resultado no eletrocardiograma positivo para isquemia indica que a pessoa sofreu um infarto?qual é o tratament?


  • a pessoa que realizou esse exame é hipertensa mas não é diabética a pessoa que fez o exame sofre de hipertensão,não é diabética....e não teve sintomas como dor no peito ou falta de ar.é do sexo feminino a isquemia ocorreu em uma pequena aérea desculpe ocorreu em uma pequena área
  • Se essa isquemia foi prolongada pode ter levado ao infarto, sim.. O tratamento varia conforme a causa e o tempo da lesão. "A trombose e a embolia quando diagnosticadas com precocidade têm indicação de uso de fibrinolíticos ( medicamentos que "desmancham" o trombo) que necessitam da internação do paciente para sua administração. Nos casos com mais de 10 horas de oclusão ou quando não dispomos de fibrinolíticos, a cirurgia arterial para a remoção de trombos e/ou êmbolos se faz imprescindível para evitar a necrose dos tecidos isquêmicos. Nos casos de traumatismo arterial, a cirurgia para reconstrução do fluxo arterial é o tratamento mais adequado e dá melhor prognóstico."

Minha Mãe tem 82 anos e o médico disse que ela vai ter que fazer cateterismo, o que devo fazer como prevenção?


Gostaria de obter mais informações sobre a trombose venosa cronica.alguem sabe algum remédio ou tratamento ? ?


  • a perna esta muito inchada e dói muito, mal consigo caminhar, mas sou muito obeso tbm, alguem pode me ajudar???
  • Tratamento O objetivo do tratamento da trombose venosa profunda é evitar a formação de coágulos ou, se eles já se instalaram, promover sua reabsorção pelo organismo. Para tanto, pode-se contar com os medicamentos anticoagulantes (heparina e warfarina), e os fibrinolíticos que ajudam a dissolver os trombos. Alguns casos requerem intervenção cirúrgica. Como é feito o tratamento medicamentoso? Como a obesidade é uma doença crônica e muitas vezes o tratamento clássico com planejamento alimentar e incentivo à atividade física não funciona, temos de administrar medicamentos que auxiliam a perda de peso e a manutenção do peso atingido. Existem vários tipos de medicamentos para o tratamento da obesidade com objetivos distintos: diminuir a fome; aumentar a saciedade; aumentar a queima de calorias; diminuir a absorção de gorduras. A escolha de um ou de outro remédio depende de cada paciente, do seu grau de obesidade, do seu hábito alimentar, das complicações que tem etc., e deve ser feita pelo médico. Nunca se deve tomar remédio porque alguém (não médico) aconselhou e não se deve confiar em quem (médico ou não) dê fórmulas com muitos componentes ou que venda seus próprios remédios.

Quais os sintomas de trombose pulmonar?


Palpitações, aperto no peito, falta de ar, dor tipo na veia do braço esquerdo e as veias mais visives. ?


informações sobre trambose?


  • Quais os sintomas de uma trambose nas pernas.
  • Trombose é a formação de um trombo (coágulo de sangue) no interior de um vaso sangüíneo. Tromboembolia seria o termo usado para descrever tanto a trombose quanto sua complicação que seria o embolismo. Às vezes pode ocorrer em uma veia situada na superfície do corpo, logo abaixo da pele. Nesse caso é chamada de tromboflebite superficial ou simplesmente tromboflebite ou flebite. Índice Causas: Geralmente, a trombose é causada devido a uma anomalia em um ou mais itens da Tríade de Virchow abaixo relacionados: 1. Composição do sangue (hipercoagulabilidade) 2. Qualidade das paredes venosas 3. Natureza do fluxo sangüíneio (hemodinâmica) A formação do trombo é geralmente causada por um dano nas paredes do vaso, ou ainda por um trauma ou infecção, e também pela lentidão ou estagnação do fluxo sangüíneo, ocasionado por alguma anomalia na coagulação sangüínea. Após a coagulação intravascular, formam-se uma massa deforme de hemácias, leucócitos e fibrina. Tipo/classificação Em geral, existem duas formas distintas de trombose: * Trombose venosa o Trombose venosa profunda (TVP) - quando o coágulo se forma em veias profundas, no interior dos músculos. o Trombose da veia porta o Trombose da veia renal o Trombose da veia hepática (Síndrome de Budd-Chiari) o Síndrome de Paget-Schroetter (Trombose venosa nos membros superiores) o Síndrome do desfiladeiro torácico (a causa da maioria das tromboses venosas nos membros superiores que não têm relação com um trauma) * Trombose arterial o Acidente vascular cerebral (AVC) o Infarto do miocárdio (geralmente uma trombose na coronária devida a uma ruptura em uma placa aterosclerótica) o Síndrome do desfiladeiro torácido (pode precipitar uma trombose tanto arterial como venosa) Em todo caso, o trombo irá causar uma inflamação na veia ou artéria, podendo ficar apenas no local inicial de formação ou se espalhar ao longo desta, causando a sua obstrução parcial ou total. Embolisação Se uma infecção bacteriológica está presente no lugar onde ocorre a trombose, o trombo pode se romper, espalhando partículas da substância infectada por todo o sistema circulatório e configurando um abscesso metastático onde quer que elas parem. Sem infecção, o trombo pode desprender-se e entrar na circulação como um êmbolo (coágulo), alojando-se e obstruindo completamente a veia sangüínea (um infarto). Os efeitos de um infarto dependem de onde ele ocorreu. A maioria dos trombos, não obstante, se organizam em proteína fibrilar, e a veia trombótica é gradualmente recanalizada com a ajuda de fibrinolíticos.

