de vários outros tecidos. (wikipedia.org)
  • lipoproteínas de alta densidade (High Density Lipoproteins ou HDL): acredita-se que são capazes de absorver os cristais de colesterol, que começam a ser depositados nas paredes arteriais/veias (retardando o processo arterosclerótico). (wikipedia.org)
  • O colesterol é necessário para o funcionamento normal da membrana plasmática de células de mamíferos, sendo sintetizado no retículo endoplasmático das células ou derivado da dieta, sendo que na segunda fonte é transportado pela via sanguínea pelas lipoproteínas de baixa densidade e é incorporado pelas células através de endocitose mediada por receptores em fossas cobertas de clatrina na membrana plasmática, e então hidrolizados em lisossomas. (wikipedia.org)
  • reduz a concentração de triglicérides pela redução das lipoproteínas de densidade muito baixa (VLDL). (medicinanet.com.br)
  • O colesterol não-HDL apresentou melhor correlação em comparação ao LDL com todas as variáveis estudadas: colesterol total, triglicérides, lipoproteínas de alta densidade (HDL-c), lipoproteínas de muito baixa densidade (VLDL-c), índice de massa corporal e cintura abdominal. (scielosp.org)
  • A secreção de glucagon também atua no tecido adiposo, causando a metabolização de seus triglicerídeos armazenados, que vão para a corrente sanguínea e se aglomeram nas lipoproteínas de baixa densidade (VLDL e LDL), de modo que podem ser transportadas até o fígado. (wikipedia.org)
  • Por meio da ação da lipase lipoproteica (LPL), parte dos tocoferóis transportados nos quilomícrons é captada pelos tecidos extra-hepáticos, e os quilomícrons remanescentes transportam o restante dos tocoferóis ao fígado, onde, pela ação da proteína transportadora de α-tocoferol (α-TTP), a maior parte deste é incorporada nas lipoproteínas de muito baixa densidade (VLDL-c). (wikipedia.org)
  • Depois da utilização metabólica, restam lipoproteínas de densidades variadas, como as de muita baixa densidade (VLDL), as de baixa densidade (LDL) e as de alta densidade (HDL). (wikipedia.org)
  • Redução do colesterol total (CT), do LDL colesterol (lipoproteínas de baixa densidade), dos triglicérides (TG) e elevação do HDL colesterol (lipoproteínas de alta densidade) em pacientes com hipercolesterolemia primária (heterozigótica familiar e não familiar) e na dislipidemia mista (tipos IIa e IIb da classificação de Frederickson). (medicinanet.com.br)
  • Lipoproteínas de muito baixa densidade, mais conhecidas pela sigla VLDL (do inglês Very Low Density Lipoprotein), são partículas grandes, porém menores do que as partículas dos quilomícrons produzidas no fígado. (wikipedia.org)
  • As lipoproteínas plasmáticas são classificadas de acordo com a sua densidade: as de muito baixa densidade (VLDL), de baixa densidade (LDL), de densidade intermédia (IDL) e de elevada densidade (HDL). (wikipedia.org)
  • Lipoproteína de muito baixa densidade (VLDL): Sua concentração elevada, está associada com aumentos na concentração de triglicéridos e aumento da massa gorda. (wikipedia.org)

density lipoprotein

  • Os TAG sintetizados no fígado são transportados aos tecidos extra-hepáticos (tecido muscular e adiposo) através das lipoproteínas VLDL (very low density lipoprotein). (slideplayer.com.br)

sangue

  • O colesterol tem um papel central em muitos processos bioquímicos, mas é mais conhecido pela associação existente entre doenças cardiovasculares e as diversas lipoproteínas que o transportam, e os altos níveis de colesterol no sangue (hipercolesterolemia). (wikipedia.org)
  • A aterosclerose é mais propícia na maior ingestão de gorduras saturadas e trans, prejudiciais ao organismo por possuírem maior nível de colesterol, e de carboidratos em excesso, que, depois da síntese no fígado, viram gordura e vão ao sangue sob a forma de VLDL. (wikipedia.org)
  • É uma forma de hiperlipidemia (concentração elevada de lípidos no sangue) e hiperlipoproteinemia (concentração elevada de lipoproteínas no sangue). (wikipedia.org)
  • Dislipidemia, (geralmente por hiperlipidemia ou hiperlipoproteinemia) é um distúrbio nos níveis de lipídios e/ou lipoproteínas no sangue. (wikipedia.org)

remanescentes

  • Papel da Apo CII e da Apo E O quilomícron e o VLDL irão ativar, através da apoproteína CII, a lipoproteína lipase (LPL) presente no endotélio vascular de diversos tecidos, entre eles coração, músculo esquelético, baço, pulmão, rim, e tecido adiposo O quilomícron e o VLDL remanescentes serão captados pelos receptores hepáticos, através do reconhecimento da apoproteína E pelos receptores. (slideplayer.com.br)
  • O colesterol não-HDL é igual ao colesterol total menos o HDL-c e representa o colesterol aterogênico total (incluindo LDL-c, VLDL-c e remanescentes de lipoproteínas ricas em triglicérides). (medicinanet.com.br)

denominadas

  • Uma vez que o colesterol é insolúvel em água, o seu transporte no plasma é feito por partículas de proteínas denominadas lipoproteínas. (wikipedia.org)

lipase

  • Estimulam a enzima lipase das lipoproteínas, destruindo os VLDL e libertando os lípidos para consumo nos músculos. (wikipedia.org)
  • Essas drogas estimulam a lipase lipoproteica, aumentando a hidrólise de triglicerídios nos quilomícrons e nas VLDL. (wikipedia.org)

elevados

  • Lipoproteínas plasmáticas: níveis elevados de colesterol LDL, VLDL em síndrome nefrótica grave, IDL e HDL3 (variável). (prezi.com)

Metabolismo

  • Momento metabólico da degradação de triacilgliceróis Metabolismo da quilomicra e da VLDL Síntese e degradação de lipídios no tecido adiposo Regulação da síntese e da degradação de triacilgliceróis O hormônio leptina e a obesidade. (slideplayer.com.br)

todas

  • Embora todas as lipoproteínas transportem colesterol, uma maior concentração de lipoproteínas que não HDL (e sobretudo LDL) está associada a um risco acrescido de aterosclerose e doença coronária. (wikipedia.org)

Reduzem

  • Essa classe de drogas reduzem em até 50% as VLDL,e, consequentemente, os triglicerídios, com modesta redução na LDL. (wikipedia.org)
  • Elas provovelmente reduzem a produção de VLDL hepática, aumentando sua recaptação. (wikipedia.org)

transportados

  • Quando as VLDL e LDL chegam até o fígado, os triglicerídeos que estavam sendo transportados são captados e metabolizados, de modo que a quebra deles produz ácidos graxos e glicerol, o glicerol é transformado então em glicose, a qual parte é liberada para a corrente sanguínea e parte serve para repor o glicogênio hepático. (wikipedia.org)