protrombina

  • As mais importantes são: deficiência da Antitrombina III, da proteína C e S, as mutações dos genes da protrombina, do fator V de Leiden e da enzima metileno tetrahidrofolato redutase. (aloimune.com.br)
  • Após a lesão vascular, o fator tecidual (fator III) é lançado e forma junto ao fator VII ativado um complexo (Complexo FT-FVIIa) que irá ativar os fatores IX e X. O fator X ativado junto ao fator V ativado formam um complexo (Complexo protrombinase) que irá ativar a protrombina em trombina. (wikipedia.org)

anticorpos

  • Predisposição conhecida para tromboses venosas ou arteriais, tais como resistência à proteína C ativada (PCA), deficiência de antitrombina-III, deficiência de proteína C, deficiência de proteína S, hiperomocisteinemia e anticorpos antifosfolípides. (medicinanet.com.br)
  • Uma causa importante de TVP é a hipercoaguabilidade, provocada devido à deficiência de antitrombina 3 (é uma substancia do sangue que mantém o equilíbrio da coagulação e a presença de anticorpos do tipo cardiolipina), de proteínas C e S, presença de lúpus (doença do colágeno). (boasaude.com.br)

heparina

  • A heparina liga-se à molécula da antitrombina III, tornando-a cerca de 1.000 a 4.000 vezes mais potente na função de inibir a trombina. (wikipedia.org)
  • portanto, a heparina também contribui para impedir a atuação daqueles fatores, ao acelerar a atividade da antitrombina III. (wikipedia.org)

apresentam

  • Após o diagnóstico da doença, 3 diferentes situações clínicas se apresentam. (alert-online.com)

pacientes

  • Os pacientes são tratados com anticoagulantes ou, mais raramente, com um concentrado de antitrombina. (wikipedia.org)
  • Apesar disso, suas incidência e prevalência vêm aumentando em todo mundo, inclusive no Brasil, onde se estima que 3 milhões de pacientes tenham algum grau de insuficiência renal. (medicinanet.com.br)

dias

  • A antitrombina tem uma vida média de 3 dias no plasma sanguíneo sua concentração é de aproximadamente 0.12 mg/ml, o que equivale a uma concentração molar de 2.3 μM. (wikipedia.org)

causa

  • Em regra, isso faz-se com um conjunto de testes que medem a concentração das proteínas em causa (doseamento plasmático da proteína C, proteína S, antitrombina III, homocisteína), e a presença de mutações no factor V Leiden, o que requer um teste genético. (alert-online.com)

Desvio

  • aumento na quantidade de 2,3 - DPG (2,3 - difosfoglicerato) das hemácias que leva a um desvio da curva de dissociação de oxigênio da hemoglobina. (blogspot.com)

risco

  • Por exemplo, a deficiência de AT III confere um risco maior de trombose do que deficiências da proteína C ou proteína S. A deficiência de AT III manifesta-se em idades mais jovens, tem um risco maior de recorrência de tromboses e confere um maior risco de trombose durante a gravidez e um maior risco de perdas fetais. (alert-online.com)

leva

  • Na insuficiência renal (especialmente na síndrome nefrótica), a antitrombina se perde na urina, no qual leva a uma maior atividade do Fator II e do Fator X, e a uma marcada tendência a trombose. (wikipedia.org)