Me informem sobre infarto agudo? Por favor!!!?


  • Meu pai teve infarto agudo esta manhã, ele costuma ser muito ancioso, nervoso e estressado! Ele estava jogando futebol quando sofreu de infarto agudo. Agora ele está na UTI por observação, mas está tudo bem, ele e realmente muito ancioso e estressado e no futebol não é diferente, o medico disse que foi esse o motivo do acontecimento. Queria saber se ele pode levar alguma sequela para a vida, qual a chance de isso vir a acontecer novamente se for tomado os cuidados nessessários e se possui algum risco considerado preocupante, obrigado :D
  • Oi,Gabriel,certamente o estresse precipitou o infarto que pode ter fatores de risco como diabetes,hipertensão arterial,tabagismo,dislipidemias,arritmias cardíacas,uso de drogas como a cocaína,por exemplo.O infarto pode ser mais ou menos extenso,depende da área afetada e exige tratamento imediato-fibrinolíticos ou angioplastia.Após a alta,seu pai deverá dar continuidade ao tratamento com um cardiologista,usar medicação,fazer dieta e exercícios prescritos por seu médico.Ele terá sequela ou não,depende da área afetada,da eficiência do tratamento e,com certeza,vai precisar de uma terapia e talvez de ansiolíticos para aprender a relaxar mais.Resumindo: ele vai ter que mudar a vida completamente,mas pode reverter tudo isso em seu benefício,aproveitando cada momento para viver de uma forma mais tranquila e prazerosa.Neste tipo de episódio sempre devemos agradecer a Deus por nos ter dado mais uma oportunidade e tornar nossa vida mais feliz.Bjus!!!!!

me fale sobre trombose?


  • Dr. minha mãe teve uma trombose e paralizou o lado todo esquerdo dela, que consta uma dilatação de uma veia ao lado direito de sua cabeça, a pressão dela chega ate 23/por18 eu não sei mais o que fazer com a minha mãe pois eu amo muito ela e quero tentar de todas as formas o melhor para ela, ela fez fisioterapia 3 anos e parou fez 1 e meio fisioterapia levando choques no braço e na perna o que e melhor Dr. por favor pra mim fazer com ela.
  • Trombose é a formação de um trombo (coágulo de sangue) no interior de um vaso sangüíneo. Tromboembolia seria o termo usado para descrever tanto a trombose quanto sua complicação que seria o embolismo. Às vezes pode ocorrer em uma veia situada na superfície do corpo, logo abaixo da pele. Nesse caso é chamada de tromboflebite superficial ou simplesmente tromboflebite ou flebite. Geralmente, a trombose é causada devido a uma anomalia em um ou mais itens da Tríade de Virchow abaixo relacionados: Composição do sangue (hipercoagulabilidade) Qualidade das paredes venosas Natureza do fluxo sangüíneio (hemodinâmica) A formação do trombo é geralmente causada por um dano nas paredes do vaso, ou ainda por um trauma ou infecção, e também pela lentidão ou estagnação do fluxo sangüíneo, ocasionado por alguma anomalia na coagulação sangüínea. Após a coagulação intravascular, formam-se uma massa deforme de hemácias, leucócitos e fibrina. Em geral, existem duas formas distintas de trombose: Trombose venosa Trombose venosa profunda (TVP) - quando o coágulo se forma em veias profundas, no interior dos músculos. Trombose da veia porta Trombose da veia renal Trombose da veia hepática (Síndrome de Budd-Chiari) Síndrome de Paget-Schroetter (Trombose venosa nos membros superiores) Síndrome do desfiladeiro torácico (a causa da maioria das tromboses venosas nos membros superiores que não têm relação com um trauma) Trombose arterial Acidente vascular cerebral (AVC) Infarto do miocárdio (geralmente uma trombose na coronária devida a uma ruptura em uma placa aterosclerótica) Síndrome do desfiladeiro torácido (pode precipitar uma trombose tanto arterial como venosa) Em todo caso, o trombo irá causar uma inflamação na veia ou artéria, podendo ficar apenas no local inicial de formação ou se espalhar ao longo desta, causando a sua obstrução parcial ou total. Se uma infecção bacteriológica está presente no lugar onde ocorre a trombose, o trombo pode se romper, espalhando partículas da substância infectada por todo o sistema circulatório e configurando um abscesso metastático onde quer que elas parem. Sem infecção, o trombo pode desprender-se e entrar na circulação como um êmbolo (coágulo), alojando-se e obstruindo completamente a veia sangüínea (um infarto). Os efeitos de um infarto dependem de onde ele ocorreu. A maioria dos trombos, não obstante, se organizam em proteína fibrilar, e a veia trombótica é gradualmente recanalizada com a ajuda de fibrinolíticos.