• baixa
  • As duas principais lipoproteínas usadas para diagnóstico dos níveis de colesterol são: lipoproteínas de baixa densidade (Low Density Lipoproteins ou LDL): acredita-se que são a classe maléfica ao ser humano, por serem capazes de transportar o colesterol do fígado até as células de vários outros tecidos. (wikipedia.org)
  • O colesterol é necessário para o funcionamento normal da membrana plasmática de células de mamíferos, sendo sintetizado no retículo endoplasmático das células ou derivado da dieta, sendo que na segunda fonte é transportado pela via sanguínea pelas lipoproteínas de baixa densidade e é incorporado pelas células através de endocitose mediada por receptores em fossas cobertas de clatrina na membrana plasmática, e então hidrolizados em lisossomas. (wikipedia.org)
  • maior
  • O colesterol é mais abundante nos tecidos que mais sintetizam ou têm membranas densamente agrupadas em maior número, como o fígado, medula espinhal, cérebro e placas ateromatosas (nas artérias). (wikipedia.org)
  • baixar
  • Mas ao baixar perigosamente o colesterol, e a produção de coenzima Q10, põem em cheque a nossa saúde pois a morte associada ao colesterol elevado tem uma curva em "J" o que significa que a partir de determinados valores aumentam os óbitos por causas não cardíacas. (sapo.pt)
  • É frequente ver doentes assustados com os valores do seu colesterol, especialmente quando estão a tomar estatinas (sinvastatina, crestor, zarator, etc.) e o malandro teima em não baixar. (sapo.pt)
  • Segundo a "voz corrente" estamos em perigo iminente de um ataque cardíaco, e há que fazer baixar o colesterol a bem ou a mal. (sapo.pt)
  • elevados
  • Assim, é imprescindível que os pacientes reduzam ao máximo o consumo de alimentos ricos em gorduras saturadas ou trans, nomeadamente os pacientes que têm factores para o aparecimento de colesterol ou que tenham já níveis elevados, devem adoptar um alimentação cuidada, evitando as carnes demasiado gordas, as peles das aves, os refrigerantes, as comidas fritas e essencialmente os doces. (especialista24.com)
  • cortisol
  • A estrutura química do colesterol é arranjada em quatro anéis A, B, C e D. Ela assemelha-se às estruturas químicas de todos as hormonas que ele origina: progesterona, testosterona e cortisol. (wikipedia.org)
  • papel
  • O trabalho evidenciou papel dos ovos na elevação da concentração de HDL-c e a atividade antioxidante e antiinflamatória da luteína na redução da inflamação. (blogspot.com)
  • vitamina
  • Como já referi várias vezes, o colesterol é um precioso constituinte do nosso corpo, faz parte das membranas celulares, da vitamina D, e da maioria das hormonas. (sapo.pt)
  • pessoas
  • Nos dias de hoje muito se tem falado sobre o colesterol, havendo cada vez mais pessoas preocupadas com este problema de saúde, procurando o máximo de informação e os melhores métodos para tentar reduzir ao máximo este conhecimento mal. (especialista24.com)
  • associado
  • Porém há estudos que mostram que o ovo não está associado com aumento do colesterol sérico. (blogspot.com)
  • Todo o nosso entendimento acerca deste assunto assenta na teoria lipídica em que o colesterol foi associado à doença cardiovascular e à obesidade. (sapo.pt)
  • relacionado
  • Recentemente, o colesterol também tem sido relacionado a processos de sinalização celular, pela hipótese seria um dos componentes das chamadas "jangadas lipídicas" na membrana plasmática. (wikipedia.org)
  • tecidos
  • O colesterol é sintetizado primariamente da acetil CoA através da cascata da HMG-CoA redutase em diversas células e tecidos. (wikipedia.org)
  • animais
  • Colesterol é um álcool policíclico de cadeia longa, usualmente considerado um esteroide, encontrado nas membranas celulares e transportado no plasma sanguíneo de todos os animais. (wikipedia.org)